segunda-feira, 30 de abril de 2012

JANELAS PARA O MUNDO...

"Uma imagem vale por mil palavras" resume bem o teor da World Press Photo 2012, atualmente em exibição no museu da eletricidade, em Lisboa, que reúne uma coleção das melhores fotografias do ano passado, amplamente divulgadas pela imprensa mundial. Das mais de 100 mil fotos - de 5247 fotógrafos de 124 nacionalidades -  foram seleccionadas as vencedoras em cada uma das várias categorias, no 55º concurso de World Press Photo, e são essas que se encontram maioritariamente na exposição.

A par de imagens de guerras, conflitos, revoluções e catástrofes naturais, que espelham a desolação e tristeza das populações envolvidas nesses trágicos eventos, também o choque de culturas, a ganância e a voracidade do Homem face ao meio ambiente ou a simples vivência de gente comum dos vários cantos deste planeta azul transparecem num retrato real e histórico dos acontecimentos mais relevantes de 2011. É impossível passar incólume ao lado de fotografias tão representativas da natureza humana, em tudo o que tem de melhor ou pior. A emoção tocará a todos, incluindo aos que se julgam mais frios, fortes e empedernidos - não é raro observar o horror estampado na face dos visitantes, perante certas imagens. Já os mais sensíveis, convém irem prevenidos...

No entanto, podemos também visionar imagens de rara beleza, como as que dizem respeito à maior caverna do mundo, aqui num aspeto parcial da fotografia do alemão Carsten Peter:

E que, no meu entender, nos relembra como somos pequenos face à imensidão do mundo que nos rodeia... (e mesmo assim tão devastadores, como verificamos noutras imagens!)

A não perder, especialmente para todos os amantes de fotografia! Tal como em anos anteriores, suponho que a World Press Photo 2012 seguirá para outras cidades do país, embora desconheça a sua calendarização. Para quem não tiver oportunidade de ver ao vivo, fica o link.

A exposição estará patente ao público lisboeta até dia 20 de maio e a entrada é gratuita.

16 comentários:

  1. Se estava com vontade de ir, ela aumentou!

    Um abraço, linda

    ResponderEliminar
  2. Este ano não vou ter oportunidade de ver, mas sempre que posso vou, adoro.

    ResponderEliminar
  3. É mesmo a não perder, Teté. Como todos os anos :)

    ResponderEliminar
  4. Ainda lá não fui, mas espero não perder.

    ResponderEliminar
  5. Ainda agora vi o anúncio na Tv, quero muito ir, mas primeiro está a visita à Feira do Livro :)

    Vamos ver se pára de chover...

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  6. Costuma vir ao Algarve... na edição passada esteve em Portimão...lá para agosto, talvez :)

    ResponderEliminar
  7. É mesmo de não perder, SÃO! :)

    Abração!

    ResponderEliminar
  8. Falhei no ano passado, RAINHA, tanto aqui como em Portimão! Aqui porque fui no último dia e as filas de espera eram infindáveis. Ao contrário do tempo de férias, bem findável... ;)

    ResponderEliminar
  9. Depois de ter perdido no ano passado, VIC, já não me apanham a adiar para os últimos dias... :)

    ResponderEliminar
  10. Não te atrases, VITOR, porque nos últimos dias é para esquecer... :)

    ResponderEliminar
  11. MARIA, quer chova, quer faça sol, à Feira do Livro irei no próximo domingo, à apresentação do livro do Rafeiro Perfumado! :D

    Esta por acaso não depende muito do tempo, uma vez que dentro de portas! Embora também estivesse em fila de espera, sem chuva, mas com um vento frescote vindo do rio... :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  12. É verdade, LUISA, há dois anos foi em Portimão que a vi, frente ao museu da sardinha, salvo erro! Finais de julho, princípios de agosto, se bem me lembro... :)

    ResponderEliminar
  13. Tenho de ir vê-la. Só ainda não sei se conseguirei ir no próximo sábado, juntamente com a feira do livro, ou se a deixarei para quando estiver aqui, em Portimão. ;)

    ResponderEliminar
  14. Magnífica fotografia :) infelizmente é longe.

    ResponderEliminar
  15. Já houve um ano em que a vi em Portimão, TONS DE AZUL, no ano passado perdi aqui e lá, daí ter decidido ir logo nos primeiros dias... :))

    Vale sempre a pena, está claro! :)

    ResponderEliminar
  16. É longe, MOYLITO, mas percorre o país, portanto é questão de te informares quando passa aí pelas tuas paragens... :)

    ps - se souber, também te digo! :))

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)