sexta-feira, 2 de maio de 2008

PEDRA FILOSOFAL



A amizade é inexplicável!

Não partilho temas musicais especiais com ninguém, excepto este, com a minha amiga Ana. Por sinal, a mais antiga, à excepção da minha irmã (que já entra no capítulo familiar, né?).

Suponho que tudo começou porque o irmão dela tocava viola e cantava isto lá por casa. E a Ana apaixonou-se pelo tema. Estávamos em férias grandes e o pai de uns amigos nossos costumava levar o pessoal para a praia, durante os meses de Verão. Grande Elias, que tinha uma enorme paciência para nos aturar! E lá iamos, cantando e rindo, apertadinhos como sardinhas em lata, que a história dos cintos de segurança só veio depois...

Um dia, ela começou a cantar este poema e adorei cada palavra! Arranjou-me a letra e começámos a cantar em conjunto (para "desespero" dos companheiros de viagem, que a afinação não é, nem nunca foi, grande)!

A última vez que o cantámos, em (im)perfeito uníssono, foi numa festa de aniversário já há alguns anos. As palmas foram fraquinhas, ainda revejo os olhares assustados dos restantes convidados...

Mas a amizade, minha querida amiga, mantém-se firme, perene, sincera e leal como SEMPRE!!!

PARABÉNS, ANINHAS!

35 comentários:

  1. que engraçado!
    Eu também não tenho uma musica especial com o meu marido mas tenho com a minha melhor amiga "foolish games" da Jewel. Conheces?
    muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Não conheço, mas junto-me à festa!
    Parabéns então à Aninhas.

    ResponderEliminar
  3. Hummm... CARVOEIRITA, tenho uma péssima memória para músicas, cantores e compositores! Gosto, trauteio, reconheço, mas para saber ao certo, preciso de ir procurar!

    Dessa Jewel não me lembrava nada, conhecia a cantora de nome, espreitei no Youtube.

    Xi, pá, se tu e a tua amiga tiverem as mesmas vozes de "cana rachada" que nós temos, também vão fugir todos a 7 pés. Que não é canção fácil de cantar...

    Mas na voz do desafinado também bate um coração, né? E a amizade, em si, não passa por aí...

    Jinhos!

    ResponderEliminar
  4. Ah, CAPITÃO, já sabes que és sempre bem-vindo!!! ;)

    ResponderEliminar
  5. Na água tudo se perde
    Lavas do rosto a desventura
    Uma lágrima é simples gota
    Perdida do mar da ternura

    A chuva percorre um caminho incerto
    Viaja nas asas do vento norte
    A manhã é cadeia de anseios
    Que dita a boa ou a má sorte


    Bom fim de semana


    Doce beijo

    ResponderEliminar
  6. a que horas? ondi? (a inês que comentou depois de ti, é a outra?,

    ResponderEliminar
  7. Bom fim de semana, Teté!

    ResponderEliminar
  8. "Hoje somos muitos, amanhã seremos muitos mais"

    Miguel Estevez Cardoso - Estamos perto dos 300 visitantes, Bocage.

    Bocage - Pois é. E são só dois dias. Havia aí muita malta "contra as gajas" que não se revelava.

    26 de Abril, o dia que virou o Mundo.

    Vem a http://associacaocontraasgajas.blogspot.com/ e colabora.

    ResponderEliminar
  9. Sempre a lembrar dos amigos e felicitá-los na passagem de seus anos.
    Como eu digo e repito:És linda.

    Beijo especial e cheiros pra ti.

    :)

    ResponderEliminar
  10. Ótima demonstração de lealdade e amizade.
    Dê meus parabéns à Ana.
    Um beijo nas duas!

    ResponderEliminar
  11. Pela forma como (parece que) cantam, têm que ser muito amigas, para ouvir a cantoria e se continuarem a falar!
    ,o)

    Bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  12. Pois parabéns Ana, que também não conheço.

    esta canção, e este registo, são sempre bons sinais na nossa vida

    beijinhos Teté

    ResponderEliminar
  13. Psst, psst, Teté!
    Chega aqui mais perto, por favor.

    Obrigado.

    [Este abraço andava adiado por motivos de viagem]

    Já me sinto melhor.
    :))



    Boa noite.

    ResponderEliminar
  14. Oi, PROFETA, sempre poético, não é?
    Bom fim de semana para ti, também!

    INÊS, já vos distingo perfeitamente (ai, ai, de início, nem por isso)!
    Brincadeira não ofende ninguém, certo?
    A "festinha" fica para mais logo... ;)

    Bom fim de semana, REIZÃO!

    ResponderEliminar
  15. Amigos, poucos mas bons.

    Parabéns à Ana, e às tuas palavras ;)

    ResponderEliminar
  16. Bem-vindo, MIGUEL ESTEVEZ CARDOSO!

    Em spam, não? Se tivesses lido o post, percebias que sou gaja! Achas que te vou dar munições de combate para uma "guerra de sexos"?

    Espera sentadinho, OK? ;)

    ResponderEliminar
  17. Avançados esses romanos antigos, hein Teté? Usavam relógio de pulso. Sim, senhor! Não é por acaso que, na sua época, conquistaram todo o mundo conhecido.
    Tem olho de lince, já assisti o filme umas seis vezes e jamais notei tal detalhe.
    És uma visitante querida por todos no condado.
    Um beijo!

    ResponderEliminar
  18. KÁTIA, minha querida, os bons amigos (reais ou virtuais) devem ser acarinhados SEMPRE! :D
    Mil beijocas para ti, nina soteropolitana!

    OLIVER, há amizades que nunca ponho em causa! E esta é uma delas...
    Jinhos!

    SORRISOS EM ALTA, quem canta, seus males espanta... nem que seja os ouvintes! :o)
    Bom fim de semana para ti também!

    ResponderEliminar
  19. Gosto de bons registos, LEONOR!
    A Ana não tem blog, é "só" amiga real e do peito... :)))
    Jinhos para ti!

    EDUARDO, que prazer em voltar a "ver-te", e abração enorme, com certeza!!!
    Viagem boa, espero! :D
    Beijoca!

    MELGA (com letra minúscula), absolutamente de acordo!
    Nos poucos mas bons, que quanto ao resto limito-me a agradecer... ;)

    ResponderEliminar
  20. Ai, OLIVER, será que me enganei???

    Tenho quase a certeza que foi nesse filme, mas ainda fui pesquisar na net, não encontrei nada sobre o assunto...

    Agradeço o ser querida no condado... :D

    Jinhos!

    ResponderEliminar
  21. ..."inexplicável" mas saborosa... :))
    Os meus parabéns à tua Aninhas. Tem um nome engraçado, assim de desenhos animados fofinhos, à antiga! :))

    Este tema da Pedra Filosofal é lindo...seja na parte apenas do poema como também da parte musical...é mesmo daquelas músicas para cantar a "pulmões desgarrados"!!! :)))

    tenho uma música especial com uma das minhas melhores amigas, a minha primita sandra, um tema do Roger Waters "Perfect Sense, part II". Arrepiante.

    Andei a distribuir uns prémios que tinha em atraso...o que deu origem a um post tipo Antigo Testamento (ou qualquer um deles). E deixei lá um prémio para ti entre os outros gerais para todos.
    Um beijinho bem grande e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  22. Olá
    Depois desta aus~encia venho deixar um beijinho. e dizer-te que também gosto muito deste poema. E se não fosse o sonho seríamos vulgares animais, com agravante de sermos a pior espécie animal que conseguiu habitar o planeta.
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  23. SORRISOS EM ALTA, :)))!

    Tens razão, SU! A amizade é mesmo saborooooosa...
    Quanto ao prémio agradeço, desde já! Já passo por lá, para agradecer "in loco"... com ou sem Testamento! :)
    Jinhos grandes, amiga!

    Também é verdade, JASMIM! Os animais matam para se defender ou para comer. Já o homem fá-lo muitas vezes apenas por ódio ou maldade...
    Bom fim de semana, nina!

    ResponderEliminar
  24. Ser mãe é andar chorando num sorriso!
    Ser mãe é ter um mundo e não ter nada!
    Ser mãe é padecer num paraíso!
    Beijinhos e feliz dia das Mães

    ResponderEliminar
  25. AnaGua5/04/2008

    Muita Obrigada, querida AMIGA!

    ResponderEliminar
  26. Mesmo não conhecendo dou os meus PARABÉNS à Aninhas!!!

    ResponderEliminar
  27. Bem-vinda, BONECAS DA FILÓ!
    Obrigadinha pelo verso... :)

    Eh, eh, eh, ANINHAS, convenhamos que o Manuel Freire canta melhor do que nós...
    Jinhos, amiga!

    GATINHA, ela agradece (e eu também)!
    Beijoca!

    ResponderEliminar
  28. eu gosto desta musica!!

    Parabens aninhas :D

    Ah! Eu tambem tenho uma musica especial... O Generico do Tom Sawyer lol
    Eu e o pessoal nas ferias passavamos o tempo a canta-la... imagine-se 4 gajos nos chuveiros, cada um a cantar mais mal q o outro mas todos ao mesmo tempo... ja eramos conhecidos naquele parque de campismo ahahha

    beijocas

    ResponderEliminar
  29. ...nesta data querida...

    ResponderEliminar
  30. FAUSTO, pelos vistos há sempre uma música que nos recorda alguém, ou determinado momento...
    Quer dizer, os restantes campistas, provavelmente, não recordarão esse momento de canto "lírico", com a mesma saudade... :)))
    Beijoca!

    MOYLE, ...e muitos anos de vida!!! ;)

    ResponderEliminar
  31. Olá tété, parece estranho mas lembra que foi este poema que eu dediquei a um amigo no dia dos seus anos??????
    As razões foram outras mas tambem achei que este poema era o mais adequado a ele....
    Parabens mesmo se atrasados a tua amiga e que essa amizade dure o resto das v/vidas.

    ResponderEliminar
  32. Ah, PARISIENSE, mas suponho que até te cheguei a responder que o estava a guardar (o poema) para uma amiga... Et voilá!!! :)))
    Jinhos!

    ResponderEliminar
  33. que linda homenagem, tete... =) ainda bem que és mais que uma borboleta, se uma borboleta pode causar tamanho caos, imaginem uma poeta inspirada =)

    ResponderEliminar
  34. Poeta, moi, Van??? Ná, esta vivência é verídica, daí ter sido fácil recordar esses bons momentos (enfim, quando íamos todos nas cantorias no carro, as reclamações não eram assim tantas, até porque o restante pessoal também desafinava comó caraças...) ;)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)