terça-feira, 6 de janeiro de 2009

UM GRANDE ARTISTA!

Fotografia de Ian Britton

Aos 15 anos decidiu que ia ser artista. Não assim qualquer um, de meia tigela, mas uma grande estrela de Rock, com milhões de fãs em todo o mundo, que o aplaudiriam de pé no final dos seus grandiosos concertos. Viajaria por todos os cantos do planeta e enriqueceria. Viveria rodeado de mulheres lindíssimas, que adorariam satisfazer-lhe todos os seus desejos em cada momento... Já escolhera até o seu pseudónimo artístico, que faria empalidecer de inveja todos os sucessores dos Beatles - ASAP - sigla que correspondia às letras do seu próprio nome, como oportunamente esclareceria à imprensa!

Artur não era (apenas) um pateta sonhador, antes pelo contrário, empenhava-se a fundo nas suas decisões. Continuava a estudar obtendo resultados mais que razoáveis, mas dedicava todos os seus tempos livres à música, encafuado no seu quarto horas a fio, compondo as canções que encantariam multidões. Claro que a vizinhança não concordava por aí além, reclamando com frequência. "Uns ignorantes!" - pensava com a costumeira modéstia - "Não percebem que as paredes distorcem o som e, além disso, que o trabalho de composição é um pouco repetitivo até se alcançar o som perfeito..." Também não o preocupava que a sua voz não fosse tão potente quanto gostaria, que não faltavam exemplos de cantores que nem voz possuíam. Nem o facto de ser baixo e franzino, com uma aparência banalíssima, acreditando piamente que a indumentária e a maquilhagem em palco seriam suficientes para cativar os múltiplos fãs.

Durante os anos em que estudou, acabando por se licenciar em engenharia informática, os pais não se opuseram às suas digressões roqueiras de Verão, embora a ideia inicial de se apresentar como one-man-band tivesse sofrido vários revezes, transformando-se numa banda de quatro elementos, que animava algumas festas de aldeia pelo país fora. "ASAP e Companhia" não obteve o sucesso retumbante desejado pelo grupo, a populaça preferia ouvir músicas conhecidas, teve de se remodelar o reportório para a satisfazer. Sempre tocavam uma ou outra das suas originais, perante a indiferença generalizada, mas o final da banda aproximava-se a olhos vistos... sem conseguir a fama e a dinheirama ambicionadas!

Nunca desistir sempre foi o lema de Artur Pedregulho, nem empregos ou mulheres o desmotivaram dessa busca incansável pelo seu ideal artístico. Teve vários relacionamentos amorosos, mas nada de prisões, que a música permanecia em primeiro lugar. Até ao dia em que fez 40 anos! Ao levantar-se, nessa manhã, o espelho parecia querer estrangulá-lo: "Onde é que julgas que vais? Olha bem para mim, oh tonto! Já reparaste bem no pneuzinho que ganhaste aí na barriga? Nas entradas que conquistam cada vez mais espaço no teu cabelo? Não estás a ver bem, pois não? Pois, estás a precisar de óculos!!!" E desapareceu, deixando a ex-futura-estrela-rock em momentâneo estado de confusão...

Encontrei-o no outro dia e irradiava felicidade! Casou, a única filha já está na primária. E confidenciou-me: "Sabes, terminei o meu primeiro livro!"

24 comentários:

  1. Olha que o nome dele em inglês era capaz de fazer furor, o "Arthur Big Stone"!

    Beijoca!

    ResponderEliminar
  2. Sonhos que se esfumam com a vida. Nos meus tempos de adolescente também fui vocalista de uma banda. Ainda saimos em jornais, revistas, fomos dar entrevistas a rádios, mas... a vida e eu, decidimos juntos seguir outra via.

    ResponderEliminar
  3. tenho visto tantos assim. Mas pelo menos realizou-se escrevendo o livro

    ResponderEliminar
  4. Eu não sonho com nada.
    Deixo-me andar...

    ResponderEliminar
  5. Este post é interessante. Gostei bastante...

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  6. será que querias dar uma prova de que nem sempre os nossos sonhos nos dão felicidade?
    eu tenho essa opinião!

    ResponderEliminar
  7. Quando comecei a ler até pensei que ias falar do Elvis....ahahhhah

    Nem sempre os n/sonhos se realizam.....e há sonhos que em certa altura da vida deixam simplesmente de o ser.....
    Beijokitas

    ResponderEliminar
  8. a historia é real ou saiu da tua imaginação?

    ResponderEliminar
  9. Hey, gostei do comentário do vicio...

    ResponderEliminar
  10. Linda a alcunha em inglês dos camones, RAFEIRITO! :)
    Beijoca!

    Tu e umas centenas de gaijos que sonhavam ser vocalistas, RODERICK! :))) Depois é óbvio que se seguem outras vias, quando não existiam mais vocalistas que fãs... :D

    A história não é verídica, TERESA DURÃES, mas parte um bocado dessas centenas de adolescentes que sonham ser estrelas rock... :)

    Hummm... nem com um chouricito assado na brasa, REI??? :D

    ResponderEliminar
  11. O destino inevitável dos projectos de vida é correrem mal... não façam nenhuns e serão mais felizes.

    ResponderEliminar
  12. Obrigada, MATCHBOX31! (ia escrever 32, assim numa espécie de "aviso" que está próximo... :))))
    Beijinhos!

    Nem sempre, VÍCIO, mas muitas vezes a sua concretização contribui para a nossa felicidade!
    Sonhar demasiado alto, por seu lado, normalmente só acarreta desilusões... :D

    Nem todos os sonhos são para se realizar, PARISIENSE! Olha se cada adolescente que sonha com o Brad Pitt o realizasse? Primeiro coitado do mocito, que não devia ficar em muito bom estado, dos filhotes, que o pai não teria tempo para eles, e da Angie, que também estaria aí atarefada a dar conta de uns outros sonhadores... E sim, a partir de certa altura há sonhos que simplesmente deixam de fazer sentido... :)))
    Beijokitas!

    Não é real, VAN, mas não saiu exactamente da minha imaginação, que conheci alguns gaijos que tinham sonhos destes, com mais ou menos perseverança durante o percurso... :)))
    Também achei piada ao comentário: é um vício pensar que sonho é sinónimo de felicidade, né, Vício? :D

    ResponderEliminar
  13. Depende, MOYLITO, o Mourinho até aqui tem-se saído bastante bem... :)))

    Mas OK, no geral concordo contigo!!! ;)

    ResponderEliminar
  14. As prioridades da nossa vida alteram-se ao longo do tempo. Beijo

    ResponderEliminar
  15. Começámos devastadoramente o ano, mas acho que um pouco conservadora, há que dar saída a todos sonhos, eu concordo com o cantor e no com o espelho...
    Un abraço

    ResponderEliminar
  16. Se não conseguirmos realizar alguns dos sonhos, procuramos logo outros.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  17. Com certeza, MIKAS! :)
    Beijoca!

    Há sonhos que podem transformar-se em pesadelos, CONDADO! (`_^)
    Abraço!

    A ideia é essa, CAPRICCIO! Os sonhos podem mudar, a vontade de sonhar nem por isso... :)))
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  18. Gostei da história, adoro finais felizes :)

    ResponderEliminar
  19. Também adoro finais felizes, LOPESCA! :)))

    ResponderEliminar
  20. A pergunta que postei hoje no "ematejoca azul" ocorreu-me depois de ler esta história, que penso, que é verdadeira.
    Já a li ontem e fiquei a pensar... volto ainda outra vez para falar sobre a decisao do Arthur.

    As temperaturas aqui atingiram os 36,4 negativos. O sol bate-me na cara de tal maneira, que penso que estou na praia do Algarve.
    A propósito, a mulher no Algarve nao sou eu.

    ResponderEliminar
  21. Agora é que li, que a história não é verídica, mas eu acreditei e identifique-me com ela. Quando era adolescente nao sonhei ser uma estrela do rock. Sonhei sim, ser uma Madame Curie e uma Simone de Beauvoir. Também sonhei viver na Alemanha. Voilá, aqui estou!

    ResponderEliminar
  22. Os sonhos voam alto e muitas das vezes acordam-nos e deixam o olhar perdido naquilo que podia ter sido e não foi... Até ao dia em que voltamos a sonhar novos sonhos.

    ResponderEliminar
  23. Uma tirada à vicio mesmo, mas viciante LOL! :) gostei imenso da historia tete :)))))))

    ResponderEliminar
  24. Ah, EMATEJOCA, não pretendia enganar ninguém com a historieta. Mas em parte também me identifico com ela (ou não tivesse sido eu a escrevê-la), que também já sonhei com coisas irrealizáveis.
    Evidentemente, que alguns podem ser... ainda bem que realizaste um dos teus juvenis!
    Por acaso fiquei surpreendida com a foto dos Algarves, que não te visualizo nada assim! :D
    Abração!

    Certo, TONS DE AZUL! O importante é continuar a sonhar... :)))

    É, aquele Vício tem a mania de ser viciante, VAN! LOOOOOL!
    Gostei que tivesses gostado... :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)