domingo, 17 de fevereiro de 2013

ENTARDECER, NAS DOCAS...

Quando o inverno é chuvoso e tempestuoso, como o tem sido o deste ano, assim que há uma "aberta", toca a passear à beira-mar ou à beira-rio, consoante o que fica mais em caminho. A luminosidade de Lisboa encanta e fascina qualquer um, residente ou de passagem, mas facto é que o Sol desaparece no horizonte "ainda o dia é uma criança"...

Mal damos os primeiros passos...

... já as luzes se acendem...

... e os barcos regressam ao ancoradouro.

Há que fazer o caminho de volta.

Tirar uma última fotografia e arrumar a máquina. E que tal uma pausa para comer um prego no Rui? Muito bom, por sinal, mas a onda fotográfica atacou de novo, para registar as diversas fases de um pôr-do-sol à beira-rio, num domingo de inverno:

Há dias assim... fantásticos!
  (escusado será dizer que foi passeio de outro domingo....)

26 comentários:

  1. ~c Realmente existem dias fantásticos e que dão fotos fantásticas, como estas!

    Passeia muito, embora hoje esteja de chuva(aqui, pelo menos)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há dias fantásticos e com uma luminosidade muito propícia à fotografia, como foi o caso, SÃO! :)

      E sim, hoje por aqui quando não esteve de chuva... esteve cinzento e tristonho! ;)

      Eliminar
  2. Quando queremos, todos os domingos são fantásticos. E tu queres, muitas vezes!
    Beijinho Teté e ... domingo fantástico!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, é verdade que depende bastante da nossa vontade, KIM, mas facto é que uns dias convidam mais que outros ao passeio... :)

      Obrigada e beijocas para ti!

      Eliminar
  3. Gostei bastante da reportagem! Tenho saudades de Lisboa. : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, CATARINA! Há dias assim, que se propiciam mais à fotografia... Mas Lisboa é linda, sempre! :)

      Abraço

      Eliminar
  4. Se fosse hoje só captarias cores tom cinza... :)
    Gostei muito!!

    Kiss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não só, mas essencialmente, GATINHA! :)

      Obrigada e Kisses 4U2!

      Eliminar
  5. São as coisas simples que nos enriquecem o espírito. Belas fotografias! ;)

    Ainda me detive um pouco mais na 4ª foto esperando um aceno do Cristo, mas nada. Estaria a ver outras coisas...

    Beijokas :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, KOK, às vezes um simples passeio dá para recuperar energias... :)

      O Cristo-Rei estaria a ver os barquinhos passar... como eu! :D

      Obrigada e beijocas, sempre sorridentes!

      Eliminar
  6. Belo dia muito bem fotografado!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi uma bela tarde, mesmo, ROSA, a recarregar energias para uma nova semana! :)

      Abraço

      Eliminar
  7. Há fotografias fantásticas como as tuas, Teté.

    Mas ao ler o título ENTARDECER, NAS DOCAS... deu-me logo ganas de escrever uma história, não tendo como cenário as docas de Lisboa, mas sim, as do Porto ou de Düsseldorf.

    Este foi passeio de outro domingo, mas agora conta lá como foi o passeio de hoje.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há dias que as fotos saem melhores que outros, EMATEJOCA! E cada vez mais acredito que tem a ver com a própria luminosidade... :)

      Ora, ainda estás a tempo de escrever essa história, quem te impede?!? :D

      Hoje o passeio foi "indoors", que o tempo não estava de feição para passeatas ao ar livre! ;)

      Eliminar
  8. Não posso dizer que conheça bem Lisboa. Estive há poucos anos nas "Docas" e achei o "espaço" muito interessante ! Creio que foi uma mais valia enorme para aqueles sítios, junto ao rio e uma maneira de atrair pessoas para aquela zona, que (penso eu, não era nada apelativa ! (?) !
    Foi uma boa reportagem, Té !

    Jocas ! :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, RUI! A zona ribeirinha do Tejo esteve desaproveitada durante muitos anos, com a Expo, em 98, mudou-se muito da sua paisagem e para melhor. O que até então eram contentores e outro material semi-abandonado e onde pululavam ratazanas foi limpo, rearranjado e devolvido aos lisboetas, para proporcionar passeios, a prática de desporto e algumas atividades comerciais e lúdicas. E quem diz aos lisboetas, diz a todos os visitantes, evidentemente! :)

      Algumas zonas estão amplas, noutras, como nas docas, concentram-se alguns restaurantes e bares, onde anteriormente só existiam armazéns igualmente abandonados! Suponho que todos ganhámos com isso, o trabalho camarário é de elogiar! :D

      Obrigada e jocas pour toi!

      Eliminar
  9. Fantástico mesmo :)

    ResponderEliminar
  10. A minha cidade é ... fantástica!!!

    Beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, GRAÇA! :)

      Beijocas e boa semana para ti também!

      Eliminar
  11. Teté, 'Já o disse milhares de vezes.
    Aí vai mais uma - já conheço alguns países, já viajei um bocado.
    NUNCA vi luz natural como em Portugal.
    Só quando estamos fora é que percebemos isso melhor.
    Beijocas e votos de boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou assim tão viajada que possa estabelecer comparações, PEDRO COIMBRA, mas que Portugal tem uma luminosidade fantástica, também concordo! :)

      Beijocas e boa semana para si também!

      Eliminar
  12. As fotos estão belíssimas! O nosso país é mesmo iluminado, até em Invernos chuvosos!

    Beijocas Teté

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, POPPY! Uma iluminação fantástica mesmo... :)

      Beijocas

      Eliminar
  13. O sol provoca transformações fantásticas, mas quando anda uma fotógrafa por perto, essas transformações podem ser transmitidas com o realismo que aqui evoca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há dias assim, que até inspiram as mais modestas fotógrafas amadoras, CARLOS! :)

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)