sexta-feira, 11 de junho de 2010

O HOMEM INVISÍVEL

Liu Bolin não é propriamente um homem invisível, mas aprimorou uma técnica que consiste em pintar-se a ele próprio de acordo com o fundo onde é fotografado, de modo a confundir-se com as paisagens urbanas.

Segundo consta, não utiliza photoshops ou outros truques fotográficos.

Lembram-se daqueles livros para os putos descobrirem o Wally, no meio de uma multidão? É quase a mesma coisa...

À semelhança de um camaleão, é preciso estar atento para se perceber a sua presença.

 Esta última pareceu-me a mais difícil. Encontraram?

Curioso também é que com tanta gente desejosa das luzes da ribalta - sem importarem os motivos desses escassos minutos de "fama" - haja um chinês que faz da sua "camuflagem" arte...

BOM FIM DE SEMANA!

Imagens recebidas por mail.
(Obrigada, Paulinha!)

14 comentários:

  1. muito boas as imagens (a última é mesmo a mais conseguida) e a conclusão

    ResponderEliminar
  2. Aposto em como o gajo trabalha para a banca!

    ResponderEliminar
  3. Olha estão mesmo porreiras! Sem dúvida que tem um jeito especial! E a última estava difícil, mas cheguei lá. :)

    ResponderEliminar
  4. para bem dele espero que não pense em se pintar de estrada

    ResponderEliminar
  5. Carambas, a última é mais do que difícil.
    Só o encontrei depois de ampliar a imagem.

    Conclusão: adorei este teu post, Teté, e também te desejo um bom fim-de-semana, o meu vai ser com muito stress...

    ResponderEliminar
  6. DEMAIS TÉTE......

    Isto é que é um quoproquo:)
    SUUUUrrisinhos:)

    ResponderEliminar
  7. Se o exército amarelo o contrata, o mundo está perdido!

    Beijoca e bom FDS!

    ResponderEliminar
  8. Não sou lá grande observador, mas parece-me que está o pé da roda da frente, do lado direito da imagem. Ou não?

    ResponderEliminar
  9. É indiscutível que é a mais conseguida, MOYLITO! :D

    Se fosse para a portuguesa, REIZÃO, era uma possibilidade... :)

    Também cheguei lá... pelos sapatos, TONS DE AZUL! :))

    ResponderEliminar
  10. Ui, era de certeza uma má ideia, VÍCIO!!! :))

    EMATEJOCA, já é o stress do regresso à Invicta?! :D
    Beijocas!

    Não será bem um quiproquó, SUSANINHA, talvez mais uma busca pelo camaleão... :)
    Sorrisinhos para ti!

    ResponderEliminar
  11. O perigo amarelo em acção, não é, RAFEIRITO?! :z
    Beijocas!

    Está sim, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, mas também só o descobri pelos sapatos... :)

    ResponderEliminar
  12. E vê tudo sem ser visto?
    E espreita a carteira do ministro?

    ResponderEliminar
  13. É algo de fantástico sem dúvida. Eu não conhecia. Quando era pequeno gostava de ver o Wally mas os meus pais obrigavam-me a ir à catequese ao domingo de manha quando o desnho dava. É uma das minhas frustrações de infância. Beijos.

    ResponderEliminar
  14. Ó ZÈ DO OVO, tu tem dó com os teus nicks, heterónimos,etc. e tal,que Fernando Pessoa houve só um, genial é certo, mas também um pouco destrambelhado (faz parte)... :z

    Não conheço o Wally televisivo, PSIMENTO, este que falei era em livros de BD, que entretiveram muito o meu filhote em criança... pouco mais novo que tu! E sim, teve aulas de religião e moral na escola, dadas por uma freira fundamentalista, um dia chegou a casa e disse que não queria mais, nem aulas nem catequese. Não insistimos... :))
    Beijos!

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)