quinta-feira, 27 de outubro de 2011

ORGANIZAÇÕES ESPINHOSAS!

Uma antiga colega de liceu dispôs-se a organizar um convívio como "nos velhos tempos", com muita música dos anos 70 e 80, envolvendo também um jantar, pois a festa começaria às quatro ou cinco da tarde e prolongar-se-ia até à meia-noite. Tarefa árdua, convenhamos! Para o efeito anunciou o evento no grupo de alunos do facebook, pedindo aos cerca de 900 membros que confirmassem a sua presença e pagassem 15 euros, pelo programa completo, numa conta bancária da qual forneceu o NIB...
Estão a ver o resto do filme, não estão? Por acaso combinei com umas amigas que tantas horas nem pensar, dávamos lá uma saltada à tarde (só pelo "módulo" convívio pagava-se 5 euros à porta, com direito a duas bebidas - nada de estranhar!), se estivesse animado ficaríamos até à hora da janta, quando não vínhamos embora quando nos apetecesse. Depois logo se veria se cada uma regressava à sua casa ou se combinávamos outro programa conjunto.
Convém também salientar que uma coisa são as lembranças que temos dos antigos colegas e da amizade que partilhávamos, outra muito diferente as pessoas que são hoje em dia, mais de 30 anos volvidos. As próprias quezílias em comentários facebookianos, já dava para dar uma ideia: um opina assim, outro pensa o contrário, um ofende-se, aqueloutro passa para o insulto, enfim, nada de novo!
À última hora foi tudo desmarcado pela organizadora, que adiantou uma nova data, para cerca de um mês depois. Sem grandes explicações - pareceu-me estar doente ou coisa! Não seria motivo para adiar, mas tendo aquela trabalheira toda provavelmente não queria deixar de participar. Não me lembrei sequer dos que já tinham pago a sua entrada. E estes, se se lembraram, também não reclamaram por aí além. A coisa passou, nunca mais se ouviu falar do assunto, a página do convite também desapareceu.
No passado fim de semana, a mulher posta para lá uma despedida, que vai abandonar o FB, pois a vida dela mudou e vai para o norte, mas que ficassem todos descansados que o dinheiro dos que pagaram o festarú seria devolvido e que de vez em quando regressaria a Lisboa para estar com os amigos. Devo esclarecer que ela nunca foi minha amiga no tempo de liceu, se o é (ou era?) no FB foi por via deste seu empenho organizativo. Certo é que teve vários comentários simpáticos de "cá te esperaremos quando voltares" e afins, até que uma lhe perguntou porque é que ia abandonar o FB, se no norte também há. Não respondeu, como aliás não tinha respondido aos comentários anteriores.
A única dúvida que tenho é se a mulher é uma totó completa ou se se tratou de um esquema engendrado para sacar algumas massas ao pessoal...
.

20 comentários:

  1. Que grande esquema! : ) 900 pessoas? Suspeitaria de algo esquisito ao ver esse numero(sem acento hoje). : )

    ResponderEliminar
  2. Tenho que reconhecer que partilho a opinião da Catarina. Cheira mesmo a esturro!
    beijocas

    ResponderEliminar
  3. Fiquei de tal maneira baff ao ler esta história insólita que até o meu comentário desapareceu!!!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo10/27/2011

    Francamente se tens"amigas" dessas elimina-as já...ahhahaha

    Eu organizei uma almoço com "vizinhos da nossa rua em Benguela, Angola" e posso dizer-te que foi um sucesso, que todos os que conseguimos juntar adoraram, todos ajudaram e conseguimos juntar 50 "putos" agora "cotas" na nossa rua.
    E claro a repetir todos os anos...tal foi a alegria de nos encontramos. Até do Brasil e da Venezuela vieram.
    Mas essa de 900 pessoas.....já é duvidoso....:))

    Beijokitas
    Parisiense

    ResponderEliminar
  5. A brincar a brincar, se toda a gente pagasse a fulana arrecadava 13500 euros...e ainda que fossem só 100 pessoas, já eram 1500 euros. Cá para mim foi para o Norte, mas da Europa...

    Cada história mais bizarra...chiça!
    Beijocas e mantém-te longe dessas 'amigas'

    ResponderEliminar
  6. Esta história fez-me lembrar uma outra de uma senhora blogueira, auto-intitulada Dona Antónia (a Ferreirinha). O que vale é que o caldo entornou e ninguém se chegou à frente. Livra... O bate boca posterior passou à história também!

    ResponderEliminar
  7. Como esta história cheira a esturro, só posso pensar que ela de totó não tem nada, é até bem inteligente, pelo menos na arte de enganar...desistiu porque só alguns caíram...

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  8. Tá-se mesmo a ver, não tá-se! Há gente para tudo!
    Ou então talvez ela tenha mudado de opinião por um qualquer QUIPROQUO.
    Beijinho Tété

    ResponderEliminar
  9. 900 pessoas no grupo, mas nem todas vivem em Portugal ou perto de Lisboa, CATARINA! E das que vivem, nem todas alinharam. Mesmo assim, sempre deve ter dado uns cobres.. ~xf

    ResponderEliminar
  10. Achei estranho que ela se tivesse proposto a organizar sozinha um convívio + jantar para tanta gente, NINA, mas só prestei mais atenção quando ela disse que ia desaparecer do FB. E um mês depois ainda não tinha devolvido a massa?! Pensei que o assunto estava resolvido... ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  11. É, EMATEJOCA, há gente que nos deixa de queixo caído... :-o

    ResponderEliminar
  12. PARISIENSE, o grupo tem 900 pessoas, mas nem todas viriam, logicamente. Mesmo assim é uma tarefa árdua, não é? E uma pessoa sozinha? Julgava que o assunto estava mais que resolvido, mas afinal não... :S

    Nada a ver com um almoço de 50 antigos amigos, que é difícil organizar, mas faz-se! Ainda bem que o teu almoço foi um sucesso, mas o que vale mesmo a pena é esse reencontro! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  13. Nunca iriam os 900 membros do grupo, SAFIRITA, além dos que como eu só lá dariam uma saltada para a festa. Mas as contas são fáceis de fazer: mesmo que só 50 tivessem pago o jantar, a mulher arrecadou 750 euros sem esforço nenhum. E um mês depois ainda não tinha devolvido a massa? Isso sim, achei muuuuito estranho! :[

    É de manter longe desta gente, mesmo! :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  14. Pois, PAULOFSKI, mas no blogger e com nicks, a pessoa ainda pensa duas vezes se será uma fulana séria ou um golpe (que não sendo do baú, está na mesma onda)! Agora no FB tem a foto dela, o nome dela (suponho que verdadeiro), alguns certamente que a conhecem. Ou será que não? Que nem sequer andou lá no liceu? Sei lá, já não sei... :[

    Pois, imagino que esses bate bocas tenham descambado. Mas é preferível a ficar tudo caladinho que nem ratos, para não dar bandeira que se foi engrupido! :))

    ResponderEliminar
  15. Totó pensei eu inicialmente, MARIA, por se meter numa organização gigantesca daquelas, sem perceber o trabalheira que certamente iria dar. Mas sim, inclino-me mais para a hipótese de ser uma manipuladora nata. Enfim, quem vê caras... ;)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  16. Há mesmo, KIM! E a "desculpa" dela de ir para o norte, explicada noutro post, é que estava a fugir de um grande amor impossível... Mas vivemos no século XIX ou quê? E porque é que se lembrou de fugir desse grande amor, esquecendo-se de devolver a massa à malta?! :P

    Beijocas! :)

    ResponderEliminar
  17. O FB nunca me atraiu, apesar de lá ter conta e perfil. O encontro com velhos amigos de infância tem-se dado naturalmente através do CR e tenho desfrutado de belos momentos.
    Quanto à senhora que fugiu de Lisboa para o Norte por amor(???) deve ter um jeitaço para a finança. Se O Relvas sabe, ainda a convida para assessora...

    ResponderEliminar
  18. Fiquei com ideia que a senhora é uma grande finória, isso sim, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA. Mas concordo que se esse a apanha, contrata-a logo! Farinha do mesmo saco... :P

    ResponderEliminar
  19. muito honestamente, esta senhora não me parece ter muito de totó. parece-me bem afinada mesmo, embora num mau sentido, naturalmente:(

    ResponderEliminar
  20. É, MOYLITO, quanto mais penso no caso, mais desconfiada fico que tens razão... :-w

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)