quarta-feira, 14 de maio de 2008

DUELOS JUVENIS?

Foto de Nicolas Moulin na net.

Os namoros entre adolescentes sempre originaram vários conflitos. Quando os jovens acabam a relação, choram, gritam, zangam-se, queixam-se aos amigos, como se o mundo estivesse prestes a desabar perante o "drama". Enfim, consoante o feitio de cada um, uns mais a cair para a tristeza, outros mais a pender para a agressividade, com o tempo tudo se resolve.

Contudo, nos últimos anos, surgiu uma nova moda entre esta maralha: com intrigas e queixinhas, algumas puras e castas meninas, convencem os amigos, irmãos ou primos a dar uma "lição" no bandalho que as tratou tão mal. E eles, como gentlemen de primeira linhagem, lá vão defender a "honra da donzela"... Sozinhos? Ná! Um grupinho atrás de bom tamanho, para a explicação ser frutífera! Como é que todo este enredo acaba? Normalmente mal, com o ex-qualquer coisa a ir parar ao hospital. Ah, e a rapariga fica a rir-se, que ele teve o que merecia? Não por muito tempo! Ao tomar conhecimento do sucedido, as amigas do rapaz organizam-se e dão uma coça à moçoila...

Esta prática elegantérrima generalizou-se de tal modo que, actualmente, os genuínos cavaleiros andantes e os garanhões que pretendem confrontar vêm todos com uma equipa de futebol (e suplentes) atrás. Modernaços, todos eles, combinam o encontro por telemóvel. À molhada juntam-se mais uns quantos mirones e uns chungas desejosos de um arraial de pancadaria.

Sexta-feira passada ao fim da tarde, aqui na zona de Benfica, entrou tudo em polvorosa: alguns lojistas até fecharam as lojas, que os bandos de rapaziada à solta eram mais que muitos. A PSP tomou conta da ocorrência, deslocando agentes para o local, apelando a reforços que surgiram em carrinhas. Não tão simpática como aparece na notícia, que às tantas um desabafou para um colega: "Fosga-se [ou palavra idêntica]! Devíamos ter deixado que andassem à porrada e vínhamos cá separar!" Porque a luta de garnisés, obviamente, não deu em nada...

Como incauta cidadã passei pelo local pouco depois, não reparei se as roupas eram de marca, não vi uma única mota (nova ou usada) e se no meio daquele ajuntamento todo alguns ostentavam um cigarrinho na mão - ao ar livre, note-se! - também me passou despercebido. Sei lá! Se calhar andam a treinar para PM!


30 comentários:

  1. Acho que neste caso se deve agir como nas lutas de gangues, é deixá-los matarem-se e depois prender os restantes. Assim como assim, se morrer algum não se perde nada de jeito...

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  2. É o vazio cultural e mental que caracteriza a generalidade da cachopada...

    ResponderEliminar
  3. Típico de uma zona designada Benfica...

    ResponderEliminar
  4. Venha o tempo dos Hippies, "muita paz e muito amor"....
    Pensei que Jean Claude Van Damme já era, ou será que está de volta????

    Beijokitas

    ResponderEliminar
  5. estás a tentar dizer ao pessoal que não organizaste umas apostas?

    ResponderEliminar
  6. Eu vou mais pela ideia do rafeiro perfumado.

    ResponderEliminar
  7. RAFEIRITO, o pior é que nestas "lutas" quem se lixa sempre é o mexilhão... ou um pobre coitado que ia a passar no local...
    Beijocas!

    CAPITÃO, não serão todos, mas alguns parece que só têm titica de galinha na cabeça...

    Hummm... mas olha que do outro lado da 2ª circular também é idêntico, REI. Ou julgavas que era só um problema localizado???

    ResponderEliminar
  8. "Flower Power", sempre, PARISIENSE! Já agora com um pouco mais de água e sabão, que era a parte menos agradável da coisa... ;)
    Eles andam a treinar para Van Dammes, andam!!!
    Beijoca!

    Olha que boa ideia acabaste de me dar, VÍCIO! Vou virar agente ou manager de gangs... ;)

    O Rafeirito é sempre um jóve cheio de (boas) ideias, CARLOS II... :)

    ResponderEliminar
  9. Se não tinham um cigarrito na mão, então não eram verdadeiros delinquentes, daqueles perigosos que poluem o ar puro das grandes cidades! Quanto à troca de tabefes entre queques e soldadinhos de chumbo, o melhor era mesmo a polícia chegar atrasada e depois varrer a via pública!

    eheh! Aquele abraço infernal!

    ResponderEliminar
  10. Portugal ainda não chegou à contemporaneidade e, por isso, a escolha da imagem foi mesmo muito bem conseguida.

    ResponderEliminar
  11. A sério que isto agora se resolve assim? E andei eu a perder o meu latim tantas vezes a debitar verdades aos 'cavalheiros' que me fizeram desfeita e afinal podia ter contratado um gang para lhes dar uma valente coça...Realmente, às vezes sou pouco prática!

    Mais a sério: O que relatas faz de facto lembrar os tempos das honras ofendidas e dos duelos que o Alexandre Dumas tão bem explorou nos seus romances. O princípio é mais ou menos o mesmo (vingar a donzela ofendida) mas a diferença basilar reside no facto de os concorrentes lutarem em igualdade de circunstâncias, com coragem e honra. É muito triste, especialmente, para a donzela, ficar satisfeita com os ossos partidos do ex quando este é selvaticamente espancado por meia dúzia de brutos. Ainda se fosse ela a dar-lhe um estalo, que alguns bem o merecem, mas assim...Eu tinha vergonha!

    ResponderEliminar
  12. Ah!os adolescentes.Em todo lugar agem e pensam sempre da mesma forma.
    :)
    Beijinhos para ti.
    ;)

    ResponderEliminar
  13. eu tenho uma irmã adolescente e acredita que é muito complicado.
    Foi criada com todo o carinho, com tudo o que precisava..e agora falta a escola, é posta na rua pelos professores...
    quando a minha mãe foi chamada a escola eu nem queria acreditar!
    Hoje em dia para serem aceites tem que ser violentos e mal educados...senão são postos a margem e alvo dos ataques dos outros...
    é muito complicado e não há nem respostas fáceis nem infalíveis.

    ResponderEliminar
  14. Quais queques e soldadinhos de chumbo, BELZEBU? O/a jornalista da Lusa não sabia o que dizer e inventou para lá umas coisas para dar mais "colorido" à lamentável situação! A que propósito acrescentou o pormenor de haver malta a fumar?
    E sim, o que em Lisboa há mais é um ar puríssimo... ;)
    Abraço!

    Pois, MOYLE, parece que estão a regressar à época medieval... ;)

    ResponderEliminar
  15. Oh, SAFIRITA, se estas meninas são donzelas, vou ali já venho. Com este estilo de comportamento, vê-se logo que são... escumalha!

    Cá para mim, estes cavaleiros andantes, também deixam muito a desejar. Desconfio até que o que lhes apetece mais é andar à traulitada, a desculpa é a "ofensa" da menina. Mas para isso porque é que não vão treinar boxe ou uma luta marcial?

    Por acaso nunca dei um estalo em nenhum ex-namorado - não acredito que as coisas se resolvam assim - mas admito que alguns (outros) bem merecem, e se é a "ofendida" a cometer o acto, na hora da zanga e irritação, enfim, é opção dela (sendo bom que pondere, que o "traste" pode desejar retribuir...)

    Mas estou como tu: tinha vergonha de tanta cobardia, espírito vingativo e mesquinhez!

    ResponderEliminar
  16. mas deixa-me que te diga, que já lá vão uns bons anos, aí mesmo ao pé de ti, num pequeno (na altura grande) centro comercial, vi, com estes dois..., um dos maiores desses duelos!

    b&abraços

    ResponderEliminar
  17. xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiinamen, o que eu já me ri à conta destes adolescentes de hoje...isto tendo em conta que passei a tarde a pregar sermões a pitinhas e a tentar que se interessem por mais do que futilidades...mas hoje umas até estavam a ler a visão! sim, a visão! queriam saber mais pormenores sobre aquele gajo que manteve a filha presa não sei quantos anos, aquilo chocou-as...

    ResponderEliminar
  18. Qual manager de gangs, é agiota de apostas mesmo! =D

    ResponderEliminar
  19. eh páh, eu qd era pré adolescente organizei um bando de rufias para ir ameaçar um puto da primária que andava a dar uns bananos num priomo meu...claro que os rufias foram só pelo prazer de poder fazer ar de maus, e eu, que me aproveitei disso para pregar um cagaço ao puto que batia no meu primito...

    ps- nunca mais lhe tocou num fio de cabelo :-p

    Tb já estive metida indirectamente numa histórieta...pita universitária que era, nova no pedaço, deixei-me levar pelas palavras doces de um don juan lá do sitio. Cedo me apercebi que o erro era enorme e que o gajo não batia bem. De nada serviu tentar falar com ele, porque respondia alhos a bugalhos, até que me passei e berrei um valente vai mas é à merda!
    Vim a saber mais tarde que uns amigos meus se acercaram do individuo para saber porque razão eu estava a gritar assim e o que é que ele pensava que andava a fazer comigo....hehehehehe...tb soube que qd o namorico começou, ele foi avisado de que não havia cá brincadeiras.
    Só soube da história dias mais tarde, mas, confesso, mea culpa, que me deu um gozo do caraças...claro que tb levei uma descasca, porque "tu tens fama de santinha e todos te defendem e o coitadinho tem fama de mau e foram encostá-lo à parede!"...oh...coitadinho... :-p ... e "oh, que invejinha por ter sido eu a fisgá-lo e não tu"...o coitadinho, soube-se mais tarde que fanava dinheiro às namoradas. IRRA!!!!! ainda bem que lhe berrei ao fim de pouco tempo...

    ResponderEliminar
  20. Sim, KÁTIA, mas as hormonas aos saltos são uma coisa, já esta prática, relativamente recente aqui, é outra... :(
    Pessoalmente, detesto gangs...
    Jinhos a ti, nina! :)

    CARVOEIRITA, percebo perfeitamente o que estás a dizer, também tenho um adolescente em casa... também já fui chamada à escola (inúmeras vezes), porque é falador e tem a mania que é engraçado...
    E sim, bem sei como eles excluem os "totós", os "nerds", os "marrões", os "cortes", etc. e tal...
    Para serem "aceites", têm de ter um certo comportamento, que muitas vezes não é o melhor.
    Mas isso é diferente destes gangs prontos para a traulitada, por motivos tão parvos!!!

    ResponderEliminar
  21. INÊS, sei que este género de "conflitos" já duram há alguns anos, o filho de um amigo meu foi espancado à porta do "garage" aos 16 anos, agora já está na Faculdade. Nem os porteiros do dito local, nem o taxista que o aguardava se mexeram e o amigo que ia com ele também levou pancada. E eram uma data de "cavaleiros" (aka, meliantes), uns 7 ou 8, o rapaz ficou em mau estado...

    A manhosa "donzela" (com a qual ele recusou namorar) também não escapou às represálias referidas no texto...

    Aqui em Benfica foi a primeira vez que vi um estardalhaço destes. Aliás, nunca tinha visto, que uma coisa é dois rapazes desentenderem-se e andarem ao soco (por saias ou outras razões), outra é o funcionamento destes gangs de cobardolas, armados em... sei lá o quê!!!

    Jinhos e abraços para ti também!

    ResponderEliminar
  22. VAN, pois as tuas formandas identificaram-se com a injustiça do que aconteceu à rapariga (que aconteça o que acontecer ao pai, foram-lhe tirados anos de vida e de liberdade, para além de tudo o mais), daí o interesse delas pelo assunto. Parece-me normal!

    Agiota de apostas, MOI??? 8)))

    Há sempre uns putos mais armados em fortes, que se aproveitam para espancar os mais novos e fracos. Mas a esses basta-lhes um bafo, já dei dois (sozinha, que não precisei de quadrilha atrás) e resultou. Mas a putos mais novos.

    Estes aqui já são uns latagões de 15/16/17 anos, com a mania que são donos da verdade e também com a noção errada do que é a amizade. Não concordo (nem nunca concordei) com justiça popular, mesmo que todos achem estar cobertos de razão. Mais, acho que ninguém tem de se meter na vida alheia, de interferir em namoros, casamentos, disputas, etc., a não ser, claro, num caso que se presencia de agressão ou coisa.

    Os teus amigos viram-te exaltada e perguntaram ao tipo o que andava a fazer? É intromissão, mas pronto, foi na hora da irritação... Convenhamos que é diferente de organizar um bando de arruaceiros para lhe dar uma sova! Ainda por cima com 15 dias de antecedência? Quando o problema aqui era o "afinal havia outra"???

    Quanto a namorados desses, o melhor é mesmo descartá-los, não me parece que precisasses de ajuda para o assunto... ;)

    ResponderEliminar
  23. Jura! isto é mesmo verdade?
    E que tal lhes ensinar o conceito de duelo er amais elegante e poderiam vender-se umas espadas, quem sabe não melhorava a economia do país (nada de importar de Espanha).
    Ou então fazer como sugere o rafeiro perfumado.

    ResponderEliminar
  24. JASMIM, infelizmente é verdade, qual elegância, qual carapuça?! Mas de duelos gosto pouco (ou nada)...

    Como já expliquei em comentários anteriores, achei a notícia pouco realista, porque por falta de "sumo" num não-evento, acrescentaram-se uns pormenores que não tinham nada a ver com o caso. Fumavam? Tinham roupa de marca? Tinham motas novinhas em folha (garanto que não vi nenhuma, mas pronto)?

    Não eram betinhos contra gorilas, mas estes putos andam com as hormonas aos saltos e estas lutas são inglórias, para todos!

    E se vou contando estes factos, de passagem, é mesmo para "avisar" os pais (especialmente eles) para irem educando os filhos a não entrar nestas "ondas"... ;)

    ResponderEliminar
  25. LOl, tete, expliquei mal...eu estava a defender as formandas do meu proprio inicio de comment lol, é verdade que se preocupam com futilidades, mas surpreenderam-me pela positiva pq estavam todas a ler o artigo da visão.

    ResponderEliminar
  26. são moinhos senhor, são moinhos!!
    (só por causa da foto)

    porrada para quê?
    se tão mal que se mudem, se não deu, não deu. desde que não se brinque a coisa até corre bem
    tu vais por ali e eu por aqui. fim de conversa
    se querem porrada que entrem para as claques de futebol!

    ResponderEliminar
  27. VAN percebi o que tu querias dizer, à primeira, mas o que estava a querer acentuar é que o interesse delas se deve a terem-se identificado com a coitada da mulher. Não há rapariga que não pense "E se fosse comigo???"

    ResponderEliminar
  28. São moinhos, FAUSTO, mais o D. Quixote e o Sancho Pança.

    Também acho: ou claques de futebol, ou treinar boxe, sei lá! E namoros a acabar é o que não falta - imagina se todos se resolvessem com sessões de pancadaria... E, mesmo assim, já ouvi falar nuns quantos casos! Mesmo um, já é demais...

    ResponderEliminar
  29. bem, qualquer dia temos a TVI a organizar o fim dos namoros... à espera.. já tivemos uma espécie disso com aquela coisa, encenada, que dava à 6ª à noite (não me lembro do nome)

    ResponderEliminar
  30. Xi, FAUSTO, sei do que estás a falar, mas nunca vi.

    Aliás, tirando um ou outro filme que apanhe ocasionalmente, só vejo TVI uma vez por ano: são eles que costumam dar a cerimónia dos Oscars em directo... :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)