quarta-feira, 23 de março de 2011

VAMOS DAR À LÍNGUA?

"Desembestou. Cego da cabeça aos pés, atirou-se ao abismo. Infelizmente, as ensanchas do Zimbro eram outras. Tinha raiva, tinha dentes, tinha unhas e fôlego. Contra tais armas, que podia a sanha de um pobre mortal, gordo e lustroso? Servir de bombo da festa... É que nem a primeira acertou! Ágil e musculado, e com a maleabilidade de uma cobra, o inimigo furtou-se à sua fúria e ripostou a valer ao golpe esboçado. Depois, foi o bom e o bonito! A seguir a uma saraivada de investidas traiçoeiras, meia dúzia de navalhadas de liquidar um homem. Só visto! No fim da luta, quando já não podia mais e se confessou derrotado, sangrava e gemia tanto que até um polícia, em baixo, na rua estreita, se comoveu. O clube, esse, parecia doido de alegria. [...]
Fugiu desvairado pelos telhados fora. A lua, cada vez mais branca lá no alto, olhava-o com desdém. A cidade, adormecida, parecia um cemitério sem fim. Da torre duma igreja saía um pio agoirento."

Miguel Torga, no conto "Mago" do livro "Bichos" (1940)

Adivinham quem foi o autor destas palavras, sem recurso à net? Pertencem a um livro de um grande escritor português, que pretendo reler em breve.
Há muito tempo que estava para dar resposta ao desafio literário do Rui da Bica, mas ainda não tinha calhado. Mas é limpinho que a resposta é fácil, sobretudo para quem cair na tentação de fazer uma pequena batota internética. Adiante!
Portanto, para complicar um bocadinho mais, fica o desafio de encontrarem sinónimos para as palavras sublinhadas no texto a bold - vale tudo, até utilizar vários termos para dizer o mesmo, em gíria ou calão, e nem é necessário que se enquadrem no sentido da citação. Um ou vários, conforme quiserem. Uma inspiração moylística, está claro!
Toca a dar asas à nossa língua. E à vossa imaginação e teclado...

A imagem é da minha amiga Teresa, a quem mais uma vez agradeço a lembrança e a simpatia!

ADENDA a 24/03:  O autor do texto já está identificado a verde. Graças ao contributo dos comentadores Paulofski, Moyle, Rui da Bica, Carlos Barbosa de Oliveira e Psimento (e do meu), apuraram-se os seguintes sínónimos:
Cabeça - cachimónia, mona, cachola, carola, tola, moca, cabeção, coco, cocuruto, capacete, bola, cérebro, miolos, e mente;
Festa - comemoração, celebração, folia, festança, farra, festejo, pandan, ramboiada, arraial, boda, banquete, festim, afago e carícia;
Bonito - jeitoso, belo, engraçado, gracioso, lindinho, giro, formoso, gostosão, giraço, janota, lindo, dândi e borracho;
Luta - peleja, liça, pancadaria, briga, porrada, Assembleia da República (eheheh!), batalha, guerra, pugilato, combate, contenda, discussão, debate, embate, confronto, desavença e travar-se de razões;
Doido - maluco, demente, varrido, louco, alucinado, marado, apancado, doidivanas, tresloucado, ensandecido, alienado, idiota, insensato, tonto, desajuizado, sem juízo, doente mental, com pancada (na bola), miolo mole e mal-cozido;
Branca - alva, pálida, clara, brilhante, deslavada, cândida, pura, desbotada, limpa, lívida, esquecimento (temporário), madeixa ou cabelo branco, de raça caucasiana e da cor da neve, do leite, etc.;
Pio - piado, pipilo, pipiar, assobio, fala, de assobios, chilreio, voz, chio, grito, piedoso e caritativo.
Continua em aberto, para quem quiser acrescentar mais algum sinónimo!

15 comentários:

  1. Hummm, acho que estás a pedir muito para que eu adivinhe o autor do texto. E nem arrisco gloogar. Quanto a sinónimos aqui vão os que me lembrei: cachimónia; comemoração; jeitoso; peleja; maluco; alva; piado.

    ResponderEliminar
  2. E eu que deixei passar o teu aniversário: li por algures que foi recentemente.
    Os meu parabéns.
    Mais tarde do que nunca!
    Quanto ao post. Nada a obstar.

    ResponderEliminar
  3. ...Ops! mais vale tarde do que nunca.

    ResponderEliminar
  4. Com um titulo destes....pensei em outra coisa...:D

    Beijokitas

    ResponderEliminar
  5. por ordem: mona; celebração; belo; liça; pálida; pipilo.

    o autor não reconheço, mas autores portugueses leio muito pouco.
    o Moyle está sempre disponível para contribuir, sobretudo se for sem querer :)

    ResponderEliminar
  6. Não me considero um bom leitor e por isso seria muito difícil ! :))
    Tive que ceder à tentação que é levada dos diabos ! :)) Claro que cheguei rapidamente àquela zoologia toda do Michael !... mas assim não valia segundo as regras sugeridas ! :)))

    Quanto às moylisticas, aqui vão algumas:
    Cabeça, cachola, carola, cachimónia, tola, moca
    Festa, folia, festança, farra
    Bonito, engraçado, belo, gracioso, lindinho
    Luta, pancadaria, briga, porrada
    Doido, varrido, louco, maluco, alucinado, demente, marado, apancado
    Branca, clara, brilhante, pálida, deslavada
    pio, pipilo, pipiar, assobio, fala (cortar o pio).

    ResponderEliminar
  7. escapou-me o "doido" :) pode ser «demente» :)

    ResponderEliminar
  8. Fico-me pela palavras:
    cachimónia;celebração;giro;Assembleia da República;marado; alvo; de assobios

    ResponderEliminar
  9. Olá Teté, admito, não sei quem é o autor do texto e não vou fazer batota e por no Google. As minhas leituras continuam pelas ruas da amargura, tirando as Bds claro.
    Quanto ao sinónimo vou procurar os mais engraçados. Deixa ver:

    Cabeça – Cachimónia (Cabeção)
    Festa – Festejo (Pandan)
    Bonito - Formoso (Gostosão :p)
    Luta – Peleja (Veiga Fight – ex: http://www.youtube.com/watch?v=RV0Vx9gbpi0&feature=related
    Doido – Doidivanas (Pessoas que filmavam e assistiam a batalha do vídeo de cima)
    Branca – Alva (Cândida – mais ou menos)
    Pio – Chilreio (Pilrro)

    Beijos ;)

    ResponderEliminar
  10. Obrigada, PAULOFSKI, MOYLE, RUI, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA e PSIMENTO pelo vosso contributo para a lista de sinónimos. Já vou actualizar! :))

    ResponderEliminar
  11. Obrigada, CARLOS! Mas nunca é tarde... e eu agradeço à mesma! :)

    ResponderEliminar
  12. Hummm.... nem imagino no que possas ter pensado, PARISIENSE! :D

    Beijokitas!

    ResponderEliminar
  13. RUI, valeu pela dica, mas mesmo assim não deu para grande ajuda... :))

    ResponderEliminar
  14. mesmo lendo pouco, conhecia o autor. Só li "A Criação do Mundo", "Os Bichos" nunca. Mas ainda irei a tempo, espero. Do Miguel Torga gosto.

    ResponderEliminar
  15. "Bichos" é um delicioso livro de contos, MOYLITO, que se lê num instante e já o fiz na adolescência. Recentemente (há coisa de um ano ou dois) comprei uma colectânea com todos os livros de contos que o autor escreveu entre 1940 e 1951 e é aí que espero reler estes e os outros, dos quais li mais dois: "Contos da Montanha" e "Novos Contos da Montanha". Mas ainda contém outros dois que são novidade para mim: "Rua" e "Pedras Lavradas". A chatice é que são 5 livros num de 637 páginas e não dá jeito nenhum andar a alombar com ele de um lado para o outro, nem cabe na mala.

    A curiosidade do texto é passar-se entre gatos num telhado, embora pareça uma rixa entre seres humanos...
    A frase que retirei diz o seguinte: "A Faísca rebolava-se no chão, de contente", porque me pareceu demasiado óbvia... :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)