segunda-feira, 16 de abril de 2012

ESTÁ CRESCIDO...

Quando o meu filho nasceu (e já la vão 20 anos, ai, ai!) era tão pequenino, frágil e assustadiço com qualquer barulho inusitado, que o chamava de "pardalito". Assim só em privado ou em ambientes restritos, que a ideia não era que a alcunha pegasse para a vida. Palrador e, mais tarde, falador e cantarolador (como ainda é até hoje, embora desafinado), parecia-me que a descrição lhe assentava que nem uma luva.

Os colegas de escola, evidentemente, não o viram da mesma maneira. Pequeno, elétrico, cheio de genica e ideias, com um cabelo algo emaranhado e cor de rato, pois, foi mesmo de rato que o apelidaram. Que se mantém!

À medida que os anos foram passando, todos foram crescendo, uns mais que os outros. As meninas foram as primeiras a desenvolver-se, tanto em altura como nos restantes atributos femininos, quase "comiam as papas na cabeça" da rapaziada. Depois vinham as férias de verão e, no recomeço das aulas, lá apareciam uns rapazes com um palmo acima de dois meses e meio antes e ele... nada! O pai animava-o: "Ah, quando entrei no colégio (interno e militar) também era o mais baixo de todos, mas depois cresci!" A tia todos os anos repetia:: "Vais ver que é este verão que 'dás o pulo', como aconteceu com todos os meus colegas de liceu, que cresciam imenso nas férias"...

Francamente, nem dei conta! Primeiro já estava do meu tamanho (OK, não é grande façanha!), depois do da tia, a seguir do pai e da prima, epá, alto lá, que a torre Eiffel é em Paris, não em Lisboa. Contrariamente ao que é costume, obedeceu! Mesmo assim, ficou no 2º lugar do ranking (palavra modernaça, aqui sem o seu sentido pejorativo) familiar de alturas, apenas ultrapassado por uma das primas. (a mais nova, ainda está para ver...) 

Mas que tenho saudades do meu "pardalito" - que já virou pardal, para não dizer pardalão (que também não é gigante!) - não restam dúvidas. E da época em que via estes desenhos animados com ele, o vídeo mais visionado cá em casa na sua infância, também não:


PARABÉNS, FILHOTE!
(também já podiam deixar de te chamar rato, mais alto, de cabelo mais escuro e quase rapadinho, mas isso... tá quieto!)

Imagem da net.

52 comentários:

  1. Parabéns Teté, realmente os amigos já podiam deixar deixar de lhe chamar rato, mas as alcunhas são para a vida:)

    ResponderEliminar
  2. Felicidades para o pardalito. Vais ver que vais sentir saudades do tempo em que o levavas ao "nimas" ver os animados desenhos.

    ResponderEliminar
  3. ainda bem que o "pardalito" não pegou...
    na minha zona chama-se pardalito a alguém quando essa pessoa tenta mostrar mais do que é.

    ResponderEliminar
  4. Muitas felicidades para ti , para ele e para a família toda.

    Um beijinho de parabéns para o teu filho ( que "só" tem metadae da idade do meu, rrss) e desjos de boa semana para ti

    ResponderEliminar
  5. Parabéns para o teu filhote, que a vida lhe proporcione tudo de bom.
    O tempo passa, mas as boas memórias ficam para sempre, beijinhos para os dois:)

    ResponderEliminar
  6. Muitos parabéns ao "pardalito"! Passem os anos que passarem, a altura que eles tiverem, serão sempre os nossos bebés!

    ResponderEliminar
  7. Parabéns e dá um abraço ao pardalito que celebra no mesmo dia ca'eu.

    Beijinho Teté

    ResponderEliminar
  8. Parabéns ao Pardalito! (não gosto de rato).Tudo de bom para ele.
    Beijinhos para todos.

    ResponderEliminar
  9. parabéns ao pardalão :)

    tudo cresce...

    o rei leão...
    também o vi com o meu campeão

    abrazo serrano

    ResponderEliminar
  10. Pardal e Rato... Morcego?!

    Deixa lá ficar Rato antes que alguém pegue noutra alcunha pior eheh

    Parabéns ao rapazola e à mãe babada :D

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. O pardalão faz anos hoje? :) Parabéns a ele :) :) :) e parabéns à Mami e ao Papi dele :)

    ResponderEliminar
  12. Quase ao fim do dia, mas ainda muito a tempo de dar os PARABÉNS ao filhote :)))

    Pardalito, pardalão, Rato...que importa?
    O importante é que ele seja Feliz :) no entanto, Pardalito é fofo eheheh

    Os anos passam a correr...

    Beijinhos e Felicidades para todos :)))

    Rei Leão...hakuna matata ehehhehe

    ResponderEliminar
  13. Parabéns ao filho e claro à mãe :)
    Eles crescem... e nós nem queremos acreditar que estão capazes de sair do ninho...

    ResponderEliminar
  14. Parabéns aos dois! : )
    Abraço

    ResponderEliminar
  15. Há alcnhas que ficam para toda a vida e eu também ainda carrego a minha junto dos meus amigos da adolescência.
    Parabéns ao filho e à Mãe!

    ResponderEliminar
  16. Parabéns ao filhote e à mamã.

    Eu só consigo pensar em como será a minha :))

    ResponderEliminar
  17. Este teu texto sobre o teu filho é um encanto e o mais bonito de todos os presentes que ele possa ter.

    Mando parabéns ao filho e aos pais, desejando que tenham tido um dia muito divertido.

    PS: Não me fales do Rei Leão, que a Ema (5 anos) é doida por esse filme ou melhor filmes (ao todo3!!!).

    ResponderEliminar
  18. A vida é de uma voracidade atroz, mas as memórias dos bons momentos ficam. Quanto aos desenhos animados, se ele era dos que os viam até gastar a fita da cassete (não havia CDs), por esta altura ainda se deve recordar as frases, letras e músicas…

    ResponderEliminar
  19. Parabéns Teté e parabéns filhote da Teté! Muitas felicidades!

    ResponderEliminar
  20. Pois é, RAINHA, há alcunhas que se colam à "pele" e não despegam mais... :))

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  21. Obrigada, CARLOS! Vou ter? Não, já tenho saudades desse tempo... :D

    ResponderEliminar
  22. O "pardalito" não era para pegar, VÍCIO, era apenas uma forma carinhosa de tratar um ser tão pequenino e assustadiço! Mas não fazia ideia que noutras zonas do país tinha outras conotações... Estamos sempre a aprender, é o que é! :D

    ResponderEliminar
  23. Obrigada, SÃO!

    Se digo que o meu filho está crescido, o teu já está crescidão! :D

    Beijocas e boa semana para ti!

    ResponderEliminar
  24. Obrigada, CONCHITA!

    É verdade, o tempo passa e ficam as boas memórias! :D

    Beijocas! :)

    ResponderEliminar
  25. É verdade, ANA, tenham a idade que tiverem, os nossos meninos nunca vão crescer e serão sempre "meninos" aos nossos olhos! :)

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  26. Obrigada e parabéns a ti também, PAULOFSKI (embora já os tenha dado nos locais certos)! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  27. Obrigada, SONHADORA! Também não gosto de ratos (nem do Mickey), mas o que posso fazer? :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  28. Obrigada, MIXTU!

    Até hoje é dos desenhos animados que mais gosto, talvez por me trazer essas boas recordações... :D

    Abraço citadino!

    ResponderEliminar
  29. Xi, credo, W, foi mau! Pardal com rato igual a morcego? Tu não atormentes as minhas noites! Com pesadelos! :))

    Mas tens razão, a alcunha podia ser pior! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  30. Faz, ANA! A família inteira agradece e envia-te um beijão! :) :) :)

    ResponderEliminar
  31. Uma mãe a escolher um 'petit nom' tão carinhoso para o seu bebé, e depois vêm os malucos dos colegas da escola e toma lá "rato" e já gozas?! A vida é assim, MARIA, cheia de contrariedades... =))

    Mas tens razão, a alcunha é o que menos interessa! Que seja feliz é tudo o que desejo! :D

    Obrigada e beijocas para ti! Hakuna Matata, pois! :))

    ResponderEliminar
  32. Crescem e saem do ninho, mesmo, LUISA! Mais, até temos de os incentivar a sair... :)

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  33. Obrigada e abraço, CATARINA! :)

    ResponderEliminar
  34. É, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, esta alcunha dele parece que colou, chegam a telefonar-me para casa a perguntar pelo rato... :))

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  35. Obrigada, LOPESCA! :)

    É, nesta altura do campeonato é normal. Mas está quase... e que corra tudo pelo melhor! :D

    ResponderEliminar
  36. O dia foi igual a todos os outros, EMATEJOCA, embora ele tivesse tido um exame na faculdade, à exceção de comprarmos um bolinho para ele apagar as velas depois do jantar... :)

    A festinha será lá para sábado ou coisa!

    Bem sei que o Rei Leão tem seguimento, mas o primeiro é que foi a grande paixão! :D

    Mas, como já te disse, a tua Ema começa a revelar um excelente gosto cinéfilo! =))

    ResponderEliminar
  37. Bem-vindo, SAM!

    É verdade, ficam os bons momentos e respetivas recordações! E sim, é capaz de se recordar disso tudo, mas a cassete vídeo já foi transformada em CD, antes que se estragasse de vez... :))

    ResponderEliminar
  38. Muito obrigada, VITOR! :)

    ResponderEliminar
  39. Anónimo4/17/2012

    Atrasada, venho deixar um beijinho (apressado) ao pardalito e à mãe.:))
    Espero que tenham passado um feliz dia!
    Nina

    ResponderEliminar
  40. Aahh, é então este o tal carneiro filho de peixe!
    PARABÉNS!
    Parabéns ao pardal, ou rato, ou... (afinal e rapaz é alguma reserva natural de fauna?)
    E, evidentemente, PARABÉNS à mamã que adivinho babadíssima!
    E beijos!

    ResponderEliminar
  41. o tempo passa para todos mas as mães tendem a ser imunes à percepção dessa passagem nos rebentos. parabéns pela inteligência materna :)

    ResponderEliminar
  42. Ui! Parabéns atrasados ao filhote e à mamãe. ;)
    O tempo passa num instante. E é vê-los crescer...

    ResponderEliminar
  43. Parabéns também à mãe, eheh
    Bjs

    ResponderEliminar
  44. Uma emoção, ver os nossos filhos crescer!
    Parabéns para ti e para ele! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  45. Foi um dia normal, NINA, mas obrigada pelos beijinhos! :)

    Outro para ti!

    ResponderEliminar
  46. Obrigada, KOK! :))

    É, carneiro filho de peixe, pardal mais rato, quase dá um Zoo completo... =))

    Beijocas! :D

    ResponderEliminar
  47. Alguns pais também não veem o tempo passar, MOYLITO, tal como as mães, tendem a querer ter sempre os filhotes debaixo das asas... :))

    Gracias! :)

    ResponderEliminar
  48. Obrigada, TONS DE AZUL! :)

    E espantosos é que crescem, mesmo quando ainda os vemos "pequeninos"... :D

    ResponderEliminar
  49. Obrigada, WHITE_FOX! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  50. É sempre uma emoção, sim, TERESA, bem sabes do que falo! :)

    Obrigada e beijocas!

    ResponderEliminar
  51. Como sempre atrasada nos comentários mas mesmo assim não podia de deixar de dar os parabéns. Ao ler este post lembrei-me logo da minha mãe porque, apesar do meu irmão já ter 32 anos ela ainda o continua a tratar como o "pardalito". Nunca sei se ela está a falar do filho ou do neto! Realmente a maternidade é algo de fantástico pois para as mães os filhos nunca deixam de ser os seus meninos;)

    ResponderEliminar
  52. É verdade, LANDA, para as mães os filhos nunca "crescem"... tenham a idade que tiverem! :)

    Obrigada!

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)