segunda-feira, 12 de abril de 2010

LONDRES 4EVER!

Fotografia de Ian Britton

Londres, Abril de 1977 (viagem de finalistas do liceu)!

Dia 1
Chegámos entusiasmados! Instalaram-nos num hotel de estudantes, cujo gerente é muito antipático, o que lhe valeu logo a alcunha de "boca de sapo". Houve trocas e baldrocas com os quartos - individuais, o que é uma grande chatice!
À noite estávamos na conversa no meu quarto e batem à porta. Dissemos "entre!" e surgiu um negro enorme, com aspecto de ter acabado de sair do duche (as casas de banho são no corredor), ainda envolto num roupão turco e com uma toalha na cabeça, a reclamar que não conseguia estudar com a nossa barulheira. Com ar de gozo, obviamente, porque como é que se estuda no duche?!
Assustámo-nos um pouco, mas baixámos o tom de voz!

Dia X, Y e Z
A primeira saída, com o professor a acompanhar, não nos convenceu: o grupo era muito grande, em Picadilly parecia um saloio a gritar - "agarrem-se uns aos outros!" Mas partiu à desgarrada, assim que vislumbrou uma "Sex Shop" nas redondezas. Muito didáctico...
Um carteirista fanou a carteira da minha irmã no metro, sem ela dar por nada. Lá nos quotizámos para ela não ficar sem dinheiro nenhum!

Decidimos seguir em grupos mais pequenos e percorremos o centro da cidade de lés a lés, a pé, com um mapa na mão! Ao fim do dia estranhámos que as meias brancas estivessem pretas. (de tanta poluição?)
Passeámos ao longo do Tamisa, sentámo-nos nos bancos de Hyde Park, visitámos o Museu da Cera, de História Natural e outros, fomos a um pub típico e ainda patinámos no gelo. Aqui uma amiga torceu um pé, mas não foi muito grave e felizmente já nos últimos dias. E no Madame Thussauds também houve quem se assustasse com um Beefeater, que afinal não era de cera...
Dos grandes armazéns londrinos - Marks & Spencer e Selfridge - a Portobello, demos as voltas da praxe e comprámos umas prendinhas para os familiares, consoante os nossos bolsos limitados.
Uma noite resolvemos fazer uma 'dancing party' num dos quartos, carregámos a escassa mobília para outro e toca a dançar! O "boca de sapo" não gostou, fartou-se de vociferar contra os portugueses e chamou a polícia. Não era caso para tanto, que esta não encontrou nada de anormal a assinalar!

Mas numa seguinte fomos a uma bôite a sério (hoje chamam-se discotecas), éramos novamente muitos e fizemos o gosto ao pé. Tanto na dança, como no regresso ao hotel, coisa aí para duas horas de caminho...
Ah, o estudante negro e matulão ainda nos convidou para uma festa no quarto dele, mas declinámos, por já termos este programa!

Dia 10 de Abril de 1977
Comemos mal durante todos estes dias - uns hamburguers, salsichas e ovos estrelados nuns Wimpys e afins, para além dumas latas e coisas que trouxemos de casa, a acompanhar as fatias de pão do pequeno almoço do hotel, de que nos servíamos à fartazana. Mas o mesquinho do "boca de sapo" deu ordens no self-service para que limitassem as fatias de pão que podíamos tirar (só duas), o que coincidiu com o Domingo de Páscoa, em que esteve tudo fechado na cidade! Uma amiga mais esfomeada saiu à rua em busca de comida, mas voltou duas horas depois completamente desiludida. Estivemos reunidos na sala da TV/convívio, onde só passaram filmes sobre a vida de Jesus (mais actuais dos que os passam nas nossas, mas isso é mero pormenor), para entreter a fome ficámos até às tantas da matina a ouvir e a contar anedotas.

Regresso a casa
Alguns saíram para umas últimas compras, soubemos que quatro deles foram presos pela polícia num grande armazém, por gamarem anéis de pechisbeque, caixas de fósforos e um guarda-chuva! (voltaram uns dias depois com um carimbo no passaporte, com uma inscrição de "personna non grata"!) Não sei se pelo nervosismo causado pela notícia, a viagem de regresso a casa decorreu muito mal: o vôo, numa companhia dinamarquesa (será que ainda existe?) foi turbulento e várias alunas se sentiram mal, mas alguns patetas de serviço encarregaram-se de pular no meio do avião, apesar dos apelos das hospedeiras para se aquietarem. Resultado: três meninas desmaiaram e foram as primeiras a sair do avião assim que aterrou, em braços. Quando pus os pés em terra ainda julguei que era mentira!

Apesar de tudo, Londres continua a ser uma "Cidade da Minha Vida", daquelas em que sempre fui muito feliz, como diria o Malato! Não foi a primeira nem a única vez que visitei, embora esta seja a mais memorável. Também não sei se serve como resposta ao desafio lançado pelo Carlos Barbosa de Oliveira, nas suas "Crónicas do Rochedo", mas que me deu muito gozo relembrar, lá disso não restam dúvidas...

21 comentários:

  1. Last but not least, o filhote regressou da sua viagem de finalistas, dormiu 12 horas seguidas, só espero que se tenha divertido tanto como eu! :z

    ResponderEliminar
  2. Londres é uma cidade que não conheço ainda. Estive em Manchester e não fiquei fascinada, achei o povo todo muito antipático. Mas tenho curiosidade. Tens é de dizer-me onde ficaste para eu evitar o 'boca de sapo' e os moços que estudam no duche ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. pelo que "conheço" dos ingleses, não me desperta muita curiosidade conhecer a terra deles! mas um pouco mais para norte, nas Highlands... só as imagens que já vi de lá, dão vontade de partir logo!

    é incrivel como tu te lembras dessas coisas passadas há 30 e tal anos... deve ter sido mesmo marcante! ;)

    ResponderEliminar
  4. Claro que serve de resposta ao desafio do Carlos.
    Eu cá pela minha parte gostei muito.
    Bjs!

    ResponderEliminar
  5. Essa viagem lembrou-me a que fiz eu a Londres aos catorze anos :)

    ResponderEliminar
  6. Adolescentes presos por roubar um guarda chuva? Era de ouro ou quê???
    Mas ter persona non grata no passaporte da um arzinho catita de rebelde. Isso e uma história para contar aos netos :)

    Passar fome faz parte dessas viagens. Quando fiz viagem de finalistas também cheguei mais magro.

    12h a dormir parece-me pouco para quem chegou de uma viagem de finalistas, Tete. Ve la se ele nao quer dormir mais um bocadinho ou se apenas resolveu fazer uma pausa e faz mais 12h no dia a seguir eheh

    ResponderEliminar
  7. Gostei da escrita e deste blog. Deixo, por isso, um convite:

    http://www.escritartes.com/forum/index.php?referredby=400

    ResponderEliminar
  8. bela viagem de finalistas. nunca fui numa, pelo menos enquanto aluno. quando tive a oportunidade, eu e dois colegas do 11º ano (nem sequer era a nossa vez mas isso é pormenor), arranjámos o dinheiro e fomo-nos inscrever uma semana depois do prazo e, como é óbvio, não tivemos lugar. o resultado foi que a dona da tasca, a nossa mui querida Ti Júlia, acabando por ser quem mais lucrou com a frustração das nossas expectativas de viagem porque enterrámos lá o dinheiro todo em cervejas de litro nas semanas seguintes (era muito dinheiro e, portanto, muita cerveja de litro) :)
    ao menos não foste para "bebe e dorme" como é tão comum actualmente.

    ResponderEliminar
  9. Bem... grande aventura!
    Adorava conhecer Londres um dia.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  10. Epá, SAFIRITA, essa do nome do hotel é que não me lembro mesmo! Mas o "boca de sapo" já não deve gerir hotel nenhum, que para além de genicoso, com uma boca enorme e sempre aberta a dar ordens, também já era "entradote". E o que estudava no duche também já deve estar a caminho da reforma... =))
    Beijocas!
    ps - também adorei Cambridge, onde já estive duas vezes, até porque os meus tios moram lá...

    Se vais pelos povos, se calhar só podes ir ao México, VÍCIO, onde nunca estive, mas toda a gente diz que são muito acolhedores, simpáticos e metem conversa... :D
    Mas a viagem foi mesmo marcante, afinal de contas foi a primeira vez que nos deixaram sair assim, sozinhas, para longe de casa e a novidade (e a idade) ajuda a não esquecer... ;)

    Também gostei muito de relembrar, EMATEJOCA, mas deixo ao critério do Carlos a decisão... :)
    Beijocas!

    ResponderEliminar
  11. E não é bom relembrar, SUN?! :))

    Oh, FAUSTO, a polícia lá não brinca em serviço, eles até tinham dinheiro para pagar a "despesa", mas nem quiseram saber disso: gamaram, vão dentro! :e
    Ná, não me parece que se orgulhassem assim tanto do disparate, nem que achassem catita ter esse averbamento no passaporte. Uma das moças até era de uma família brasonada, eheheh! ~xf
    rsrsrs, como adivinhaste que ele repetiu a dose de sono no dia a seguir?! 8-o

    Bem-vind@, POESIAMGD!
    Obrigada, ainda não tive tempo para espreitar o convite, mas certamente o farei... :)

    ResponderEliminar
  12. Bom, pela cor da cara do rapaz, MOYLE, ele também não foi para o "bebe e dorme": esquiou e bebeu, que dormir deve ter sido pouco, a avaliar pelo que tem dormido... =))
    Mas não, era bastante improvável que a frustração de não participar na viagem acabasse nas mãos de uma qualquer Ti Júlia! :D

    Foi mesmo inesquecível, FERNANDA! :))
    Beijocas!

    ResponderEliminar
  13. Claro que serve para o desafio! O que interessa a opinião de cada um.
    Obrigado por participar. Como estou a publicar por ordem de chegada, só farei o link na próxima seman,a ok?

    ResponderEliminar
  14. Se não fosse o "enquadramento" compensatório, próprio da idade e do grupo, em que o que estava em causa era a diversão e a "balda", seria quase caso para dizer: Londres 4(N)ever (tantos foram os problemazinhos)! rsrsrs
    .

    ResponderEliminar
  15. Simples... porque eu dormi 16horas no primeiro dia e 12 no segundo :P

    ResponderEliminar
  16. Poxa Teté eu ainda nem tinha nascido!!
    Londres é uma cidade que gostava de conhecer, mas infelizmente ainda não tive oportunidade.
    Boas recordações as tuas! :) Beijos

    ResponderEliminar
  17. Ufa tantas histórias numa só :)

    ResponderEliminar
  18. CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, OK, ainda bem que serve para o desafio, mas mesmo que não desse, valeu a pena relembrar... :))

    Sabes, RUI, na época (tirando os últimos dos meninos presos em Londres e da viagem atribulada de regresso a casa), nada daquilo parecia problema... :D

    Está explicado, FAUSTO!!! =))

    ResponderEliminar
  19. Pois, TONS DE AZUL, antes de tu nasceres já eu cá andava, eheheh! Mas as boas memórias guardam-se sempre... :)
    Beijocas!

    É, LOPESCA, qualquer viagem traz várias recordações, na maioria agradáveis, mas nem todas... :D
    Jinhos!

    ResponderEliminar
  20. Vim até aqui pelo link no Crónicas do Rochedo.
    Fui uma vez a Londres já há quase oito anos e também por isso gostei muito de ler sobre a sua viagem.

    ResponderEliminar
  21. Bem-vinda, REDONDA!

    A última vez que estive em Londres também já foi há nove anos, mas é daquelas cidades que gosto sempre de ver e rever e me traz sempre boas recordações... :)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)