quarta-feira, 23 de junho de 2010

ESCOLHAM OS FERIADOS!

Fotografia de Ian Britton

Calha sempre bem, em pleno campeonato mundial de futebol, que apareçam umas deputadas a trabalhar afincadamente na Assembleia da República em prol do aumento de produtividade nacional. Com soluções simples, como a de cortar quatro feriados nacionais, num total de 13 (será que dá azar?), fora o de cada município. E deram as suas próprias sugestões sobre os que deviam ser banidos, que não vêm agora ao caso.

Como vivemos numa sociedade livre, todos nós podemos dar os nossos próprios palpites, portanto escolham neste calendário do próximo ano os menos significativos para cada um (o Domingo de Páscoa e o municipal não contam para o efeito):

1 de Janeiro - Ano Novo
8 de Março - Carnaval
22 de Abril - Sexta Feira Santa
25 de Abril - Dia da Liberdade
1 de Maio - Dia do Trabalhador
10 de Junho - Dia de Portugal
23 de Junho - Corpo de Deus
15 de Agosto - Assunção de Nossa Senhora
5 de Outubro - Implantação da República
1 de Novembro - Todos os Santos
1 de Dezembro - Restauração da Independência
8 de Dezembro - Imaculada Conceição
25 de Dezembro - Natal

Com a enxurrada de notícias futebolísticas - os que adoram futebol só vêem essas, os restantes não têm pachorra para aturar tanta futebolada e deixam de assistir aos noticiários televisivos - resta a dúvida se a proposta foi rejeitada, aprovada ou ainda está em discussão. Mas não sonhei com ladrões (de feriados), li, vi  e ouvi em vários locais, nomeadamente aqui. Mas também, se bem me lembro, a queda do cavaquismo começou quando Cavaco Silva - homem alegre, espirituoso e brincalhão - decidiu acabar com o Carnaval por decreto! 

Mas fiquem à-vontade nas vossas decisões, que cá por mim não quero influenciar ninguém...

26 comentários:

  1. Eu eliminaria do día da liberdade, o do trabalhador e mais a restauração da independência (seja esta a que for), que estão ficar obsoletos. :(

    ResponderEliminar
  2. Boa aposta, SUN! Feriados obsoletos devem ser mesmo banidos do calendário... :e

    ResponderEliminar
  3. essa gente é engraçada!
    tão preocupados com as folgas dos outros quando eles nem precisam de feriados para não fazerem nada...

    ResponderEliminar
  4. Se tivesse que eliminar 4, escolhia :
    23 de Junho
    15 de Agosto
    5 de Outubro
    8 de Dezembro

    ResponderEliminar
  5. Pois por mim seriam ( e já digo isso á muito, "que retirem 3 ou 4 feriados e me deem mais uma semanita de férias,...que assim é seguro que eu sempre gozo esses dias....ahahah):

    -Carnaval
    -25 Abril (já temos muitos feriados de revolucões que não lembra a ninguem)
    -1 Dezembro ( que a maioria dos portugueses nem sabe que revolução foi).

    O 10 de Junho, dia de Portugal já deveria englobar todas as revoluções portuguesas, ou já agora se um dia destes tivermos a Monarquia, vamos fazer mais um feriado ou substituimos pelo 5 de Outubro...ahahaha

    Mas o que eu quero é que retirem os feriados e me deem mais uma semanita de férias....isso sim.

    Beijokitas

    ResponderEliminar
  6. Olha, por mim, até retirava alguns que já ninguém sabe exactamente para que servem, senão para ir passear, como o Corpo de Deus ou a Assunção de Nossa Senhora. Somos um país laico, não se justifica tanto feriado religioso.
    Quanto aos históricos, só me aborrece que tirem o 1.º de Dezembro, porque é o único que festeja a nossa independência. Se é que isso ainda é importante.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. O 23 de Junho é feriado!!! Querem lá ver que logo hoje eu deveria estar de papo pró ar a gozar este feriado caídinho do céu... Oh Teté houve praí uma troca de datas, ou não houve? Bem, acho que os feriados estão bem assim e ai daquele que ousar mexer no meu rico dia de S. João, portantossss, faxabôre de me desejar um bom feriado para amanhã.

    ResponderEliminar
  8. Estou de acordo há feriados a mais.

    Corto:
    25DEZ (Natal) que chatisse!
    8DEZ (Imaculada Conceição...mas quem é a senhora?
    1DEZ (restauração da Independência) Para quê!? Hoje em dia ninguém se lembra da história!
    1NOV (todos-os-santos)Desnecessário...morreram todos.
    5OUT (Implantação da República) Não pactuo com actos repugnantes.
    15AGO (Assunção de nossa senhora) Fazerem a assunção a tal senhora, só na cabeça dos fracos.
    23JUN (Corpo de Deus) É estúpido. Deus não tem corpo.
    1MAI (Dia do Trabalhador)...Ah!
    25ABR (Dia da Liberdade)...Data que se tornou muito pirosa.
    8MAR (Carnaval)...É todos os dias.
    1MAR (Ano Novo)...Só para gente sonhadora e bem intencionada.

    Logo, deixava ficar apenas dois.

    Beij

    ResponderEliminar
  9. Eu cortava:

    - O dia do trabalhador, porque é anedótico e só serve para a cambada que vive à conta dos subsídios gozar ainda mais o não fazer nenhum.

    - o Carnaval, porque agora as escolas de samba já desfilam no sábado e no domingo anterior, so what's the point? Além de que é Inverno: os dias são pequenos e está frio. Boring!

    - O Corpo de Deus, porque é móvel e uma pessoa não pode planear nada em condiçoes

    - A Assunção de Nossa Senhora, embora me dê jeito que assim fico em recolhimento a celebrar a data de nascimento do grande Napoleão Bonaparte, grande génio francês, que muito admiro. E sim, tenho noção de que me vai tudo cair em cima, mas eu sou fã do Imperador. Pronto.

    Mas, e para que conste, não acho que sejam os feriados que retiram produtividade a este país. É mesmo o facto de muita gente só fingir que trabalha. E os que trabalham mesmo vão ficar lixados mais uma vez. So what else is new...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Por mim podem retirá-los todos. Se pensam que é assim que vão conseguir produtividade... Então força. Para mim a única diferença será que em vez de ficarem a casa sem fazer nenhum, ficarão num escritório sentados em frente de um pc sem fazer nenhum. Os que sempre trabalharam é que vão pagar as favas como sempre, mas quem é que se preocupa com isso!!

    ResponderEliminar
  11. Hummm nem digo nada :)

    ResponderEliminar
  12. Tudo isto é muito subjectivo, mas efectivamente há feriados que passam ao lado de qualquer comemoração - 15 de Agosto, Carnaval, 1 de Novembro, 23 de Junho e desde que deixou de seer dia da Mãe, também o 8 de Dezembro.
    Beijinho Tété

    ResponderEliminar
  13. Não fazerem nada, VÍCIO? Então andarem lá a congeminar como acabar com os feriados não é trabalhar afincadamente?! :-o

    Eh, RUI, acho que muita gente pelo país profundo não concorda nada com essa do 15 de Agosto, tradicionalmente dia de festas em muitas terras, em que os familiares emigrantes também estão presentes para festejar... ;)
    O 5 de Outubro também não teria a concordância dos Republicanos mais ferrenhos... :-w

    Hummm... por essa de trocar os feriados por férias podes esperar sentada, PARISIENSE! ~xo
    Do Carnaval já se tentou, e foi uma medida muito contestada. 25 de Abril suponho que ninguém vai sequer tentar, se lá estão empoleirados no poleiro é graças a ele. 1 de Dezembro, mesmo que as pessoas não saibam, foi um dos passos mais significativos da nossa história, certamente iria indignar todos os historiadores cá do burgo... :D
    Beijokitas!

    ResponderEliminar
  14. Concordo contigo, TERESA: Estados laicos não precisam de ter tantos feriados religiosos! Ficava o Natal e a Páscoa, quando muito aquele de meio de Agosto que sempre há imensas terreolas em festa na data, com familiares emigrantes e de todo o país a reunirem-se, a tirar alguns feriado deviam ser os restantes religiosos... Mas como a proposta partiu de duas católicas, nem sequer é essa... :)
    Beijocas!

    Oh, PAULOFSKI, o 23 de Junho é feriado de Corpo de Deus pró ano!!! :))
    Quer dizer, será, se não o banirem do calendário...
    BOM feriado de S. João para ti e diverte-te! :-L

    ResponderEliminar
  15. Eheheh, já te disseram que és mais papista que o Papa, CARLOS? Embora ele não devesse gostar nada dessa tua ideia de banir o Natal do calendário... :-w

    Curiosamente, em tom de brincadeira, ouvi uma sugestão idêntica do Daniel de Oliveira do BE: juntavam-se todos os feriados num único dia, tipo 1 de Janeiro e comemorava-se tudo em simultâneo - Ano Novo, samba do Carnaval, manifs do 25A e do trabalhador, Páscoa, passar pelos cemitérios, ceia de natal seguida de arraial e troca de prendas, etc. e tal! Claro que no dia seguinte o difícil ia ser sair da cama para trabalhar... :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  16. =)) Essa de celebrar a data de nascimento de Napoleão em vez da Assunção da Nossa Senhora deve realmente irritar alguns ânimos, SAFIRITA! Aqui só para nós, o gajo resolveu invadir-nos e não ficou lá muito bem visto cá no burgo... :D

    Quanto a não serem os feriados a ter a culpa da falta de produtividade, concordo absolutamente contigo! Além dos calaceiros, ainda há outras classe mais perigosas: aqueles que além disso não deixam trabalhar os outros, com constantes interrupções, telefonemas, mails, reuniões, a.s.o. If you know what I mean... Quando têm cargos de chefia, piora um pouco! ~v

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  17. E com essa também estou absolutamente de acordo, TONS DE AZUL: quem se lixa são sempre os mesmos! Até porque as ditas senhoras deputadas, que tão afanosamente trabalham para acabar com os feriados alheios, podem passar uma semana sem pôr os pés na AR, alegando uma qualquer indisposição...

    Mais valia que ficassem indispostas todo o ano, que pelo menos não asneiravam! :))

    ResponderEliminar
  18. Palavras para quê, LOPESCA? :)

    ResponderEliminar
  19. Olha, KIM, também não sei o que se passou, qualquer problema no blogger ou assim, recebi no gmail, os teus comentários e um meu, aqui só deram entrada mais tarde...

    Põe subjectividade nessa história de cortar feriados. E, em abono da verdade, não me lembro de em miúda haver o tal feriado do Corpo de Deus. Sei que até me espantei no ano passado, quando estive no Minho por essa altura, de ver tanta procissão. Mas também sei que o 15 de Agosto é comemorado na região com muitas procissões, que misturam o religioso com o popular. Mas tudo depende das vivências de cada um, no que concerne aos festejos... :)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  20. Acho muito bem que se tirem a maior parte dos feriados católicos e digo-te já quais.
    Dia do Corpo de Deus
    Dia da Assunção de Nossa Senhora
    Dia da Imaculada Conceição
    Dia de Todos os Santos
    No mínimo estes quatro, ou estamos num estado laico, ou não.

    ResponderEliminar
  21. O Corpo de Deus sempre existiu Teté! é um feriado móvel que normalmente 'calha' perto da do dia 10 de Junho.

    ResponderEliminar
  22. Em França foi justamente o que fizeram quando deram a 5ª semaninha de férias.....cortaram feriados e deram mais uma semana de férias e ninguem contestou.
    Sabes porquê????
    Porque as pessoas entederam que férias é seguro e certo que gozam mesmo e feriados quando calham ao fim de semana (como este ano e que foram muitos) não gozam.

    Quanto á Independência.....oh meu Deus, estavamos tão bem na Peninsula Ibérica...ahahahahahah

    E não creio mesmo que seja a eliminação de feriados que faça produzir o país.....é a falta de patriotismo, de vontade, de responsabilide...isso sim é que faz que o povo esteja sempre á espera que os outros façam o trabalho deles.....essa é que é a verdade.

    ResponderEliminar
  23. MARTA, a cortar algum feriado (ainda está por saber se isso teria alguma relevância na produtividade nacional ou se apenas no enriquecimento do patronato), também acho que devia ser por aí, como Estado laico!

    O dia de Corpo de Deus em si sempre existiu no calendário católico, salvo erro são 60 dias depois da Páscoa, mas não me lembro desse feriado em miúda, talvez por não aliar a ele nenhuma tradição. Mais tarde sim, e tal como referi anteriormente, até me espantei de ver tanta procissão lá em cima no Minho, quando estive lá por essa altura - Caminha, Ponte de Lima, etc.

    E agora, como é que achas que vai ser para esses católicos se as desocupadas... desculpa, deputadas, lhes cortarem as tradicionais procissões?! :))

    ResponderEliminar
  24. Oh minha querida nina PARISIENSE, desde quando é que os trabalhadores portugueses se podem comparar aos franceses, em qualquer nível: média de remuneração, dias de férias, idade de reforma, direitos dos trabalhadores em geral?

    Portanto, se retirarem os ditos quatro feriados, não vai haver qualquer contrapartida dessas! ;)

    Mas também não acredito que seja a eliminação de feriados que faça com que os portugueses trabalhem mais afincadamente! Antes pelo contrário, vão passar a fazer gazeta no escritório ou serviço, especialmente nesses dias, ressabiados com mais essa, tipo a vingança do tuga... :e

    Beijokitas, nina!

    ResponderEliminar
  25. por mim vão os religiosos:

    Corpo de Deus
    Imaculada Conceição
    Sexta-Feira Santa
    Assunção da Virgem

    (o de Todos os Santos devia ser trocado pelo dia dos mortos e acabar o feriado religioso, mas manter-se o feriado, mas os que têm familiares com predisposição para a horizontalidade longe, lá na terrinha, poderem ir vê-los)

    ResponderEliminar
  26. Seria o óbvio, num Estado laico, MOYLE! Ficava o Natal que é festa de todos, cristãos ou não, e os restantes marchavam!

    Mas menos óbvio ainda é o porquê das duas deputadas católicas pretenderem acabar com alguns feriados, por decreto! Querem mostrar "serviço"? :s

    A comédia ainda está em sugerirem o 5 de Outubro como feriado a banir. Quer dizer, este ano comemorava-se o centenário da República com pompa e circunstância, pró ano... xau!!! :n (não tenho aqui nenhum smile de coroa na cabeça...)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)