sexta-feira, 8 de junho de 2012

AGARREM-ME OU DOU CABO DESSES PALHACITOS!

Confesso, demorei alguns dias a ler este livro! Mas antes de tirarem conclusões precipitadas, explico já porquê: o primeiro que li do Rafeiro Perfumado, numa única noitada, quase acordou a vizinhança toda do prédio com as minhas gargalhadas; o segundo comecei a ler logo na esplanada da "Mexicana", após a apresentação, os risos diluíram-se na barulheira generalizada, mas o ritmo já foi mais vagaroso, que não pretendia atritos com vizinhos. Assim - e já que nos tempos que correm não existem muitos motivos para rir - esta onda de bom humor foi doseada, para as suas 171 páginas (fora agradecimentos!) durarem como aquelas pilhas que duram... e duram...

Sabia de antemão que alguns textos e frases foram banidos pela "iluminada" editora, por "politicamente incorretos"! Isso existe no humor?! Faz-me sempre lembrar aquele fulano muito educadinho, a contar a anedota da "puta na esquina", que começava com qualquer coisa como "estava uma menina com um grande decote e uma mini-saia reduzida, entretida a passear no passeio da rua, quando chega a uma esquina..."  Escusam de perguntar: não sei o fim da anedota, que com uma introdução destas... se não adormeci... desliguei! zzzzzz

Não é o caso aqui! Ri tanto em "horários nobres", como nos livros anteriores. E o "alguns dias" também é relativo, uma vez que já o li há bué! Então porquê só hoje escrever sobre ele, alguém adivinha? Então, pois está claro, o nosso amigo Rafeiro Perfumado vai marcar presença na Feira do Livro do Porto, no stand da Bizâncio, para a apresentação/sessão de autógrafos/beijocas-ou-abraços-aos-seus-leitores (consoante o género de cada um), dia 9 de Junho, entre as 15h31m e as 17h28m. Horas rafeirosas, portanto, sincronizadas ao minuto e muito a tempo de verem um jogo da seleção. (que não me apetece ir investigar qual é) 

A malta do Norte que se ponha a pau, que em Lisboa o livro ESGOTOU no stand! Se não quiser perder a oportunidade de dar umas boas gargalhadas, beijocar ou abraçar o maior escritor de badanas de que há memória e mostrar a verdadeira fibra de que é feita... carago!

Citações (rosnadelas, em rafeirês):
"Comecemos por dizer que as mulheres vão ao cabeleireiro não apenas para cortar o cabelo mas para se embelezarem, normalmente pela proximidade de alguma ocasião especial. Nós não, é mesmo quando nos apetece ou, no meu caso, quando começo a perder a visibilidade ou a tropeçar no cabelo. Chato é que muitas vezes vêm de lá ou iguais ou piores do que foram, pois perdem a naturalidade e, surpresa das surpresas, reagem mal aos comentários sinceros."

"[...] quem foi o iluminado que elegeu o tempo como língua oficial dos elevadores, conhecida normalmente como elevadorês?"

"O conhecimento do 'zoom' é algo muito limitado, só isso explica que por vezes se veja alguém a filmar um edifício ou monumento fazendo várias passagens com a máquina, como se o estivesse a pintar, não vá escapar algum pedacinho."

Post agendado, por razões óbvias!

26 comentários:

  1. Faço minhas as palavras da Catarina.:)
    bji

    ResponderEliminar
  2. Estou com a febre do futebol e, sem tempo para ler, mas este "rafeiro" vai para a minha lista, pois gosto deste género de leitura.

    Força PORTUGAL!!!

    ResponderEliminar
  3. Já que estamos no confessionário vou confessar-te uma coisa, mas não contes a ninguém :p

    Quando criei o meu blog várias pessoas me falavam do Rafeiro Perfumado, que se admiravam de eu não ir ao blog dele já que os post's eram super divertidos e bem escritos, que eu ia gostar e blá, blá, blá...uma vez fui lá e gostei muito, fartei-me de rir com alguns post's, quando quis comentar vi que já havia 300 e tal comentários e vim embora...que me lembre acho que nunca lá comentei...de vez em quando ainda lá vou ler, até porque vejo o Rafeiro em outros blogs onde vou, mas...adoro, principalmente, o fim do blog quando ele diz, "acredita em mim, o blog acaba aqui" ehehe

    Quando saiu o 1º livro quis comprar, mas depois imaginei que o livro era composto de post's do blog e para isso não valia a pena gastar dinheiro já que os podia ler no blog e de graça ;)

    Só há pouco tempo sobe que havia um 2º livro e desta vez na feira do livro quis comprar o 3º até pela publicidade que aqui fizeste, mas na feira nem a sombra lá ficou...e ao Porto não vou.

    Quem sabe um dia compro...

    E pronto, já confessei eheheh

    Beijinho aos dois :)

    ResponderEliminar
  4. Tenho que ler então algo do nosso amigo. Ao Porto é que não posso ir :)

    ResponderEliminar
  5. Ainda não li nada deste senhor que me faz rir com os seus posts, vai para lista de espera.

    ResponderEliminar
  6. Vale sempre a pena, CATARINA! :D

    ResponderEliminar
  7. Faço o mesmo comentário que fiz à Catarina, NINA! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  8. Essa febre não me contagia, EMATEJOCA, se bem que gostava que a seleção portuguesa se saísse bem, obviamente! Mais por patriotismo do que por interesse nos futebóis... :))

    E que vença o melhor, sem qualquer erro de árbitros e tal! :D

    ps - não, a vaca não era a Merkel, foi uma substituta alemã do polvo, que ouvi na rádio, nem fui investigar - desculpa se estiver errada!

    ResponderEliminar
  9. Tanto quanto sei, o primeiro livro do Rafeiro foi escrito essencialmente à base de posts do blogue, MARIA, mas tanto o 2º como o 3º têm textos originais, maioritariamente.

    Dito isto, com a moda do facebook e tal, ele já tem muito menos comentários. De qualquer das formas, o teu segredo está bem guardado, que eu sou um túmulo! =))

    Mesmo que não tenha entendido porque é que tantos comentadores te assustam, como à minha amiga Ana/Vani, que também demorou algum tempo a comentar lá, por só gostar de "cantos" mais sossegadinhos... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  10. VIC, estava a opinar sobre o livro e a anunciar o evento para os amigos que vivem no Porto e/ou arredores! A Pinkie é que um dia te vai morder as canelas, por ter perdido a oportunidade, na devida altura... =))

    ResponderEliminar
  11. Não tenho turbante na cabeça para adivinhar o sentido de humor de cada um, RAINHA, mas, pessoalmente, farto-me de rir com as crónicas dele... :))

    ResponderEliminar
  12. Como é???? Afinal, a censura ainda existe?!

    Bom domingo.

    ResponderEliminar
  13. Pelos vistos, SÃO, ainda há uns laivos de censura nas editoras... :P

    Bom domingo!

    ResponderEliminar
  14. Finalmente conheci o Rafeiro, depois de tantos anos a comentar no blog dele!. Simpatico, como era de esperar e estou mortinha por ler o livro dele todo!!
    Beijos:)

    ResponderEliminar
  15. Ele é um querido, CONCHITA! E não morde! :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  16. O moço é blogueiro? Cadê o link?
    Eu entendo que quando lemos um livro muito bom de um autor, criamos expectativas antes de lermos um segundo volume. Mas sabe que as exigências e pressões para manter a qualidade, por si, já fazem o autor se retrair. Quem sabe se ele viajar para uma imagem igual a do post antecedente, o guapo não retorna ao natural. Mas essas editoras... um pé no saco! Por isso os humoristas não publicam mais, preferem o stand up!
    Bom descanso!! Beijus,

    ResponderEliminar
  17. É blogueiro, sim, LUMA! Mas não é humorista de profissão... :))

    O endereço dele é:
    http://rafeiroperfumado.blogspot.com

    Vale a pena dar uma olhada no blogue dele! Embora os textos atuais (dos livros) sejam maioritariamente inéditos! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  18. Nunca li nada do Rafeiro Perfumado, mas fartei-me de rir com o seu post e depois com os excertos que partilhou connosco. Conclusão: na lista!

    ResponderEliminar
  19. As listas daqui saem sempre compridas, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA! :))

    ResponderEliminar
  20. Obrigado, Teté, só agora é que vi este teu texto. Pelo que tenho recebido de feedback, a malta que não conhecia os textos originais não dá pela "censura", mas não é a mesma coisa. Mas também te garanto que foi a primeira e última vez que me fizeram algo do género. Grande beijoca e mais uma vez obrigado pelo teu apoio!

    ResponderEliminar
  21. Claro que não é a mesma coisa, RAUF! E concordo absolutamente que não voltes a permitir uma alarvidade dessas! :D

    Um grande beijoca! :)

    ResponderEliminar
  22. Heheh já comprei mas ainda não li ;)

    ResponderEliminar
  23. Mas lê-se muito bem, podes crer, LOPESCA! :)

    ResponderEliminar
  24. adquiri um saco cheio na feira do livro cá em Coimbra (havia duas bancas de alfarrabistas) e, para livros novos, pas de budget :( ficará em standby que não me esqueço do título:)

    ResponderEliminar
  25. Um livro bem disposto sabe sempre bem, MOYLITO! Independentemente de boas compras que se possam fazer em alfarrabistas... :))

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)