segunda-feira, 12 de setembro de 2011

VISITA RELÂMPAGO!

Tal como habitualmente, este ano não deixámos de visitar a Feira Internacional de Escultura na Areia (FIESA), em Pêra, subordinada ao tema "Animalândia".

As esculturas como sempre são fantásticas (salvo erro duas já vinham do ano passado, pelo que pude notar), mas a visita não correu por aí além.

Devido ao calor adiámos para o fim da tarde (e os dias já se notam bastante mais curtos), pelo que não tinha a certeza de conseguir tirar algumas fotos ilustrativas do festival.

De princípio nem correu mal, apesar dos reflexos solares na areia ou no horizonte as imagens viam-se bem, deixei os textos explicativos para uma segunda volta, até porque o local só encerra às 23 horas e entretanto acendem uns focos de luz que permitem uma boa visibilidade - embora não boas fotografias, pelo menos com a minha máquina fotográfica!

De passagem ainda li um ou outro, como o deste da figura acima, intitulado "o beijo dos hipopótamos", ao qual achei piada!

Facto é que a lua já ia alta e o sol escondeu-se repentinamente, embora por alguns momentos os seus vestígios ainda pudessem ser vislumbrados nas nuvens rosadas...

Nesse preciso instante, uma revoada de mosquedo não identificado resolve jantar, sendo que o lauto repasto provinha dos braços, pernas e faces dos incautos turistas que por ali passeavam! Nem imaginam a confusão que se gerou, com toda a malta a tentar sacudir a bicheza quando sentia as picadas e a fugir esbaforido dali para fora. Ainda estava gente a entrar, mas engordei a fila muito maior para sair, apressada.
Claro que havia mais para ver, nomeadamente animais da BD e dos desenhos animados, até o porco que "era mais igual que os outros" lá estava, bem como o Mickey e a Minie, o Garfield, os Flinstones, o Lucky Luke, o Jolly Jumper e o Rantanplan, mas aí já estava em passo de corrida, não prestei bem atenção...
Um contratempo imprevisto, mas certo é que ainda ando práqui toda besuntada em fenistil. Raça de bichos mais chatos!

24 comentários:

  1. Mos... mos... mos... mosquê?

    Ai mãe... por instantes pensei que estivesses a dormir e isso fosse um pesadelo! Credo...

    ;)

    ResponderEliminar
  2. Mosquedo, OOPS, traduz-se por uma série de bicharada da família de moscas, melgas e mosquitos, daquelas que picam e dão imensa comichão. A palavra em si, suponho que não vem no dicionário... :)

    Não chegou a pesadelo, mas lá que foi desagradável, pois... ;)

    ResponderEliminar
  3. Valha-me Nosso Senhor dos Aflitinhos, Nossa Senhora dos Tontos, Virgem Santa dos Doidinhos!

    Eu, sou assim tipo microcéfalo, só a palavra me causa pavor... tenho fobia a esses bichinhos...

    (Conhecia mosquedo. Supuseste mal. Vem...)

    ;)

    ResponderEliminar
  4. (Ena tantos santos!)

    ADORO estas obras de arte, que só admirei em fotos e há uns anos, numa pequena exposição num shopping.
    Quanto à bicharada, na semana passada fui presenteada com uma ferradela de uma abelha e várias picadas de moscas minúsculas.:)

    beijocas

    ResponderEliminar
  5. Gostaria de ter visto porque se nas fotos é espectácular, imagino ao vivo!
    Beijos e uma boa semana:)

    ResponderEliminar
  6. Já se vem a tornar uma tradição, essa visita ao FIESTA ;)

    Já não ponho lá os pés há uma série de anos. Talvez para o ano...

    ResponderEliminar
  7. E queres tu ser uma repórter de festivais de areia, que ao menor aparecimento de uns bichitos se pira? Não contes com o Pulitzer este ano...

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  8. Já me tinha questionado se este ano não terias ido ao FIESA, Teté! ;)
    Gostei bastante das fotos e espero que já estejas bem melhor dessas picadas.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  9. visitei há uns 4 anos atrás. é muito giro.

    ResponderEliminar
  10. As fotos possíveis, VÍCIO?! :))

    ResponderEliminar
  11. Anónimo9/13/2011

    Tal como as esculturas no gelo, isto é uma verdadeira obra de arte.
    O Algarve é farto em bicharada, já que o calor as atrai. É o custo do soleil.
    beijinho Tété
    kim

    ResponderEliminar
  12. E tanta reza é devida à fobia a esta bicharada, OOPS? Tens razão, é melhor prevenir, que eles são realmente muito chatinhos... :P

    ResponderEliminar
  13. Oh, NINA, assim até podemos criar uma irmandade, qualquer coisa como as vítimas-das-ferroadas-de-insectos-não-identificados-que-nos-confundem-com-a-refeição... ou outro nome do género! Só para ver se conseguimos pôr ordem nesta bicharada... ;)

    A exposição vale a pena, mosquedos à parte! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  14. É, costuma ser interessante, CONCHITA, bicharada à parte... :)

    Beijocas e boa semana para ti também!

    ResponderEliminar
  15. Tenho ido lá todos os anos, FAUSTO, e continuo a achar que vale a pena! Sem extras no programa, evidentemente!!! :)

    ResponderEliminar
  16. Oh, não me digas, RAFEIRITO! É que estava mesmo a contar com ele, para compensar ter sido repasto do mosquedo... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  17. Já estou menos "comichosa", TONS DE AZUL, mas ainda cheia de "babas" inchadas... :P

    Continuo a pensar que vale a pena, mas para a próxima vou vestida dos pés à cabeça e coberta de repelente! Para além de não deixar para Setembro e fim de tarde... :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  18. Bem-vindo, IVAN!

    Também penso que vale a pena... :)

    ResponderEliminar
  19. Pois é, KIM, quando o calor aperta, já se sabe que a bicharada ataca... não pensei é que fosse tanto! :[

    Mas que as esculturas são giríssimas, também é verdade! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  20. nunca pensei que a administração fiscal fosse incomodar as pessoas num evento desses... é o desplante completo :)

    ResponderEliminar
  21. Desplante, dizes bem, MOYLITO! Raça das bichas... :P

    ResponderEliminar
  22. Sempre gosto de ver essas esculturas.São sensacionais!

    ResponderEliminar
  23. Concordo inteiramente, KÁTIA! :))

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)