sexta-feira, 5 de outubro de 2012

OS CORAJOSOS E OS OUTROS...

José Relvas, na varanda da Câmara Municipal de Lisboa, a proclamar a implantação da República de Portugal, a 5 de outubro de 1910.
(segundo o arquivo fotográfico municipal de Lisboa, da net)

Presidentes da República são pessoas importantes, que não têm de se submeter a este desconchavo de comemorar uma data caduca (mais de um século?!? Ca nóia!), perante uns velhotes igualmente caducos, que ainda acham importante não esquecer a História. Que, alíás, eles nem conhecem muito bem, porque o seu "negócio" sempre foi números, matemática, enfim, a área de economia, muito mais relevante nos dias que correm...

Solução? Simples! Faz-se uma cerimoniazita à porta fechada, com os amigalhaços do costume, que assim também ninguém nota se alguém dormitar! Afinal de contas o que é que interessa se o regime é republicano ou monárquico? Os poderosos mandam, o povo só tem de trabalhar, comer e calar!

E pró ano acabou-se o feriado, ouviram?!? - reafirmam tonitruantes.os governantes, possivelmente para poupar o Presidente da República a mais essa estucha anual. (OK, OK, toda a malta já ouviu, mas pró ano é sábado, no seguinte domingo, muito duvidoso é que resistam no "poleiro" até lá...)

VIVA PORTUGAL E BOM FERIADO!

8 comentários:

  1. A República está moribunda por isso nada há a festejar!
    Essa espécie de PR bem podia ir passar o dia à Coelha e levar consigo o amigo Coelho e até podiam ficar por lá a caçar gambozinos!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, ROSA, enfiavam-se na Coelha o tempo que quisessem, que pelo menos não chateavam ninguém... :)))

      A República deve ser sempre festejada, no meu entender. Bem como o dia da Restauração. Porque Portugal é Portugal e estes fulanos são meros detentores do poder, transitórios até, diga-se! :)

      Abraço

      Eliminar
  2. República? Onde?
    Estou convencida que nada os tira assim tão facilmente do poleiro.
    Quando a "oposição" fecha o bico numa moção de censura, Portas finge não estar lá (embora não o aprecie achei que poderia fazer alguma coisa) e o PM faz finca pé, sair de lá é impensável aos olhos da "realeza".
    Não sei como consegui ver o debate sem ficar doente.
    bji e bom feriado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. OK, de momento parece das bananas, NINA, mas há de mudar! E sim, eles hão de sair de lá, é uma questão de tempo. No caso do PM, até acho que já esteve mais longe...

      O Portas é tão hipócrita como os outros: primeiro o tacho dele (no caso, um panelão!) depois o povo, mesmo que este esteja a ser lixado à grande! Há hipocrisia pior? Não concorda mas deixa andar, como se não fosse nada com ele?

      Deixei de assistir novamente! Estava a ficar deprimida demais, depois acabo por saber as coisas por aqui e pelo FB e escuso de olhar para as carantonhas deles... :)

      Beijocas e bom fim de semana, que o feriado já era!

      Eliminar
  3. Esta gentinha deve pensar que a memória não importa nada e que o mundo de inventa todos os dias ao pequeno almoço.

    Acho vergonhoso este acabar a comemoração de duas datas tão importantes na História portuguesa e nem sei como qualificar a ausência do Primeiro Ministro nas cerimónias, que para fugir às vaias em directo fugiu (é o termo correcto) par uma conferência no estrangeiro.

    Quanto ao debate teve momentos inenarráveis: Passos e o "Dr" Relvas rindo-se abertamenta um para o outro, com Portas no meio deles enquando Honório Novo o zurzia lendo excertos da carta enciada aos militantes do CDS.

    Aliás, o Paulinho das feiras nem conseguiu enfrentar a Assembleia durante todo o tempo: deve ter sido uma das maiores humilhações de toda a sya vida!

    VIVA PORTUGAL!!!

    Bom feriado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles vivem demasiado ocupados com o próprio umbigo, é o que é, SÃO!

      E concordo plenamente contigo, a bem dizer ainda acho mais vergonhoso cortarem o feriado da Restauração: sem aquele dia, não existíamos sequer como país! Enquanto o 5 de outubro é mais o festejar de um sistema (que agora se encontra um bocado agonizante, mas pronto!) que vigora há 102 anos!

      Portas merece todas as humilhações que receber, pois como dirigente de um partido que integra o governo, é tão culpado como os restantes do estado de coisas a que isto chegou... O mesmo se diga em relação ao PR! :P

      VIVA PORTUGAL!

      Bom fim de semana!

      Eliminar
  4. Isto ainda é uma República mas...das bananas!

    ResponderEliminar
  5. Nem se consegue chegar a outra conclusão, CARLOS. Os republicanos, os verdadeiros, é que devem estar a dar voltas na tumba perante estes inábeis e inqualificáveis sucessores... :P

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)