quinta-feira, 17 de novembro de 2011

CONTOS... PICANTES!

O convite foi... picante! Claro que não podia faltar ao lançamento do livro "Picante - Histórias que ardem na boca", que reúne 6 escritoras portuguesas e 6 contos em volta de 6 receitas culinárias - picantes, como não poderia deixar de ser! 
A apresentação esteve a cargo de João Gobern, que aguçou o apetite aos presentes na livraria lisboeta para a sua leitura, com muito humor, no ambiente informal e animado habitual. Não se queixou de crises, austeridades e troikas, mas lamentou o facto das escritoras o convidarem sempre que as histórias envolvem crime ou picante, esquecendo-se dele quando escreveram sobre chocolate. Coitado, que injustiça...
Alice Vieira, Catarina Fonseca e Leonor Xavier responderam com o mesmo tom e à letra, até que chegou a vez do "vulcão" Rita Ferro se pronunciar:

- Somos 5 histéricas, sempre à gargalhada! - começou.
- 5? - perguntou uma das outras, espantada - Mas somos 6!
- Sim - disse ela - somos 5 histéricas... e uma poetisa! - revelou, acenando na direção de Maria do Rosário Pedreira.
As gargalhadas estenderam-se à plateia, mas ela ainda se atreveu a confessar que há muito desistiu de tachos e panelas, desde que resolveu assar um frango - que em vez de cru, comprou já assado (???) - e que terminou  no forno com a carcaça em tamanho de codorniz esturricada...
Maria João Lopo de Carvalho foi a oradora que se seguiu a afirmar que de culinária também percebia zero e, pasmem-se (ou não), Maria do Rosário Pedreira confessou o mesmo e que a "sua" receita foi tirada da Internet, alterando-lhe o português tosco (eheheh, editora é assim!). 
(Hummm... esqueçam o que escrevi ali acima sobre receitas culinárias: as "receitas" são de escrita! Tenho a certeza que são boas e, para mim, chega!)
Reunir todos os oradores numa só foto demonstrou ser missão impossível - 6+2 até é mais do que o Tom Cruise já conseguiu na "saga" cinematográfica - de modo que limito a este momento de boa disposição, entre 4 escritoras e 2 das suas editoras:

De caminho também adorei rever uma "velha" amiga e de conhecer outras duas facebookianas, "viciadas nos livros".  Irmandades...
Obviamente, sobre o livro em si só opinarei depois de ler!
.

18 comentários:

  1. Deve ter sido hilariante além de interessante. E belíssima é a forma como contas tudo isso...
    ainda dei por mim a rir, vê lá!

    Bj
    Shell

    ResponderEliminar
  2. pelos vistos tiveram sorte em não haver mostras de comida feita por elas... assar um frango assado? deve ser o dobro do sabor =))

    ResponderEliminar
  3. Venham mais encontros destes.:)
    bji

    ResponderEliminar
  4. Vim ao engano, Teté!!!
    Pensava que os CONTOS é que eram PICANTES.

    Concordo absolutamente com a Blue Shell, tu contas o encontro de 5 histérias e uma poetisa de uma forma tão interessante, que até me apetece ler o livro.

    Hoje estou convidada para jantar e, só peço a Deus, que a comida não seja picante. DETESTO!!!

    ResponderEliminar
  5. Contos ...picantes. A língua portuguesa é muito traiçoeira e quando li o título, comecei logo a imaginar outras coisas. (Sou um bocadinho pervertido, eu sei...)
    Mas depois da desilusão inicial, gostei muito da descrição. Gosto imenso de ir a lançamentos de livros, mas ultimamente tenho tido pouca oportunidade de estar presente.

    ResponderEliminar
  6. ehehehehh deve ter sido espectacular...não me ri com elas porque não estive lá, mas ri-me contigo que é a mesma coisa, afinal também és famosa (palmas) :)

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  7. Foi realmente hilariante, BLUE SHELL, daí resultar neste relato dos episódios mais "castiços"... :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  8. Eheheh, depois da apresentação, não sei se alguém se atreveria a provar, VÍCIO! :D

    Quanto à "codorniz" esturricada, suponho que ninguém se atreveu... 8x

    ResponderEliminar
  9. E virão, certamente, assim que elas escreverem o próximo, NINA! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  10. Eheheh, EMATEJOCA, suponho que a intenção da editora era essa, mas as "meninas" optaram todas por aderir ao outro picante... aquele que tu detestas!!! :))

    Mas foi mesmo muito divertido, até porque elas também o são! :D

    Espero que tenhas tido um bom jantar!

    ResponderEliminar
  11. Como já expliquei à Ematejoca, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, a intenção da editora devia ser que elas enveredassem mesmo por contos picantes desses! Mas elas preferiram aderir ao outro picante, já que a própria língua lhes deu oportunidade de optar! :))

    Quanto aos lançamentos, pois, nem sempre calha! ;)

    ResponderEliminar
  12. Foi muito divertido mesmo, MARIA! :))

    "Famosa"... só se for prá malta cá de casa! E mais alguns familiares e amigos! Se contar com os da blogosfera e do facebook, talvez sejam 200 pessoas. Achas que chega para subir à ribalta da fama?!? =))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  13. Uma pitada de boa disposição que instiga à leitura. Este Natal a minha mãe vai ter juntar este ao das histórias do chocolate.

    ResponderEliminar
  14. Chega e sobra, eu voto em ti (assobiando)

    ResponderEliminar
  15. Sim, mas com a tua mãe não há perigo de comeres "codorniz" esturricada, por seguir as receitas das escritoras, PAULOFSKI! :D

    ResponderEliminar
  16. Ahahah, OK, MARIA, se algum dia tiver um clube de fãs ficas encarregue de o liderar! =))

    ResponderEliminar
  17. a capacidade culinária é pormenor, o importante é contar histórias, como se vê na proliferação de programas de gastronomia. alguns dos quais são mesmo muito fixes, embora eu veja pouco.

    ResponderEliminar
  18. Eu adoro programas de culinária, MOYLITO, mas para mim uma boa história vale muito mais! :))

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)