segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O QUE FAZER COM UMA ABÓBORA?

O que fazer com uma abóbora? Para lá de doces, sopas e outros acepipes culinários não sobra muito,  pois não? Mas há quem dê tratos à imaginação e criatividade e dá nisto:

Depois de muito matutar;

depois de analisar os prós e os contras e de...

suar as estopinhas a dar volta à cabeça, de repente...

surge aquela sensação de ter levado um soco e saído do marasmo!

O plano é terrível!

Mas não é para isso que o dia das abóboras bruxas serve? Abóboras, unidas, jamais serão vencidas a assustar o pessoal! As bruxas agradecem, está claro...

DIVIRTAM-SE!

Imagens daqui.
.

36 comentários:

  1. A vida é magia e encanto.. é preciso preservar a beleza dos nossos corações.
    Saber olhar com pureza de alma respirar como se nascêssemos a cada instante!
    A felicidade e a Magia é algo, que entra em nossas vidas, com total explêndor.
    Hoje sinto que renasci novamente estou muito feliz por isso
    estou aqui .
    Carinhosamente convido você a ler a postagem do meu blog.
    Aquilo que pode parecer pouco para muitos
    para mim é tudo de bom que poderia acontecer nessa fase
    da minha vida.
    Gostaria muito de ler seu comentário no meu blog.
    Uma linda semana beijos.
    Evanir(EVA)

    ResponderEliminar
  2. É precisa muita imaginação e sobretudo muita habilidade para transformar as abóboras nestas autênticas obras de arte. Gostei muito.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Espetáculo, muito divertido e esta recolha de abóboras está o máximo. Great job!

    ResponderEliminar
  4. Teté,
    Não imaginas as abóboras cor de laranja que adornam os jardins nesta altura! A maior parte delas estão esculpidas. Amanhã à noite (segunda-feira) ficarão iluminadas o que nós chamamos jack-o-lanterns e em português creio que “cocas”. Vi na net. Não conhecia o termo.
    Falo em abóboras cor de laranja porque vi esta semana (pela primeira vez) abóboras brancas!!!!! que eram $10.00 mais caras que as “normais”! Não gostei nem do preço nem da cor! Mais alguns anos terão que passar até eu “aceitar” abóboras brancas!
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. EVANIR, lá passarei! Tudo de bom! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  6. Habilidade, talento, criatividade e trabalho, SONHADORA! E conjugar isto tudo numa pessoa só... ainda se torna mais difícil! :)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  7. As abóboras são realmente um espetáculo, VITOR! As legendas só tentam evidenciar o talento destes escultores... :D

    ResponderEliminar
  8. Por acaso até imagino, CATARINA, que já vi algumas delas no teu canto, embora talvez não tenha a exata noção do espetáculo... :D

    Essa do Cocas nunca ouvi falar, é possível que seja uma denominação brasileira, mas não sei. Aqui não há nenhuma tradição sobre o assunto, embora apareçam prái umas festas alusivas, já que no dia a seguir é feriado... ;)

    És tu com as abóboras brancas (e caras, ainda por cima!) e eu com algumas esculturas plantadas em Lisboa e arredores. Enfim, lá teremos de nos habituar! :))

    Abraço!

    ResponderEliminar
  9. (comentário à ressabiado com a vida)
    Tanta gente com fome e a estragarem assim abóboras, não há direito!

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  10. QUE IMAGENS FANTÁSTICAS. ADOREI!

    Ontem na Festa de Halloween havia abóboras para todos os gostos e, agora vou estar um ano sem comer nem querer ouvir falar de abóboras.

    HAPPY HALLOWEEN!

    ResponderEliminar
  11. grandes esculturas. e provavelmente por serem efémeras ainda mais valor têm :)

    ResponderEliminar
  12. Este fds fiz doce e sopa. Já para decorações dessas tenho pouco jeito!:)
    bji

    ResponderEliminar
  13. Trabalhos absolutamente incríveis ! Como são possíveis estas artes efémeras, como outras que já tenho visto por aqui ?!
    Isto são horas e horas de arte aplicada sem retorno à vista ! Será que o autor faz isto apenas por gosto e pela arte ?...
    É demais para simples entretimento !!!
    .

    ResponderEliminar
  14. Estão um must, adorei :)))

    ResponderEliminar
  15. Adorei as fotos, Teté! Só faltam aqui os zombies e o fantasminha Gaspar, que fugiram para o CR :-)
    Boa noite de Halloween. Amanhã farei reportagem do rescaldo

    ResponderEliminar
  16. Nem só de abóboras vive (o estômago) o homem, RAFEIRITO! :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  17. Que o teu Halloween também tenha sido feliz, EMATEJOCA!

    Desde que a minha mãe deixou de fazer doce de gila, abóboras só destas, para nos encherem os olhos... :D

    ResponderEliminar
  18. Há gente muito talentosa neste mundo, MOYLITO, e enquanto der para esculpir abóboras... melhor ainda! :))

    ResponderEliminar
  19. Eheheh, nem nunca tentei, NINA, mas também duvido bastante que tivesse talento suficiente para esculpir algo semelhante... Já para cortar em pedaços para a sopa, pois, arranja-se! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  20. Nunca viste aqueles concursos de bolos, em que os concorrentes estão 8 horas a fazer um bolo e no fim só um sai vencedor, RUI? E no, fim é só para comer... =))

    Pois, parece-me que aqui a "filosofia" é a mesma, mas sem a parte da comezaina! Mas que estão giras, sem dúvida!!! ~c

    ResponderEliminar
  21. Eheheh, sabia que ias gostar, LOPESCA! :e

    ResponderEliminar
  22. Hihihihi e hoje que estou por casa assim me divirto :)

    ResponderEliminar
  23. O fantasma Gasparzinho pode ficar, mas o homónimo armado em zombie... é todo seu e do CR, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA! Trate bem dele! :e :] :-w

    ResponderEliminar
  24. Ah, e eu que te imaginava em volta do caldeirão a fazer uma poção mágica, LOPESCA! =))

    ResponderEliminar
  25. Pois não estou a 100% mas para o ano não falto à volta do caldeirão ;)

    ResponderEliminar
  26. Está claro, LOPESCA, às vezes surgem uns azaritos de percurso... mas pró ano há mais!!! :)

    ResponderEliminar
  27. É isso mesmo, obrigada por me entenderes ;)

    ResponderEliminar
  28. Este é um dia que eu gosto muito e tenho pena que não seja tão relevante cá em Portugal porque é uma tradição bem engraçada. :)

    Trick or treat, smell my feet,
    Give me something good to eat,
    Not too big, not to small,
    Just the size of Montreal!

    Beijos :)

    ResponderEliminar
  29. Demais estas abóboras... ao dia das bruxas é que não acho grande piada. Ou melhor aquilo a que não acho piada é a facilidade com que importamos tradições que não são de todo nossas... e a facilidade com que nos esquecemos do que é tradicional no nosso país.

    ResponderEliminar
  30. Todos passamos por coisas dessas, uma vez por outra, LOPESCA! :)

    ResponderEliminar
  31. A tradição é engraçada, mas não é nossa, PSIMENTO! E não acho grande piada a "importações" desse género - gosto das nossas tradições! :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  32. Aí concordo plenamente contigo, LUISA! Percebo que existam pessoas que não acham piada ao Carnaval, ao magusto e a outras festas populares, mas essas é que são nossas! :)

    ResponderEliminar
  33. Fantástico. As pevides depois de bem secas são uma maravilha e com uma cervejinha fersquinha então...

    ResponderEliminar
  34. As pevides marcham bem, sim, PAULOFSKI, mas prefiro o "marisco do povo" ou uns amendoins... :))

    ResponderEliminar
  35. Sempre descobres estas obras-primas para partilhar aqui com a malta! :) Adorei! Estão muito expressivas e claro fantásticas!

    ResponderEliminar
  36. Às vezes descubro, outras mandam-me por mail ou chamam-me a atenção para um link, como foi o caso, TONS DE AZUL! :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)