sexta-feira, 30 de março de 2012

BRINCAR COM BONECAS?

Para quem não sabe, a fotografia (da net) retrata uma menina de carne e osso, que foi uma grande "estrela" nos concursos americanos de "Toddlers & Tiaras" e cuja mãe anunciou que se ia retirar dessas competições, aos 6 anos de idade. Mas não foi para a criança ter uma vida escolar normal: em vista está uma carreira artística de cantora, atriz, modelo ou qualquer outra dentro dessa área...

Em Portugal, felizmente, não existem concursos deste género para miúdas destas idades! Nem sei se ainda há concursos de misses, mas aí já são mais crescidinhas, se a ideia é desfilarem nas passerelles a dar ao rabo e às ancas e fazer disso profissão futura, who cares?

Quando pensamos estar livres de tanta futilidade e dondoquice e imaginamos que não faz mal nenhum os pais incentivarem um pouco de vaidade e brio nos seus filhotes, um dia em caem-nos os queixos, ao deparar com a Júlia Pinheiro a entrevistar quatro meninas demasiado interessadas na própria beleza, num programa televisivo: todas adeptas de sombras nos olhos, baton, unhas pintadas, idas frequentes ao cabeleireiro e até de saltos altos. E no friso de pais embevecidos (e digo pais, porque eram três mães e um pai)? Escusado será dizer que todos acarinhavam a ideia delas serem tão vaidosas desde pequenas, que, segundo eles, já era tradição familiar. Não mencionei que as "mulheres pequenas" tinham cerca de 5 anos de idade? Pois tinham...

Cerejinha no topo do bolo: uma das mamãs babadas revelou que pretendia festejar o 6º aniversário da filha num SPA, com sessão de cabeleireiro, manicura e até massagem para todas as amiguinhas da aniversariante. Há gente que ainda gosta de brincar às bonecas, mesmo com a própria prole, não há? 

BOM FIM DE SEMANA / FÉRIAS!!!
(riscar o que não interessa)

Imagem da "boneca" de Mickie Wood.

27 comentários:

  1. Sou da opinião que tudo tem de ter um equilíbrio. Eu sou mãe de uma menina de 8 anos e é claro que em casa temos as nossas brincadeiras de maquilhagem, manicure e desfiles em saltos altos. Todas as meninas têm essa coisa de querer imitar as mães, é algo natural e normal! Mas é em casa e é uma brincadeira!
    Incentivar que determinadas brincadeiras se tornem comportamentos é que me parece muito errado. Crianças são crianças, não são adultos em miniatura!

    ResponderEliminar
  2. Não vês a filha do Tom Cruise? Há pais e mães que deviam ter umas lições antes de o serem. Intensivas!

    ResponderEliminar
  3. Faz hoje 2 anos escrevi sobre este tema, "lixo" foi o título que dei ao post
    http://amodoro.blogspot.pt/2010/03/lixo.html

    2 anos depois e ao ler o teu post continuo a não encontrar palavras para classificar este tipo de programas...e continuo a achar que lixo é uma palavra bonita demais...

    Não existe cá este programa e espero que assim continue, mas não sei não...

    Meninas que imitam as mães é super natural, que querem pintar os olhos e as unhas, calçar sapatos de salto alto e outras coisas do género, mas são apenas brincadeiras...no programa americano elas são apenas meninas pela idade que têm...a menina/boneca que apresentas é linda, mas demasiado artificial...a maioria das vezes as meninas, no original, estão a kilómetros de distância do boneco que representam no palco...

    E as mães? Os pais? O júri e as apresentadoras? Dizem com cada baboseira de bradar aos Céus...num dos programas um menino de 2 meses "desfilava" ao colo da mãe e dizia a apresentadora que o menino tinha uma grande personalidade e o seu passatempo favorito era de ouvir música...eheheh, palavras para quê?

    Beijinho e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  4. Não tenho a certeza, mas parece que isto é um “culto” americano. Mães que vivem os seus sonhos não realizados através das filhas? É de lamentar.

    ResponderEliminar
  5. Já vi este programa que passa num canal da TV Cabo e nem queria acreditar no que via, crianças a serem artificialmente bronzeadas, manicure, usavam dentaduras,fiquei em choque, e sim é como dizes, já as mães tinham participado nestes concursos horrorosos.

    Boas Férias!

    ResponderEliminar
  6. Tenho duas licenciaturas na área da Educação , onde desempenhei todas as tarefas( menos a de ministra) , e este queimar de etapas de desenvolvimento actualmente na moda, choca-me e preocupa-me!

    Dos EUA espera-se todas as loucuras, é sabido. Lamento é que este tipo de vazio e consumismo já esteja presente e que Júlia Pinheiro tivesse aceitado pactuar com tal estupidez: as audiências não jusrufucam tudo.

    Peço desculpa pelo alonagemneto, mas estou indignada!!

    Abraços

    ResponderEliminar
  7. Peço também desculpa pelas gralhas , mas a ideia está clara, rrss


    Já agoea aproveito - VdeALmeida tem razão: certas criaturas deveriam ter lições de parentalidade e responsabilidade e testes até

    Fica bem

    ResponderEliminar
  8. será que é desta vez que Africa passa a ser um país?

    ResponderEliminar
  9. Tomei conhecimento destes concursos americanos através de um filme que vi já uns tempos, que até nem me lembro do nome... Só sei que acho um completo disparate e cada coisa a seu tempo. Nada de pressas!
    Beijocas

    ResponderEliminar
  10. Prisão ou manicómio era onde eu metia essas mães ou pais, se pudesse!!!

    O Tom Cruise e a mulher fazem a mesma coisa com a miúda deles, que até dá dó.

    Aqui também já houve um programa desses, que acabou por causa dos protestos e falta de público.

    O público é que faz a TV e mais ninguém. Se ninguém vir esses programas são logo retirados.

    Bom fim de semana para ti, Teté.

    Agora vou ler as postas que perdi por causa do bom tempo, que piorou, mas não muito.

    ResponderEliminar
  11. A estupidez é livre, já se sabe, mas quando começa a ser explorada para gáudio de audiências ainda mais estupidificadas, torna-se um caso de saúde pública. Saúde mental, claro!
    No que se vão transformar essas meninas? É preocupante.
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Eu nem quero acreditar no que acabei de ler Teté! Não sou tão radical como a Ematejoca, limito-me a sugerir que lhes seja tirado o poder paternal, porque estão a criar pequenos monstros.
    Há dias vi um video num jornal qualquer em que uma miúda de 12 anos é uma Barbie de carne e osso. Igualzinha, mesmo! O melhor é ficar por aqui.
    Bom fds também para si

    ResponderEliminar
  13. Mas qual é a criança que nunca calçou os sapatos de salto alto da mãe ou as suas maquilhagens, ANA? Todas, incluindo meninos (embora estes, em crescendo, admitam menos isso)! É completamente diferente de andar aí em cabeleireiros, manicuras, SPAs e sei lá que mais e de ter este arzinho de "mulher pequena". E dondoca!

    Crianças são crianças e têm o seu próprio desenvolvimento, à medida que os anos vão passando! Esta pressa de as transformar em adultos, com as mesmas manias dos pais (só pode), não tem como dar certo... :S

    ResponderEliminar
  14. Não tinha visto, mas fui pesquisar na net, VIC! E pronto, é mais uma para este rol. Quanto ao resto, penso que para quem não tem um mínimo de bom senso essa lições não serviriam de muito... :P

    ResponderEliminar
  15. Tens razão, MARIA, lixo é uma palavra soft de mais para os badamecos destes pais!

    E claro que não estou a falar de uma brincadeira ou outra que os miúdos tenham com os sapatos de saltos ou as maquilhagens da mãe. Isso é normal, tanto meninas como até em meninos. São crianças, querem experimentar e imitar! Mas quer dizer, cabe aos pais travar isto, não é? Quando crescerem, têm tempo...

    Achei piada à coincidência e fui ler o teu post: 2 anos e um dia anterior a este!

    Claro que os pais são os principais culpados, mas essa gentalha que promove concursos destes também não lhe fica atrás!

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  16. Acaba por ser um bocado isso, CATARINA: as mães não viveram esse lado "glamoroso" e transferem para as filhas aquilo que gostariam de ter sido... É lamentável, mesmo!

    ResponderEliminar
  17. O problema, RAINHA, é que uma participaram e querem dar o mesmo às filhas e as outras, como não tiveram a experiência, querem vivê-la através das criancinhas. E algumas são literalmente arrastadas... :S

    Boas férias para ti, que eu continuo por cá! :)

    ResponderEliminar
  18. Choca a todos que tenham um mínimo de sensatez, SÃO!

    Saliente-se que a Júlia Pinheiro não disse concordar com aquilo (tinha até uma arzinho assim meio incrédulo) e estava uma psicóloga presente que só lhe faltou dar pulos na cadeira, de tão visivelmente incomodada que estava. Os pais, esses impávidos e serenos, a relatar todas a peripécias das criancinhas, com evidente orgulho!

    E não tens nada que te desculpar! E o texto percebeu-se lindamente, uma gralha ou outra acontecem a todos!

    Abraços e fica bem!

    ResponderEliminar
  19. Ai, passa, passa, VÍCIO, para aquelas criancinhas tão vidradas na sua própria beleza, vai ser de certeza. Com a apologia dos papás... :E

    ResponderEliminar
  20. Claro que cada coisa a seu tempo, TONS DE AZUL! Mas há gente que quer queimar todas as etapas do crescimento de uma só vez e os resultados viram-se... :S

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  21. Talvez fosse uma atitude demasiado radical, EMATEJOCA, mas seria de ponderar inibirem-nos do poder paternal - afinal, como diz o Carlos, estão a criar pequenos monstros, egoístas e consumistas, que só giram em volta do próprio umbigo!

    O pior é que esta gente acaba por ter audiências...

    Aqui também está de chuva, dizem que vai estar connosco todo o fim de semana! Enfim... ;)

    ResponderEliminar
  22. É, também me parece que é caso de (pouca) saúde mental, TERESA! Dos pais das meninas e das audiências... :S

    Ou a vida delas dá uma grande volta, ou estão no bom caminha por serem umas raparigas estúpidas e dondocas...

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  23. É isso mesmo, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, o que esta gente está a fazer é criar pequenos monstros - estúpidas, insensíveis, a girar em torno do próprio umbigo e consumistas até mais não...

    Também soube (fora do programa) que uma rapariga pediu aos pais como prenda do 14º aniversário um implante de nádegas e os pais... concordaram! Será que esta gente anda toda doida?

    ResponderEliminar
  24. Respondendo à tua pergunta final, sim parece haver mas se quisermos entrar pelo muito português há pior, podemos pensar que há quem trate cães como se fossem filhos, o que será pior?

    Beijinhos,
    FATifer

    ResponderEliminar
  25. Tens razão, FATIFER, há quem trate os animais de estimação como se fossem filhos, alguns até com o exagero de cabeleireiros de cães e coisa e tal. E os bichos também arranjam manias, devido aos donos... (já viste um programa televisivo dum "psicólogo de cães" que os mete na ordem?)

    O que não impede que, nas crianças, seja mais difícil de controlar, quando a educação de base é esta... ;)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  26. esta foto dá-me mais medo que a do Chuckie. a sério que dá!

    ResponderEliminar
  27. Mas é para dar mesmo, MOYLITO, que a menina de carne e osso parece realmente uma boneca. Há mais assustador que isso?!? :P

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)