quinta-feira, 30 de junho de 2011

A CADA UM AS SUAS PENAS!

Ian Davies é um amante da natureza que nos últimos anos se tem dedicado à pintura acrílica sobre penas de cisne, que posteriormente emoldura e vende aos apreciadores desta arte.


O britânico utiliza as plumagens destas aves, que lhe são fornecidas pelos tratadores de um parque perto de sua casa, durante a mudança da pena, em troca de uma ajuda para a alimentação dos animais. Podem conhecer o seu site aqui.

De igual modo, a norte-americana Julie Thompson também substituiu as telas por penas das asas de pavões, há mais de 20 anos, aproveitando as que encontrava no abrigo onde a sua mãe albergava estes pássaros. Para além de também vender os seus trabalhos, ensina esta técnica a miúdos e graúdos interessados. 

Não se cinge apenas a retratar aves, a vida selvagem do Alasca (local onde nasceu e passou grande parte da infância) concedeu-lhe perspectivas para abordar outras temáticas. Como podem verificar no seu site, aqui.
Mas quer dizer, olhando para os trabalhos de cada um, é notória a diferença, certo? Infelizmente, o que a net, a wikipédia ou o Google têm de bom - informação rápida e acessível a todos - muitas vezes é torpedeada pelos milhões de utilizadores, propositadamente ou não! Assim, em vários blogues ou sites que visitei, estes dois artistas são diversas vezes confundidos entre si ou com outros que lhes seguem as pisadas, porventura em experiências ou a nível amador. Por exemplo:

- esta não me parece pintada por nenhum dos dois;

- nem esta;

- ainda menos estas;

- ou sequer esta, embora não seja de excluir que os autores possam variar de penas...

Se a pesquisa para identificar os artistas destas últimas fotos foi infrutífera (OK, consegue-se o nickname de quem as vende/vendeu num site da especialidade), ficam as imagens (da net) que "falam" por esta arte que desconhecia!

23 comentários:

  1. LINDO!
    Também desconhecia esta arte.
    Quanto às imitações da arte, não fossem as penas estar mais desmanchadas, também diria que estão lindas!:)
    beijocas

    ResponderEliminar
  2. Ah...fiquei impressionada pela pintura das outras penas da Julie. É dificílimo desenhar e pintar com esta precisão. Nem imagino o quanto o será neste material!

    ResponderEliminar
  3. já imaginaste se um dia pensarem em pintar as penas antes delas caírem dos animais?
    vai colorir muito mais a fauna :P

    ResponderEliminar
  4. Qualquer artista tem a sua marca própria, fácil de entender aos olhos dos entendidos mas nem sempre interessante aos bolsos de muita gente. E é uma pena que muito boa arte não tenha o marqueting devido.

    ResponderEliminar
  5. sim, quer na temática, quer mesmo na própria execução, as penas mais abaixo não parecem atingir o mesmo nível das primeiras. são muito interessantes por isso, o que acaba ainda mais valorizado pelo suporte escolhido. além pouco usual, aumenta o grau de dificuldade.

    ResponderEliminar
  6. Arte que encanta e que eu desconhecia, só QUERO que NUNCA aconteça o que o vício diz no seu comentário.

    Boa noite, Teté.

    ResponderEliminar
  7. Suponho que as penas estarem mais desmanchadas tem mais a ver com o tratamento que lhes dão antes da pintura em si, NINA, que evidentemente parece mais "profissional" nos dois primeiros. Os outros não deixam de ser artistas, também, mas pelo que percebi fazem estes trabalhos esporadicamente ou como hobby. A única que descobri o nome verdadeiro também é pintora, fez algumas neste suporte para venda, mas possivelmente como experiência... :))

    Mas também achei os trabalhos muito giros (carotes, também)! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  8. Caiam-lhes os ecologistas e os amigos dos animais todos em cima, VÍCIO! Acabavam por ser eles os depenados... =))

    ResponderEliminar
  9. Pois, também não sou muito entendida em arte, PAULOFSKI, mas de qualquer das formas nem as penas, nem o traço da pintura me parece idêntico... :))

    E sim, são carotas! Marketing, nestas lides, é só para os mais conceituados, os amadores têm poucas hipóteses (a não ser que tenham fortuna pessoal e a queiram esbanjar)! :D

    ResponderEliminar
  10. Exacto, MOYLITO! Não é só nas penas de aves diferentes e no tratamento prévio que lhes dão que se notam diferenças, tanto na temática como no traço da pintura propriamente dita elas são notórias... :))

    E sim, não será qualquer pintor que conseguirá pintar sobre penas, que a dificuldade é acrescida! ;)

    ResponderEliminar
  11. Também me encantou, EMATEJOCA! E claro que nunca acontece, foi mera brincadeira, ou achas que os grupos ecologistas todos iriam permitir essa fauna colorida à força??? =))

    Boa noite para ti!

    ResponderEliminar
  12. Eheheh, pois, LOPESCA, tivesse eu jeito para as artes, lá andaria enfiada em capoeiras à procura de penas soltas... :))

    ResponderEliminar
  13. Estou a ver que em matéria de passarada, desde que haja bico, o grupo e a espécie torna-se irrelevante para essas penas pintadas.

    Eu até acho que nem é preciso haver bico... para se poder fazer... coisas assim bonitas...

    ;)

    ResponderEliminar
  14. Olá Teté!

    Confesso que não gosto de tudo o que tenha penas. Nem é bem o caso de não gostar, tenho medo, mesmo.
    Mas não me importava de ter uma destas penas (dos dois primeiros pintores, claro) emolduradas cá por casa. Têm trabalhos lindíssimos, de facto.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  15. Asas, penas e bico (da caneta) davam jeito, OOPS, mas seguir esta "passarada" nem sempre é fácil! ;)

    Mas que são bonitas, lá isso são... :)

    ResponderEliminar
  16. Olá, KARENB! :)

    Sabes que a isso se chama ornitofobia, não é? E que tal como todas as restantes fobias são difíceis de curar... ;)

    Mas nos dois primeiros casos as penas são tratadas de modo a assemelharem-se a tela (pelo que entendi), pelo que só fica a forma... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  17. Talvez pela minha total falta de jeito para o desenho e pintura influencie as minhas impressões, ou as sobrevalorizando ou não permitindo uma análise perfeita !
    É para mim incrível como possa haver quem consiga fazer destas coisas !
    As 1ªs de uma perfeição do outro mundo, as seguintes talvez menos perfeitas mas mais difíceis de pintar pela irregularidade na disposição dos filamentos das penas !
    .

    ResponderEliminar
  18. Pois, também não tenho jeito nenhum para o desenho, RUI, daí também me espantar com estes trabalhos, a meu ver fantásticos! E que igualmente me parecem ter maior dificuldade (mesmo para quem saiba desenhar e pintar bem), por serem realizados numa superfície irregular... :)

    ResponderEliminar
  19. Cada um mais lindo que o outro!Deve ser difícil fazer...ai,ai,gostava de ter esse talento.rs
    Bom final de semana Teté!
    =)
    Beijo e cheirinhos bons.

    ResponderEliminar
  20. Muito bonitas! Desta vez não tenho uma preferida. Gostei de todas. ;)

    ResponderEliminar
  21. Quem não gostava, KÁTIA?! Mas pronto, não é arte que esteja ao alcance de todos... :))

    Bom fim de semana e beijocas! :)

    ResponderEliminar
  22. Também gostei de todas elas, TONS DE AZUL! :)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)