sexta-feira, 11 de novembro de 2011

PÉS DE SALSA

Já fiz a experiência em tempos e resultou. Quer dizer, mais ou menos, porque depois tinha pena de cortar os pés de salsa que plantei e vi crescer. Tanto que alguns deles acabaram por murchar no próprio vaso! O que também não deixa de ser um destino inglório...

Mas os tempos estão difíceis - se, noutros, a salsa e os coentros eram oferecidos aos clientes que fizessem compras na mercearia (o que ainda acontece em algumas e na praça), nos super ou hipermercados ela é paga... a preço de bife da vazia! Ah, pois é, a questão é fazer as contas: se 50 gramas de salsa, lavada, empacotada ou embrulhada custa  89 cêntimos, a como é o quilo? Nada mais nada menos que 17,80 €. Evidentemente, ninguém compra um quilo de salsa, porque os tais 50 gramas dão para vários dias e refeições - aí depende do cardápio e do número de comensais -, mas certo é que em cerca de uma semana também murcha (se não for congelada, mas aí parte do seu paladar também se perde, no meu modesto entender). Portanto, se todas as semanas comprarmos um raminho, no final do ano "voaram" 46,28 €, sem percebermos como!
 
Se bem pensei melhor o fiz, toca de ir buscar o vaso sem uso, a terra e as sementes comprei por cerca de 3 €. Devo esclarecer que o jeito é pouco para estas lides de jardinagem, numa segunda tentativa a coisa não correu nada bem - suponho que afoguei a terra e as sementes com tanta água, às tantas parecia mais um pantanal num vaso do que uma sementeira. Com mosquinhas minúsculas num festim em volta...


O ritual foi executado em silêncio: demolhar as sementes, colocar a terra no vaso, abrir alguns sulcos e, mais tarde (não, não foram 24 horas de molho, mas semente tem relógio?), espalhar os grânulos nas fileiras e cobrir com mais terra, regando com água abundante... esperemos que não excessiva.

Agora só me resta apelar aos deuses da salsa - se é que os há! - para please, please, please, não me deixarem ficar mal. Nem à salsa!

EXCELENTE FIM DE SEMANA PARA TODOS!
.

28 comentários:

  1. Os pés de salsa que murcharam eram mariquinhas. Beijoca!

    ResponderEliminar
  2. pé de salsa não sabe nadar YOOOO :y

    bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  3. Olha, eu adoro salsa e coentros. E também tive, em tempos, um vasinho na varanda com ambas as ervinhas. Mas não deu muito resultado. E não me tenho preocupado por aí além porque, aqui na praça ao pé de minha casa, eles oferecem tanto a salsa como os coentros.

    ResponderEliminar
  4. fico doente por ter que comprar agora coisas que antes apanhava das árvores e do chão. não é uma questão de elogio do passado e do ruralismo, porque isso seria estúpido e o Moyle não é..., bom, deixemos esta linha de raciocínio.
    Fruta que antes era demais, tenho que a comprar agora e muito bem paga (laranjas, tangerinas, ameixas, e as caríssimas romãs, por exemplo). salsa era outra dessas coisas. gosto da tua ideia :)

    ResponderEliminar
  5. Ando há muito a pensar fazer o mesmo, mas como o meu jeito para a agricultura é nenhum, tenho adiado...acho que agora vou copiar-te ~xf

    Uso muitas vezes salsa, coentros e hortelã, e mesmo que não use gosto de os ter em casa...muitas vezes tenho que comprar e também acho super caro, principalmente quando fazemos contas ao kilo :n

    Beijinho sodona Teté agricultora :)))

    ResponderEliminar
  6. Bem queria ter umas ervinhas ali na varanda, mas o meu ceroulinhas está com a mania de pegar na escavadora e fazer-se a tudo o que tem terra.:)
    beijinhos e boas plantações.:)

    ResponderEliminar
  7. Já tive lá em casa um vazinho de salsa que a minha mais que tudo comprou num hiper qualquer, mas à velocidade que eu lhe rapinava uns pés para os meus temperos aquilo durou pouco tempo. Assim, trago do jardim da minha mãe onde ela a cultiva no meio de rosas e caracóis.

    ResponderEliminar
  8. Pus-me a refletir depois de ler este teu texto.
    Tu tens razão, Teté!!!
    Uma pessoa dá sem pensar 89 cêntimos, mas ao fim do ano é um dinheirão.
    Eu costumo comprar vasos com salsa e outras especiarias no mercado, mas cada vaso também custa €2.99.
    Neste momento tenho na janela da minha cozinha dois vasos: um com alecrim e outro com basílico (não estou certa, se é assim que se chama na nossa língua).

    Boa colheita!

    ResponderEliminar
  9. Tenho algumas plantações por aqui, mas a minha principal abastecedora é a minha empregada, que me traz directamente da horta dela algumas iguarias. Nem imaginava que a salsa já fosse paga, Teté!
    Bom fds

    ResponderEliminar
  10. Heheh boa sorte e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  11. "Mariquinhas pé de salsa" é daquelas expressões que não entendo como surgiu, RAFEIRITO... :D

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  12. Não sabe, não, VÍCIO!!! YOOOO... :]

    ResponderEliminar
  13. Os coentros não resultam, ANA! A salsa, vamos ver... ;)

    Claro que a maioria da malta que cozinha gosta de ter esses raminhos em casa.
    Devíamos ir todos mais à praça, mas os horários nem sempre dão! Fazer o quê? :[

    ResponderEliminar
  14. MOYLITO, sempre fui citadina, de modo que não tenho muito essa noção, fora umas ameixas do quintal da minha avó. E uvas da vizinha, ácidas como poucas. Mas a noção (matemática) de que se a salsa era à borla e agora é paga a preço do bife da vazia, pois, registo... ;)

    Também acho que a ideia é boa, se resulta ou não é questão de ver! :D

    ResponderEliminar
  15. Eheheh, MARIA, os smiles estão todos - já consegues ver? :D

    A ideia não é inovadora, mas é um disparate pedirem preços desses pela salsa ou coentros (se bem que estes últimos, não durem muito no vaso ou canteiro). E para quem cozinha dá sempre jeito ter uns raminhos ao alcance. (nem falei de hortelã, porque não aprecio, e aí não uso em culinária!) ;)

    "Copia" à vontade, estamos em altura de ser práticos. E de não ser engrupidos!

    Para a agricultura também não tenho jeito nenhum, é experimentar para ver! :)

    Beijocas, ó futura agricultora!

    ResponderEliminar
  16. Pois, com ceroulinhas a escavar a tua "lavoura", não dá, NINA! Vale que compensa... :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  17. Esses vasinhos são carotes, PAULOFSKI, e não duram muito mais que os raminhos. Se a tua mãe cultiva e te dá, nem tens de te preocupar... :D

    ResponderEliminar
  18. Se os vasos que compras aí são iguais aos que se vendem aqui, EMATEJOCA, não duram muito mais que os raminhos - já experimentei! :)

    Quase só uso salsa e coentros na culinária, tenho uns frasquinhos "liofilizados" para outros temperos! Caros, mas duram um tempão... :D

    Se a colheita for boa, depois mostro! (se não for também digo, mas não é a mesma coisa...) ;)

    ResponderEliminar
  19. Empregadas dessas não há muitas, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, e mesmo com boa vontade nem todas têm horta... ;)

    Acredita, que é verdade: salsa, coentros & Companhia Lda., são vendidos no super ou hipermercado a preços estupidamente caros! :h

    ResponderEliminar
  20. Se a colheita for boa, depois mando-te um raminho de salsa, LOPESCA! :D

    ResponderEliminar
  21. Estou ansiosa por ver o resultado!!
    A minha mãe fez a experiência com tomateiros e já lá tem na varanda
    3 tomatinhos bebés!!!
    :D

    beijocas

    ResponderEliminar
  22. Heheh fico a aguardar.
    Aqui plantámos mas não está a resultar :)

    ResponderEliminar
  23. Também eu, GATINHA! Se der resultado, uns tomateiros também não estão fora de questão... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  24. É preciso é calma, LOPESCA! Vamos esperar para ver... :)

    ResponderEliminar
  25. Mas isso é coisa séria desta vez, Teté! Ainda vai ser esta a tua segunda carreira: “agricultora”.
    Boa sorte nesse teu empreendimento. : )

    ResponderEliminar
  26. Quiçá a primeira, CATARINA! Mas já não me posso candidatar aos subsídios para jovem agricultora, de modo que estou na lavoura por minha conta... :))

    ResponderEliminar
  27. A sorte que eu tenho... a hortinha ali em baixo tem sempre alguma salsa :) Vale-me o meu pai que ali se entretém com salsa, coentros, couves e outras coisas mais.

    ResponderEliminar
  28. Põe sorte nisso, LUISA! E poupança... além de serem produtos mais frescos! :)

    Mas pronto, aqui não há hortinhas, faz-se o que se pode! :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)