sexta-feira, 2 de novembro de 2012

UM DIA DE CADA VEZ...

Fotografia de Ian Britton.

Outubro foi mês de uma experiência inusitada aqui no Quiproquó: publicar um post por dia! Escusam de me explicar que quantidade não é sinónimo de qualidade, mas o objetivo principal era organizar-me um pouco melhor do que o habitual, numa espécie de triagem do que pode ser interessante ou não para publicação. Note-se que os textos foram escritos na hora, não foi um despejar de rascunhos antigos. Fiquei satisfeita com o resultado? Sim - foi maioritariamente positivo - e não, aqui e ali podia ter encurtado alguns textos  ou desenvolvido melhor outros...

Apesar da experiência não ser para prosseguir nos próximos meses (voltando ao ritmo de publicação "normal"), garanto que foi aprazível. Se uns gostam de cantar, dançar, pintar, cozinhar ou ouvir música, por exemplo, os meus tempos livres estão mais vocacionados para a leitura e a escrita, com breves incursões noutras áreas. "Getting some fun out of life" não é isso? 


Vantagem também é que quanto mais se escreve (ou tecla), mais facilidade há em exprimir ideias clara e sucintamente. Quando a intenção é essa!

CARPE DIEM, AMIG@S!

20 comentários:

  1. "teclar"...faz bem à alma. Faz bem a tudo. A ainda bem que gostas de "teclar": privilégio o nosso que podemos ler-te!

    Bj mil
    BShell

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Privilégio, BLUE SHELL, é ter "companheiros de teclado" que estão tão presentes nas nossas vidas, que não se cansam de comentar nem o post mais singelo... :)

      Beijinhos!

      Eliminar
  2. E eu gostei de te ler, mesmo que nem sempre te comentasse.:)

    Este lema faz-me alguma confusão.
    Viver um dia de cada vez só é bom quando aproveitamos o dia ao máximo, já a pensar nos seguintes.:))

    beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. NINA, tirar o maior proveito do momento não me parece incompatível com sonhos, a nossa vida é feita no presente, pedra sobre pedra vamos edificando o amanhã, que chegará a seu tempo. Sem pressas, mas também sem certezas, porque garantias não existem nenhumas. That's life! :)

      Beijocas!

      Eliminar
  3. Espero que o ritmo passe a ser dia sim, dia não...

    Escrever ajuda a estruturar o pensamento e a clarificar ideias,

    Fiz psicoterpia aquando do divórcio e foi uma das melhores coisas que me aconteceram na vida, pois falar sobre um assunto - para mais com a responsabilidade de fazer o outro compreender o que se passou e o que sentimos - é uma experiência fabulosa, também na medida em que nos leva a melhorar muito a maneira de comunicar e a fazer conexão de acontecimentos /pensamentos/conhecimentos!

    Bom final de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, SÃO: em adolescente ia escrevendo "diários", para tentar entender o que se passava à minha volta. Atualmente não terá esse objetivo, é mais uma forma de comunicação e de aprendizagem. Mas também não duvido que a psicoterapia pode ajudar imenso em momentos de crise, a que todos estamos sujeitos...

      Um grande abraço para ti!

      Eliminar
  4. Já não consigo conceber a possibilidade de passar um dia sem escrever e ou ler ! É certo que não sou grande leitor de livros, mas "devoro" os assuntos ligados às pesquisas sobre os assuntos dos meus posts !
    Passados estes 2 dias sem ler ou escrever é de levar quase à loucura ! ... Parece que o tempo não passa e um vazia se instala! :)))
    Creio que devo bem uns 10 anos à minha vida desde que comecei a "blogar" ! eheheh
    A verdade, é que, (sem modéstia) sempre que estou com alguém da minha idade sinto que uma boa diferença de anos nos separa ! eheheh ... e isso é incentivador ! :)))

    Beijoca, Té ! :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos temos experiências pessoais diferentes, RUI, mas é como dizes, na blogosfera a aprendizagem é constante... e faz-nos falta, quando por qualquer razão não é possível!

      Fico feliz por ti, por teres regressado ao nosso convívio tão alegre em bem disposto! :)))

      Mas também tens razão: todos envelhecemos, mas uns mais depressa que os outros! Escrever não será a solução para todos, mas continuar a aprender dá um novo ânimo - a minha mãe, quase com 80 anos, inscreveu-se na universidade da 3ª idade, o que a tem motivado bastante... :)

      Beijocas

      Eliminar
  5. Por acaso, embora me tenha apercebido de um ritmo muito frequente de escrita, não me apercebi que fosse um post todos os dias... isso é que é valentia! =) nem pude lê-los a todos ou comentá-los com o devido cuidado, mas fica aqui o meu bravo pela persistência e a vontade de, no futuro, aos pouquinhos, conseguir ler tudo... =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Valentia nada, BRISEIS, porque a bem dizer só quase falhava os sábados ou domingos, e devem ser esses que continuarão a falhar. E sim, é verdade que muitos posts dão azo a menos comentários - dos quais acredito que todos gostamos - mas também é verdade que nem sequer é o número de comentários que nos incentiva a escrever. É mais um estado de espírito... :)

      Mas olha, nem sempre consigo ler (e/ou comentar) todos os novos posts dos blogues favoritos, como acredito que acontece a quase todos os bloguistas que não tenham apenas meia dúzia de contatos... ;)

      Eliminar
  6. Concordo inteiramente com o último parágrafo.
    Bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. CARLOS II, é difícil não concordar que a persistência vai dando os seus resultados... :)

      Eliminar
  7. Dá gozo, não dá, Teté? Eu tento fazer isso desde que iniciei o meu blog há dois anos e meio e tenho conseguido. Comecei a ter essa tarefa no dia seguinte ao da minha reforma porque estava habituada a ter imenso trabalho e queria (e quero) continuar a ter, pelo menos, uma obrigação. E assim tem sido. Vamos ver por quanto tempo vou conseguir... sem me desgastar e continuando a tirar disso algum prazer.

    Beijinhos e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dá, sim, GRAÇA! As razões podem ser diferentes, mas vem a dar no mesmo: não encaro como obrigação, mas como um prazer (quase) diário. E sem desgastes, obviamente... :)

      Beijocas!

      Eliminar
  8. E eu gostei muito de descobiri o Pequeno Quiropró, graças à Briseis que te deu a continuidade do desafio do texto a várias mãos :) Não sei qual era o ritmo "normal" de publicação por aqui, eu não tenho ritmo nem agendas no blogue, escrevo quando me dá, gosto muito de escrever, mas neste momento escrevo muitas coisas que ficam para mim :)

    Seja qual for o ritmo, vou continuar a vir aqui :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, POPPY, os desafios, os selinhos, os links, etc. e tal, vão-nos dando a conhecer pessoas (e blogues) que possivelmente nunca entrariam no nosso "circuito", por estarem longe, terem outras idades, posturas ou opiniões... :)

      O ritmo costuma ser acelerado... mas não tanto! Mania de escrevinhadora... :D

      Mas também não costumo ter agendas, posso anotar um tema ou outro que quero abordar e quando der vontade (ou não) escrevo sobre o assunto. Por vezes não me agrada o que escrevi e vai para o lixo! ;)

      Obrigada e beijocas!

      Eliminar
  9. É sempre um prazer ler-te! ... independentemente, da frequências com que publicas os teus posts! Dito isto, vou descansar a minha mente e, por associação, o corpo... até adormecer!
    Boa noite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, CATARINA! Foi apenas uma experiência, logo se vê se serviu para alguma coisa... :)

      Bom descanso de corpo e mente e uma noite feliz e descansada!

      Eliminar
  10. Já eu ando muito preguiçosa... :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De vez em quando acontece, LUISA! :)

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)