terça-feira, 2 de novembro de 2010

TRAÇOS (COM) SENTIDOS

Castelos distantes e irreais, gentes do nosso dia a dia ou criaturas fantásticas de formas voláteis ou monstruosas, a preto e branco ou com todos os coloridos imaginários, são preenchidos por traços finos, cheios ou luminosos nas pranchas de um sonho denominado 9ª arte. Com ou sem palavras a acompanhar!
Richard Câmara foi o autor em destaque nesta edição - o castelo do "rei esquecido" da fotografia saiu da sua caneta -  subordinada ao tema "O Centenário da República", mas vários outros trabalhos impressionaram pela sua criatividade e execução, de que seguem meros exemplos:


Além dos ínúmeros e divertidos cartazes, com frases mais ou menos humorísticas sobre a República, a caricatura também marcou presença.



  
"As Caretas da República", livro que reúne caricaturas e cartoons de Pedro Ribeiro Ferreira e Ricardo Galvão, com textos de Luis Miguel Pereira, em que se realça o protagonismo de cada um dos políticos ao longo do último século, chama a atenção do público. (aqui escolhi estas dos primórdios, porque muitas das restantes vemos quase diariamente na televisão - para não enjoar, topam?)



Por outro lado, o mais antigo filme de animação português realizado por Joaquim Guerreiro, estreado em 1923 e desaparecido pouco depois, também é exibido numa sala, após uma reconstituição efectuada por   Paulo Cambraia em 2001 e baseada em fotocópias dos desenhos originais. Muito curioso!

O Festival não se restringe ao tema, no piso inferior podemos constatar a participação de artistas de outras nacionalidades...

... em sinuosos labirintos onde se interligam culturas e tradições várias, com o toque de magia de quem dá vida e cor...

... a outros planetas!

Passo a palavra, porque o 21º FIBDA merece uma visita atenta! E prolongada, pelo menos para todos os que amam a BD...

14 comentários:

  1. Parece interessante, mas fica-me um bocadinho longe.
    Ainda bem foste tu por mim. :)

    ResponderEliminar
  2. sou da opinião que palavras, duma forma ou de outra, todos as conseguem usar mas desenhar não é para todos!
    por isso dou bastante valor a quem desenha, talvez mais do que a quem escreve...

    ResponderEliminar
  3. Ainda tiraste umas boas fotos do piso superior! Eu só tirei mesmo do outro piso. ;)
    Para quem gosta de BD, passa-se uma excelente tarde de Domingo a deambular pelas exposições do Festival. Muito porreiro, mesmo!

    ResponderEliminar
  4. Olá Teté gostei muito da arte que partilhaste connosco. Os primeiros pela mistura de realismo e irrealismo. Depois porque adoro caricaturas, acho uma forma extremamente interessante de criticar alguma situação ou pessoa. De resto como já sabes sou fã incondicional de animação por isso só podia adorar. Beijos.

    ResponderEliminar
  5. não irei, até pela distância, mas com alguma pena, deixa que te diga. gosto mesmo muito de caricaturas e adorava ver esses primeiros desenhos animados.

    ResponderEliminar
  6. Boa reportagem. Gostei especialmente das Caretas da República

    ResponderEliminar
  7. Pois fica, SUN! Mas serve para abrir o apetite aos que vivem mais perto... :)

    ResponderEliminar
  8. E eu sou da opinião que isso dizes tu, VÍCIO, porque tens mais facilidade com a escrita do que com o desenho... :D

    Mais a sério: suponho que se todos nós empregássemos o mesmo tempo e empenho em desenhar do que aquele que ocupamos a escrever ao longo da vida escolar (para ficar por aí), muitos de nós teríamos muito mais jeito... ;;)

    ResponderEliminar
  9. Comecei por ver o piso superior, TONS DE AZUL, mas tive pena de não ir com mais tempo, que tinha outro compromisso! Duas horas é pouco para explorar todos os cantinhos desta, às outras exposições nem fui!

    Já fica o lembrete para o próximo ano! (não me lembro se foi no ano passado ou há dois anos, estive lá menos tempo, que aquilo estava insuportável, com um baile de máscaras ou assim no dia que a visitei, não se conseguia ver nada com tanta gente...)

    Mas adorei, como é habitual! :z

    ResponderEliminar
  10. Sabes que ainda me lembrei de ti, PSIMENTO?! Pois é, no piso inferior tinham lá álbuns/revistas para vender, numa das saletas eram só da Marvel... O meu marido estava encantado, pensei que também ficarias! :))

    O Festival costuma valer a pena, para quem gosta de BD...

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  11. Até pode ser que depois do Festival eles ponham os desenhos animados no Youtube, MOYLITO! Até porque são apenas alguns poucos minutos, com uns bonecos muito toscos e "soluçantes", mas não deixa de ter piada! Ah, e também refere as bombas frequentes na época, daí talvez o seu "desaparecimento" poucos anos depois... :g

    As caricaturas também estão muito boas, mas essas podes ver no livro, que está na FNAC!

    ResponderEliminar
  12. As "Caretas" estão muito boas, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, e o livrito até será prenda de Natal... :)

    ResponderEliminar
  13. Se tivesse tido a oportunidade teria gostado de visitar esta exposição. Nós por cá temos a
    Porto Cartoon.

    ResponderEliminar
  14. Não conhecia esse Porto Cartoon, PAULOFSKI, mas há outro Festival em Évora a que tento sempre ir, mas nem sempre dá... ;)

    Mas gracias pela dica, vou ficar atenta! :h

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)