quarta-feira, 2 de junho de 2010

ATRÁS DAS GRADES!


Todos sabem que sou benfiquista de coração, mas nem por isso sou fanática. Gosto que ganhem e tal, no futebol, no basquete (já referi que tenho uma sobrinha que faz parte de uma equipa juvenil e que a irmã mais velha também fez?), no andebol, etc.

Não leio jornais desportivos, nem nada disso, só esporadicamente vejo jogos, mas a notícia que alguns meliantes do "No Name Boys" foram condenados a duras (?) penas de prisão, por tráfico de droga, posse de armas, agressões físicas aleatórias a várias pessoas nem-sempre-independentes-dos-cachecóis-pendurados-no-pescoço e um incêndio num autocarro de uma equipa do FCP, não me fez confusão. Aliás, até aplaudi! Daí até confundir todos os benfiquistas ou identificar a claque com aqueles sujeitos, já é outra história.

Vi na net, em blogs e em jornais (televisivos ou de papel), que dos 38 acusados 29 foram condenados, sendo que só 13 tiveram prisão efectiva e absolvidos foram só 8. Os números nem sempre batem certo, é o que dá recorrer a várias fontes de informação. Aconteceu na 6ª feira passada e até já tinha o assunto na ponta dos dedos, mas ao Sábado já me pareceu tardio, Domingo ainda mais! OK, não esqueci mas fica para outra ocasião.

Acontece que o jornal  "A Bola", resolveu não noticiar o assunto, segundo entendi. E o director ainda fez um editorial ambíguo, o que suscitou algumas indignações entre os não-benfiquistas, nomeadamente adeptos do FCP. Compreende-se!

Mas, independentemente dos crimes de que estes fulanos foram acusados justamente, há um pormenor nas entrelinhas que poucos devem ter percebido: eles foram apanhados (e bem!) através de escutas telefónicas, que o tribunal considerou válidas, face à gravidade dos crimes. O mesmo não aconteceu com Pinto da Costa, o "digníssimo" Presidente do FCP, que não tendo sido absolvido dos processos que o envolveram, conseguiu (os advogados dele) que as escutas que o incriminavam não fossem consideradas provas. Mas estão no Youtube, para quem as queira ouvir, que mais claro que aquilo é impossível...

Comparativamente, as escutas do Sócrates com o Vara, parecem de meninos do coro!!! 


Imagem da net.

21 comentários:

  1. estás-te a meter num rio de forte corrente. o que vale é que aqui só vem gente civilizada e não arriscas muito a ficar "sem pé".

    ResponderEliminar
  2. Se eu não puder dizer aqui aquilo que penso, MOYLITO, o melhor é fechar as portas ao bloguito, né?!

    Por acaso a minha corrente vai ser mais de mar... algarvio! :D

    ResponderEliminar
  3. Pois, não se devem misturar alhos com cebolas. Bestas pardas há em toda parte: no futebol e na vida (e há vida depois do futebol, acho, ou não estaria eu aqui). Eu não entendo essa paixão pela bola (nem a das claques inofensivas), mas pronto, há muita coisa no mundo que não entendo e esta não é das que me tiram o sono.

    Tu deixa vir correntes fortes, que elas entram por um lado e saem pelo outro. ;)

    ResponderEliminar
  4. Alhos com cebolas caem bem num refogado, SUN! :D

    Mas também não estaria aqui se a vida fosse só bola(s), e também ela(s) não me tira(m) o sono de tanta coisa que não compreendo.

    Suponho que às vezes me centro algures numa "twillight zone", em que nem reparo nas correntes... :)

    ResponderEliminar
  5. acho bem que tenham sido condenados, se forma provados os crimes, mas também acho que lhes devia ter sido dada a hipótese de responderem à audiência por escrito!

    ResponderEliminar
  6. Fffff, ainda bem que sou surda :D

    Eqto existir humanidade, existirão sempre espécimes destes. O que é triste é que são esses espécimes que vingam na vida...pq será...? Uns são apanhados, outros não...

    Mas, sabes que venho de uma familia de benfiquistas (tb temos sportinguistas, há de tudo lololol) e que os no name boys nunca foram bem vistos por eles e q as histórias da claque (podiam ser de qq outra claque também, e aposto que até são...) se multiplicam?...

    O futebol traz ao de cima todos os instintos primários que a dita civilização diz que domou...é a guerra de quem não tem guerra.

    ResponderEliminar
  7. Vais andar por cá sua magana??? :) se puderes dá uma apitadela :) tens o meu número para sms :)

    ResponderEliminar
  8. Isso das claques é tudo lixo!

    Tenho dito.

    ResponderEliminar
  9. tens toda a razão mas, como bem sabemos, isso nem sempre (raramente?) chega.

    sortuda... isto não está bom mpara mais nada, realmente...

    ResponderEliminar
  10. Também sou do Benfica mas tenho alergia às claques, pois apesar de reconhecer que são quem dá colorido aos jogos, têm demasiados podres para as tolerar. Acho bem que sejam condenados, pena que não se estenda a todos os implicados. Lembro-me por exemplo no jogo FCP-SLB, em que todo o país viu um indivíduo a lançar uma bola de golf ao Jorge Jesus. Foi preso? Condenado?

    Beijocas e boas férias, sua desgraçada!

    ResponderEliminar
  11. Não gosto de claques, principalmente as do futebol de resto viva o F.C.Portoooo!!
    Bom feriado:)

    ResponderEliminar
  12. Nãoesperava que tivesse aplaudido os adeptos que incendiaram um autocarro do FC Porto, Teté!
    apesar de ser ortista, revolta-me o comportamento anti-benfiquista de alguns adeptos do Dragão. O clubismo não pode ser exacerbado de forma vioenta, caso contrário, o desporto deixa de ser um divertimento, para passar a ser fanatismo. Não concorda?

    ResponderEliminar
  13. Obrigado pela explicação.Quando li o post fiquei com essa impressão.Afinal estava errado e ainda bem.

    ResponderEliminar
  14. Qualquer tipo de violência me irrita. Venha ela de que lado vier.
    Acima de tudo acho que todos os jovens que alinham neste tipo de atitudes são pessoas mal formadas e das quais os pais terão alguma culpa.
    É pena as claques não servirem para o fim supostamente criado.
    Claro que os bois se devem pegar pelos cornos.
    beijinho Tété

    ResponderEliminar
  15. Bom, VÍCIO, se eles tivessem praticado os crimes por escrito, se calhar também lhes permitiam essa defesa... ;)

    Ná, VANI, as escutas ao PC no Youtube até são legendadas... =))
    Claro que nem todos estes espécimes são apanhados, mas pelo menos os que são devem ser punidos. Da claque benfiquista ou de outras, de 'gangs' de rua e por aí fora. O futebol acicata um bocado os ânimos, mas não é culpado da violência desta gentalha, que às vezes parece servir-se dessa "desculpa" para andar à traulitada. (não seria exactamente o caso destes, que já saíam de casa armados com pistolas, tacos de basebol e mais não sei o quê, nem todas as vítimas eram de outras equipas...)
    Gente de bem não gosta de claques futebolísticas. Mas mesmo assim suponho que não se devem confundir todos os membros das ditas com estes meliantes, do Benfica ou de outras.
    Vou andar pelas tuas bandas, sim! Um bocadinho mais ao lado, talvez... :D

    Não sei se é tudo lixo, REIZÃO, mas facto é que alguns são mesmo! E quando têm o que merecem, melhor ainda... :)

    ResponderEliminar
  16. Pode não chegar, MOYLITO, mas é o que posso fazer!
    Sortuda é relativo, mas que estou desejosa de tirar uns diazitos de correntes marítimas, lá isso... :))

    Concordo contigo, RAFEIRITO, no sentido em que quase todas as claques têm demasiados podres, e que nem todos os comportamentos agressivos e violentos são punidos. Resta a esperança que algum dia se chegue lá... :)
    (embora estes meliantes não fossem esporádicos, mas habituais, segundo entendi!)
    Beijocas e obrigada!

    CONCHITA, voltaste à blogosfera?! :D
    De claques, ainda por cima violentas, poucos gostam. E não, não tenho nada contra os adeptos do FCP. Mas bom desporto é com jogos limpos, não achas? ;)

    ResponderEliminar
  17. CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA esclareci que nunca apoio comportamentos violentos, venham lá de onde vierem. Não costumo ter duas bitolas, no futebol ou no resto. E sim, concordo que o verdadeiro desporto, não passa pela violência. Nem em jogadas menos limpas de bastidores. E suponho que aí também concordamos! :)

    Sabia, KIM, que nesse aspecto estávamos em sintonia! Não quis falar dos pais desses jovens, que imagino estejam bastante infelizes, mas como é que se pode não reparar que eles guardam armas em casa, tacos de basebol e afins? E que saem assim à rua, em dias de jogo? No mínimo, também devem ser um bocado distraídos.
    Beijocas, amigo! :D

    ResponderEliminar
  18. Ó Teté, não te lamentes por ser do Benfica.
    Todos sabemos que ninguém é totalmente perfeito.
    Tu és uma pessoa fora de série.
    Tens esse defeito,... paciência !
    Ninguém deixará de gostar de ti, por isso.
    Vá lá, tem paciência. Há quem tenha defeitos bem piores !
    :)))))
    (Vá lá, agora n~ºao me respondas que é pior ser do Porto. Não era original) :))
    .
    .

    ResponderEliminar
  19. Lamentar, eu, RUI? Ná... :))

    Tenho orgulho em ser benfiquista, fico contente quando jogam bem e tal, se perdem também os apoio. Isso de só apoiar equipas quando ganham não faz o meu género.

    E pronto, entendo que os adeptos de outras equipas pensem mais ou menos o mesmo em relação às suas. Fanatismos é que já me custa a engolir. E criminosos para mim têm de ser presos, sejam eles meliantes de rua ou os tais fulanos do Apito Dourado, que se safaram por uma questão qualquer processual... :-o

    ResponderEliminar
  20. Olá Teté.

    Sou portista de coração e de bancada. Sou um pacifico e assiduo espectador, levo a familia ao estádio do Dragão consciente que lá vou passar um bom momento. Mas não o faço da mesma forma nos estádios dos adversários. E não é pelo que escuto mas mais pelo que vejo. Pena que a comunicação social não seja séria e isenta nestas questões ligadas ao futebol.

    ResponderEliminar
  21. Acontece, PAULOFSKI, que há escutas muito elucidativas! E quase todas as claques têm "ovelhas negras", mas para mim parece-me óbvio que se são meliantes deste calibre devem ser julgados e condenados. Benfiquistas ou outros.

    A questão nem sequer é o clube do coração de cada um - é de justiça! Mas neste país ninguém parece isento, no que toca ao desporto em geral e ao futebol em particular - jornais, tribunais e outros que tais.

    (em pequeno aparte: hoje li uma noticia de um homem que foi absolvido de um crime de homicídio, apesar de o ter confessado e indicado o lugar onde tinha colocado o cadáver, porque os juízes consideraram não haver provas suficientes... :e)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)