sábado, 3 de novembro de 2012

O REGRESSO DOS SELINHOS?

Em tempos juvenis fiz coleção de selos: tinha um pequeno álbum onde ia juntando uma série de selos descolados de cartas recebidas em casa dos meus pais, ao vapor, nada de extraordinário que outros miúdos da mesma idade não tivessem. Mas espírito de colecionadora não tinha muito e depressa abandonei o hobby...

Quando comecei a escrevinhar na blogosfera, a troca de prémios e de selinhos não me parecia fazer sentido nenhum - amigos a premiar amigos, mesmo que virtuais, para quê? Confesso que até corei quando recebi o primeiro e nem soube o que dizer, para além de agradecer. Também não tinha a quem o distribuir, nem sequer sabia copiá-lo, portanto nem trouxe nenhum incómodo... embora gostasse que a minha amiga Su se lembrasse de mim! Continuava decidida a não ligar a este tipo de prémios-entre-amigos-virtuais, muito próximos de bajulações que detesto!

Ao trocar de "casa" e iniciando uma maior interatividade, comecei a recebê-los em catadupa. De início disse: "Não, obrigada!" e com isso entristeci escusadamente uma amiga - e continuava a não saber publicar imagens, para a trapalhada ser maior. Mudei de ideias? Só parcialmente! Não me restam dúvidas que os prémios/selinhos são devidos a uma questão de amizade e de intertividade, porque blogues melhores que o meu existem por aí aos pontapés. Mas para quê insistir num ponto de vista pessoal, de algo que não acarreta nenhum mal ao mundo e ainda desgostando amigos de caminho? Remar contra a maré (ou tsunami, como foi o caso, que perdi a conta a tanta premiação!) faz sentido, mas por razões importantes e válidas, não especificamente para chatear ninguém... 

Nada deste arrazoado tem a ver com a Poppy, que me nomeou para este selinho e a quem agradeço a simpatia e gentileza. E que, simultaneamente, me deu a oportunidade de expressar melhor a minha opinião sobre o assunto:


Sem pretensões a juíza de blogues alheios, distribuo estes prémios recebidos por todos os favoritos linkados na faixa lateral, independentemente das regras dos seus mentores. Quem quiser leva, quem não quiser fica assim... e amigos como sempre! 

A primeira imagem é da net, a segunda, logicamente, é do blogue da Poppy.

22 comentários:

  1. Quando li no feed do blogger o título do teu post e as primeiras linhas pensei, "Tenho de ir já dizer a Teté para se inscrever no Postcrossing, que é uma dimensão fantástica e global da partilha de postais e respectivos selos", estava mesmo longe de imaginar que isto fosse o texto de introdução ao selinho que veio de lá do cantinho...

    Quanto aos selos, tenho plena consciência, que a cultura dos selos blogosféricos, ainda que em alguns casos seja mesmo para prestar tributo a um blogue que se goste, é muitas vezes apenas uma forma de divulgar blogues, e ainda que seja só pela segunda razão, qual é o mal?
    Num outro estaminé que tive, graças a um selo com desafio, conheci alguém (que gostava de seguir o trilho dos desafios) que me deu a conhecer o Postcrossing, e a através do Postcrossing já descobri o Pinga Amor e uma série de pessoas fantásticas associadas a estes projectos.

    Por isso da minha parte, sempre que dou um selo é mesmo como tributo, já atribui selos a pessoas que sei que não os publicam, e se inicialmente nem os mencionava por saber que não iam publicar agora simplesmente, publico, porque gosto, faço referência, e não tem mal rigorosamente nenhum que não o partilhem.

    Quanto ao facto de teres partilhado aqui o selinho (que eu achei uma ternura, deve ser por gostar de beber chá, e ser uma apreciadora de aromas) fico muito grata :)

    Um beijinho grande, e um bom fim de semana, e já agora visita na mesma o Postcrossing , é uma iniciativa bem interessante :) E foi criado por um português que vive actualmente na Alemanha!



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já dei uma espreitadela nesse link, POPPY, mas não percebi bem aquilo. Amanhã, com mais calma, dou lá outro salto, que o adiantado da hora não ajuda nada... :)

      Agora o que agradecia mesmo é que me explicasses como é que pões o link no comentário. Como se eu fosse muito burra, porque realmente de informática percebo o mínimo... :)))

      Atualmente também entendo que é uma forma de prestar tributo a pessoas/blogues que mantêm connosco uma certa interatividade e a divulgação de blogues via selinhos também não me faz confusão (e não estou a falar do teu, mas sim de quem inventou o trabalho gráfico - não será muito a minha onda, mas quem sou eu para criticar?). Chateia-me mais as regras à medida, ajuizar blogues alheios e tal. E por isso nunca as sigo, distribuo por todos os linkados - se estão nos favoritos, por alguma razão é! :D

      Ah, e por acaso também gostei do grafismo deste: também adoro chá e respetivos aromas, para lá do colorido lilás! :)

      Obrigada, mais uma vez! Até pela oportunidade que deu para explicar... ;)

      Beijocas e bom domingo para ti!

      Eliminar
  2. :))

    Já gostei, mas hoje aborrecem-me, a menos que sejam feitos por alguém que goste muito.
    Se o tivesses concebido, levá-lo-ia com prazer. Assim, levo, apenas, a tua enorme simpatia e as horas que por aqui passo em tão boa companhia.:))

    beijocas e um excelente fds!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como disse, acho simpático, NINA, se bem que não me passe pela cabeça fazer nenhum. Não só por falta de capacidades gráficas (e concordo que alguns são bem giros!), mas porque prefiro comentar posts alheios (concordando ou não!) a elogios imagéticos aos amigos - os amigos (mesmo que virtuais) sabem, não precisam desses "louros"! :)

      Mas há muito que deixei de ter uma posição crítica - não fazem mal a ninguém e até é um gesto de simpatia. Então para quê aborrecer quem só tinha uma intenção gentil? Com tanta coisa mais importante neste mundo, gastar energias negativas "a remar contra outras ondas", no mínimo, é absurdo! ;)

      Obrigada e continuação de uma bom fim de semana para ti! :D

      Beijocas

      Eliminar
    2. Tens toda a razão!

      Se não aceitar é entristecer quem se gosta, aceita-se e pronto.:)

      Vinha ler o post diário e não vi nada. Pensei "O que se terá passado? Estará a Teté doente?". Só depois me lembrei do post anterior.
      Gosto de te ler, pronto!:)

      beijocas

      Eliminar
    3. É isso mesmo, NINA: para quê chatear quem só quis ser simpático? Não vale a pena, mesmo... :)

      Constipada sim, mas doente não. Um convívio entre familiares e amigos no sábado e a FIBDA no domingo não deram muito tempo para blogosferar. Ou facebookar. Mas sabe tão bem ao vivo e a cores... :D

      Obrigada e beijocas!

      Eliminar
  3. Ao princípio também achei graça porque enfeitava o blog... mas depois desliguei. Sou um bocado assim, que se há de fazer? Mas é bom ser-se nomeado - faz bem à vaidade...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GRAÇA, gosto que os meus amigos (virtuais ou não) se lembrem de mim! Como suponho que todos gostamos... Daí até ficar vaidosa com um novo selinho... nem por isso! Não é pelo número de selinhos que o blogue é melhor que os outros e podes crer que em quase 6 anos (quase 5 e meio neste) de blogosfera já recebi tantos, mas tantos, que lhes perdi a conta! :)

      Beijocas!

      Eliminar
  4. Estou como tu, no início ! ... Muito constrangedor ! ... O não querer entrar nestes "jogos" e o não querer desfeitear quem oferece ! Um dilema para o qual faço votos não me aconteça !
    ... muito menos a "obrigatoriedade" de seguir determinadas regras !

    Bjoca e bom Domingo ! :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora ainda bem que alguém me entende, RUI! Constrangedor é a palavra certa, pelo menos de início: se declinava, quem me oferecia ficava aborrecido; se publicava, parecia vaidosa (mesmo que fosse apenas para agradecer a quem oferecia); e as regras de nomear 3/5/7/9/15 ou 20, à conveniência dos amigos do mentor do selinho? Ainda pior! ;)

      Mas pronto, aí resolvi que publicava, agradecia e passava a todos os amigos dos links favoritos (porque se lá estão por alguma razão é!), independentemente de regras e para quem os quisesse apanhar. Ou seja, me, myself and I chegaram a este consenso possível... para não chatear ninguém! :)))

      Beijocas e bom domingo para ti também!

      Eliminar
  5. Eu também sou da modesta opinião que é melhor "ir com a corrente" e "se não os podes vencer, junta-te a eles". =) Acho graça aos selinhos porque, primeiro são super giros!!, e depois dão-nos a oportunidade de conhecer melhor as preferências dos bloggers que seguimos e, quiçá?, encontrar blogues que também passamos a gostar de ir espreitar... Foi por causa dos selinhos que conheci alguns dos blogues que sigo, acho que o teu é um deles... =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. BRISEIS, normalmente não chego a outros blogues pelos selinhos (e concordo que alguns são bem giros!), mas devido a abordar temas que me interessam. Depois depende da interatividade de cada um: se não me respondem no próprio blogue ou aqui, imagino que os meus comentários não interessam muito e não volto a chatear... :)

      Agora cada um tem a sua maneira de entender a blogosfera, quem sou eu para criticar? De fundamentalismos já bastam os que bastam... ;)

      Eliminar
  6. Também tenho a minha opinião sobre os selos, que foi agravada quando criei um a gozar com eles e aquilo quase que se tornou viral. Então quando são selos com o link do blog, desconfio sempre das reais intenções... Beijoca!

    PS: Blogs melhores que o teu aos pontapés? Não sejas modesta, Teté.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh, RAUF, bem sei! Na altura até li um texto teu e com o qual concordava (mesmo que fosses mais veemente que eu!), mas o teu selinho virou "feitiço contra o feiticeiro"! :)))

      Quanto às reais intenções de publicidade, por mim, não têm sorte nenhuma: agradeço a quem mo deu, mas não vou ver quem é o autor! Cedências têm limites... :D

      Modesta, não, realista certamente! :)

      Beijocas!

      Eliminar
  7. Minha linda, como convcordo contigo , criei exclusivamente para estes selos ( e inquéritos, que felizmente deixaram de estar na moda), o "Compagnon-de-Route" e é para lá que este irá.

    Tamb+em te vinha dizer que o Prémio Dardos é teu, mas se não aceitares tudo bem

    Bons sonhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho um blogue, onde inicialmente fazia experiências, e que passou a levar com os selinhos, SÃO! Este ainda não pus lá, mas vou pôr. Mudei as experiências para outro blogue... :)

      Ou seja, os meus outros dois blogues só servem para isso, só muito esporadicamente ponho alguma coisa nas experiências, que não chega a ser publicado aqui. ;)

      Ah e esse prémio dardos já recebi em tempos (2008, salvo erro!), daí não voltar a referi-lo, não é nenhuma má vontade...

      Bons sonhos para ti!

      Eliminar
  8. Sinto um pouco como tu... Fico grata a quem me "condecora" mas não sou muito dada a estas correntes. No entanto publico-as sempre. Aliás estou em falta com um prémio que recebi da Briseis e que hei-de publicar brevemente. O facto é que estive fora e hoje a net anda a falhar muito aqui para os meus lados pelo que já não devo ter paciência para me demorar por cá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, LUISA, não sou dada às "correntes de prémios" (nem a outras, diga-se a verdade!), mas também fico grata a quem se lembra de me premiar! Mal não faz, portanto é agradecer e seguir em frente. Neste caso, ainda aproveitei para explicar... :)

      Eliminar
  9. Eu aceito os que ligam a isso e os que não ligam.
    Nunca mandei nem recebi. Talvez por não merecer, talvez por já se ter percebido que não sou fã.
    Também eu já fui filatelista. Fiquei-me pela numismática!
    Beijinho Teté!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deves estar enganado, KIM! Como passo a todos os favoritos (linkados na faixa lateral) e tu és amigo de longa data, deves ter uma catrefa de prémios... :)))

      Fizeste-me lembrar uma amiga, moçambicana, a viver em Portugal desde o pós 25A: estranhava que nunca aparecêssemos em casa dela no dia do seu aniversário! Mas se ela nunca nos convidava individualmente, que ideia era aquela de lhe batermos à porta para entrar no festejo? Até que ela percebeu isso, os amigos de Moçambique apareciam sem convite, a nós telefonava... Hoje em dia já sabemos que é assim, sabemos que não somos "penetras" e tudo bem! Mas às vezes é preciso "acertar agulhas"... :D

      Beijocas!

      Eliminar
  10. O selinho é muito giro e vou levar. Obrigado!

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)