quarta-feira, 2 de março de 2011

ÚLTIMA REFEIÇÃO

Se pudessem escolher a vossa última refeição - esperemos que não, que geralmente é (muito) mau sinal - qual seria a ementa que prefeririam? O desafio, que não é bem um desafio mas uma pergunta, partiu da Turmalina. Depois de matutar no assunto, a conclusão que se impõe é que a decisão seria consoante a época do ano em que se estivesse - mais quente e aconchegante no Inverno, mais leve e fresca no Verão. Assim, nestes dias ainda frios optava por: um creme de cenoura, eventualmente com cubinhos de pão frito a acompanhar (ou croutons); como prato principal,

favas guisadas com chouriço, farinheira, bacon, entrecosto e ovo escalfado, com fatias de pão torrado para o molho não ficar no prato... (nham, nham);  para sobremesa e em todas as estações do ano,

claro que seriam uns belos morangos com açúcar, regados com sumo de laranja. A acompanhar, um vinho verde branco fresquinho, possivelmente Alvarinho, mas aí não tenho esquisitices (nem conhecimentos).
Em estando calor dispensava a sopa, provavelmente umas tostas com paté (sapateira/caranguejo ou atum) de entrada, seguidos de um prato típico da culinária portuguesa:

sardinhas assadas com salada algarvia (não é a da foto, mas foi a que arranjei), com uma imperial fresquinha. Ou duas. E finalizava com os morangos, novamente...
Bom, mas se nem me apetecesse pensar no cardápio, o mais certo seria a escolha recair num bife do lombo com molho à Portugália e batatas fritas, sem faltar a cervejinha. E já não ia nada mal servida! 



Dieta na última refeição, é que nem pensar! Tudo a que tivesse direito, ora essa... Façam as vossas escolhas e
BOM APETITE

A última foto é da net.

18 comentários:

  1. Bem, só te digo, com esta montra gastronómica a estas horas do almoço já fiquei de água na boca ~b. Já pra última refeição ia a um desses restaurantes gourmet comer até rebentar e sair de lá a cantar a famosa canção dos Trabalhadores do Comércio:

    Erom dez pra uma no restaurante,
    almoçaba alarbemente;
    a meio do café um garçom pedante
    chigouse e posma conta frente

    Atom bubi o brande todo dum trago,
    berrei pro home:
    - Num pago, num pago!
    O gaijo branco chamou o girente,
    saltei pra trás,
    saquei saiu o pente!

    Pra num andarem cadeiras pru are,
    atom pusma gritare:
    Chamem a policia,
    chamem a policia,
    chamem a policia
    queu num pago!...

    :a

    ResponderEliminar
  2. Hmm eu queria salada com muita alface queijo e camarão seguido de uma massa com natas, bacon e cogumelos. Para beber um sumo natural de melancia ou de mamão.
    Sobremesa iria caprichar ao máximo nos doces, basicamente tudo que tivesse chocolate além de ovos moles e pasteis de Belém. Por fim um café, com adoçante para não engordar muito ahahahha.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. escolher? ficava com os pratos todos que aqui aparecem. só falta qualquer coisa com cogumelos, mas podiam servir de entrada, com tomilho, rosmaninho e azeite :)

    ResponderEliminar
  4. Tu e as favas...hahahahah

    Eu seria uma lingua estufada com puré de batata....e já agora umas goiabas daquelas que se apanham directamente da arvore.....

    Prefiro nem pensar!!!!

    Beijokitas

    ResponderEliminar
  5. Não se arranjam por aí uns rojões à minhota, com o respectivo arroz de sarrabulho?

    ResponderEliminar
  6. Eu também vou nos rojões. E para entrada presunto, broa e azeitonas.

    ResponderEliminar
  7. Partindo do princípio que tinha não perdia o apetite por ser a última refeição, optava por uma grande sardinhada!
    Nem mais!
    Esperemos que nos apeteçam muitas refeições.
    beijinho Tété

    ResponderEliminar
  8. Eheheh, mas restaurantes gourmet não são para encher o bandulho, PAULOFSKI! Pouquinho e de sabor exótico, para abrir ainda mais o apetite... :z

    ResponderEliminar
  9. Ahahah, pois, o açúcar no café podia engordar, PSIMENTO... =))

    Está visto que temos gostos gastronómicos diferentes! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  10. Hummm... tanto apetite, MOYLITO! :D

    Mas uma entrada de cogumelos não está mal visto... :)

    ResponderEliminar
  11. Puré de batata, PARISIENSE?! Ná, isso enche muito, mas de língua estufada também gosto... :))

    Já essas frutas colhidas na árvore, pois, nunca provei!

    Beijokitas!

    ResponderEliminar
  12. Ná, rojões, sarrabulho e cabidelas são das poucas comidas que não gosto de todo, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA! Gostos... :)

    ResponderEliminar
  13. Gosto muito de presunto e azeitonas, SONHADORA, são sempre entradas bem-vindas! De rojões é que não... :)

    ResponderEliminar
  14. A bela da sardinha assada sabe sempre bem, KIM, mas boas são só no Verão... :D

    E que hajam muitas refeições com tudo aquilo que gostamos! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  15. Eu escolheria:

    Caviar Almas e uma cerveja light – não champagne!
    Bife Koke com os respectivos acompanhamentos e para sobremesa um Dome’s Truffle Ice.

    Não sei como o meu organismo reagiria a tais iguarias e como ficaria a minha tensão arterial no acto do pagamento ou mesmo antes, quando recebesse a conta! Mas como era a última refeição ....

    ResponderEliminar
  16. Eheheh, CATARINA, as pessoas têm mesmo escolhas diferentes, só o bife é universal, mais assim ou assado... mas é bife! :))

    Mas no fim de contas que interessava a tensão ou o valor da conta, se fosse a última refeição? ;)

    ResponderEliminar
  17. Anónimo5/19/2013




    Gostei mesmo de tudo e sendo a última refeição não comia nada, ahahah!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sendo a última refeição é que era de aproveitar, ANÓNIMO, já que teríamos a certeza de não sofrer de azia ou de qualquer outra indisposição decorrente da "barriga cheia"! :)))

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)