quinta-feira, 4 de outubro de 2012

ENFIAR O NARIZ NOS LIVROS!

Sempre foi um prazer, mas, simultaneamente, um escape, especialmente quando a realidade que nos rodeia não é minimamente agradável. Tem sido assim desde sempre e constato agora que o número de livros que leio anualmente tem vindo a crescer... Bom sinal por um lado, mau sinal por outro!

A bagagem de férias nunca chegou a este exagero, mas um saco bem recheado com uns cinco ou seis livros nunca faltou. Não que pretenda ler todos, mas importante é que não faltem...

Como também nunca fui uma consumista empedernida, daquelas que pára em frente de todas as montras e quer comprar tudo o que vê e o stock da loja e da próxima coleção, por vezes até me rio quando vejo a exorbitância dos preços tabelados. 

Mas, de alguma forma, sinto que esse doce descanso acabou!

Aquele pecadilho de não resistir a um livrito, ainda que barato e de bolso, vai ter de acabar. Não é que eles não sejam lidos - os que compro leio todos, alguns oferecidos... nem por isso! - mas com este roubo constante aos nossos bolsos, não haverá orçamento que aguente extras e "supérfluos"...

Se bem que ainda tenha muitos livros na estante para ler, a curto prazo, a longo terei de arranjar uma nova solução. Não sei se as bibliotecas serão uma - já que não existe nenhuma por perto e implicam transportes e deslocações - a outra será esta: 

abandonar o velho e preferido sistema de folhear página a página cada história, na encantadora ilusão que tudo se resolve no mundo real como na ficção...

Se souberem de outra avisem, sim?

Imagens do facebook.

25 comentários:

  1. Também não me perco grandemente a olhar para montras de roupa e calçado e pasmo com alguns preços...
    Quanto a livros, comecei a ir a duas bibliotecas e a trocar com amigas!
    Ainda ontem mandei um pelo correio...:d

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São poucas as amigas a quem empresto livros e vice-versa, escaldada que fui em tempos por emprestar os livros que mais gostava... para nunca mais lhes ver a cor, ROSA!

      Tenho de averiguar melhor se não haverá por aí uma biblioteca mais perto de casa, porque dar a volta à cidade de metro, também não me parece boa solução...

      Abraço

      Eliminar
  2. E-books, Tété. Odeio o conceito, mas os preços são mais atrativos... até as coisas melhorarem, é sempre uma solução possível. Eu ando a queimar os últimos cartuchos enquanto posso, mas já não compro nada cá. Mando vir de fora. É mais barato, é mais rápido. Inacreditável, mas verdadeiro.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, é uma solução a ponderar, SAFIRA! Os e-books! Quanto a mandar vir de fora, não me parece - gosto de ler livros em português, os outros levo o triplo do tempo a ler... E sim, bem sei que são bem mais baratos, em Londres encontrei os clássicos de Dickens a 1 libra cada um... Fixe para eles, a chatice de sempre para nós! ;)

      Beijocas!

      Eliminar
  3. As bibliotecas e os amigos servirão para isso, também.
    Não ter dinheiro para comprar um livro é triste, para quem tanto deles gosta, mas pior ainda será o não poder ir ao dentista (cá em casa já se verifica!)fazer grandes tratamentos, que o envelhecimento dos dentes exige.
    Doí-me a alma de pensar no amanhã...e não é só no meu, que até tenho o privilégio de estar empregada.
    bji e bom fds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, se vamos por aí há muito pior mesmo, NINA, quem não tenha dinheiro sequer para o essencial...

      Mas olha que não és tu a única a adiar dentistas, por aqui passa-se o mesmo: devia ir lá todos os meses (que nos últimos tempos têm piorado bastante, embora felizmente sem dores) e vou... quando dá!

      E sim, ficámos todos assim, estupefactos e sem reação, por mais este anúncio de roubalheira!

      Beijocas e bom fim de semana para ti também!

      Eliminar
  4. Sou frequentador de bibliotecas, de uma em especial, mas nunca requisito livros. Nunca o fiz, nem nos tempos de escola. Para mim, o livro, aquele que leio, tem de ser meu, só meu. Por isso não aceito livros emprestados nem os empresto.
    Este ano tem sido o que tenho lido mais, mas se não fosse eu um "privilegiado", não conseguiria suportar os gastos. A verdade é que não gasto dinheiro em livros, quase nunca.
    Os ebooks...nem vê-los!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também nunca requisitei, em bibliotecas públicas, MIGUEL! Também não costumo emprestar ou pedir emprestados, dado alguns percalços em tempos que já lá vão...

      Pois, também me dão alguns, mas normalmente não são aqueles que gostaria de ler. Seja como for, tenho de arranjar uma solução prática, não é? :)

      Eliminar
  5. Confesso que não sou um grande leitor (de livros)! :(((
    Uma pergunta que me faço com frequência : o que será dos livros e jornais daqui a uns 20 ou 30 anos ... 50 (?)...
    Questões ambientais (árvores/papel), económicas (preço do papel), dificuldades de espaço, etc., etc., quando os e-books já começam a aparecer em força !? ... e nem é preciso lê-los ! ... Agora até os "audio-books" se "lêem" por nós, mesmo enquanto conduzimos, ou na cama com a luz apagada ! ... eheheh... vai ser bonito vai ! :))
    Reparem que mesmo os jornais já têm as suas "edições informáticas" sempre com as notícias atualizadíssimas ! :))) ...

    Eu sei que me dirão : o livro jamais acabará ! ... então o prazer de ter o livro na mão, folheá-lo,... não estou tão convencido disso ! :((
    :)))

    Faz-me lembrar a situação do fumador com o "vício do gesto" (puxar pelo maço, tirar o cigarro, acendê-lo, levá-lo à boca !

    Costumo dizer : afinal, os jornais trazem apenas as notícias de ontem ! eheheh
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou convencida que os livros perdurarão mais do esses 50 anos, RUI, já os jornais em papel tenho quase a certeza que desaparecerão a curto prazo: afinal, quem é que quer ler notícias da véspera, tendo as últimas ao seu alcance e à distância de um clique? ;)

      Mas voltando aos livros, óbvio que não sou futuróloga, daqui a 200 anos ou coisa até pode haver um chip incorporado à nascença, para termos a biblioteca incorporada no nosso cérebro, sempre que a queiramos consultar... :)))

      Beijocas!

      Eliminar
  6. Eu, infelizmente, tenho lido menos nos últimos anos. Problemas de tempo ( a bloga sempre me vai roubando tempo que antes dedicava à leitura), mas também a dificuldade em encontrar a tranquilidade de que preciso de me rodear para ler.
    Ainda tenho bastantes livros em lista de espera e espero poder continuar a comprar alguns nas Feiras do Livro que vão ocorrendo pelas livrarias, ou nas segundas feiras da Bertrand. Tenho também a sorte de receber ofertas de amigos e de algumas editoras ( apesar de neste último caso, serem poucos os que se aproveitam...)
    Bem agora vou ver o Woody Allen. Ou melhor, a Penélope...
    Bom fds

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que acontece, CARLOS, é que para ter mais tempo disponível para blogar e ler, fui prescindindo da TV, hoje em dia vejo pouca... E os programas que vejo, muitas vezes são gravados, para ver quando me der mais jeito... :)

      Então, cumprimentos à Penélope e ao Woody! :)))

      Bom fim de semana!

      Eliminar
  7. Os amigos podem ser um recurso a explorar...Eu, felizmente, tenho uma biblioteca o lado do prédio onde moro e tenho amigos e colegas que têm imensos livros... mas independentemente disso, de vez em quando tenho mesmo que comprar um... ai, estas minhas manias... =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, também é mania minha comprar um livrito de vez em quando, BRISEIS! Mania essa que vai ter de acabar... ;)

      Eliminar
  8. Felizmente, tenho uma biblioteca bem recheada,pela simples razão de que ia lendo os que não tinha, pois os nossos estão sempre à mão. E isso agora, dá-me um jeitão ...

    Bom feriado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A curto prazo o problema não se põe, SÃO, mas muitos livros que tenho na estante não me atraem minimamente (políticos, dos tempos de revolucionário do maridão, eheheh! :))) ). Outros, provavelmente, até vou gostar... :)

      Bom feriado!

      Eliminar
  9. Bibliotecas é a solução. Mas se a mais próxima fica longe... não dá muito jeito. Tenho três bibliotecas perto (+/- 10 minutos de carro)... A leste, a oeste e a norte da rua onde resido. Prefiro a que fica a caminho do emprego/casa! Assim, não admira que há muito não compre um livro. Há livros que se lêem uma vez e ficam lidos. Outros
    A impressão que tenho é que os portugueses não gostam de ir a bibliotecas (com a exceção de estudantes, talvez). Em tempo de crise, esta é uma ótima alternativa e muito mais barata....

    ResponderEliminar
  10. É verdade, CATARINA: alguns livros, diria mesmo a grande maioria, são agradáveis de ler, mas lê-los uma vez chega! Tenho de investigar melhor, se não existem bibliotecas próximas, é o que é... :)

    Não é questão de não gostar, em estudante fui algumas vezes para consultar livros importantes para trabalhos curriculares. Mas não faço ideia de como é para requisitar e trazer para ler em casa... ;)

    Portanto, não faço ideia se é caro, ou não!

    ResponderEliminar
  11. Se for como aqui, o cartão de utente é gratuito assim como a leitura dos livros em casa! : )
    Aqui pago 40 cêntimos por dia mas só se devolver os livros já depois do prazo estipulado.
    Abraço

    ResponderEliminar
  12. Pelo que andei a investigar na net. a maior parte das bibliotecas existentes são de universidades e, portanto, os livros virados para as áreas do conhecimento aí lecionados, CATARINA! Pareceu-me haver apenas duas ou três que são genéricas, mas posso estar enganada... Mas nenhuma refere preços, portanto, tenho de indagar as condições ao vivo... :)

    ResponderEliminar
  13. E-book ou tablet é a solução.

    Ainda um dia destes fiquei a pensar como será que funciona o teu clube de leitura, se todas compram o livro ou se apenas se compra um livro e o emprestam umas às outras...

    Eu adoro ler e ter os meus próprios livros, mas o espaço para a arrumação e o dinheiro que gasto dão que pensar...

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  14. Pois é, MARIA, esse é um dos problemas: no Clube de Leitura cada uma compra o seu livro! Quer dizer, este último não o comprei, porque uma amiga já o tinha lido durante as férias e emprestou-me, mas normalmente é cada uma a comprar o seu. E são seis por ano, nem todos que me apeteçam ler por aí além... ;)

    O meu problema não é espaço, que em 2007 mandei fazer umas prateleiras que ocupam uma parede inteira do escritório, pois já andávamos a tropeçar em livros por todo o lado, e a estante herdada da minha tia-avó ameaçava despencar com tanto peso. Pronto, tenho 54 prateleiras (fora mais umas quantas na sala) e ainda bastante espaço para livros. Agora o que me preocupa é o resto... :S

    Nem sei como essa coisa dos e-books funciona, mas para já não dá jeito nenhum, que gosto de ler deitada... :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  15. Mas com o eBook também podes ler deitada...é do tamanho de uma agenda, compras os livros online, alguns muito mais baratos que em papel, alguns até são gratuitos, podes até aumentar o tamanho da letra...fiquei super entusiasmada ao ver tantos estranjeiros com um no hotel onde estava de férias...pelo menos para levar de férias é ótimo, escusamos de ir carregadas com os livros, o que não dá jeito nenhum quando viajamos de avião e o peso é controlado...

    Que giro, também gosto de ler deitada eheh

    Esqueci de dizer que amei as imagens, são lindas e que, sem autorização, roubei uminhas (assobiando)

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos meus cunhados tem um Kindler, acontece que ele lê em inglês, MARIA, diz que em português não há muitos! Mas tenho de verificar como isso funciona... embora, como é lógico, preferisse mil vezes continuar com os meus livrinhos! Que é que queres, sou assim sentimentalona... :)))

      Também me fartei de ver pessoas a ler e-books (e livros) no metro de Madrid. Estava pasma: uns de iPod, outros de telelé e outros a ler, prái numa percentagem de 33% cada! Poucos eram os que, como eu, iam de nariz no ar ou a conversar para o lado... :D

      As imagens não são minhas, como deves calcular, mas mesmo que fossem podias levar à vontade (se não as quisesse divulgar, não as punha na net, né?)... :)

      Beijocas!

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)