sábado, 6 de novembro de 2010

BOOKCROSSING

Já tinha ouvido falar vagamente de bookcrossing, quando recentemente li um post da Papeladas que explicava melhor os objectivos da iniciativa. Mesmo assim a ideia não me seduziu por aí além, até porque estimo demasiado os meus livros para os largar por aí ao deus-dará.
Coincidência ou não, ontem o Rui da Bica sugeriu esta acção, congeminada do outro lado do Atlântico (mas não interessa muito para o caso!), a ter lugar já na próxima segunda-feira, dia 8 de Novembro. E resolvi aderir! Note-se que não vou "esquecer" nenhum dos livros da minha estante, mas por sinal tenho dois ou três repetidos, vou "abandonar" um para quem o queira apanhar...
Resumindo: basta deixar o livro num local público, com um bilhetinho dentro das suas páginas a esclarecer que não foi esquecimento mas bookcrossing e que deve ser  devolvido "à rua" depois de lido. (não me parece essencial que seja o mesmo livro, embora isso caiba a cada um decidir, na esperança que não seja aquele calhamaço antiquado que ninguém teve vontade de ler!)
Há ideias fantásticas! Que talvez resultem...

BOAS LEITURAS!

29 comentários:

  1. Obrigado pela adesão, Teté. Se a ideia "pegar" pode-se criar um "movimento" fantástico !
    Façamos votos para que sim !
    .

    ResponderEliminar
  2. Confesso que ainda não me entusiasmei para aderir a esta iniciativa! E olha que até não sou muito agarrada aos meus livros, Teté!
    Gosto de os ter, mas também me separo deles sem grandes dramas. Excepto as obras dos meus autores preferidos! ;)
    Será que o livro voltar às tuas mãos?! Seria engraçado. ;)

    Olha o filme ontem foi aquilo que eu esperava, ou seja, interessante. Não me apaixonou, mas matou a minha curiosidade. :)

    ResponderEliminar
  3. era, acima de tudo, bonito, se resultasse, claro.

    ResponderEliminar
  4. O Prémio Dardos está ao teu dispor no ematejoca azul, minha querida Teté.

    ResponderEliminar
  5. Eu conhecia isto em Paris....e lá resultava, sobretudo no metro...
    Vou fazer como tu....vou aderir e quem sabe, se não se torna hábito neste país as pessoas começarem a ser mais cultas que curiosas...ahahahah

    Parabéns pela iniciativa, venha ela de onde vier.

    Beijokitas

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito da ideia e nunca tive oportunidade de encontrar um desses livros. Contudo fiz uma coisa parecida há tempos. Até referi no meu Blog. Comprei o “chocolate” de Joan Harris numa feira de velharias, gostei tanto que decidi deixar uma notinha na pagina vazia do inicio e passa-lo a uma pessoa especial que foi o Theo. Ele escreveu também uma notinha e passou-o a uma amiga que entretanto também já o leu e passou. Sei que o livro viaja pelo Brasil neste momento mas não sei bem onde. Pelo menos desta forma tive a certeza que passou por alguma pessoa que não ficou com ele. Um beijo e boas leituras também para ti porque as minhas têm andado paradas (tirando as da faculdade baaah)

    ResponderEliminar
  7. Olá, Teté!

    Realmente a Isa teve a grande iniciativa de transformar em ação aquilo que aos nossos olhos passa desapercebido no dia a dia. Porque aprisionar nossos livros em estantes! Vamos libertá-los e dar a chance de outros acrescentar algo mais em suas vidas!

    ResponderEliminar
  8. A ideia é fantástica, esperemos que resulte mesmo, RUI! :v

    ResponderEliminar
  9. O problema é mesmo esse, TONS DE AZUL: os livros que gostamos mesmo não pomos na rua e os outros... será que vão promover a leitura??? Mas pronto, como tenho alguns repetidos que gostei, vou experimentar com um... :D

    Quanto ao filme, ainda não será este fim de semana que o vou ver, mas continuo curiosa! ;;)

    Obrigada pela tua opinião!

    ResponderEliminar
  10. A ideia é fantástica, EMATEJOCA, mas é a primeira vez que experimento - e espero que resulte, evidentemente! :)

    ResponderEliminar
  11. Pois, MOYLITO, certezas não podemos ter nenhumas... Só esperança! :))

    ResponderEliminar
  12. Obrigada, EMATEJOCA, depois publico! ;;)

    ResponderEliminar
  13. Concordo contigo, PARISIENSE: é um pouco irrelevante de onde parte a iniciativa, desde que funcione... :D

    Assim com dia marcado também me parece mais fácil de dinamizar... ;)

    Beijokitas!

    ResponderEliminar
  14. Bom, também nunca me aconteceu encontrar um livro desta "corrente", PSIMENTO! Mas quem sabe um dia não virá a acontecer, se a ideia tiver pernas para andar? :)

    Essa ideia de passar um livro de mão em mão também é gira, embora a dinâmica seja diferente! :z

    Claro que também há leituras inevitáveis (às vezes bem chatinhas), mas fazer o quê? :[ Há-de chegar a altura em que terás mais tempo para as de simples recreio! :D

    Beijocas!

    ps - nunca li esse livro da Joanne Harris (vi o filme), mas se gostaste possivelmente também gostarás de "Sapatos de Rebuçado" que é uma espécie de seguimento (que adorei). Curiosamente estou a ler o último livro dela, mas para já não me parece tão fascinante como os anteriores que li dela!

    ResponderEliminar
  15. Bem-vinda, LUMA ROSA!

    Bom, os meus livros estão bem aprisionados na estante, no caso só prescindo de um repetido... de que gostei bastante, obviamente! :D

    Uma solidariedade relativa, mas que é a que consigo arranjar! ;)

    ResponderEliminar
  16. Os meus autores preferidos são poucos, Teté! E os outros livros todos são de excelente leitura e sem dúvida que cativavam! ;) Depois vai partilhando a iniciativa. :) ***

    ResponderEliminar
  17. Olá Amiga

    Obrigada pelas tua presença neste espaço que é de convívio, mas e sobretudo de expanção da cultura e do conhecimento.
    Porque reconheço estes valores no teu blog, peço-te que passes pelo meu, porque tens para ti um presente.
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  18. Também gosto muito de ler, mas não tenho assim tantos livros.
    Quando compro um livro novo não vai logo para a estante anda a passear pela casa, enquanto não é lido por alguém cá de casa.
    Gostei muito da ideia do bookcrossing, também já tinha ouvido falar, mas custame desfazer de um dos meus livros. Vou tentar encontrar um de que tenha gostado e que não me custe tanto abandonalo, para aderir também ;)
    Boas leituras e beijinhos :)

    ResponderEliminar
  19. Paulinha11/07/2010

    Olá Tété. Eu adoro o bookcrossing. Já li uns quantos livros assim...e digo-te é uma emoção quando se encontra um livro assim meio-perdido à nossa espera. Só uma curiosidade: conheço um restaurante aqui(Algarve) que faz um género de bookcrossing: quem lá vai pode levar um livro que alguém deixou...e queremos regressar para deixar o "nosso"livro lá e sonha-se um bocado quando pegamos num ou o largamos. QUem o terá nas mãos? QUem já o terá lido? é muito gira esta ideia. Pode ser que o teu chegue até aqui ao Sul...beijos e saudades.

    ResponderEliminar
  20. Com o povo que temos já estou a ver malta de carrinho do Continente a recolher os livros abandonados...

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  21. Olá Teté já li os “Sapatos de Rebuçado” e também adorei, achei a Zozie uma personagem deliciosa apesar de tudo o que faz, mas acho que gostei um bocadinho mais do “Chocolate”. O filme nem se compara como de costume. São ambos dos meus livros preferidos e na altura cheguei a postar no meu blog sobre ambos. Já li quase todos os livros dela e sugiro também o “Cheque ao Rei” se lhe deitares a mão não percas a oportunidade é na minha opinião inferior ao “Chocolate” mas também interessante.
    De resto, eu sei que não é a minha área e que não era nascido mas também não sou ignorante relativamente à historia mundial ehehe. O anime começa no final sa primeira guerra mundial, depois da profecia que falou na segunda e a mesma aconteceu duas décadas depois surgindo no final da série.
    Também não acredito nesta ou em alguma parte da mitologia católica. ;)
    Beijos.

    ResponderEliminar
  22. Ah, mas eu tenho muitos autores que gosto imenso, TONS DE AZUL, cada um no seu género! E os que não gosto ou que achei a leitura desinteressante (também tenho uns quantos) não me parecem adequados para esta iniciativa! ;)

    Realmente não sei se vai haver 'feed-back', mas se não experimentar também nunca vou saber! :D

    ResponderEliminar
  23. Agradeço, LICAS, depois publicarei aqui no cantinho! :)

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  24. Compreendo perfeitamente, CAPRICHO, nem ponho em questão "pôr na rua" um dos livros que mais gosto. E os outros não me parecem úteis para a "causa"... Mas como tenho alguns repetidos que li e gostei muito é um desses que vou destinar a esta acção! :))

    Boas leituras e beijinhos para ti!

    ResponderEliminar
  25. Imagino que seja realmente emocionante, PAULINHA, mas ainda não tive essa sorte. Mas quem sabe, talvez um dia... :D

    Por acaso ficava mais descansada se houvesse um local desses aqui por Lisboa, que assim teríamos a certeza que o livro não era "maltratado", mas não havendo, vai à sorte... ;)

    Beijocas (com saudades tuas também)!

    ResponderEliminar
  26. Bom, RAFEIRITO, essa recolha não deve ser fácil, já que ninguém sabe onde os livros vão ser colocados. Mas, em abono da verdade, aflige-me mais a ideia que alguém o possa deitar para o lixo... :p

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  27. Obrigada pela dica, PSIMENTO, esse "Cheque ao Rei" nunca li, mas é só apanhá-lo a jeito... ;;)

    Ah, desculpa lá o comentário, pensei que tivesses confundido as datas das ditas "aparições", não as das Guerras Mundiais, obviamente! E isso não é história propriamente dita, pertence mais ao reino da mitologia. Eheheh, felizmente também não era nascida em nenhuma dessas datas... por todas as razões! :e

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  28. já tinha pensado nisso ... será que ainda estamos assim tão presos a amarras culturais ??? ...(

    Teresa

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)