quinta-feira, 8 de setembro de 2011

SCOOP

Woody Allen realiza, escreve o argumento e é um dos actores principais deste filme de 2006, impregnado de um sentido de humor não isento de non-sense...
Após a sua morte, Joe Strombel (Ian McShane), um jornalista de investigação famoso por fornecer grandes cabeçalhos à imprensa, encontra-se num barco com alguns acompanhantes desta "última viagem". Ao conversar com uma dessas companheiras, ela revela-lhe que supõe ter sido envenenada pelo patrão, um aristocrata britânico, que suspeitava ser o serial killer conhecido como "Assassino das Cartas de Tarot". Os argumentos convencem-no da veracidade da história e, como quem não quer a coisa, pula do barco para a água. Entretanto, Sondra Pransky  (Scarlett Johansson), uma jovem estudante americana de jornalismo, a passar umas férias em Londres, vai com uma amiga a um espectáculo de magia de Splendini (Woody Allen) e é convidada para subir ao palco e entrar numa suposta máquina de "desmaterialização". E quem é que ela encontra lá dentro? Pois, Joe, que lhe fornece a informação necessária para iniciar uma investigação sobre o tal Peter Lyman (Hugh Jackman). Quer dizer, se ela fosse uma jornalista experiente e acreditasse em fantasmas... Como não é o caso, pede ajuda ao mágico e acaba por se envolver romanticamente com Peter!
Enquanto não chega "Meia-Noite em Paris" - o próximo filme de Woody Allen a estrear nos cinemas portugueses a 15 de Setembro (a acreditar na programação) - "Scoop" (2006) foi exibido ontem na RTP e abriu o apetite para mais:


Para os fãs do cineasta não terá sido surpresa, mas para os restantes, como eu, foi um agradável e bem-humorado serão televisivo!

Imagem da net.

22 comentários:

  1. Confesso que também estou surpreendida e quero vê-lo.:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. não conheço mas se tem humor non sense, é possivel que me agradasse!
    se o encontrares para download algures avisa ~xf

    ResponderEliminar
  3. Que engraçado ainda há pouco fizemos uma sessão de cinema em casa da minha Kenga Best e esse foi um dos filmes que levei precisamente por recomendação de uma futura prima por afinidade. Sendo que o Hugh Jackman que é dos meus actores preferidos (principalmente na pele de Wolverine :)
    Quanto ao filme, não faz de todo o meu género e achei-o um pouco estranho, sem muito nexo. Ainda por cima não me fez rir por aí além. E as minhas amigas também não gostaram do filme por isso fiquei com ideia que o problema não era só meu ehehehhe. Mais uma vez gostos não se discutem, pessoalmente gostei muito mais do filme anterior que tinha visto do Woody Allen, "Match Point".
    Beijos, sempre boa esta troca de ideias sobre filmes :P

    ResponderEliminar
  4. Bom, NINA, se já deu na RTP, qualquer dia repetem noutros canais. O que vai estrear, quero ver no cinema... :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  5. Não sei procurar essas coisas para download, VÍCIO, como deves calcular... ;)

    ResponderEliminar
  6. (Hummm... subscrevo este teu Memorandum of Understanding...)

    ;)

    ResponderEliminar
  7. Ao contrário de muita gente, pelo menos da minha geração, nunca fui fã de Woody Allen, PSIMENTO! Os primeiros filmes que vi dele ou me deprimiam ou eram completamente disparatados. Essencialmente, tenho gostado mais dos dos últimos anos. E se de início percebemos o non-sense de fantasmas a regressarem ao mundo dos vivos, por causa de uma notícia, nem me chateia muito... :))
    Mas tens razão, são gostos! E também estados de espírito... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  8. É possível que só comece a perceber Woody Allen agora, sim, OOPS! Nunca é tarde... ;)

    ResponderEliminar
  9. Já não vejo um filme do Wooddy há mais anos do que o Sporting não é campeão, ou mesmo mais. A ver se quebro a sequência com esse, parece-me giro.

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  10. Xiiiiiiiiiiii há séculos que não vejo um filme na grande tela! Ora vejamos: 10?, 20? ... quase 30 anos!

    Embora devore tudo o que passa na TV, não me perco de amores por Woody Allen. Mas fiquei curiosa ... ficarei atenta ver se o vejo por aí num dos muitos canais que subscrevo.

    jinhos a ti

    ResponderEliminar
  11. Esta tarde estive aqui através de um portátil alheio, comentei e a net foi abaixo.

    Agora estou em casa e vou tentar mais uma vez, pois um filme do meu querido neurótico tem de ser SEMPRE comentado.

    Este não é um dos melhores filmes do Woody, embora com um elenco de primeira àgua. Claro que eu GOSTEI, porque gosto de TODOS os filmes dele, e vi-o 2 vezes no cinema. Quando gosto é assim!!!

    Vamos lá ver se ainda apanho "Meia-noite em Paris" quando chegar ao Porto, e então lá vou vê-lo pela terceira vez, sendo também uma oportunidade de o ver na versão original.

    ResponderEliminar
  12. Epá, RAUF, isso é mesmo há um tempão! =))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  13. Olha, PASCOALITA, com a velocidade com que os filmes estreiam e saem de cartaz, alguns acabo por os ver mesmo na TV, uma vez que não há tempo (nem dinheiro) para conseguir ver todos os que me parecem interessantes! É questão de se estar mais ou menos atento... embora prefira ir ao cinema, obviamente! :D

    Jinhos para ti também!

    ResponderEliminar
  14. Confesso que foi o elenco a chamar-me mais a atenção, EMATEJOCA! Mas gostei, embora nem sempre aprecie os filmes do teu neurótico preferido... :))

    Mas vou apostar nesse último, que tu gostaste tanto! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  15. Estou á espera para ver o "Meia-noite em Paris".

    ResponderEliminar
  16. Não cheguei a ver este filme. Aconselho que não percas o Meia-Noite em Paris. É muito bom.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  17. Também eu, MIGUEL! :))

    E amanhã, na RTP, vai ser exibido também "Vicky, Cristina, Barcelona", por volta das 23h50m, que vou aproveitar para ver, já que também o perdi no cinema... :D

    ResponderEliminar
  18. Não pretendo perder, CATARINA! Já és a segunda pessoa a recomendar-mo... :)

    Abraço!

    ResponderEliminar
  19. Sou fã do homem mas não dos filmes mas vou deitar os olhos a este filme para poder criticar (bem ou mal).

    Eu também não reclamava muito por dinheiro se o woody me ligasse a dizer que me queria num filme dele eheh

    ResponderEliminar
  20. Não sou fã do homem nem dos filmes, FAUSTO. Quer dizer, dos primeiros não era, mudei um pouco de ideias nos últimos anos, desde que ele deixou de actuar neles... :D

    ResponderEliminar
  21. ora bolas, não vi. mas fica a nota para ir à procura dele :D

    ResponderEliminar
  22. Este ano fartei-me de ver filmes de Woody Allen, MOYLITO, que não sendo dos meus realizadores preferidos ficaram para segundas núpcias... :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)