quinta-feira, 11 de abril de 2013

PERNAS DE PERU ASSADAS NO FORNO

Nunca gostei muito de peru, possivelmente por rescaldo de outras eras, em que ele comparecia anual e pontualmente à mesa do almoço do dia de Natal, para repasto dos poucos convivas familiares - a família que residia em Lisboa era reduzida. E o peru grande. E recheado com castanhas ou outros ingredientes e temperos. Em suma, sobrava sempre imenso e a semana seguinte era passada a comer os "restos" do bicho, de várias formas e feitios, mas mesmo assim de no final já não suportarmos o seu paladar, por mais disfarçado que fosse. 

À exceção de uns bifinhos de peru panados, comprados no "pronto-a-comer" em dias que escasseava tempo para cozinhar, nunca mais o bicho entrou cá em casa. Mas mais recentemente provei e gostei de um bom pernil, resolvi experimentar. A minha amiga não tinha a receita - a empregada é que costuma temperar - mas o facto não acanha ninguém que esteja habituado a cozinhar. Ainda por cima quando os livros de culinária abundam e a "maior enciclopédia do mundo" está à distância de um clique. Mas cá vai a receita experimental, à la Teté:

Ingredientes (3 pessoas):
2 pernas de peru (com cerca de 450 gramas cada)
1 cebola grande
3 dentes de alho
1 chávena de chá de vinho branco
1 folha de louro
Azeite, sal, pimenta, colorau e piri-piri em pó q.b.

Lavam-se as pernas de peru e faz-se uma vinha d'alho com vinho branco, alhos, sal, pimenta, colorau e  piri-piri, barrando-as bem de ambos os lados e deixando-as marinar um bocado.
Cortam-se as cebolas em tiras de meia-lua e forra-se o fundo de um pirex (ou tabuleiro) de ir ao forno. Depositam-se as pernas nessa "cama" de cebola, dá-se-lhes um corte (esqueci-me, mas emendei posteriormente), regando com a vinha d'alho e com o azeite, juntando a folha de louro.
Vai ao forno a 200º. Ir espreitando, mas virar as pernocas uns 25/30 minutos depois. Se necessário, juntar um pouco mais de vinho e/ou água, para o molho não secar. Deverão estar prontas a comer cerca de uma hora depois, dependendo de se preferir a carne mais cozinhada ou mais rosada. O acompanhamento é à vontade do freguês - arroz, esparguete, esparregado, legumes, batatas fritas, cozidas, assadas ou whatever.

Fácil, barato e uma delícia para o paladar! Bom apetite... para o jantar!

22 comentários:

  1. Também faço assim uma coisa parecida e fica sempre bom!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, TERESA, o que aprendemos sobre novos paladares, para substituir os antigos... :)))

      Beijocas!

      Eliminar
  2. Essa receita "à la Teté" vou experimentar um dia destes.:))

    Por indicação médica não devo comer (abusar) de carnes vermelhas nem porco, só se for carne magra. Bifes de perú e frango é quase o pão nosso de dia...De vez em quando faço uma vingançazinha e lá marcha um cachorro com molho de francesinha. Eheheh

    Essas cochinhas têm muito bom aspecto, têm!

    Então, bom apetite!

    Beijos.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se algum dia tiver de fazer dietas dessas, JANITA, estou feita. Tenho tendência a enjoar pratos se os como muitas vezes, daí tentar variar o máximo possível e como de quase tudo. Por outro lado, se me dizem para não comer alguma coisa, fico logo com vontade... :)

      Mas não aprecio francesinhas, por exemplo: demasiada quantidade para o que costumo ingerir de cada vez, molho a mais também! Quer dizer, das poucas vezes que comi, fiquei-me pela metade, alguém acabou o resto. Sinal que estavam bem servidas, certamente! :D

      Obrigada e beijocas!

      Eliminar
  3. Já copiei a receita.
    Estou numa de cozinhar. Tenho de aproveitar.
    Já disse que gosto muito de posts e fotos sobre comida?! : )
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deixa lá ver se te consigo enviar este link, CATARINA, mais ou menos semelhante, mas para uma porção maior e com batatas assadas a acompanhar:

      Os cozinhados da Patricia

      Também gosto de posts e fotos sobre culinária, além que vamos sempre aprendendo qualquer coisinha... :D

      Abraço

      Eliminar
    2. Obrigada, Teté. Gosto dos cozinhados da Patrícia e o seu estilo de os fotografar. Parece que já não publica receitas desde o ano passado. É pena.
      Abraço

      Eliminar
    3. Olha, CATARINA, ainda deu para experimentar pôr o link em comentário, tal como a Poppy me ensinou! :)

      Na verdade, não costumo ler blogues só de culinária, mas consulto-os quando quero fazer qualquer prato diferente: na dúvida, tiro um pouco daqui, outro dali e sai receita "adaptada" à conveniência do momento! :D

      Abraço

      Eliminar
  4. Do peru só gosto da Perna! Essa está com bom aspecto só pode ser boa.
    Logo nos dirás como saiu!!!
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também imagino que o peito de peru seja bastante mais seco, PAPOILA! Se no frango é...

      Saiu bem, que o jantar já foi de ontem! Mas talvez com uma perna maior seja mais fácil trinchar... :)

      xxx

      Eliminar
  5. Pois eu gosto bastante de perú. No forno costumo fazê-lo com laranja e alecrim. Quanto aos bifes, depois de temperados com sal e pimenta, coloco fiambre e queijo , dobro, fecho com palito e lá vai à frigideira. Também faço panados. Mas corto-os às tirinhas e tempero-os com bastante sumo de limão...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, aí são outras receitas que nunca experimentei, LUISA, já que o "trauma" do peru manteve-se durante muitos anos e bons... Mas gracias pelas sugestões! :)

      Eliminar
  6. Mete muita mão de obra para o meu gosto!
    Cá vou continuando com os bifinhos de peru com natas e cogumelos! :-))
    Mas é uma boa alternativa!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com natas e cogumelos prefiro mesmo um bife de vaca, ROSA, mas isso sou eu que como de (quase) tudo... :)

      De qualquer das formas tenho de voltar a experimentar, que a ideia que tenho de bifes de peru é que são um bocado secos e sensaborões...

      Abraço

      Eliminar
  7. Gosto de peru, só que não tenho forno...

    Bisous

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desististe do forno depois da era micro-ondas, SÃO?!? Esse é que ainda não entrou cá em casa... :)

      Bisous

      Eliminar
    2. Não, querida, desisti de ementas elaboradas só para mim, rrrss...

      Bom serão

      Eliminar
    3. Pois, entendo-te, SÃO! Acontece a quase toda gente... ;)

      Um bom serão para ti também!

      Eliminar
  8. Quem tb gosta mto de Peru e o casal de Belém! Até vai p'ra lá na px semana.Agora a serio...tb nunca fui apreciador de Peru,mas em Inglaterra aprendi umas receitas e agora de vez em qdo como.Bjkas( desculpe as abv, mas estou no iPad e tenho alguma dificuldade em escrever nesta geringonça)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebo perfeitamente a dificuldade, CARLOS, a mim basta-me usar outro computador que não o meu para ficar logo à nora... :)

      Em Inglaterra?!? Quem diria: os bifes a "darem cartas" em culinária?!? :)))

      Beijocas!

      Eliminar
  9. Pois, a bem dizer, não obrigado!
    Eu, e outro amigo aqui em Macau, não comemos carne de aves.
    Beijinhos e votos de bfds!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, já tinha percebido isso por um post que publicou, PEDRO COIMBRA! Mesmo que não chegue aí, nunca fiando... ;)

      Beijocas e bom fim de semana!

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)