quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

GRUPOS

A dinâmica de grupo normalmente é complicada: raros são aqueles que param para pensar pela sua própria cabeça e não são arrastados para situações que de outro modo evitariam. O que é notório aos mais variados níveis, como nos exemplos que se seguem:

entre irmãos (com as respetivas consequências...) ;

nas hostes partidárias e/ou contestatárias (cartoon de Quino);

na "carneirada"  que prefere acreditar na "música para os seus ouvidos", em vez de observar a realidade que a rodeia...

... ou já está tão insensível, que esquece o óbvio.

Com cabeças de fósforo, o resultado costuma ser este!

Nem sempre os denominados grupos de apoio são de grande ajuda... em casos mais problemáticos!

Até as meias, protagonistas de um dos maiores mistérios da humanidade, passam por elas... 

Divirtam-se!

Cartoons do facebook.

20 comentários:

  1. essa raridade a que te referes só merece uma palavra... mééééééé :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É raridade, é, VÍCIO, mas costuma ser a última a dizer méééééé´... :D

      Eliminar
  2. Eu diverti-me! :-))
    Tanto que tive de estudar sobre "dinâmica de grupos" para poder usar essas estratégias nas aulas...
    Eram raros os alunos que não gostavam de trabalhar em grupo!
    Claro que havia sempre os que se encostavam mas quando chegava a hora da avaliação os outros não o esqueciam, nem eu que ia observando! :-))

    abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso penso que deve ser um estudo muito salutar e necessário para professores, ROSA! :)

      E sim, bem me lembro desses trabalhos de grupo e da injustiça que era uns não fazerem nenhum e outros terem todo o trabalho. E, por vezes, da pouca percepção dos professores em relação ao trabalho dos que trabalhavam - porque em relação ao dos oportunistas e calaceiros era fácil verificar! ;)

      Abraço

      Eliminar
  3. É verdade que me diverti, Teté, mas também encontrei nesta sua belíssima selecção de cartoons, bons motivos para reflexão
    PS: Não estranhe minha ausência nos próximos dias, mas problemas familiares vão dificultar-me as visitas, pelo menos até domingo.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, CARLOS, quando estava a enfileirar as imagens por vezes pensava: "mas isto tem piada, ou é mais uma motivo para refletir?" ;)

      Beijinhos!

      ps - que corra tudo o melhor possível consigo!

      Eliminar
  4. Trabalhar em grupo é bom, mas por vezes mais vale só que mal acompanhado...

    Tadinha da meia :p

    Beijinho :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinceramente, MARIA, sempre preferi trabalhar a solo, a nível escolar! Em trabalho sempre gostei de participar em equipa, mas a nível escolar, mais de uma vez fui injustiçada! E muito, suponho que por não ser sido exatamente uma aluna exemplar: faladora, pouco participativa nas atividades propostas (só respondia quando me perguntavam) e um bocado dada a macacadas... :)))

      Meia sofre! :D

      Beijocas

      Eliminar
  5. Em grupo ou só? O importante é produzir nem que sejam somente (somente?) ideias.
    Sem esquecer que para trabalhar em grupo também é preciso aprender.

    Beijokas e sorrisos, em grupos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trabalhar em grupo ou equipa é fácil, quando os elementos do grupo estão todos motivados. Agora fazer trabalhos escolares a várias mãos é que nunca gostei muito, KOK, pelas razões acima indicadas - achavam sempre que brincava mais do que trabalhava, o que não era verdade!

      Um agrupamento inteiro de sorrisos para ti e uma beijoca!

      Eliminar
  6. E quem não entra em grupos, está tramado! Eu nunca fui muito de grupos, a não ser para liderar... Eheheheheh....

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está coisa que nunca gostei muito de fazer, GRAÇA: liderar! Mas em grupos escolares, só gostava se fosse para as brincadeiras do recreio... :)

      Beijocas

      Eliminar
  7. Gosto do teu sentido de humor....

    Bons sonhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, SÃO! :)

      Bons sonhos para ti também!

      Eliminar
  8. Ahahah! Viva o humor! : )

    ResponderEliminar
  9. Teté,
    Conhece a obra de George Carlin?
    Ele dizia frequentemente que gostava de indivíduos, odiava grupos.
    Veja uma entrevista que ele concedeu a Jon Stewart (Youtube) onde ele refere precisamente isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já em tempo pus aqui um vídeo de George Carlin ("O sonho americano"), PEDRO COIMBRA, mas nunca tinha visto esta entrevista. Obrigada pela dica.

      Beijocas

      Eliminar
  10. De facto as temáticas acerca do funcionamentos dos grupos é algo que desperta alguma reflexão, sem dúvida, mas as imagens não deixam de ser bem divertidas :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Reflexão e diversão nem sempre são incompatíveis, POPPY!

      Beijocas

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)