segunda-feira, 4 de junho de 2012

DE VOLTA AO "JALECO"!

Escusam de procurar sinónimos para a palavra no dicionário, era por esse nome que eu e a minha irmã denominávamos o Jardim Zoológico de Lisboa, desde a mais tenra idade, talvez por não conseguirmos pronunciar o "palavrão" completo. Onde passeávamos frequentemente nas manhãs de domingo, pela mão do meu pai, passeio que terminava invariavelmente no "jardim dos pequeninos" (leia-se, baloiços, escorregas, carrossel e afins) ou, mais tarde, no ringue de patinagem! 

Naquela época, era  por estas portas mágicas que entrávamos (encerradas há bué!), mas o fascínio e as boas recordações do Zoo não se perderam! Facto é que os bilhetes encareceram brutalmente (mesmo em termos comparativos) - a entrada atual custa 17,50 €, por adulto - incomportável para mais do que uma visita ocasional...

Deixo-vos uma breve reportagem (fotográfica) de uma longa passeata por lá:


A "aldeia dos macacos" está na mesma, embora a maior parte dos seus familiares-mais-volumosos já não esteja cingida a uma jaula, deambulando indolentemente por uma extensa área relvada, com troncos, cordas e outras zonas de recreio, para lá do habitáculo noturno. Existem ainda umas jaulas para alguns dos mais pequenos e apenas uma para os de tamanho intermédio. Em frente à qual e por sinal, um fulano tecia comparações com o atual PM, para os familiares e para quem o quisesse ouvir. Sintomático!

As girafas permanecem no mesmo local há meio século (embora aquela a olhar as ervinhas tentasse uma inusitada espargata para lá chegar)...
   
os elefantes também, mas já não tocam o sino...

e estas leoas continuam a preguiçar incólumes aos "mirones", com brinquedos novos, mas o espaço mantém-se inalterável.

As zebras sempre se livram das companhias indesejáveis...

e os flamingos continuam a fazer campeonatos de "pé coxinho", entre eles! Sendo também das poucas aves que se podem dar ao luxo de não estarem engaioladas.


Talvez porque o reptilário não seja a zona que mais aprecie e não o tenha visitado tantas vezes, aí o ambiente mudou. Não sei se em manutenção ou coisa, não me entusiasmou por aí além em cobras, serpentes e víboras, com umas tantas não identificadas ou "aquários" vazios. Já o crocodilo parecia perguntar: "e se eu fosse embalsamado, tu notavas?"

Com todo o vagar do mundo, nesta ilha povoada de tartarugas e cágados não havia lugar a essas confusões. Nem os peixes vermelhos o permitiam...

Algumas horas e mais de 200 fotografias depois, o pinguim apontou-nos a saída! Obrigada, ó bichinho do fraque!



xxxxxxxx
Muitos parabéns à minha mana e à Ana (aka Vani), as aniversariantes de hoje, desejando-lhes um dia  muito feliz!  (bem como a todos os restantes amigos, evidentemente, no que toca ao dia feliz...)

29 comentários:

  1. Há bem uns 15 anos que eu não ia ao Jardim Zoológico. Está bastante diferente de arranjo mas eu considero que para melhor. O preço da entrada é elevado, mas enfim dá para um dia inteiro e pode-se sair e voltar a entrar. Acredito que a manutenção seja também bastante cara. Fui lá no passado dia 27 e voltei a gostar como quando era criança. Gostei também das tuas fotos :) e também tirei algumas :)
    Beijoca.

    ResponderEliminar
  2. Para começar PARABÉNS à mana e à Ana, que tenham um dia feliz :)))))

    Eu disse que queria voltar ao Zoo? Disse, mas já não vou depois de ver as tuas fotos e de me dizeres que está quase tudo na mesma como a lesma...17,50€ ??? Kórror!

    Um dos grandes probemas do nosso país, e já é assim há muitos e muitos anos, é que tudo o que é bom e bonito custa uma fortuna, o que é grátis ou a preços mais ou menos interessantes está uma desgraça...

    Já conhecia a expressão jardim jaleco...uma das coisas que eu e os meus irmãos dizíamos antes de ir é que íamos visitar a família :p

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
  3. Se a memória não me falha, fui apenas uma vez a esse jardim zoológico quando os meus filhos eram pequenos. Confesso que os “zoos” não me atraem para visitar mais que uma vez. A entrada – para uma família de 4 – é cara, mesmo sendo o dia inteiro e então nos tempos que correm. Continua a ser muito frequentado?
    Gostei das fotos e porque não tive que andar muito para ver a bicharada, até não me importei de visitar o jaleco hoje.

    ResponderEliminar
  4. Aos anos que não vou ao Zoo, a última vez que fui ainda o elefante tocava o sino quando lhe dávamos a moeda, tenho que lá voltar mas 17,50 € custa um bocado a dar.

    ResponderEliminar
  5. Depois dos animais com que nos cruzamos todos os dias, Teté, ir ao Zoo é uma lufada de ar fresco :)

    ResponderEliminar
  6. e os humanos de lá? estão diferentes?

    ResponderEliminar
  7. Só fui ao Zoo de Lisboa uma vez e há muitos anos.Gostei muito da tua reportagem até porque gosto muito de bicharada, à excepção dos rastejantes.

    Parabéns às meninas.

    Quanto ao jaleco, nunca tinha ouvido semelhante palavra para nos referirmos ao Zoo.

    Por aqui, jaleco, é um casaquito para quando está frio. (pronúncia do norte).

    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Parabéns às aniversariantes. Que este novo ano que iniciam lhe traga o que desejam.
    Obrigada pela visiata ao jardim Jaleco. Engraçado é que eu e os meus irmãos também lhe chamavamos assim. E decerto será comum a outras crianças. Fui ao Zoo com os meus irmão e pais, quando tinha 9 anos. Voltei lá a mostrá-lo a meu filho quando ele fez 5 anos, e ele faz dia 28 deste mês 32. Espero poder levar lá a netinha daqui a 2 ou 3 anos, que por ora é muito pequena.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Faço questão de ir todos os anos ao Jardim Zoológico. Um hábito que adquiri desde que regressei a Portugal.
    Os preços são exorbitantes mas há maneiras de contornar o problema e conseguir bilhetes mais baratos.
    Eu, por exemplo, utilizo o meu passe Lisboa Viva para obter 50% de desconto.

    ResponderEliminar
  10. Volto só para lamentar a fraca qualidade e os preços por vezes escandalosos da restauração naquele espaço.

    ResponderEliminar
  11. Também ando para voltar a esse lugar mágico há anos mas o facto do preço que referes e a falta de companhia (não consegui combinar com esta ou aqueles) têm servido de desculpas… um dia terei de lá voltar… ;)

    Beijinhos,
    FATifer

    ResponderEliminar
  12. Bem não imaginaria que este "Jaleco" era o Jardim Zoológico!! Ehehe Só lá fui uma única vez e houve espaços que me causaram claustrofobia por ver os bichos com tão pouco espaço para se mexerem...
    Gostei muito das fotos. Ficaram muito giras, Teté.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Ando há que tempos para fazer uma visita, mas ainda não se proporcionou a dita. E ainda por cima, quando vou a Lisboa é mesmo lá ao pé que fico, já que os filhotes estudantes moram em Sete Rios ( por enquanto...)

    Ah... e parabéns às aniversariantes :)

    ResponderEliminar
  14. Como vou lá quase todos os anos, não notei assim tantas diferenças, VITOR. Além de que tirando a parte dos macacos, tinha estado em direto na apresentação dos alojamentos das focas e pinguins, mais tarde na dos coalas, enfim, nunca totalmente desligada do "meu" "Jaleco"! :))

    Deixa o teu netinho crescer mais um bocadinho, e não te esqueças de o levar lá! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  15. É caro, sim, mas também é verdade que manter aqueles animais todos e o espaço com alguma apresentação e dignidade também não deve ser barato, MARIA! Eu que para além de cinema não vou a concertos, futebóis, etc., acho que vale a pena ir ao Zoo, senão com muita frequência, pelo menos uma vez por ano... :)

    E não está tudo na mesma como a lesma, os animais de maior porte é que estão nas mesmas instalações, entretanto modernizadas... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  16. Sim, CATARINA! Não é propriamente o metro há hora de ponta, mas tinha bastante gente, mas como o espaço é muito amplo, não andamos todos lá aos encontrões... :))

    Pois, por vezes também aproveito essas visitas "guiadas"... sem levantar o traseiro da cadeira! :D

    ResponderEliminar
  17. Pois custa, RAINHA, mas também é um facto que os bichinhos merecem... :))

    ResponderEliminar
  18. Ora aí está uma grande verdade, VIC! :D

    ResponderEliminar
  19. Sim, esse já não devem ser os mesmos, VÍCIO! :)

    ResponderEliminar
  20. Mas jaleco tem esse significado aqui também, SONHADORA! E este termo parece que nem é assim tão invulgar em relação ao Zoo, porque outras pessoas o conheciam... :)

    Obrigada e beijocas!

    ResponderEliminar
  21. Pois, parece que mais gente utiliza a palavra em relação ao Zoo, ELVIRA, talvez devido a algum livro infantil ou coisa... :))

    E sim, as crianças amam o Zoo! Pelo menos uma visita para conhecer (concordo, muito pequeninos não vale a pena), é imprescindível... :D

    E ao revisitares o Zoo, tantos anos depois, vais encontrar muitas diferenças, evidentemente! :)

    Abraço!

    ResponderEliminar
  22. Pois, eu não tenho passe, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA! :)

    E também ia uma ou duas vezes por ano ao Zoo, já depois de adulta, mas nos últimos tempos tenho vindo a espaçar visitas... ;)

    Quanto à relação preço qualidade da restauração, suponho que sempre foi assim, dai se poderem contar as vezes que comi lá. Um gelado, uma imperial, e pouco mais... Mas tinha um bom espaço para piqueniques, onde desta vez não fui! :))

    ResponderEliminar
  23. Bom, para ser sincera, FATIFER, já queríamos ter ido no ano passado, mas um dia era porque estava calor demais, noutro podia chover, noutro ventava, olha, acabou por não dar. Ontem estava a tarde ideal para lá passear, nem calor, frio ou chuva demais! E foi BOM! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  24. Em tantas, algumas haviam de ficar boas, TONS DE AZUL! E não ficaram só estas 10, entenda-se, mas já foi uma coboiada meter tantas num post, além que depois fica muito chato e comprido... :))

    Olha, cada vez menos dá essa sensação. Talvez na dos coalas, mas como eles passam o tempo a dormir, talvez até agradeçam o "refúgio" sossegadinho... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  25. Mas certamente irás aproveitar uma próxima oportunidade, garanto que motivo para boas fotografias não faltam, LUISA! Muitos passeios de domingo, portanto... :))

    ResponderEliminar
  26. Um dia tenho de lá ir com a minha piquena :)

    ResponderEliminar
  27. Aqui dá para passear com ela bem pequenina, LOPESCA! :))

    ResponderEliminar
  28. que balúrdio. bem sei que é um dos bos zoos da Europa mas ainda assim a coisa não se afigura fácil.

    ResponderEliminar
  29. É caro, sim, MOYLITO! Mas afinal o que é que não está caro na nossa terra? Fizeste-me lembrar o Jô Soares, que acabava sempre dizendo: "Nós é que estamos ganhando pouco..."! :)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)