sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

FAÇO MINHAS AS VOSSAS PALAVRAS!

No silêncio da noite, saiu uma mulher do botequim abraçada a um marinheiro, enquanto o homem de chapéu preto se desviou, para não esbarrar com ambos. "Puta de vida!" - exclamou ela, visivelmente embriagada. Filhos de ninguém, tal e qual como bonecos em ondas de desperdício, pareciam cruzar-se sempre naquelas calçadas portuguesas, sem que os pobres de espírito lhes vislumbrassem destino. Ismael - o homem do chapéu - tinha outra visão das estratégias de atração, a explicação do real parecia-lhe saída de uma página de Dickens...

Passara grande parte da sua vida a estudar e a ensinar, enfiado em bibliotecas, dançando com livros, onde aprendera banalidades... e coisas sérias! Gente era gente, ainda que desconhecida - havia que ter tanto respeitinho com o sr. arrumador como com o sr. administrador. Das longas cruzadas nos livros e das decisões inopinadas que nos fazem correr riscos desnecessários, descobrira pequenos truques para não julgar apenas pelas aparências. Contudo, tinha dificuldade em transmitir essa mensagem aos seus alunos. "Ser professor é, também, sentirmo-nos impotentes!" - sossegara-o um amigo.

Caminhava em direção à sua casa vazia, recordando ser aquele o primeiro aniversário da sua neta. Lamentava não lhe poder contar histórias de vampiros versus fadas, tal como fizera com a filha, mas viviam num país distante. E a banda desenhada - puro deleite! - quem a ensinaria a gostar? Mas não podia partir em viagens ao sabor da vontade, o ordenado e os horários de professor não o permitiam. Lembrava que a sua mulher murmurara "que coisa mais fofa" ao embalar a neta pela primeira vez. Naquela tarde chovia suavemente, mas o mundo parecia gritar: "Sei ser feliz!". Parou por uns momentos junto ao miradouro, como se na voz do Tejo reencontrasse as palavras simples da mulher que tanto amara. O último minuto, antes de qualquer partida, era doloroso, mais ainda quando não tinha regresso. "Vai ser complicado", constatavam os amigos, com solidariedade q.b. E fora! Ainda estava longe de alcançar a praia do esquecimento...

Retomara o passo, mas abrandou ao passar pela montra da livraria. No escaparate, um título prendeu a sua atenção: "Queria rever o teu rosto ao entardecer". Como era verdade! Porém, retomou o seu rumo, não sem se relembrar da frase de outro escritor,"na hora de pôr a mesa, éramos cinco", sendo o número irrelevante - a solidão tem o dom de ecoar em todas as paredes.

Ao contornar a esquina da sua rua, movimentada pelos turistas e pela taberna local, erroneamente apelidada de "Bom Garfo", discerniu o ronco da discussão entre os clientes habituais: "Piegas, a tua tia!" - reclamava um - "Olha aí a palhaçada!" - vociferava outro. O circo estava montado, para gaúdio da turista inglesa que comentara para o acompanhante "I'm lovin it! Very typical!" . Só acontece a quem anda... distraído! - concluíu.

Abriu a porta do prédio, subiu os vários lanços de escada e entrou na casa fria. Vestiu o pijama e, antes de descer a persiana, admirou a lua cheia refletida nas águas do Tejo. "No te digo adiós... te digo hasta siempre!" - sussurrou, fazendo suas as palavras de outros...

*******
Este selinho, que me foi atribuído pela Landa, será para todos aqueles que descobrirem neste pequeno texto os seus próprios títulos, já deste ano (regras para distinguir os blogues que mais lemos? não quero, nem gosto!):
 

*******

BOM FIM DE SEMANA E DIVIRTAM-SE!

33 comentários:

  1. Dickens e sempre Dickens!!!

    ResponderEliminar
  2. Fazer tuas as nossas palavras, é na verdade, uma ideia muitíssimo original.

    Muito obrigada pelo selinho, minha querida Teté.

    ResponderEliminar
  3. Só agora é que reparei que
    "liebster" é uma palavra alemã, que significa "o mais querido".

    Com 38,3 de febre toda eu sou uma confusão...

    ResponderEliminar
  4. Não ando em todos os blogs em que tu andas, mas conheci palavras do/a

    Rui
    Nina
    Psimento
    Catarina
    ematejoca
    Sonhadora
    Rafeiro Perfumado

    Muito giro este teu texto :)))

    Posso levar o selo ou tenho que acertar em mais???

    Beijinho e bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  5. Com uma ideia assim, já me sinto menos impotente (vou roubar-te a ideia para as aulas de oficina. Vão adorar:))
    bji e um excelente fds!

    ResponderEliminar
  6. Fantástica ideia, Teté ! Parabéns, parabéns, parabéns !!!...
    Só tu te lembrarias duma coisa destas e de um excelente texto com muitas "palavras dos outros" subtilmente introduzidas !
    Reconheço alguns títulos, mas fiquei com uma dúvida : não são apenas os que estão entre aspas ?! :)))
    Voltarei depois !
    .

    ResponderEliminar
  7. Ora bolas ! ... São p'raí 50 e só identifiquei 13 ! :)))
    .

    ResponderEliminar
  8. Este texto ficou muito bom! E a ideia foi é excelente! Só tu para te lembrares de um desafio assim, em vez de passares o selo facilmente. :)
    Acho que não me encontrei.
    Beijinhos e bom fim de semana, Teté.

    ResponderEliminar
  9. Uma ideia genial. Um texto muito bem escrito. Um exercício de estilo muito bem conseguido. reconheci vários mas nem me atrevo a dizer quais pois já vi que há aí pessoal a dizer que descobriu treze e eu fiquei pela metade. LOL.
    Um beijinho e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  10. Ahhhhhhh, percebi mal...pensei que era para encontrar títulos que já vimos noutros blogs eheheh

    Bolas, não tou cá, já não posso levar o selinho ( assobiando a chorar muito e a soluçar...snif...snif...snif)

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  11. É, também tinha essa explicação no blogue da Landa, EMATEJOCA! :)

    A tua frase tinha de ser a do Dickens, não é? Embora esta semana várias pessoas o referissem à conta do bicentenário... :D

    As melhoras para ti!

    ResponderEliminar
  12. Que giro!!!!!
    Lá estou eu! Thanks!
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  13. Ai, ai, MARIAZINHA, nada de choros, ouviste? Leva o selinho, leva, que encontraste muitos! Curiosamente também tinha duas palavrinhas tuas, o que até é difícil, dado que pões poucos títulos ou então só smiles! :))

    Claro que não era para adivinhar todos, até porque nem todos visitamos os mesmos blogues e, a título de curiosidade, eram 42! =))

    Beijoquinhas e bom fim de semana para ti!

    ResponderEliminar
  14. É, NINA, os alunos também gostam desses desafios, que saem da rotina! Eu pelo menos gostava... :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  15. Não, RUI, como já te disse via mail, não estão todos entre aspas! E acertaste muitos, embora haja alguns mais fáceis de encontrar que outros, pois as frases são mais típicas ou longas! :))

    E todos era praticamente impossível, que além de serem 42, nem todos são blogues que visitemos em comum... :D

    Beijocas e obrigada pela tua empenhada participação! :)

    ResponderEliminar
  16. E achas que não punha uma frase tua, TONS DE AZUL?! :D

    A dificuldade para ti foi maior, pois tens muitos títulos em inglês, mais Dickens e caminhadas, de modo que tive de procurar mais para trás... :))

    Beijocas e boa peça! :)

    ResponderEliminar
  17. Pois, VITOR, de teu só o personagem! Ou seja, um Ismael à tua escolha... :))

    Mas é isso mesmo, um exercício com palavras! E não era para descobrir todos, obviamente! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  18. Acabou o choro, não acabou, MARIA??? ~xf (assobiando)

    ResponderEliminar
  19. Ah, pois estás, CATARINA! :D

    Abraço!

    ResponderEliminar
  20. eheheheh, atão não é que agora vim aqui ler as tuas respostas e encontrei duas palavras minhas??? "pequenos truques" ehehehe

    O desafio de hoje do Rui faz-me andar aqui...a chorar por não estar aqui e maluca por andar a googlar...bolas!

    Já roubei o selo (assobiando a fazer o pino)

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  21. Nem me digas nada, MARIA, que também andei maluca com o desafio do Rui! Mas encontrei a foto!!! =))

    Roubado não, que foi oferecido de bom grado! :D

    Beijocas!

    ps - não gostas de ouvir radio? experimenta a dos anos 50... :))

    ResponderEliminar
  22. Opá, como é que deixei escapar esta, teté!! Agora encontrei. :) "Viagens ao sabor da vontade". Poxa não foi fácil. Tive de ler o texto mais duas vezes. ;)
    Realmente da primeira vez que li a única que identifiquei como sendo minha é o título de um poema do Peixoto "na hora de pôr a mesa éramos cinco", mas essa eu sabia que não podia ser minha, porque eu tinha utilizado outro título para esse poema... ;)
    O texto está muito engraçado e obrigada pelo miminho, amiga.
    Beijocas e hoje lá irei animar-me com a "Fuga".

    ResponderEliminar
  23. descobri-me :) muito fixe este texto. parabéns :)

    ResponderEliminar
  24. Pois bem, eu não fui ao blogue da Landa.
    Gostei tanto deste award (já que estamos próximos dos óscares uso antes este termo do que o simples selinho!!!), que também gostava de colocar no meu blogue alemão, se não te importas.

    Amanhã termina a exposição anual dos estudantes da Academia de Belas Artes de Düsseldorf no final do semestre de inverno, e eu presa em casa.
    Como vês, Teté, tenho toda a razão de só me apetecer fazer maldades!

    Mais uma vez, muito obrigada por este selinho e pelos teus desejos das minhas melhoras.

    ResponderEliminar
  25. Pois, TONS DE AZUL, não és só tu que admiras o José Luís Peixoto (merecidamente, tem muito mais fãs!), nem me lembro que tivesses escrito sobre este poema recentemente. Mas encontraste, que é o que importa! :D

    E fico à espera da tua opinião sobre a "Fuga" que perdi! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  26. Sabia que descobririas, MOYLITO! Obrigada! :))

    ResponderEliminar
  27. Chama-lhe prémio, selinho, award, o que quiseres, EMATEJOCA! É teu, usas nos teus blogues se quiseres. O mesmo se diga em relação a quem tem mais de um, há pelo menos outras duas pessoas que têm mais do que um. O teu alemão, lamento, mas não leio, por razões óbvias... :D

    Se não fores este ano, pró ano há mais, importante agora é que cures essa gripalhada! Continuação das melhoras para ti! :)

    ResponderEliminar
  28. E aqui, com este desafio acabas de mostrar o porquê de eu ter escolhido o teu blog: divertido, dinâmico, inovador e sobretudo porque estimula a cultura em diferentes âmbitos.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  29. Obrigada, WHITE_FOX! :))

    ResponderEliminar
  30. Muito obrigada, LANDA! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  31. A primeira coisa que me veio à cabeça quando comecei a ler o texto foi:

    - pronto, a Teté, passou-se!!

    Depois, fui lendo, e vendo itálicos aqui e acolá. Frases que conhecia de algum lado... até que bato com os olhos na "palhaçada" e fez-se luz :)

    O texto está muito bom, como sempre, e a ideia é fantástica. Não digo que vou fazer igual porque o mais provável é que não tenha tempo para o fazer e/ou quando o tiver, não vou estar inspirado.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  32. Eheheh, gostei desse pensamento de "a Teté passou-se!", W! =))

    Ainda não... pelos menos completamente! :D

    Obrigada e beijocas! :)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)