quarta-feira, 24 de março de 2010

MALETA RECHEADA


Quem nunca viu um daqueles filmes americanos, em que o busílis da questão é uma mala cheia de dinheiro, em que todos se matam e esfolam para ficar com ela?

Pois, aqui o filme foi mais ou menos ao contrário! A dita veio parar cá a casa, por obra e graça da responsabilidade do rapaz lá na Associação de Estudantes da escola, contendo a dinheirama toda dos alunos que vão à viagem de finalistas. Bem sei que Lisboa ainda não é o faroeste, mas se não escondo dinheiro debaixo do colchão, para que é que preciso de guardar o alheio? Cofre-forte não mora aqui!

Começou por um dia o filhote me chamar para o ir buscar, por ter 2000 euros no bolso. Disse-lhe que tinha de resolver o assunto de outra maneira. Ele concordou. Ou assim me calou...

Mais recentemente percebi a existência de uma maleta atafulhada de notas (de 5, 10 e 20 euros, salvo raras excepções de 50, todas 'à la baldex'), que supostamente iam entregar ao banco., no dia seguinte Atrapalharam-se com as contas que não davam certo, depois nem percebi porque é que o banco não lhes aceitava o dinheiro (por causa de horário?), mas andaram de trás para a frente com a massa, que um funcionário fez o especial favor de contabilizar: 23.000 euros! Ainda os vi abrir a mala no meio da rua, para colocar uns recibos lá dentro. Confesso: tanta tolice estava a inquietar-me! Mas, finalmente, lá conseguiram pôr tudo na conta de um colega com mais de 18 anos, que ainda não fugiu para parte incerta...

Contudo, alegra-me o facto de eles confiarem tanto uns nos outros. Têm tempo para começarem a desconfiar, como a maioria de nós!


Imagem da net.

14 comentários:

  1. tens de ter calma que esse trauma vai acabar por passar...

    ResponderEliminar
  2. Uiiiiiii tanta dinheirama! mas olha lá se não se desenrascaram bem! ;)

    Vamos a ver se o outro não foge...:))

    ResponderEliminar
  3. Nos tempos que correm, é de facto um risco grande andar com dinheiro "vivinho da Silva".
    Hoje em dia, raramente ando com mais de 50 a 100 euros na carteira e todas as operações bancárias faço-as pela internet (que não deixa de ter os seus riscos). :)
    .

    ResponderEliminar
  4. Eu até pensei que tinhas ganho o euromilhões....:)

    Como é bom ter 18 anos....e não se pensar em mais nada a não ser viver....:D

    Preocupações?????? Basta-lhes a vida que terão mais tarde....é deixá-los viver.

    Beijokitas

    ResponderEliminar
  5. essa confiança, o optimismo, é tudo bonito, dá uma certa esperança, mas... naaaaa, não dura.

    ResponderEliminar
  6. Se calhar não fugiu porque houve :-w por parte dos colegas ;) e sendo uma soma bonita não dá para uma operação de estética em condições. ;)

    Fora piadas, é boa essa confiança.

    ResponderEliminar
  7. Ainda bem que a têm, esperemos que dure sempre.

    ResponderEliminar
  8. Isto é o que se chama uma verdade ao contrário. Sem ser mentira é também um paradoxo. Mas, ainda bem. Hoje o dinheiro está mais seguro em casa que nalguns bancos.
    Beijinho Tété

    ResponderEliminar
  9. Bem sei que passa, VÍCIO! A confiança... ~xf

    Ná, não foge nada, VANI, andam todos num entusiasmo só, à conta da viagem de finalistas!!! =))

    Pois eu idem, RUI, na carteira só algum dinheiro para o trivial. Imagina o susto de os ver andar a passarinhar de trás para a frente com aquela massa toda... ;)

    ResponderEliminar
  10. Também é verdade, PARISIENSE, têm muito tempo para se preocupar mais tarde e é bom terem este entusiasmo e confiança na vida! :D
    Beijokitas!

    É aproveitar enquanto dura, MOYLITO! Depois virão as chatices, mas até lá... :))

    Ná, não houve :-w nenhuma, SUN! E claro que não dá para uma operação de estética em condições, muito menos para fugir para o estrangeiro e viver lá forever and ever... =))
    Quanto à confiança, concordo, embora me pareça que passe com o tempo... ;)

    ResponderEliminar
  11. Não, MARTA, não me parece que seja duradoura... (por mim falo, obviamente!) :)

    Are you brincating to me, REIZÃO? Nem se fosses ceguinho te podia pedir para cantar... ;)

    Também é verdade que os €uritos estão mais seguros em casa do que nalguns bancos, KIM! Mas preferencialmente quando são nossos, não armados em banqueiros da estudantada, em vésperas da almejada viagem... :D
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  12. E não se poderão dessenrascar aí uns aéreos para ajudar um pobre a pagar o resto das obras?

    ResponderEliminar
  13. Eram mesmo aéreos, PAULOFSKI, e voaram para o banco, o que me deixou muito mais descansada... :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)