segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

A VIDA DE PI

Baseado no romance de Yann Martel, de 2001, Ang Lee realiza este filme que estreou em finais de dezembro nas salas de cinema portuguesas. O enredo em si é tão improvável, que alguns acreditavam não ser possível passá-lo para o grande ecrã - afinal de contas grande parte decorre dentro de um bote no meio do oceano Pacífico, ocupado pelo jovem Pi e Richard Parker. Com o inconveniente deste último ser um tigre de Bengala.

Desde tenra idade que Piscine Molitor Patel não se conforma com o seu nome, que o pai lhe deu por influência de um amigo, que muito admirara uma chique piscina francesa assim denominada. Mas, à conta dele, o rapaz é alvo de troça dos colegas, que o distorcem para "pissing". Para ultrapassar essa dificuldade, um dia resolve decorar uma série de números do valor de pi 3,14159265 e por aí adiante, e consegue que os colegas o tratem apenas por Pi. Simultaneamente, o jovem interessa-se por religião, tanto através das histórias hindus que a mãe lhe conta, como as que ouve de um padre cristão, assimilando ainda as tradições muçulmanas, na ingénua crença infantil que é possivel conciliar todas.

O pai é diretor do jardim zoológico de Pondicherry, na Índia, mas a agitação da zona faz com que decida emigrar para o Canadá com a família, levando consigo os animais do zoo, que tenciona vender naquele território. Contudo, uma enorme tempestade determina o naufrágio do navio de carga e, incapaz de salvar a sua família, Pi consegue escapar num bote salva-vida, conjuntamente com uma zebra (com uma perna partida), uma hiena, um orangotango e o já referido tigre. Fé, esperança, coragem, perseverança, angústia e desespero vão avassalando o adolescente à medida que os dias passam, mas a luta pela sobrevivência, a par do engenho de ir encontrando novas soluções para os problemas que vão surgindo, fazem o resto...

Eis o trailer:   


Suraj Sharma é o único protagonista principal, Irrfan Khan (Pi mais velho) e Rafe Spall (o escritor a quem este conta a sua história de sobrevivência) são os secundários mais evidentes, todos os outros atores representam pequenos papéis, incluindo Gérard Depardieu - sobre este muito haveria a dizer, mas não exatamente sobre o filme, mas por outras cenas muito menos abonatórias e até... desprezíveis!

A fotografia e os efeitos especiais são absolutamente fabulosos, mas não será só por isso que obtém a classificação de 8.3/10 na IMDb! Gostei muito!

Imagem de cena do filme da net.

24 comentários:

  1. Tenciono ir ver este filme ainda esta semana, que além das fantásticas críticas, sou uma grande admiradora dos filmes de Ang Lee.

    Se alguém me fala mais desse francês sem vergonha, vou também até à Rússia!!!

    PS: Em 2012 fui 4 vezes ao cinema.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou assim tão admiradora de Ang Lee, EMATEJOCA, mas este caiu-me no goto! :)

      Já vi que te preparas para falar sobre Depardieu, mas comento quando sair o texto!

      4 vezes é mais do que costumavas, não é?

      Eliminar
  2. Assim que o livro foi lançado, comprei-o. O escritor é canadiano. Todos os lemos aqui em casa, à vez. : )

    O filme tem sido muito bem aceite e foi nomeado para vários prémios. Ang Lee também é um realizador excelente.

    Pelo que li ou ouvi, parte do livro que Yann Martel está a escrever ou que já escreveu (creio que ainda não foi lançado) é passado em Portugal ou tem alguma coisa a ver com Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabia que o escritor era canadiano, CATARINA, mas sim que o livro tinha tido um grande sucesso.

      Não sei se vi muitos filmes de Ang Lee, sei que vi um que não gostei muito.

      Ficamos portanto a aguardar esse novo livro de Martel! :D

      Eliminar
  3. Está em lista de espera para ir ver ao Cinema do Galaxy.
    Beijocas e boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui as opiniões têm sido muito antagónicas, PEDRO COIMBRA, exceto no que toca aos efeitos especiais em que há unanimidade sobre a excecionalidade do filme! :)

      Beijocas e boa semana! :D

      Eliminar
  4. Se este filme se passasse na vida real terminaria com um arroto do tigre. Beijoca!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito me espanta essa conclusão, de quem é fã do Homem-aranha e companhia Lda., RAUF! :)))

      Beijocas!

      Eliminar
  5. Ang Lee é um realizador que admiro.

    Depardieu , oportunismos e actos nada abonatórios à parte, é bom actor.

    Vi a apresentação do filme em 3D , mas nãos sei ainda o que vou decidir.

    Uma excelente semana, menina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não admiro Lee, nem deixo de admirar, SÃO!

      Concordo que Depardieu é bom ator, mas o seu comportamento na vida real é desprezível, para dizer o mínimo! :P

      Uma excelente semana para ti! :)

      Eliminar
  6. Já vi algumas imagens (publicitárias), de relance, na TV, mas não me apercebi do que se tratava !
    Dizes que gostaste muito, aguçaste-me o apetite ! :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há gostos para tudo, RUI, no caso é daqueles filmes que ou se ama ou se detesta! :)

      Pessoalmente, gostei muito mesmo! :D

      Eliminar
  7. será que a adopção de PI, não foi a substituição de um palavrão por aquele som que se costuma ouvir nessas ocasiões quando lhe chamavam o nome que o pai lhe tinha dado?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse PI ouvia ele, quando os colegas diziam o seu nome deturpado, VÍCIO! :D

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Bem-vinda, TAIS!

      Ainda vais a tempo... :)

      Eliminar
  9. Este é seguramente um filme que vou ver. O livro já tinha aguçado o apetite.
    Beijinho Teté.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não li o livro, KIM, mas admito que para quem tenha lido ainda fique mais curioso... :)

      Beijocas!

      Eliminar
  10. Não gostaria nada de ver este filme! Não aguento cenas aflitivas e de limite com animais além de que a realidade Índia assusta-me bastante. E agora, filmes com o Depardieu... JAMÉ!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás no teu direito, GRAÇA! Li em algum lado que as cenas com os animais são todas virtuais, mas não tenho confirmação disso, uma vez que não li isso em mais lado nenhum... Se são, enganam muito bem, embora num ou noutro caso essa suspeita surja! :)

      Quanto ao Depardieu, apesar do comportamento desprezível, não deixa de ser um bom ator! :)

      Eliminar
  11. Não li o livro e não vi o filme, fiquei com vontade depois de ver a apresentação na tv, mas estava à espera da tua opinião :)

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah estavas, MARIA? Bom, já a dei: gostei muito! :D

      Beijocas!

      Eliminar
  12. Está na minha lista, mas sem prioridade.Se der para ir ver tudo bem, caso contrário, também não lamentarei muito.
    Depois de há umas semanas ter visto um excelente filme com Depardieu, agora quero manter-me à distância dessa personagem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não seja por aí que não o vê, que o papel de Depardieu é ínfimo, CARLOS! :)

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)