quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

TOP+ 2011 - LIVROS

No balanço geral de 2011, com 26 livros lidos ou relidos num total de 25 volumes (há o tal da Agatha Christie, que é um dois em um!), 8 foram de escritores portugueses e 17 de estrangeiros, sendo que estes últimos ainda os dividi por géneros: 8 policiais e 9 de outras ficções.

Começando pelos autores portugueses, "Enquanto Salazar Dormia...", de Domingos Amaral, foi o que mais gostei, embora seguido de muito perto pelo "Livro", de José Luís Peixoto, ou por "Cerromaior", de Manuel da Fonseca, estes últimos muito dentro da mesma temática. Todos escritores dos quais nunca tinha lido nada, até agora.

"O Carteiro de Pablo Neruda" foi aquele livro (e filme) que me escapou e que tinha grande vontade de ler (e ver), foi só encontrá-lo a jeito numa edição de bolso e... adorei! O que mostra bem que os livros não se medem às páginas, o de Antonio Skarmeta é imperdível, quase um clássico! Ken Follet e "Noite Sobre as Águas" também foi uma agradável surpresa, nem sempre o facto de ser best-seller significa uma leitura manhosa...

Ruth Rendell recebe todos os "louros" no capítulo dos policiais (os da "tia" Agatha foram relidos, não concorrem), "Horizontais Dois, Verticais Um" foi um dos que mais me entusiasmou este ano, vou continuar a ler no próximo! (depois de trocar de óculos já os consigo ler! Iupiii!)

Verdade seja dita, e tendo em conta que, se um livro não me agrada, desisto de o ler e passo ao próximo, gostei bastante da maioria dos livros que li. Que foram estes:

Na prateleira de 2012 já estão enfileiradas algumas das próximas leituras, que incluem alguns escritores premiados com o Nobel da Literatura, mas também policiais, autores lusos, lusófonos e vários estrangeiros, à qual certamente se virão juntar outros ao longo do ano, que o plano não é rígido (alguns, duvido que chegue a ler)! Et voilá:

Resta portanto colocar as questões: quais foram os livros que preferiram este ano? quais os livros que pretendem ler em breve?

22 comentários:

  1. 26... eu li 1/10 disso e foi apenas durante as férias. Durante o resto do ano ora falta-me o tempo ora falta-me a vontade.

    Para 2012, logo logo no inicio tenho este para ler - Vroom by the Sea: The Sunny Parts of Italy on a Bright Orange Vespa.
    Leitura simples e descontraída mas que me aguça a curiosidade (face ao meu gosto pelo mundo das duas rodas)

    Depois deste acho que vou voltar á estante que tenho lá por casa e ver se consigo começar o Anjos & Demónios (antes de ir a Roma (Ah pois é :p))

    ResponderEliminar
  2. Tenho alguma dificuldade em escolher o melhor livro que li este ano, mas gostei muito do que cabei de ler há dois dias, de um dos meus autores preferidos: 1Q84 do Haruki Murakama. Gostei também muito de " A Sombra do Vento" do Carlos Ruiz Zafon.
    Em relação a leituras para 2012, tenho uns 20 livros em lista de espera, mas nos próximos tempos vou estar centrado em autores sul-americanos, por razões essencialmente profissionais.
    Feliz 2012, com boas leituras

    ResponderEliminar
  3. O meu rol é bem mais pequeno... mas provavelmente o que mais gostei de ler este ano foi Livro do JLPeixoto... e por sinal é também um livro deste autor - Abraço - que irei começar assim que termine o que estou a ler agora - Uma mentira mil vezes repetida de MJMarmelo.

    ResponderEliminar
  4. Bebi várias taças de Prosecco na festa da minha amiga, por isso, esta noite não vou responder às tuas perguntas, mas vou voltar, porque como sabes, este teu post é mesmo o meu tema preferido!!!

    ResponderEliminar
  5. Bolas! Isso é que é ler! Quem me dera ler com essa velocidade, mas também, invento tantas coisas para fazer...

    Boas leituras e Bom Ano!

    ResponderEliminar
  6. O meu marido diz o mesmo que tu, W, ler é (quase) só nas férias... No fundo é uma questão de opção, percebo perfeitamente quem tenha opções diferentes! Irritar, irritam-me as pessoas que dizem adorar ler, mas que não têm tempo! Ora bolas, se adoram ar5ranjavam mais que não fossem uns 5 minutinhos por dia e sempre liam qualquer coisinha... :))

    "Anjos e Demónios" já li em 2005, o outro não tenho intenção de ler, dado não ter nenhuma empolgação por veículos de duas rodas... :D

    Mas ir a Roma também gostava! Muito! :)

    ResponderEliminar
  7. Esse de Murakami ainda não li, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, mas hei de experimentar ler outro dele, que também gostei do único que li. Quanto à "A Sombra e o Vento", adorei, mas já o li em 2006! Curiosamente, os dois livros que se seguiram de Zafón achei um bocado fracotes... ;)

    Feliz 2012 e boas leituras também para si! (mas ainda passo pelo seu blogue...) :D

    ResponderEliminar
  8. Esse último de que falas não conheço, LUISA, mas também é verdade que estou longe de conhecer todos os escritores, como é óbvio! :)

    "Livro" também foi um dos meus preferidos e "Abraço" também já aguarda a sua vez na estante... :D

    ResponderEliminar
  9. Então volta, EMATEJOCA, e não te esqueças de dizer quais foram os teus prediletos... :))

    ResponderEliminar
  10. Dá uma média de pouco mais de dois livros por mês, CAROL, não é propriamente uma grande velocidade. No ano passado, uma amiga minha leu cerca de 90. Foi para compensar outras amigas, que não leram nada... :))

    Bom ano, mas ainda passo pelo teu bloguito! :)

    ResponderEliminar
  11. De acordo com o meu “office notebook” onde tomo nota dos livros que acabo de ler, comecei o ano com “Portrait in Sepia” de Isabel Allende, “The Feast of the Goat” de Mario Vargas Llosa e depois comecei com os policiais (uns atrás dos outros!: ) ) de Donna Leon que me fascinaram – todos eles passados em Veneza. Não vou mencionar todos os que se seguiram até chegar aos policias da trilogia Millennium de Stieg Larsson. Leitura intensa! : ) Para descontrair estou a reler Memoirs de Pierre Elliott Trudeau. Antes do verão tinha requisitado da biblioteca “The saga of Gosta Berling” de Selma Lagerlof, prémio Nobel de 1909 que vale a pena ler.
    Adoro falar e ouvir falar de livros! : )

    ResponderEliminar
  12. Este ano não calhou nenhum livro de Isabel Allende (por acaso tenho um por ler), nem de Vargas Llosa, CATARINA, mas ainda hei de encontrar esses de Donna Leon, já que partilho esse gosto pelos policiais! :))

    Millennium é absolutamente viciante, não é? Estou desejosa de ver o filme... ;)

    Livros de memórias e biografias é raríssimo ler, de vez em quando consulto algum, se a personalidade retratada me parece muuuuuito interessante, como aconteceu este ano com um sobre Hitchcock... :D

    Há largos anos um amigo emprestou-me um livro de Selma (salvo erro, a primeira mulher a ganhar o Nobel da Literatura), mas não me interessou por aí além. Talvez fosse demasiado nova e não o entendesse bem, se calhar está na altura de tentar uma nova leitura... Gracias pela dica! :)

    Boas leituras para ti!

    ResponderEliminar
  13. De Antonio Skarmeta li este ano dois livros, «O carteiro de Pablo Neruda» e «Um pai de filme». O primeiro conquistou-me bastante!

    Da Agatha li uns 3 ou 4 este ano dela, mas ainda tenho um policial e a autobiografia dela - cá em casa - pra ler!

    Não li nenhum dos autores portugueses que mencionas, nem nada do Ken F. também.

    Bom ano!!!!Boas leituras!!

    ResponderEliminar
  14. "O Carteiro de Pablo Neruda" é um livro simplesmente delicioso, MIGUEL. Agora só me falta ver o filme... :)

    A releitura dos livros de Agatha Christie deveu-se até a um post teu, pois não me lembrava minimamente dos livros, lidos há bastantes anos - afinal, era apenas uma troca de títulos, que despoletou essa minha curiosidade... :D

    Feliz 2012 para ti, com boas leituras e bons filmes, se possível!

    ResponderEliminar
  15. Este ano li pouco, ou melhor, li mais livros técnicos, livros não-ficcionais, li também muita poesia e Contos de Natal.

    Dos livros que li para os encontros do Círculo Literário escolho: "Liverpool Street" da alemã Anne C. Voorhoeve.
    Talvez, fiques admirada com a minha escolha, mas "Tudo o que tenho levo comigo" de Herta Müller, "O Súbito" de Heinrich Mann e "Homo Faber" de Max Frisch, com um outro valor literário, li-os este ano pela segunda vez, por isso não contam.

    Não li "O Carteiro de Pablo Neruda", mas vi o filme, do qual gostei bastante.

    Também te desejo um 2012 com boas leituras e bons filmes, e que escrevas aqui, para nosso prazer, sobre esses livros e filmes

    ResponderEliminar
  16. Li poucos livros bons e não os tenho postado :)

    ResponderEliminar
  17. Não conheço a escritora e ainda menos o livro, EMATEJOCA, mas hei de espreitar numa próxima ida a uma livraria... :))

    Se apanhares "O Carteiro..." aproveita, que é muito bom! :D

    ResponderEliminar
  18. Os livros são como os filmes: antes de os ler (ou ver), não sabes como eles te tocam ou não, LOPESCA! ;)

    Melhores leituras para este ano!

    ResponderEliminar
  19. As minhas leituras preferidas já as referi ontem. ;) Quanto a leituras do próximo ano... Hum... Para já espero ler muito mais, como também já te disse. Mas quero ler alguns clássicos que tenho ainda na prateleira tais como "David Copperfield" e "Quo Vadis" e algumas novidades, como "José e Pilar", "Abraço" e "Nada a Temer".
    Beijinhos e boas leituras!

    ResponderEliminar
  20. Os dois primeiros já li há muito tempo, TONS DE AZUL, "Abraço" também se encontra na minha prateleira em fila de espera... :))

    Beijocas e boas leituras para ti também!

    ResponderEliminar
  21. As Benevolentes, de Littel; 2666, de Bolaño; Contos do Gin Tonic, de Henriques-Leiria; Sem Penas, de Woody Allen; (todos os nomes dos autores são por aproximação).
    tenho tentado alternar entre História e ficção pelo que as biografias de Leonardo da Vinci, Afonso II, Sancho II e Afonso III estão na calha. Espero ler Pynchon (já agora quero saber se é tudo o que dizem), que está já na prateleira e vou tentar "clássicos" (cervantes, flaubert, tolstoi, dostoievski) mas sem garantias nenhumas. se não der para clássicos, retomo o Bolaño e o
    Roth :)
    era bonito, mas isto está tudo muito bem embrulhadinho em "ses" e "vamos a ver" :)

    ResponderEliminar
  22. Histórias embrulhadinhas com "ses" e "vamos ver" temos todos, MOYLITO! Essas biografias e assim só consulto, não leio tipo romance. Os Contos e os Novos Contos do Gin Tónico li há muito, mas se os apanhar a jeito nalguma feira do livro não escapam - os livros foram-me emprestados! :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)