segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

TUDO A POSTOS, CÂMARA... AÇÃO!

Seth MacFarlane foi o apresentador da 85ª edição dos Oscar, que decorreu no Dolby Theater, em Hollywood. Uma figura simpática e bem humorada, mas sem grande chama ou controvérsia. E o primeiro vencedor da noite foi: 

Christoph Waltz, como melhor ator secundário em "Django Libertado". Mais adiante, e continuando na categoria dos secundários,  viria a ser conhecida a atriz que levou a estatueta dourada para casa - Anne Hathaway, devido à sua interpretação em "Os Miseráveis".

Pelo meio, "Amor" recebeu o de melhor filme estrangeiro e "Brave - Indomável" o de melhor filme de animação, a par de outras categorias como fotografia e efeitos visuais para "A Vida de Pi",  guarda-roupa para "Anna Karenina", caracterização para "Os Miseráveis", montagem para "Argo" e  por aí adiante.

Numa cerimónia que ofereceu como temática os musicais no cinema - para comemorar o 10º aniversário de "Chicago" -  não podiam faltar várias atuações ao vivo, desde Catherine Zeta-Jones ao elenco de "Os Miseráveis", de Shirley Bassey (num tributo ao 50º aniversário dos filmes de 007 - James Bond) a Norah Jones ou Barbra Streisand. Mas, tal como era previsível, foi Adele que ganhou a estatueta pela melhor canção, pelo tema  "Skyfall", no filme 007 com o mesmo título, e obviamente também a cantou. O Oscar de melhor banda sonora foi entregue ao compositor de "A Vida de Pi", o da mistura de som a "Os Miseráveis". Novidade foi  o da edição de som ter dois vencedores: "Skyfall" e "00:30 A Hora Negra"

Destaque ainda para Quentin Tarantino que ganhou na categoria de melhor argumento original por "Django Libertado", enquanto o Oscar de melhor argumento adaptado coube a "Argo".

A noite já ia avançada quando Ang Lee se sagrou no melhor realizador do ano para os seus pares, com "A Vida de Pi", restava apenas conhecer a atriz principal...

que levaria para casa a estatueta dourada - a "sortuda" foi e Jennifer Lawrence, pelo filme "Guia Para Um Final Feliz" - e o ator principal que teria a mesma sorte:

Daniel Day-Lewis, por "Lincoln", sem a menor surpresa! Se excetuarmos aquela espécie de corte de cabelo, que parece estar a tornar-se moda em Holywood, pois não era o único grisalho "despenteado" (nos jovens já se sabe que umas madeixas berrantes e/ou umas "cristas" estão na onda!) ...    

Last but not least, o Oscar mais ambicionado da noite para melhor filme do ano foi entregue a "Argo", consagrando assim a faceta de realizador de Ben Affleck, que nem sequer tinha sido nomeado nessa categoria. C'est la vie!
Resumindo: uma noite sem surpresas ou incidentes de maior (mulheres atrapalhadas com os vestidos ou com os saltos já não são novidade, Jennifer Lawrence e Meryl Streep só se juntaram à longa lista), à exceção da primeira dama dos EUA ter anunciado o último e almejado Oscar de melhor filme. Ou Seth MacFarlane ter terminado o espetáculo a cantar (em dueto com outra das apresentadoras iniciais) uma canção em homenagem aos vencidos...

Imagens da net.

32 comentários:

  1. Bem este ano parece que distribuíram os óscares por todos os candidatos! ;) Foi bom Daniel Day-Lewis ter ganho, mas também não tinha dúvidas quanto a isso. Já a Jennifer Lawrence teve bem no seu papel, mas não penso que havia melhores candidatas para receber a estatueta. Quanto ao melhor filme não posso dizer nada, pois não o vi. Só sei que os meus amigos gostaram bastante e torciam para que ganhasse. Já o melhor realizador foi uma surpresa para mim.
    Beijocas e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, TONS DE AZUL, parece que andaram a distribuir os Oscares pelas "aldeias", para contentar (quase) todos... :)))

      Gostei muito de "Argo", mas também não tinha dúvidas que o de melhor ator já estava ganho à partida. Aliás, se não fosse esse Oscar (o outro que ganhou é de direção artística ou coisa, ou seja, mais ou menos irrlevante para o público em geral), Spielberg ficava a ver navios. Mas também, quem o manda realizar um pastelão daqueles?!? :D

      Também acertei no melhor realizador! :)

      Beijocas e boa semana para ti também!

      Eliminar
  2. Cristoph Waltz ganhou com todo o mérito, sem sombra de dúvida!

    Não vi "Lincoln", mas Daniel Day-Lewis é um magnífico actor, portanto, merece de certeza.

    Anne H tamém tem um bom desempenho n´ "Os Miseráveis"

    Do resto não posso opinar.

    Uma semana oscarizada para ti, rrrss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É claro que o Cristoph Waltz ganhou com todo o mérito, sem sombra de dúvida, no entanto foi para mim uma surpresa, porque ainda há pouco tempo ganhou um Óscar e, além disso, é sempre um estrangeiro na terra dos deuses cineastas.

      O favorito era o Tommy Lee Jones em "Lincoln".

      Eliminar
    2. OLá, EMATEJOCA!

      Isso só prova o excelente actor que Waltz é e o desempenho magnifico em "Django".Espero que ainda venha a ter o Óscar de actor principal!!

      Boa semana.

      Eliminar
    3. Cá prosseguimos a nossa conversa no Café Quiproquó...

      O papel do Christoph Waltz♥ como Dr. King Schultz era um papel principal e, nem compreendo que tenha sido nomeado como actor secundário.

      Não sei, se também gostas do realizador austríaco Michael Haneke, na minha opinião, um dos melhores realizadoes europeus.

      PARABÉNS, ÁUSTRIA!!!

      Eliminar
    4. SÃO, Daniel Day-Lewis (e também os atores secundários nomeados) é que safa o filme, que como já referi aqui é uma grande chatice... :)

      Mas não tenho dúvidas que Waltz mereceu o Oscar, que a interpretação dele é brilhante. Não secundária, mas brilhante! :D

      Boa semana para ti!

      Eliminar
    5. EMATEJOCA e SÃO: é possível que Waltz ainda venha a alcançar o Oscar de melhor ator principal, alíás este era o que devia ter sido! Mas se o fosse talvez não ganhasse, à conta de Lewis. Assim acabaram os dois satisfeitos... :)

      Sobre Haneke não me posso pronunciar, que dormi durante "Amor" o tempo quase todo e não me recordo de outros filmes que tenha visto dele. :D

      Beijocas a ambas! E sintam-se à vontade para continuar a conversa... :)))

      Eliminar
  3. Que desatualizada estou, Teté! Acreditas que nem sabia que Ben Affleck também era realizador, quanto mais que o seu filme acabaria por ganhar tão prestigiado Oscar?
    Fiquei agora a saber tudinho! Pode ser que nesta Páscoa a minha cunhada me traga alguns desses filmes.:))
    Olha lá, também acompanhaste a noite com miminhos gourmet, como a nossa Catarina?:)
    bji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, NINA, não sei se é o primeiro filme de Affleck ou se um dos primeiros, mas o estatuto de realizador é recente, não estás assim tão desfasada... :)

      Não, falhei absolutamente no capítulo gourmet de acompanhamento dos Oscares! :D

      Beijocas!

      Eliminar
  4. : ))) - um sorriso para a Nina!


    Uma boa reportagem, Teté! Tb vi os Óscares até acabar ou seja por volta da meia-noite! E comecei por volta das 18h com o tapete vermelho... embora nesta altura estivesse a fazer outras tarefas em simultâneo! Como dizes, sem grandes novidades com a exceção da primeira dama. Não fazia a mínima ideia da sua participação. Mas os Óscares são os Óscares e vale sempre a pena ver, principalmente para quem gosta muito de cinema como eu! e tu!

    Abraço : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh, e já lá fui espreitar os teus miminhos gourmet, de acompanhamento da cerimónia, CATARINA! :)))

      Aqui começou à 1 hora, com meia-hora de passadeira vermelha, e acabou às 5 e picos! Suponho que a participação da primeira dama foi um segredo bem guardado! Mas fico sempre a ver independentemente da hora, suponho que nem conseguiria dormir, sabendo o que estava a perder... ou não! :D

      E já vistes que tens 12/13 acertos nos teus palpites?!? You are the winner das "palpitações"... :D

      Abraço

      Eliminar
  5. BRAVO, Teté!!!

    Acabo agora mesmo de tomar o pequeno-almoço, meia-morta e com ligeiras dores de cabeça, e tu apresentas aqui este excelente post sobre os Óscares 2013.

    Volto já!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho problemas em publicar comentários, a rede vai abaixo quando escrevo demais, por isso, vou dar as minhas opiniões sobre o acontecimento às prestações.

      O Seth MacFarlane foi para mim um excelente apresentador.
      Finalmente uma cara jovem, pois estou farta de encontrar lá sempre os mesmos vélhinhos como no ano passado.

      Não é só no Vaticano que precisamos de uma brisa fresca, na Academia também.

      Eliminar
    2. Tu não sabes que sou notívaga por natureza, EMATEJOCA?!? ;)

      Obrigada! :D

      Eliminar
    3. Mas eu não estava a criticar o apresentador, que fez tudo o mais profissionalmente possível, conseguindo ser simpático. Embora tenha lido por aí que houve quem o "acusasse" de misoginia, mas só pode ser falta de sentido de humor... ;)

      Agora que não quis enveredar por comentários mais jocosos e polémicos, também me pareceu. E não concordo contigo: gosto muito de Billy Crystal! Embora uma lufada de ar fresco também saiba bem de vez em quando... :)

      Eliminar
  6. foi um espectáculo!
    estive atento a todos os pormenores da gala e, podes não acreditar mas... só acordei quando o despertador tocou!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, entendi-te, VÍCIO! Viste a gala... em sonhos! :D

      Eliminar
  7. Gosto mesmo muito da Michelle Obama e, que ela tenha anunciado o último e almejado Oscar do melhor filme foi uma surpresa a não esquecer e, deu ao filme uma maior dimensão política, que resultou que o Irão já começou a protestar contra o ARGO.

    Adorei todo o espectáculo, só tive muitíssima pena que a Emmanuelle Riva não ganhasse o Óscar; ela fazia ontem 86 anos.

    PS: Respondi ao teu comentário!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A surpresa foi para todos, EMATEJOCA, já que o segredo deve ter sido bem guardado, além de que no final já ninguém esperava nenhuma surpresa... :)))

      O Irão pode protestar o que quiser, mas tal como os outros países, não adianta nada tentar passar uma esponja pela sua história em épocas mais conturbadas! Que aliás, acontecem em todos os países, com maior ou menor frequência... ;)

      Quanto a Riva, que estava lá fresquinha que nem uma alface no seu 86º aniversário, penso que já foi uma honra ser nomeada, fica na história como a atriz mais velha a ser nomeada e penso que o Oscar vai ser mais proveitosos para a Lawrence. Ou o lugar aos novos é só para homens?!? :D

      Já li e respondi!

      Eliminar
  8. Antes um óscar que um Gaspar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, MAR ARÁVEL! :)

      Eliminar
  9. Teté, Só me aguentei até às três e meia!!!
    Gostei muito que tivesse ganho o D.Day-Lewis quanto aos outros ainda não vi nenhum, vou ter que me actualizar :)
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem sei, PAPOILA! Tu e quase toda a população mundial acaba por ser vencida pelo "João Pestana". A mim nunca me aconteceu em noite de Oscares (nos Emmys já, que TV já não é tanto a minha onda!), tal é o entusiasmo que tenho por cinema! Neste caso, até tinha visto grande parte dos filmes, mais interessada estava... :)

      Boa atualização! :D
      xxx

      Eliminar
  10. A necessidade de me levantar hoje cedo, não me permitiu ver. Creio que não terei perdido grande coisa, mas fiquei frustrado por não ver Emmanuelle Riva ganhar prémio de melhor actriz. É certo que a Jenniffer me empolgou em "Guia para um Final Feliz", mas ela ainda tem muitos anos de carreira para ganhar um prémio.
    Quanto ao melhor filme, a minha decepção começou logo na selecção inicial. É um bom filme, sim, mas não foi a sua qualidade que ditou o vencedor...
    Boa sedmana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso estava convencida que Riva ia ganhar, CARLOS! Mesmo assim já foi uma honra para ela (e para todos os restantes) ser nomeada, segundo disseram é a pessoa mais idosa a receber uma nomeação, ainda por cima por um filme estrangeiro! :)

      Mesmo assim, acho que o prémio vai ser mais proveitoso para a carreira de Jennifer! ;)

      Isso de qualidade tem muito que se lhe diga... :D

      Boa semana!

      Eliminar
  11. Volto só para dizer que amei ver a Michelle Obama anunciar o vencedor de melhor filme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Suponho que todos gostaram da surpresa, inusitada, CARLOS! :D

      Eliminar
  12. Houve um tempo em que também assistia aos Óscares, mas agora não aguentaria. Tornei-me pior que a Cinderela e antes da meia noite estou na cama. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada um tem o seu ritmo de sono, LUISA, o meu não é muito "normal"! Além que não durmo muito... e em noites destas fico que "antenas" no ar! :)

      Bons sonhos!

      Eliminar
  13. Como não vi nenhum dos filmes, não sei se os filmes ou os atores mereceram os óscares ou não, mas acredito em vocês eheheh

    Sentei-me no meu sofá mágico pronta para ver o programa, mas acabei por adormecer, vou ver hoje o compacto.

    Do que mostraram hoje nos telejornais gostei muito de ver Michele Obama anunciar o filme vencedor e gostei de ver Anne Hathaway receber um óscar, gosto imenso desta atriz e amei o vestido dela :)

    Beijinho sora dona jornalista de investigação e informadora da 7ª arte :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É evidente que assim sem ver os filmes, o interesse não é tanto, e com sofás que atuam como soporífero... é "tiro e queda", MARIA! :)))

      O compacto tem a vantagem de ser legendado, porque com a televisão baixinho para não acordar nem a famelga nem a vizinhança, perdem-se algumas piadas! :D

      É, foi a maior surpresa da noite e já no final, quando ninguém esperava! O que de algum modo aproxima a presidência dos EUA da população. Estás a ver a Maria Cavaco a fazer o mesmo?!? :)))

      Beijocas, ó inventora de alcunhas! :D

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)