quarta-feira, 7 de março de 2012

A GRANDE AVENTURA

1 - Maria Armanda Falcão (ou Vera Lagoa, pseudónimo que adotou posteriormente)
Esta senhora foi a primeira a "dar a cara", logo nos primórdios da aventura. Na foto uns 20 anos depois, pois parece não existir registo fotográfico do momento histórico para o país.

2 - Artur Agostinho
Este senhor também foi dos primeiros, demonstrando grande polivalência nas suas funções.

3 - Gomes Ferreira
Muitos outros se seguiram, mas imagens restam poucas, talvez devido à vontade revolucionária, pós-25 de Abril, de passar uma esponja no passado, fazendo desaparecer "personas non gratas" dos arquivos, tidas como apoiantes do fascismo. Infelizmente para esses revolucionários "de meia tigela", a memória coletiva não se apaga com essa facilidade...

4 - Manuela Paulino e Isabel Wolmar
Imagino que a maior parte das fotografias foram retiradas de antigas publicações da época, não é muito garantida a sua data. E o que têm a dizer sobre os modelos envergados por estas vamps, ahn? Outros tempos, está claro!

5 - Anthímio de Azevedo
Se bem que quase todos tivessem tido problemas no período revolucionário, este senhor não se prestou a controvérsias e manteve o seu cargo, durante muitos anos. Como ele outros, principalmente os que exigiam conhecimentos técnicos. Hummm... porque terá sido? Por não poderem ser substituídos facilmente?

6 - Maria Helena Fialho Gouveia e Henrique Mendes
(apresentadores no primeiro Festival da Canção da RTP, em 1964)
O primeiro de muitos que se seguiriam nos anos vindouros, sendo, na época, um dos maiores acontecimentos nacionais. Agora, passa praticamente despercebido...

7 - Carlos Cruz, Raul Solnado e Fialho Gouveia, no célebre Zip-Zip, em 1969
Esta "rapaziada" trouxe-nos momentos marcantes, que auguravam alguma esperança para o país. Verificou-se infundada, que ainda decorreriam alguns anos até à revolução dos cravos, única solução para mudar um regime moralista e caquético.

Trata-se de um desafio, como já devem ter adivinhado. E as perguntas são:
1ª Porquê (re)lembrar estes tempos hoje? Como todos adivinharam, comemorou-se o 55º aniversário da RTP, que passou a ter emissões regulares a partir do dia 7 de março de 1957.
2ª Quem são ou foram estas personagens, que deram os primeiros passos em profissões que ainda não existiam em Portugal?

ADENDA a 8 de março de 2012: tudo o que está escrito a azul; obrigada a todos pela participação - mais uma vez ficou provado que há memórias que não se apagam...

Imagens (possíveis) da net e do facebook.

38 comentários:

  1. Está visto que é o aniversário da RTP... :)
    Das caras... hum...acerto por aí em três.

    ResponderEliminar
  2. Sim, hoje é o aniversário da RTP. Das caras, sóconsigo acertar na do Artur Agostinho (2) e na dos do Zip, Zip (7) que são o Raúl Solnado, o Carlos Cruz e o Fialho Gouveia.
    Eu nem era nascida, mas costumo estar atenta...

    ResponderEliminar
  3. Cara confrade Teté!
    Em relação a primeira pergunta:
    O que seria da nossa existência sem as memórias?!...
    Aprecio sobremaneira observar fotografias antigas!! Estas são especiais, porque revelam os primórdios da televisão portuguesa e personagens que estão no imaginário dos habitantes do reino distante além-mar!!! Infelizmente não sei nominá-los, mas certamente muitos de vocês cresceram vendo-os garbosos e vigorosos a adentrarem nas suas casas!!!
    Aqui entre nós a televisão surgiu em 1950... Em 1957 minha saudosa mãe, com muito sacrifício comprou a nossa primeira televisão!!!! Na minha rua fomos os primeiros a tê-la e a noite os vizinhos mais próximos viam assistir televisão em casa!!! Eles eram chamados de televizinhos!!!! Na época tinha 4 anos e achava que os apresentadores nos viam, então quando eles nos cumprimentavam eu respondia... Saudades...
    Caloroso abraço! Saudações televisivas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar

  4. Porque a RTP faz anos hoje, dia 7
    Porque a mana e o sobrinho também fazem anos hoje ;)
    Porque é véspera de... (assobiando)


    1 Na sei
    2 Artur Agostinho
    3 Na sei
    4 Na sei
    5 Anthímio de Avezedo
    6 Talvez Henrique Mendes no Festival da Canção, ela não sei
    7 Carlos Cruz, Raul Solnado e Fialho Gouveia

    Parabéns RTP e beijinho :)

    ResponderEliminar
  5. Tété,

    Aniversário da RTP, as pessoas que constam das imagens e as que eu consigo reconhecer imediatamente sem googlar são:

    2 - Artur Agostinho
    7 - Carlos Cruz, Raul Solnado e Fialho Gouveia.

    ResponderEliminar
  6. Bem a primeira pergunta é bem mais fácil que a segunda? A RTP hoje está de Parabéns e amanhã é a menina, Teté! :)
    Quanto aos rostos reconheci Artur Agostinho(2), Mário Viegas? (5) e Carlos Cruz, Raul Solnado e Fialho Gouveia (7).
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. A correr reconheci o Artur Agostinho (2) e ainda o Raul Solnado, o Fialho Gouveia e o Carlos Cruz.
    Nunca vi este programa em que entravam juntos, só sei que muitas mulheres não gostavam do programa por ser um ninho de machistas.

    Mas quando voltar vou reconhecer mais, pois as caras das mulheres não me são desconhecidas.

    Volto à noite!

    ResponderEliminar
  8. É o aniversário da RTP?
    1 - Vera Lagoa, (Maria Armanda Falcão)
    2 - Artur Agostinho
    3 - Gomes Ferreira
    4 - Isabel Wolmar e (não me lembro)
    5 - Anthimio de Axevedo
    6 - Henrique Mendes e ?
    7 - Carlos Cruz, raul Solnado e Fialho Gouveia

    Quanto a algumas vinganças mesquinhas, é verdade que existiram. Mas também é verdade que a RTP dava guarida a alguns fascistas notórios, como o João Coito, o Barradas de Oliveira, o Valadão e alguns outros.

    Vic

    ResponderEliminar
  9. Oh! Ematejoca, o ZipZip era machista? Essa nunca tinha ouvido. Foi considerado o melhor programa da RTP de antes do 25 de Abril, e muitos nomes que até então não tinham cabidela na RTP, fizeram aí a sua aparição, como o Antonio Vitorino de Almeida, o Almada Negreiros e vários outros, entre os quais alguns cantores de intervenção, e que deram muito trabalho á censura.
    Provavelmente estarás a confundir com algum outro, porque programas machistas era o que não faltava na RTP :)

    ResponderEliminar
  10. lindo
    a rtp acompanha-me há muito, ainda hoje é a referência...

    excelente

    abrazo serrano

    ResponderEliminar
  11. Não sei se o ZipZip era machista, porque NUNCA vi esse programa, mas quando o Carlos Cruz foi preso falou-se de um programa com o Carlos Cruz, e foi quando ouvi dizer frases como estas:

    "Eles eram tão machistas!"

    "Cada um a seu modo, claro, fazendo a passagem do machismo de forma escondida, sob uma aparência evoluída e umas pinceladas de cultura"

    Mas é como já disse, NUNCA vi o programa e, não quero entrar em conflito com ninguém!!!

    Provavelmente estarei a confundir com algum outro programa, mas os nomes dos homens eram: Cruz, Solnado e Gouveia.

    Desculpem lá o meu atrevimento de acusar dois mortos e, um outro que para lá caminha, sem ter provas do que disse.

    Talvez seja o Março, Mês da Mulher, o culpado de só me meter em sarilhos.

    ResponderEliminar
  12. Não vou escrever, porque Vdealmeida já disse: só acrescento Manuela Paulino, junto a isabel Wolmar

    Um abraço e parabéns à rtp

    ResponderEliminar
  13. Ematejoca, desculpa se achaste que o modo como abordei a questão não foi a mais correcta ou de alguma forma desabrida, não queria de modo algum ferir susceptibilidades.
    Mais uma vez peço desculpa.
    Mas deixa-me só acrescentar, e uma vez que nunca viste o programa, que o programa nada tinha de machista, era uma espécie de talk-show feito pelos 3, com momentos musicais e humorísticos, e que ainda hoje é considerado um marco histórico na vida da RTP. É evidente que o temos que datar. Possivelmente hoje, um programa daqueles nem teria aceitação pública.
    E para terminar, aqui deixo uma declaração de interesse: também não gosto nem um bocadinho do Carlos Cruz.

    ResponderEliminar
  14. 1 - Vera Lagoa; 2 - Artur Agostinho; 3 - José Gomes Ferreira; 4 - A Isabel Wolmar parece ser a de cabelo mais claro. 5 - Anthimio de Azevedo? 6 - O Henrique Mendes e a rapariga não me recordo. 7 - Carlos Cruz, Raul Solnado e José Fialho Gouveia;

    ResponderEliminar
  15. A mulher foi feita da costela do homem,
    não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior,
    mas sim do lado para ser igual,
    debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada." (Maomé)
    E realmente isso que Deus fez e graças ao primeiro casal hoje todo ser
    humano da face da terra são descendentes de Adão e Eva .
    Um Feliz Dia Internacional Das Mulheres.
    Beijos no coração.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  16. Fiquei aqui a pensar se a mulher que está ao lado do Henrique Mendes não é também a Isabel Wolmar? E a propósito na que eu identifiquei como Isabel Wolmar, de repente fiquei na dúvida se não será a de cabelo escuro.

    ResponderEliminar
  17. Então vamos por partes:
    O post destina-se a assinalar os 57 anos da RTP que, com a provecta idade, não merecia ser tão mal tratada pelas empresas de medição de audiometrias.
    Quanto aos rostos e por ordem de entrada em cena
    1- Maria Armanda Falcão ( Vera Lagoa)
    2-Artur Agostinho
    3- Amadeu José de Freitas
    4- A minha amiga Isabel Wolmar com um rosto que me é familiar, mas não identifico
    5-O meu bom amigo Anthímio de Azevedo
    6-Maria Helena e José Mensurado?( Hmmm)
    7- Carlos Cruz, Raul Solnado e Fialho Gouveia num inolvidável Zip-Zip ( Teatro Villaret)
    Parabéns pela escolha, Teté. Só faltou a Gina Esteves ( ou será que está aqui e eu não a identifiquei?)
    Será aquela a quem chamei Maria Helena?

    ResponderEliminar
  18. Pois foi, LUISA! A RTP esteve de parabéns, mas não se deu nenhuma alteração na programação. Embora nos programas da manhã e da tarde, tivessem estado em festa... :))

    ResponderEliminar
  19. Essas caras são as mais conhecidas e quase todos acertaram, ANA! :))

    Por acaso também não era nascida na época! :D

    ResponderEliminar
  20. Bem-vindo, JOÃO PAULO, confrade do outro lado do oceano! :)

    Certamente que é impossível lembrar-se deles, mas não é motivo para aflições, que há muitos portugueses (sobretudo os mais jovens) que igualmente não se lembram! Ninguém pode ter memórias do que não viveu, não é?

    Dito isto, também ainda não era nascida na data. Mas lembro-me bem da cara deles, nos anos que se seguiram... :))

    Abraço daqui!

    ResponderEliminar
  21. A mana e o sobrinho também fazem anos hoje, MARIA? Ah isso é que vai ser festa dupla, ou tripla, se contarmos com a RTP! :D

    Acertaste em 6, num total de 11 personagens, nada mau! (e sim, é Henrique Mendes no primeiro Festival da Canção) :)

    E sim, a RTP merece os parabéns por todos estes anos, embora haja quem não queira ver isso... :S

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  22. Sem Googlar e quando ainda não se era nascido, é natural que só te lembres dessas, RAINHA! Até porque foram os que se mantiveram no ativo até há relativamente poucos anos... :)

    ResponderEliminar
  23. Ahahah, ainda me ri com essa do Mário Viegas a apresentar a meteorologia, TONS DE AZUL! =))

    Não, não é ele! Esse só apareceu na TV depois do 25 A, creio!

    Mas sim foi a comemoração do aniversário da RTP! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  24. Pois, acertaste em todos e o programa que falas era o "Zip-Zip", EMATEJOCA! Na altura (1969) era considerado o programa mais inovador e criativo que a RTP já alguma vez fizera. Agora se 20 ou 30 anos depois algumas mulheres o consideraram um ninho de machistas, talvez seja por estarem a ver a coisa com olhos de hoje, em que realmente houve uma evolução nas mentalidades... ;)

    ResponderEliminar
  25. Boa, VIC, 9 em 11! :))

    Claro que na RTP existiam apoiantes do regime: o Valadão, por exemplo, era o presidente daquilo, num cargo de confiança política! Mas esse só aparecia em frente às câmaras nas cerimónias oficiais de corta-fitas e assim. Também me lembro do João Coito, que falava axim! Do outro não me lembro minimamente... :D

    Concordo com tudo o que dizes sobre o "Zip-Zip"! E classificar programas de machistas é um bocadinho puxado: na verdade era a moral reinante na altura, que agora nos parece obsoleta e caricata! :)

    ResponderEliminar
  26. Claro que é referência, MIXTU, embora haja quem prefira denegrir a sua imagem! E foi de grande importância para o país, numa época em que não existia quase nada...

    Abraço citadino para ti!

    ResponderEliminar
  27. Não te metes em sarilhos nenhuns, EMATEJOCA!

    Mas verdade seja dita que as pessoas tendem a esquecer-se da diferença de mentalidades que se operou em 30 e tal anos. O Carlos Cruz foi preso em 2002 (ou por aí), o programa é de 1969. Juízos de valor sobre a moral ou o machismo de outros tempos correm o risco de ser estapafúrdios. Numa época em que ocorreram tantas transições em Portugal, ainda mais! :)

    Mas pronto, também ninguém quis entrar em conflito. E muito menos vale a pena, porque o post era somente para comemorar os primórdios da RTP e os seus pioneiros... ;)

    ResponderEliminar
  28. Boa, SÃO, a Manuela Paulino ainda ninguém tinha reconhecido... :)

    E sim, a RTP está de parabéns, e esperemos que por muitos anos! :D

    Abraço!

    ResponderEliminar
  29. Está tudo esclarecido, VIC! Foi realmente o primeiro 'talk-show' da RTP, que foi para o ar na denominada primavera marcelista. Para a época, bastante inovador! Agora claro, se formos ver esses programas à luz dos nossos dias, até podemos achar que não tinham grande piada ou interesse... :))

    Mas fizeste bem em esclarecer com a Ematejoca! :)

    ResponderEliminar
  30. Boa, VITOR! A Isabel Wolmar é efetivamente a de cabelo mais claro, mas não é ela que está ao lado de Henrique Mendes! mesmo assim, 11 em 9 é muito bom! :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  31. Obrigada e feliz dia internacional da mulher para ti também, EVANIR! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  32. 8 em 11 também é bom, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA! E uma delas ainda ninguém tinha acertado, a tal de Maria Helena (Fialho Gouveia)!

    Corrijo apenas que a RTP fez 55 anos, pois as emissões diárias passaram a fazer-se a partir do dia 7 de março de 1957! Suponho que foi um mero lapso... :)

    Essa cena das empresas de audimetria foi uma autêntica vergonha e suponho que ainda vai fazer correr muita tinta... Logo hoje? Parece que alguém é danadinho para a brincadeira... :P

    ResponderEliminar
  33. Ehehe Pois... Depois fiquei a pensar nisso e realmente não podia ser... ;)

    ResponderEliminar
  34. O primeiro boletim meteorológico foi emitido em 1962, TONS DE AZUL, altura em que o Mário Viegas ainda devia ter borbulhas de adolescente na cara, daí ter rido! :D

    Claro que não sei se a fotografia é dessa altura ou posterior, porque aquele quadro negro onde se desenhavam os anticiclones a giz ainda durou uns anos, mas mesmo assim ainda faltavam uns quantos até ao Marinho ficar acarecado... :)

    Obviamente, ainda não tinhas nascido na época (nem eu tinha TV em casa e, mesmo que tivesse, não ficava acordada até essa hora), não estava à espera que "reconhecesses". Aliás, o intuito do post era homenagear os pioneiros que "deram a cara", a trabalhar "sem rede", mas calculava que os meus amigos mais "cotas" gostariam de ver a série de imagens, tal como eu gostei de as pesquisar... :))

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  35. como vi tarde demais posso afirmar, sem pingo de falsa modéstia, que acertei nelas todas. ahahahahaha

    ResponderEliminar
  36. Eheheh, pois, MOYLITO! :))

    ResponderEliminar
  37. Reconheci alguns nomes. Outros não. O Henrique Mendes chegou a estar uma temporada em Toronto onde trabalhou numa estação de rádio. Talvez continue a ser o melhor locutor que as estações de rádio da comunidade jamais conheceram.

    ResponderEliminar
  38. Tanto Henrique Mendes, como Artur Agostinho e Manuela Paulino tiveram de sair do país em 1974. Manuel Caetano (um dos muitos irmãos de Marcello Caetano, com quem constava estar desavindo) foi despedido da RTP sem mais, no dia seguinte - não encontrei uma única fotografia dele, sendo também um dos pioneiros da televisão! (mas esse suponho que não saiu de Portugal)

    Resumindo, CATARINA, ao "sanearem" (que era assim que designavam estes despedimentos sumários e sem justa causa) esta gente, quem lucrou com os excelentes comunicadores foram outros países. Voltariam todos mais tarde - lá para 1977 - mas tipo a regressar à estaca zero!

    Portanto, não me espanta nada que Henrique Mendes tenha sido o radialista mais conceituado dessa comunidade. Ele já tinha a "bagagem" necessária! :)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)