quinta-feira, 1 de abril de 2010

CAIR COMO UMA PATA!

Fotografia de Ian Britton

Não conheço a origem da expressão "cair como um pato", que aliás deve ser algo burilada, como as de "estar fresca que nem uma alface" (porquê esse legume e não um outro qualquer?) ou "ser esperta que nem um alho" (não me parece grande esperteza acabar no tacho!), entre tantas em que a língua portuguesa é pródiga. Adiante!

Vem isto a propósito do dia das mentiras! Ora se ninguém mentisse, até teria piada tentar descobrir as alheias em jeito de comemoração anual. Como está longe de ser o caso, a sugestão óbvia seria a de que o calendário apontasse uma data fixa para só se ser sincero e verdadeiro. Talvez fosse duro de encaixar, mas pelo menos sempre era uma variante...

Traumatizada por cair sempre como uma pata nas mentirolas do 1 de Abril - já li algumas na blogosfera, ai, ai! - tentei concentrar-me para não duvidar de tudo e de todos. Enfim, depois logo se vê quem foram os brincalhões.

Mas se alguém souber a origem da expressão, que faça o favor de alvitrar!

(Ah, e não, não vou para fora de fim de semana prolongado, como alguns sortudos!!!)


14 comentários:

  1. Afinal com a minha história (quase verdadeira) não caíste como uma pata, Teté!!!
    Também não sei donde vem esta expressão, mas gostava de saber.
    Boa noite... e sonha com patinhos a cair no lago!

    ResponderEliminar
  2. Não sei, mas vou investigar...
    Este ano não caí em nenhuma, mas também li poucas, confesso, até porque quase nem li jornais.
    O que me parece é que o 1 de Abril já não é o que era.
    Também não vou para fora. Esperava ficar a gozar o Sol no meu Rochedo, mas amanhã terei de trabalhar
    Uma Páscoa Feliz

    ResponderEliminar
  3. Já andava desconfiada, EMATEJOCA, por ler algumas historietas algo "fantásticas"... :))
    Boa noite... e sonha com o Brad Pitt!!! (sempre é mais interessante do que patinhos a cair no lago, né?) :D

    Pois, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, já percebi que 16 de Março é que era. Mas em abono da verdade não foi uma mentira, mais uma conspiração organizada! :-w
    Feliz Páscoa, mesmo que a trabalhar! :)

    ResponderEliminar
  4. Olá outra vez
    Acho que a expressão deve ter a ver com a forma como os tristes dos patos caem, nas caçadas. Mas que estas expressões faunísticas e florísticas são deliciosas, isso é verdade.
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. caiste caiste! :D

    caíste? :D

    :y

    ResponderEliminar
  6. também não faço a mínima ideia, mas talvez tenha a ver com armadilhas para os apanhar. este ano não espetei, nem caí, em nenhuma peta. mas somos mais patos quando caímos em certas verdades que, afinal, se não revelam tal e tínhamos obrigação de "cheirar" à distância, do que as petas deste dia.

    ResponderEliminar
  7. Uma versão muito provável:
    A proveniência da dita expressão é brasileira e vem dos desenhos aos quadradinhos.
    Afonsinho era um “patinho ingénuo, desatento e tímido” e personagem das histórias aos quadradinhos da autoria do brasileiro Renato Canini, que as desenhava e escrevia na década de 70.
    Ele foi também o criador do Zé Carioca, o papagaio esperto.
    O Afonsinho participa do universo do Zé Carioca, onde é um dos personagens de maior destaque, mas cuja ingenuidade era aproveitada, no interesse alheio.
    Caía sempre em desgraça, pela sua ingenuidade: “caia como um patinho” !
    Creio que a expressão “ele é um pato”, ou um “patinho”, ou “caiu como um pato” teve origem neste Afonsinho.
    .

    ResponderEliminar
  8. TERESA, não sei se será por aí, mas nunca se sabe...
    Há várias expressões que ultrapassam o nosso entendimento, deliciosas (ou não)! :)
    Beijoca!

    Caí?! Mais ou menos, assim-assim ou coisa! Nunca me pareceu que o teu EU ficasse confundido com a VANI!!! :D
    :y :y :y

    ResponderEliminar
  9. Tens razão, MOYLITO, há petas em que caímos todo(s) o(s) ano(s), que devíamos cheirar a quilómetros de distância, mas são-nos vendidas como grandes verdades... :p

    Obrigada, RUI, com essa já são duas versões possíveis que recebi (a outra foi por mail), mas também tem origem brasileira.
    Quanto ao Walt Disney ter aproveitado uma personagem da BD brasileira, assim "a la baldex" (que é como quem diz, sem pagar direitos de autor), também conhecia a história. O que, para mim, revela imenso sobre o carácter de um homem mundialmente famoso... :e

    ResponderEliminar
  10. Pois não sei de onde vem a expresão "cair como um pato" :)

    e também não vou para fora
    e caí em várias mentiras LOL

    ResponderEliminar
  11. Nem caí em muitas, LOPESCA, que este ano andava atenta e desconfiada... LOL

    :))

    ResponderEliminar
  12. Não consigo dar conta do recado em relação a muitos dos blogues que gosto de visitar porque fazem postagens com uma facilidade que me deixam de boca aberta! :-))
    Não conheço a origem da expressão, logo volto para saber se surgiu alguma resposta!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes que tanto tempo depois ainda não descobri qual é a origem da expressão, ROSA? Até fui ler o link do amigo da Catarina, mas não cheguei nem lá perto, cerca de 20 páginas depois... :)))

      Quanto ao ritmo das postagens... pois, é conforme vai dando! :D

      Abraço

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)