sábado, 16 de abril de 2011

UMA FATIA DE BOLO

O meu filhote faz hoje anos: 19, para ser mais exacta! Desta vez não haverá festa cá em casa, pois aproveitando as férias universitárias foi passar o fim de semana a Madrid com alguns amigos. Ficámos um pouco desiludidos, por coincidir na data, mas já se sabe que é mesmo assim, os filhos vão crescendo e abrindo as suas asas fora do ninho familiar...
Mas já não é a primeira vez que coincide estarmos fora de casa. Quando ele fez 8 anos viajámos no próprio dia para Londres, pois íamos ao casamento de um dos meus primos, alguns dias depois. A ideia era aproveitar a viagem para dar a conhecer a cidade aos miúdos: ele e a minha sobrinha! Com toda aquela azáfama, de malas para cá e para lá, de avião, de chegar ao hotel e pousar as bagagens quase ninguém se lembrou de falar no seu aniversário. Nem ele, excitado com a novidade! 
Após todas essas andanças, lá partimos para uma zona central de Londres, próxima de Marble Arch ou assim, percorremos algumas ruas a pé a ver montras em ritmo de passeio, com o objectivo de jantar nas imediações. Com a minha mãe, irmã e cunhado, putos e nós, éramos sete. Demorámos um pouco a encontrar um restaurante simpático e agradável, com preços acessíveis, a escolha recaiu num italiano.
Durante o jantar conversámos sobre os programas para os próximos dias, que incluíam o aluguer de um carro para nos deslocarmos ao local do casamento, em Cambridge, onde também pernoitaríamos e para o regresso a Londres no dia a seguir. Além de outros planos logísticos, como ida ao cabeleiro na véspera do evento, que ainda não sabíamos bem onde procurar (sempre nos tinham dito que eram carérrimos, o que deve depender de ser um "artista de nomeada" ou um mais simples de bairro, que sempre dá um toque melhor que o nosso, depois de sair do chuveiro).
Acabadas as pizzas, lasanhas e esparguetes levantei-me da mesa, como quem vai à casa de banho, mas na realidade fui falar com um dos empregados. Que por sinal era português, bem como um outro. A chatice é que não tinham bolos - que obviamente não pude levar - mas lá concordámos que uma fatia de cheese cake, ou lá o que era aquilo, podia manter a vela  e o "pauzinho de estrelas" em  cima, com os quais ia  precavida. Só para cantar os parabéns e festejar. Os empregados trouxeram as sobremesas e, no final, vieram os três com a fatia de bolo iluminada, a cantar os parabéns em português desde a cozinha, ao que nós juntámos a nossa cantoria. O rapaz nem estava a perceber que a "festa" era para ele, mas assim que entendeu a reacção dele foi inesperada - deitou a cabeça no meu colo e chorou emocionado! Ele, que nem nessa tenra idade simpatizava com lamechices. Soprou a vela ainda de olhos vermelhos, encantado com a surpresa!
Hoje, à meia noite, telefonámos para lhe desejar um dia muito feliz! E essa emoção momentânea voltou a transparecer na sua voz...

PARABÉNS, MEU QUERIDO!

ps - não lhe demos dinheiro para a viagem, ele "virou-se" com as mesadas, prendas de Natal e de aniversário, não sei se com um biscate que efectuou entretanto (ainda não lhe tinham pago) e uma organização atempada, que permitiu comprar os bilhetes de avião "low cost"  baratinhos!

Imagem da net.

34 comentários:

  1. Que texto encantador e emocionante, até eu, que também não sou para lamechices fiquei com os olhos vermelhos.

    O tempo passa tão depressa que os nossos bébés, de um dia para outro se tornam adultos. C'est la vie!

    O ler a viagem a Londres e a respectiva festa de anos, lembrei-me de quando uma das minhas filhas contemplou as suas 18 primaveras, fui a Paris sózinha. Ela NUNCA me perdoou!!!

    Um grande beijo de parabéns para o "filhote" assim como para os pais, desejando-lhe muitas felicidades, muitos anos de vida, e, que nunca se considere da geração rasca, porque o futuro de Portugal está nas mãos dele.

    ResponderEliminar
  2. paula do algarve4/16/2011

    Parabens para ti Tété. Tens um filho fantástico. E fzeste-me chorar... E eu que nem sou dessas coisas tal como o teu JP. Um gd bjinho para ti e se voltares a falar com ele diz-lhe que eu e a matilde lhe mandamos beijinhos de parabens.

    ResponderEliminar
  3. Parabéns ao filho e à mãe, claro! Sinto este texto como mãe. Os meus têm precisamente as idades coladas aos 19. Uma tem 20 e o outro faz 18 não tarda muito. :)

    ResponderEliminar
  4. Anónimo4/16/2011

    EStamos as duas de parabens, temos filhos a fazer anos no mesmo dia a idade é que é diferente o meu já faz 45.
    Mas o que importa é que as mães os contem junto com eles.PRABENS e um beijinho.

    ResponderEliminar
  5. Muitos parabéns para o filho e para a mamã. Desejo-vos toda a felicidade do mundo.

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. É assim mesmo, EMATEJOCA: passam de bebés a crianças, de adolescentes a adultos e vão abrindo as suas asas e horizontes... :)

    Acima de tudo quero que seja feliz, não amarrá-lo aqui à perna de uma mesa! Quanto à tua filha não te sei dizer, as pessoas são diferentes.

    Obrigada, querida amiga! (e não, ele não se considera da geração à rasca...)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  7. PAULINHA (do algarve), voltei a falar com ele, mas ainda não tinha passado por aqui. Mas tenho um rol de gente que me deu os parabéns, para lhe transmitir, o que farei assim que regressar, não fica esquecido! :D

    Obrigada, amiga!

    Beijinhos para ti e para a Matilde! :)

    ResponderEliminar
  8. Tendo filhos dessas idades, LUÍSA, certamente que me entendes como mãe.

    Festejou o seu aniversário muitos anos connosco, agora anda numa de abrir as asas e voar para outras paragens. Contrariá-lo para quê? :)

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  9. Obrigada, ANÓNIMA! E muitos parabéns para ti e para o teu filhote. (ah, já está "crescidinho" para se chamar de filhote? NÃO! hão-de ser sempre...) :)

    ResponderEliminar
  10. Obrigada, SONHADORA! :D

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  11. Já tens um "nino" com 19 anos?

    Parabens aos dois.

    ResponderEliminar
  12. Parabéns ao teu filhote amiga.
    É isso, o tempo passa depressa e entre um aniversário mal amanhado em Londres e outro em Madrid, vai o tempo duma infância que se perdeu e lhe deu asas para voar.
    Beinho aos dois e também um abraço ao pai

    ResponderEliminar
  13. Muitos parabéns ao teu filhote.
    Tenho a certeza que esse aniversário em Londres ele nunca irá esquecer. Assim como provavelmente este em Madrid. Ainda bem que ele se virou sozinho com dinheiro dele, pelo menos a mim sabe-me muito melhor dessa forma. De resto essa sensação é algo que acompanha todas as mães quando percebem que os filhotes já se safam mais ou menos sozinhos.
    Um beijo. :)

    ResponderEliminar
  14. Parabéns a ti e ao teu filhote. E lá vão eles a "voar" do nosso ninho :)

    ResponderEliminar
  15. Acabei de chegar do fim de semana e vim a correr para dar um beijinho de PARABÉNS ao teu filhote, e aos pais, claro :)

    PARABÉNS pelos 19 anos e 1 dia ;)

    Gostei de saber que ele também é um carneirinho como eu, sendo de abril só pode ser bom rapaz :)

    Sabes que o aniversário pode ser festejado em qualquer altura?

    Beijinho e mais uma vez PARABÉNS :)

    ResponderEliminar
  16. E até podia ter filhos bastante mais "crescidinhos", se tivesse encontrado a "cara metade" mais cedo... :D

    Obrigada, ZÉ DO CANITO!

    ResponderEliminar
  17. Obrigada, KIM!

    O tempo passa assim, a infância já se foi, a adolescência está a acabar e parece que foi num instante! :)

    Beijinhos, amigo!

    ResponderEliminar
  18. Obrigada, PSIMENTO!

    Certamente que não esquecerá esses aniversários, nem outros, embora alguns sejam sempre mais marcantes. Mas imaginas que para os pais, mesmo sabendo que o filhote já se safa mais ou menos sozinho, fica sempre um restinho de preocupação, não é? :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  19. Obrigada, ISIS!

    É o destino de todos eles, mais tarde ou mais cedo, abandonarem o ninho para outros vôos... :D

    ResponderEliminar
  20. Obrigada, MARIA!

    É carneirinho, é, e bom rapaz, mas por vezes também um bocado impulsivo e teimoso. Também serão características do signo?! O teu aniversário já assentei na agenda! :))

    E claro que se pode festejar em qualquer altura, no caso dele já não seria a primeira vez, uma vez que coincide muitas vezes com a Páscoa! :D

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  21. Muitas felicidades! O bolo tem bom aspecto!!

    ResponderEliminar
  22. E essas manifestações de carinho, sinceras, contam mais do que um grande bolo, cheio de calorias e velas. Um grande RAUF para o teu ranhoso e uma beijoca para ti!

    ResponderEliminar
  23. Parabéns ao filhote....mesmo se atrasados.
    E não fiques triste por o filhote crecer e seguir a vida dele....porque em breve virão os netinhos e lá teremos a casa cheia de crianças novamente....:)
    Pelo menos é isso que eu espero....crianças para dar novamente vida e alegria numa casa.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Bem-vind@, ESPECIALMENTE GASPAS!

    Obrigada. O bolo tem bom aspecto, mas foi "cozinhado" na net... :)

    ResponderEliminar
  25. Pois contam, RAUF! :D

    Obrigada e beijocas! (o meu filho só é ranhoso quando está constipado, o que agora não é o caso...) :))

    ResponderEliminar
  26. Se for como a mãe e o pai, ainda faltam muitos anos para os netinhos, PARISIENSE! Mas mais importante que isso, é que viva a sua vida nos momentos certos... :)

    Mas claro que as crianças serão bem-vindas! :D

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  27. Acreditou no que escrevi acima sobre este post? Então podia lá deixar de enviar um beijinho de parabéns para a mamã babada! E um abraço para o filhote, claro está...

    ResponderEliminar
  28. Obrigada, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA. Aqui o problema nem eram as calorias... :))

    ResponderEliminar
  29. parabéns à mãe babada e ao filhote :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  30. Parabéns ao filhote e à mamã :)

    ResponderEliminar
  31. Obrigada, FAUSTO! A baba agradece... :D

    ResponderEliminar
  32. Obrigada, LOPESCA! :)

    ResponderEliminar
  33. assim é que é... quer passear, trabalha e poupa. Com 17 anos fui a Paris a primeira vez (de 2), a Inglaterra e um bocadinho de Gales. 3 semanas brutais, só com um colega do 11º ano. Foi genial, sobretudo porque nunca sequer me tinha aproximado de fronteira nenhuma e de Portugal quase nada conhecia. Andei a alombar o Verão todo - eu nunca tinha trabalhado a receber um salário - mas foi barato porque aquela viagem não tem preço :)

    ResponderEliminar
  34. Há viagens assim, inesquecíveis, MOYLITO! Que valem pela experiência e pela lembrança do que custam... :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)