sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

200 ANOS DE EVOLUÇÃO

Já se sabe que as estatísticas valem o que valem - se um homem come dois bifes e outro não come nada, estatisticamente cada um come um bife - mas a verdade é que são importantes para estabelecer aspectos da realidade que nos rodeia e traçar planos e objectivos futuros, eventualmente corrigindo erros ou injustiças mais flagrantes.
Recentemente recebi este vídeo por e-mail (obrigada, Michel!), em que Hans Rosling - médico e professor universitário sueco - explica graficamente a evolução de 200 países, em 200 anos, em pouco mais de 4 minutos, num programa da BBC. Mais esclarecedor é impossível:


E como entretanto está a chegar mais um fim de semana, aproveitem e

DIVIRTAM-SE!!!

10 comentários:

  1. 1º Que raio de cor é "marrom"?!?

    2º Cadê Portugal?

    3º Pouco mais de quatro minutos o tanas, quase cinco!

    4º Beijoca e bom FDS!

    ResponderEliminar
  2. Fantástico vídeo, para ver e "mastigar" bem ! Visto assim, apenas se fica com uma ideia. Gostaria de ter visto o programa.
    Ouvi há dias uma conferência de um médico português conceituado que demonstrou que a idade média de vida iria subir muito rapidamente para os 120 anos !
    Se por um lado é uma boa notícia, por outro, teremos que prevenir as implicações de ordem social. Nem tudo serão rosas ! De que irão viver esses novos velhos se só se trabalhar desde os 25 até aos 65 anos ?...
    Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  3. Não tenho acesso ao vídeo. Terei de o ver mais tarde para ficar esclarecido.

    Bom-fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  4. se me tivessem mostrado a estatística assim, teria gostado mais das aulas de Métodos Quantitativos :) é um bom vídeo para os eternos pessimistas, nomeadamente para mim :)

    ResponderEliminar
  5. Excelente vídeo. Obrigado pela partilha e bom fds

    ResponderEliminar
  6. RAFEIRITO, não encontrei traduzido em português, só em brasileiro ou espanhol, daí o "marron". Portugal havia de ser uma daquelas bolinhas laranjas pequeninas... :))

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  7. Pois, RUI, essa ideia de viver até aos 120 anos tem prós e contras. Nomeadamente o de prolongar a vida, sem qualidade, não parece muito aprazível, fora as implicações sociais que já referiste. De qualquer das formas é apenas uma previsão, não um facto! :)

    ResponderEliminar
  8. Podes crer que é esclarecedor, PAULOFSKI! :D

    ResponderEliminar
  9. É bom para os pessimistas, mesmo, MOYLITO, até porque com um período de tempo mais alargado se verifica melhor a evolução. E contra factos... :)

    ResponderEliminar
  10. Também achei muito bom, daí a partilha, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA! :)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)