quarta-feira, 4 de agosto de 2010

RUPTURA


Há filmes assim, que nos passam ao lado, mesmo que protagonizados por actores de grande gabarito, naquele género de thriller policial que nos agrada. (quer dizer, a mim agrada-me especialmente!) 
Em "Ruptura" ("Fracture", no título original), Anthony Hopkins desempenha o papel de Ted Crawford, um engenheiro meticuloso que elabora um plano para assassinar a sua mulher Jennifer (Embeth Davidtz) - adúltera, que o trai com um polícia -  escapando da devida pena de prisão. Para o efeito conta com a previsibilidade da actuação policial e dos trâmites do processo judicial, em que se defende a si próprio, enquanto a acusação está a cargo de um ambicioso jovem advogado, William Beachum (interpretado por Ryan Gosling), inebriado pelo seu sucesso e em vias de se mudar para uma prestigiada empresa de advocacia privada.
A confissão inicial é considerada inválida pelo tribunal, as alegações do réu e a falta de provas redundam na absolvição do homicida, bem como no total descrédito do advogado de acusação. Mas o filme realizado por Gregory Hobit não fica por aqui... Segue o trailer, para quem quiser espreitar:

Muito bom! Pena exibirem estes filmes na televisão "fora de horas", a acabar lá para as 3 e meia da manhã!!!

Imagem de cena do filme da net.

25 comentários:

  1. que te ler vai pensar que tens de te levantar cedo no dia seguinte :e

    ResponderEliminar
  2. Há uma coisa chamada "gravar"!

    ResponderEliminar
  3. Parece-me bastante interessante. Vou anotar para ver se o vejo num destes dias. ;)

    ResponderEliminar
  4. eheheh, vi-o logo quando estreou no cinema! ~xf:g

    A-D-O-R-E-IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII! :z

    ResponderEliminar
  5. Os filmes "fora de horas" na televisão provocam-me dois tipos de situação; Empolgam-me de tal maneira que me tiram o sono ou então acabo todo entravadinho das costas por ter adormecido no sofá. Portantos, pelo sim e pelo não, não os vejo e vou dormir para a caminha.

    ResponderEliminar
  6. eh pá, aguçaste-me a curiosidade. tenho que procurar isto.

    ResponderEliminar
  7. Faço questão de dormir entre a meia noite e as 8 ! Assim, perco muito do que poderia ser interessante. Mesmo gravando, não faz muito sentido, porque o dia-a-dia não me permite "espaços" para ver.
    .

    ResponderEliminar
  8. "Fracture" é um dos melhores filmes que vi no género. Óptimos actores e uma história bem imaginada, razão essa, porque vi este filme já duas vezes e depois de ler o teu post apeteceu-me vê-lo outra vez. Em suma é um filme FANTÁSTICO!

    Agora vou pela terceira vez dar os parabéns ao filhote e à mãe; espero que desta vez o comentário fique.
    O primeiro comentário sobre o filme também não ficou. Foi o castigo de eu ter escrito um romance em vez de um comentário.

    ResponderEliminar
  9. Nunca percebi a razão de as televisões passarem bons filmes depois da meia noite duranet a semana e, geralmente, ao fds só exibirem porcarias...

    ResponderEliminar
  10. Olá Teté, de facto não sou muito fã de filmes policiais mas este pareceu-me interessante, principalmente porque considero o Anthony Hopkins como uma dos melhores actores de sempre. Também fiz uma revisão cinematográfica aos últimos filmes que vi recentemente. Também desisti de ver filmes na Tv, principalmente por causa dos intervalos… Ninguém merece… Beijos

    ResponderEliminar
  11. Convenhamos que não é habitual começar a ver filmes à uma da matina, mesmo com insónias, VÍCIO... :e

    ResponderEliminar
  12. Gravar, em férias, RAFEIRITO?! Onde?

    ResponderEliminar
  13. Acho que vais gostar, TONS DE AZUL! :)

    ResponderEliminar
  14. Somos duas, VANI! Pelas interpretações, mas também pela história bem burilada... :z

    ResponderEliminar
  15. Normalmente não desisto tão facilmente, PAULOFSKI, se o filme me interessa...

    Mas também é verdade que, mesmo interessante, já adormeci de caminho, com intervalos looooooonnngggoooooooosssss... :z

    ResponderEliminar
  16. Suponho que vais gostar, MOYLITO! Aproveita a dica... :D

    ResponderEliminar
  17. "Espaços" sempre se arranjam, RUI! Mesmo com esses imperativos entre a meia noite e as 8 da manhã... mas não se pode gravar tudo, sem ter ideia do que vale a pena, né? ;;)

    ResponderEliminar
  18. Concordo contigo, EMATEJOCA: é um filme fantástico, pelo argumento e actores, não por ser do género "fantástico"! :)

    Quanto ao resto não te sei dizer porque é que os comentários não saem. Sei que aqui (num portátil que não é meu e com net dependendo de vários sistemas), de vez em quando também não consigo.

    Mas obrigada à mesma, amiga! :D

    ResponderEliminar
  19. Bom filme mesmo, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, suponho que numa madrugada de 2ª feira... que também não entendo! Mas fazer o quê?! :s

    ResponderEliminar
  20. Tens razão, PSIMENTO, aqueles looooonnnnggooooossss intervalos matam o interesse de qualquer um!

    Mesmo não gostando muito de policiais, este filme tem uma componente psicológica (o modo como o assassino confesso domina a acção judicial), que certamente te agradará... :))

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  21. Parece que esse me passou ao lado... mas não vai passar mais :P

    Beijokinhasss ;;)

    ResponderEliminar
  22. Estás sempre a tempo, TÁ-SE BEM! :))

    Beijoookinhas!

    ResponderEliminar
  23. Olá minha linda!Tas bem?anotei a sugestão do filme...
    :)
    Vim mais para matar saudades,rs
    Beijo,beijo,beijo...

    ResponderEliminar
  24. KÁTIA, long time no see!!!

    Aparece sempre, mesmo que só para matar saudades. Mas o filme é booooommmm! :D

    Beijocas e cheirinhos, linda! :)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)