domingo, 6 de março de 2011

LUTA É ALEGRIA

Não costumo ver o festival da canção da RTP, mas desta vez calhou! Diga-se em abono da verdade, que as canções eram bastante fraquinhas - uma miúda desafinou até mais não, outra parecia que ia de espartilho vermelho, uma das letras tinha o imaginativo título de "Boom, boom, yeah". Enfim, se não era o título, era o refrão, que fui vendo sem prestar grande atenção. O júri nacional votou, a miúda desafinadíssima ficou em segundo lugar, em primeiro "São os barcos de Lisboa", interpretada por Nuno Norte.
Porém, faltava a votação do público! Que contava 50%. E, surpresa das surpresas, este atribuiu a pontuação máxima aos Homens da luta, que assim venceram o festival, com "Luta é alegria":


O povo votou, pá, e eu fartei-me de rir! Especialmente a imaginar a cara do Sócrates e do Cavaco quando souberem a boa nova! E a da senhora Merkel, já que o eurofestival terá lugar na Alemanha, quando a informarem que eles incentivam a malta a ir para a rua lutar? (também deve ser desta que acabam com a votação dos telespectadores em espectáculos do género... eheheh!)

BOM DOMINGO DE CARNAVAL!
Imagem da net.

20 comentários:

  1. Assim que soube não resisti a publicar um poste sobre isso lá no gabinete.

    "Vamos apelar à luta e à alegria".

    "Merkel escuta, vais levar com os homens da luta".

    ResponderEliminar
  2. Por acaso foi a única que vi, já no fim do programa depois das votações ! ... mas que grande disparate e que grande "lata" irmos para Düsseldorf com uma porcaria destas que nem para consumo interno tem o mínimo interesse ! Até achincalha as manifestações autênticas!
    Ridículo demais ! :(((
    .

    ResponderEliminar
  3. Hoje, quando soube da boa nova pela t.v, até dei uma gargalhada e, pensei o mesmo que a Teté :))

    Beijocas :)

    ResponderEliminar
  4. Como já disse em alguns locais ... se estamos a falar de música não estamos a falar deste festival. O festival é como o nome agora correctamente indica uma coisa que oscila entre o circo e os pseudo-talentos de pacotilha. Considerando que ganha a primeira categoria então os vencedores foram bem escolhidos.

    ResponderEliminar
  5. eu não vejo e ontem apanhei, num zapping, as votações e foi o delírio. eu a dizer mal da vida e quando a tábua de passar a ferro escanzelada que apresentou disse que ainda faltava a votação do público, que valia 50%, eu pensei: - Já está! E foi mesmo. Muito bom ;)

    ResponderEliminar
  6. E eu continuo contente por manter a minha abstinência em relação a esse e outros festivais!

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  7. Não vi....mas espero bem que o povo ainda continue a dizer o que pensa....e o povo é quem manda....
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. São uns cromos mesmo, PAULOFSKI, vale que são bem dispostos... :))

    ResponderEliminar
  9. Não te preocupes, RUI, que aquilo tem uma triagem, nem vai passar às 10 finalistas! Mas desde já te digo, que tirando a palhaçada, havia lá músicas bem piores... ;)

    ResponderEliminar
  10. Quando o descontentamento é generalizado, CAPRICHO, a música é que "paga as favas"... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  11. O festival há muito que é isso mesmo, FERNANDO VASCONCELOS, um grupinho de pseudo-talentos de pacotilha, que ninguém sabe onde foram inventados...

    Palhaçada por palhaçada, nem está mal escolhido! :)

    ResponderEliminar
  12. Não se entendem estes processos de "eleição", MOYLITO, que misturam dois critérios, ambos desajustados - pelo que percebi, o júri nacional votou maioritariamente através da audição de gravações (daí a desafinada ficar tão bem colocada, o público nem a incluiu nas 10 primeiras), mas facto é que não se vai cantar em playback lá fora; a "democracia" nestas coisas é sempre suspeita, pois é o gajo lá da terra, os amigalhaços dos participantes e, neste caso, até o descontentamento generalizado dos tugas entrou na equação...

    E o pouco à vontade das meninas para anunciar o vencedor? Até chamaram o do "Oiçam, oiçam", para dar a novidade... =))

    Teve a vantagem de me fazer rir às gargalhadas e, mais ainda, ao encontrar amigos em estado de choque a comentar o assunto no FB! Muito bom, mesmo!

    ps - um cronista qualquer, que não retive o nome, dizia que este povo que votava nos Homens da Luta era o mesmo que elegeu há 4 anos o Salazar como o maior português de sempre, o que só por si era elucidativo sobre a esquizofrenia nacional! :D

    ResponderEliminar
  13. Sim, RAFEIRITO, imagino que preferes concertos de músicos da tua predilecção, no que fazes muito bem... :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  14. Porque não, PARISIENSE? Se tenho de gramar os políticos eleitos (o que é bem mais chato, que tem influência no futuro de todos nós) sem votar neles, porque é que neste caso haveria de ser diferente? Bom, em abono da verdade não votei neles (nem em nenhum), nem votaria, mas se o regulamento era esse não vejo como o vão mudar... :))

    Resumindo, chuif, chuif, perco quase sempre, nas votações! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  15. pois eu ri a bom rir!! :D sabes que o Jel de cromo não tem nada? :D é um humorista muito inteligente que tem singrado pela própria mão; quando fizeram o programa nos EUA, foram para lá quase sem cheta. E fizeram o programa!! e ainda apertaram a mão ao Obama! :D

    O festival da canção português e o da eurovisão são uma palhaçada autentica desde tempos imemoriais. Se a gente já sabe que não vai ganhar nada, porque aquilo está politizado... desta vez, vão levar com o nosso desprezo, por um lado (já que é uma palhaçada, manda-se-lhe uns palhaços ahahaha, e os nossos preferidos, que de palhaços na realidade nada têm...), e com os nossos protestos, por outro lado. Somos o povo da revolução dos cravos, não somos? leva connosco Merkel!!

    Trata-se, portanto, de ler nas entrelinhas. E deixarmo-nos de hipocrisias, que de música o festival não tem nada...

    ResponderEliminar
  16. Heheheeh Bom Carnaval :)

    ResponderEliminar
  17. Eu também, Ana! O mais engraçado até foi verificar a reacção das pessoas no FB, umas a rirem, outras chocadas! Convenhamos que os moços não cantam nada e a música é uma treta, embora, no meu modesto entender não destoassem da maioria delas, em termos de qualidade... :D

    Não segui nem de perto nem de longe os Homens da Luta, tem o tal Jel, mas a ideia que dá é assim de um bocado mal cozido! Acredito que não seja, mas é a ideia que passa: um parvo com muita lata... :))

    Porque é que julgas que não costumo ver o festival? Não é a questão de ganharmos ou perdermos, mas aquela coisa de votarem todos nos seus vizinhos é mais que escabrosa, de democrático não tem nada! Vou lá estar a perder tempo com um concurso musical armado em politiqueiro... :e

    ResponderEliminar
  18. Até que se adequou à época, LOPESCA! :D

    ResponderEliminar
  19. Não ligo nenhuma ao festival da canção - a não ser que o Jorge Fernando lá apareça com o Báda - mas desta vez quis a minha distracção que a tv estivesse na RTP a fazer barulho.
    Vi o festival e de todas as actuações a dos Homens da Luta foi a que mais me fez rir.
    Creio que o objectivo é mesmo esse. Entreter e fazer abrir os olhos às pessoas. O primeiro foi alcançado, o segundo ainda não está para breve.

    Agora, vou ter de ver o festival na Alemanha para ver as reacções daquela malta :)

    Bom bom era traduzirem a música para inglês.

    ResponderEliminar
  20. Acho que o objectivo deles nem era ganhar FAUSTO, mas dar visibilidade à sua causa. Mas como a malta anda descontente, até ganharam! :)

    Mas não te iludas, ela não vai passar na triagem, porque no final só 10 músicas entre todas as concorrentes é que vão ao palco para a final! :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)