quinta-feira, 25 de outubro de 2012

FOI POR ELA...

Já vos aconteceu ouvirem uma música, que não pára de bailar na vossa cabeça um dia inteiro, ou mais? Enfim, embora situação pouco frequente, quando esse momento surge esporádica e repentinamente, só me apetece dançar ao ritmo do seu som. De ontem para hoje, esta bateu forte:


(isto deve ter uma explicação clínica ou psiquiátrica mais complexa, de fuga da realidade ou coisa, mas facto é que se torna difícil fugir... quando a música bate o pé!)

Imagem da net, segundo banda desenhada "Peanuts", de Charles Schulz.

20 comentários:

  1. Ainda bem que a música te apareceu, pois para mim foi recordar um magnífico espectáculo e começar muito bem um dia cinzento e muito molhado(em que, ainda por cima, tenho mesmo que sair de casa).

    A mim , também acontece com alguma frequência andar com uma música, às vezes durante dias, na cabeça. O pior é quando nem gosto dela, sequer!

    Um excelente dia, Teté.:x

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, podes crer, este tempo dá cá uma neura, SÃO! E cada constipação, que cá em casda ninguém escapou... :P

      É, é muito pior quando não gostamos da música. Deixei de ter música no despertador há muitos anos, porque uma vez acordei com a música do Marco Paulo "Eu tenho dois amores", e aquilo não me saía da cabeça... :S

      Uma noite descansada, São!

      Eliminar
  2. Acontece-me muitas vezes!
    Agora ando com músicas do coro na cabeça porque temos um espectáculo brevemente e olha que não são nada fáceis!:-))
    Esta é linda!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nesse caso é até um bocadinho diferente, ROSA, porque aí a preocupação é conhecer bem o reportório. Aqui surge no nada, de vez em quando... :)

      Vale que também gosto!

      Abraço

      Eliminar
  3. Lindo...lindo. Excelente poesia, melodiosa, romântica.
    Era um desastre haver o vazio desta canção na minha discoteca.
    O seu autor é Fausto um dos melhores compositores da nossa música popular. Esquecido, assim como outros, do mainstream musical cá da paróquia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo em relação a Fausto, CARLOS II, já não é a primeira vez que o ponho aqui e gosto muito. Neste caso a música saiu beneficiada pelas 3 vozes diferenciadas, apesar de também gostar muito da original... :)

      Em compensação passam por aí na rádio tanta borracheira e até à exaustão, que até enjoa!

      Eliminar
  4. Ui, eu dançar não danço que não tenho grande jeito, mas acontece-me frequentemente essa de ficar com uma música na cabeça e passar o dia a cantá-la. Tenho uma recorrente, para quando estou a precisar de uma pausa: I'm dreaming of a white Christmas... a malta admira-se quando me ouve a cantar isto a meio do verão, por exemplo, mas é um ritual de relaxamento quando a coisa está mesmo preta. Manias...(nem sempre resulta, no entanto. Isso é que é pena)
    Bjs e muitas danças, por ela ou por ele :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tu soubesses o que odeio músicas de Natal, SAFIRA! Tenho tendência a enjoar músicas quando as oiço muitas vezes, e aqueles dois meses antes do Natal, que não podes entrar em lado nenhum que não se oiçam os mesmos jingles natalícios de sempre, dão cabo da minha paciência... E é coisa que não passa de um ano para o outro! :P

      Para cantorias não sou grande coisa, quando muito um trautearzito de vez em quando ou uma cantoriazita no duche... :)))

      Beijocas e boas canções!

      Eliminar
  5. Então não aconteceu?
    Quando a música é agradável, é um festim trauteá-la. O pior é quando uma qualquer música que ouviste te ficou no ouvido...sem a apreciares. Nunca te aconteceu? É de ficar louca!lol

    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já aconteceu, já, com uma música do Marco Paulo, NINA, e ia dando em maluca... Se calhar até dei, e ainda não reparei! :)))

      Beijocas!

      Eliminar
  6. Acontece mesmo sem a ouvir ! ... e isso é que é intrigante ! eheheh

    Bj :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No caso esta até ouvi na rádio, RUI! Das outras às vezes dá-me vontade de ouvir uma e pode acontecer... Assim a seco, não me lembro! :)

      Beijocas!

      Eliminar
    2. São poucas músicas que me colam, mas quando colam... ficam como chiclete!!
      Linda canção!! Ainda preciso conhecer muito da música portuguesa, pois assim me sinto quando me deparo com preciosidades como essa!
      Bom restinho de semana!!

      Eliminar
    3. É isso mesmo, LUMA, é de mastigar e mastigar na nossa própria cabeça! :)

      Estes são grandes senhores da música portuguesa, mas olha que também há por aí muita coisa que não vale a pena, e essas entram tão depressa no ouvida, que lá as ficamos a mastigar até fartar... :)

      Beijoca

      Eliminar
  7. Acontece-me mesmo com muita frequência! O problema é que às vezes são pirosas e outras vezes são jingles publicitários, o que é muito irritante.
    Quanto *a música que lhe anda a bailar na cabeça, gosto muito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode crer, CARLOS, quando são músicas pirosas ou jingles só dá vontade de fugir da nossa própria cabeça... :)))

      Também!

      Eliminar
  8. Acontece-me muitas vezes! Às vezes gosto, outras vezes aborrece-me de morte.

    Boas músicas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, tudo o que é demais enjoa, GRAÇA. E pode acontecer mesmo com uma música que gostamos... :)

      Viva a música! :D

      Eliminar
  9. Teté, comentei no lugar errado. Me desculpe!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem problema, LUMA, às vezes também me acontece... ;)

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)