sexta-feira, 4 de novembro de 2011

UMA CASA NA ÁRVORE...

A RTP estava a exibir uma série da BBC sobre a vida nas florestas tropicais. Que não deve ser nada fácil, como é lógico! Logo de início percebi que focava essencialmente uma tribo, que vivia em casas construídas nas copas das árvores e que se dedicava à caça. OK, é uma questão de sobrevivência, mas não me apetecia verificar os métodos dos caçadores apanharem macacos desprevenidos a saltitar de galho em galho, com zarabatanas de setas envenenadas. Desisti de ver!
Alguns minutos depois voltei à sala e oiço uma mulher a afirmar, ufana (em inglês ou traduzido em voz off, não me recordo...): "O meu marido é o melhor! Os meus filhos nem se afligem, têm muito orgulho no pai, quando o veem apontam e dizem: 'Ena, lá vai ele!'". Olhei para o ecrã e vi o homem, grande orgulho de toda a família, a trepar a uma árvore...
Nem imaginam a risota!

Curioso também é que não encontrei na net nenhuma cabaninha que se assemelhasse às da tribo da série televisiva. Mas encontrei esta - suponho que numa foto da autoria de Allison Shelley - da residência de um casal americano (Erica e Mathew Hogan), que resolveu encontrar um modo de estar na vida alternativo, cujo site podem encontrar aqui.

É, ainda há gente que me espanta, pelo lado positivo... (e sim, essencialmente o trepador de árvores, que afinal ia catar o mel às colmeias de abelhas, anichadas no topo do arvoredo, para adoçar a boca à sua tribo!)

BOM FIM DE SEMANA!
.

25 comentários:

  1. :))
    Pois eu, se pudesse e tivesse uma árvore grande, construiria lá uma cabaninha ao pirralhito, mas não seria para lá viver sempre.lol
    beijocas e um excelente fds!

    ResponderEliminar
  2. Pode ser muito giro, e apesar de eu viver bem em qualquer lado, ou pelo menos de me adaptar bem a todas as circunstâncias, faz-me o pouco de confusão essas "vidas"...

    Tadinhos dos macacos :(

    Beijinho e bom fim de semana :)

    *ainda não consigo ver os smiles :(((

    ResponderEliminar
  3. Há cada vez mais gente a escolher modos de vida alternativos, para escapar à loucura. A RTP tem feito algumas reportagens por cá, mas ainda não vi ninguém a subir a árvores. :-) Se calhar não faltará muito...

    ResponderEliminar
  4. Por momentos lembrei-me do "Barão Trepador" de Calvino. Sobre um rapaz que decide ir morar numa árvore, após se ter zangado com o pai. Um livro muito bom.

    Obrigada, Teté. Vou ver se me informo então até quando está em cena.

    Ah! Então quando tiveres para aí virada, tenta um tom no fundo do blogue. ;)
    Beijocas

    ResponderEliminar
  5. Amor e uma cabana, quem não desdenharia. Os senhores da tribo é que sabem viver sem euros, ivas, nem troikas.

    ResponderEliminar
  6. Não tarda e será onde a maioria de nós terá de (sobre)viver...

    ResponderEliminar
  7. Hehehe e a cabana na foto parece muito jeitosa :)

    ResponderEliminar
  8. E não é o sonho de qualquer criança, ter a sua casinha na árvore, NINA? Mas quer dizer, como tu dizes é só para os momentos de brincadeira... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  9. Não deves ter visto bem o link, MARIA, que a casa dos americanos é um luxo, com água canalizada, eletricidade, incluindo acesso à net e tudo. Mesmo assim, também não acho que fosse para mim viver na floresta... :n

    Xi, que pena! Isso deve ser do browser/programa que usas, que aqui vejo lindamente (por aqui, leia-se, Mozilla Firefox)! Logo tu que és a maior fã dos smiles... :(

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  10. Há modos de vida alternativos que custam bom dinheiro, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, como aqui parece ser o caso: a "casinha" na árvore é um luxo só, algures nas montanhas da Costa Rica, onde compraram o terreno! :)

    Mas esperemos que não, que não sejamos obrigados a voltar às árvores e grutas, como os nossos antepassados distantes... 8x

    ResponderEliminar
  11. Nunca li esse livro, TONS DE AZUL! Nem nada desse autor... Será que está na altura? Gracias pela dica! :)

    Para aí virada até estou, o problema é que me mexe nas cores todas e isso leva (muito) mais tempo a acertar. Porque este fundo não se vê por estar em branco, mas tem para lá umas folhagens que não gosto muito... ;)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  12. Exatamente, PAULOFSKI! Mas terão outros problemas mais práticos, certamente... :D

    ResponderEliminar
  13. Esperemos que não chegue a tanto, TEONANIZI! ;)

    ResponderEliminar
  14. E é, LOPESCA! Um verdadeiro luxo... :))

    ResponderEliminar
  15. A propósito desta tua publicação, deixo aqui este link http://www.treehotel.se/. :) Tem tudo a ver.

    E sim está na altura de leres Calvino, Teté. :p

    ResponderEliminar
  16. esta foto apela profundamente ao moylito de 9 anos dentro de mim :)

    ResponderEliminar
  17. CREDO!!! E as vertigens????
    irra.
    BShell

    ResponderEliminar
  18. Cada vez mais me apetece viver num sitio desse genero :)

    ResponderEliminar
  19. Pronto, pronto, está decidido, TONS DE AZUL: tenho mesmo de ler! :))

    Obrigada pelo link! ;)

    ResponderEliminar
  20. Pois, não gostaríamos todos de ter tido uma cabaninha na árvore, MOYLITO?!? :D

    ResponderEliminar
  21. Das vertigens nem me lembrei, BLUE SHELL! Não tenho e imagino que o homem ou os americanos também não... :))

    ResponderEliminar
  22. Bem-vind@, SOL DE INVERNO!

    Por acaso, não estou nada virada para voltar a trepar árvores... :)

    ResponderEliminar
  23. Acho o sitio ideal para passar umas ferias

    ResponderEliminar
  24. Para férias (diferentes), talvez, BRUNO! :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)