sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

PONTUALIDADE

Na semana passada, nas "Crónicas de Graça #8" (do Carlos Barbosa de Oliveira e da Patti), escreveu-se sobre a pontualidade do povo português. Ou, melhor dizendo, da falta dela! Sem pretensão de lhes copiar o estilo ou a ideia, lembrei-me de um antigo colega...

O Manel, chamemos-lhe assim, teria cerca de 30 anos e desempenhava as funções de vendedor na empresa. Alentejano, bon vivant e mulherengo, não perdia uma noitada de farra! Não trabalhando na zona da grande Lisboa, dirigia-se directamente aos escritórios dos clientes, sem que os eventuais atrasos fossem notados. O director comercial - homem exigente em termos de pontualidade, embora ele próprio não primasse por ela - quando chegava a tempo e horas, postava-se à porta do departamento, apontava com o indicador o relógio de pulso e proferia um agressivo "Boa Tarde!" a todos os retardatários. Dois, cinco ou dez minutos, não importava!

Claro que o Manel, quando tinha de se apresentar na empresa de vez em quando falhava, não por minutos, mas por horas! E a malta ficava toda expectante, para ver que conversa ele ia inventar. Explicações simples de "desculpe, adormeci!" não constavam do cardápio. Todas as historietas começavam com um "nem sabem o que me aconteceu...", ditas com um ar digno e sério! Um furo no pneu não bastava, tinha emprestado o macaco a um amigo, assim não conseguira mudar a roda, tinha ido a casa do pai em busca de outro, e por aí adiante.

A melhor foi a daquele dia em que o despertador não tocou, irritado atirou-o pela janela, mas infelizmente foi aterrar em cima do capot do carro do vizinho, que lhe foi tocar à porta e travaram-se de razões (com socos incluídos), depois veio a polícia tomar conta da ocorrência e teretetéu...

As suas "desventuras" motivaram tantas gargalhadas (director comercial incluído, embora tentasse disfarçar), que todas as tretas lhe foram perdoadas!

Com a devida pontualidade, desejo um

ÓPTIMO FIM-DE-SEMANA A TODOS!


Imagem da net do quadro de Salvador Dali, "Relógio Mole no Momento da Primeira Explosão" (1954)

27 comentários:

  1. eheheheheh
    tens de reconhecer que o sr tem imaginação

    ResponderEliminar
  2. eu não sou pontual! mas isso acontece porque o chefe não é exigente com o horário de saída...

    ResponderEliminar
  3. Os espanhóis nem somos muito pontuais, mas acho que vocês nos ganham por muito. Infelizmente, nem todo o mundo se dá ao trabalho de dar explicações, menos de inventar histórias engraçadas que nos façam desistir da irritação pela espera.

    Beijoquita e bom fim-de, Teté!

    ResponderEliminar
  4. é por isso mesmo que os portugueses são melhores que os outros. não temos pontualidade? não, não temos. mas compensamos com o facto de tornarmos a vida melhor para todos :D

    ResponderEliminar
  5. detesto gente que não é pontual.simplesmente deixei de esperar

    ResponderEliminar
  6. LOOOOOOOOOOOL 8-w

    BOM FDS!!!!!!!!!!!!!! :))))))))))

    ResponderEliminar
  7. Pois eu primo pela pontoalidade e mais detesto que me façam esperar....aliás quem me conhece sabe bem que se tiver encontro marcado espero 10 minutos, a partir daí já não me encontram, seja para um jantar de amigos, familia ou de trabalho.

    Deve ser a m/costela de descendência inglesa....ahahaha

    Um avião não espera por ti se tiveres atrasado, eu também não.

    Bom fim de semana para ti também.

    ResponderEliminar
  8. Um Manel desses alegra-nos sempre os dias... Mesmo quando somos as únicas pessoas a chegar a horas e poderíamos dignamente ficar irritados. He he!

    ResponderEliminar
  9. Conheci um tipo assim. O protagonista,responsável pela maioria dos atrasos era um gato.
    Bom fds

    ResponderEliminar
  10. Acho que todos conhecemos alguém semelhante ao Manel… Por mais que estereotipadamente seja verdade que não somos um povo pontual, não acho que sejamos tão maus como por vezes pensamos.

    Pessoalmente também não aprecio a falta de pontualidade (chego mesmo combinar mais cedo com algum elemento do grupo que já sei não ser muito pontual, nem sempre resulta!).

    Mas, como uma vez me disseram numa formação, o excesso de pontualidade (chegar antes da hora) também é um cronógrafo! ;)

    Beijinhos e bom fim-de-semana também para ti,
    FATifer

    ResponderEliminar
  11. Sou pontual, sempre e se não consigo, ufa, que enrvoso, mas aqui o pessoal, chega tarde e os chefes nem dizem nada, se eles ainda chegam mais tarde, ora pois...Um beijinho e que riso ao teu colega, o homem teve mesmo azar, não copiem o acto tresloucado, despertador pla janela? minha nossa!...beijinho, laura

    ResponderEliminar
  12. Também li as crónicas da Patti e do Rochedo sobre o tema pontualidade, tendo também a ideia de contar sobre a impontualidade da minha amiga Beatriz. Talvez, ainda a conte, só que neste momento ando atarefadíssima!!!

    BOM FIM DE SEMANA também para ti!

    ResponderEliminar
  13. Imaginação não lhe faltava, ESCARLATE.DUE! :))

    Hummm... pensando bem, VÍCIO, nunca vi nenhum chefe ou patrão que exija pontualidade na hora de saída! Porque será?! =))

    Isto cá é estilo "bola de neve", SUN: um atrasa-se, na vez seguinte já são dois, depois atrasam-se todos, começam reuniões e apresentações mais tarde, o que faz com que todos cheguem atrasados aos compromissos seguintes e por aí fora... Uma patetice pegada! Mas todos achávamos piada a este fulano e às suas desculpas inventivas... :D
    Beijoquitas!

    ResponderEliminar
  14. Isto de generalizar dá sempre asneira, MOYLITO, que conheci um fulano que era um autêntico relógio de ponto: chegava à hora e saía à hora! E como éramos vários a trabalhar no mesmo local, nem precisávamos de relógio - quando o víamos ir embora, já sabíamos que era hora de saída! Convenhamos que esse não tinha imaginação nenhuma, deixava o que quer que estivesse a fazer a meio... :D

    Nem contesto, TERESA DURÃES, mas como é que fazes quando vais a um Centro de Saúde, por exemplo? ;)

    O fulano tinha mesmo um piadão com as suas desculpas esfarrapadas, VANI!!! :))

    ResponderEliminar
  15. Alguém gosta de esperar, PARISIENSE? Mas também é verdade que, à conta da tradicional falta de pontualidade de quase todos, já não me arrisco a marcar encontros onde fique de pé e desconfortável. Mas de algumas esperas ninguém nos livra... ;)
    E claro, não estávamos à espera deste nosso colega para trabalhar, só achávamos piada às desculpas que inventava!
    Beijokitas!

    Bem-vinda, MI!
    Mais que não seja dava para rir, o que é sempre um bom remédio para a rotina... :))

    No fundo, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, quando se tem um espírito inventivo qualquer desculpa serve, até o periquito... :D

    ResponderEliminar
  16. Ninguém aprecia a falta de pontualidade dos outros, FATIFER, mas alguns acham que a deles não é tão relevante... :p
    De qualquer das formas também sempre detestei aquele horrível coelho da "Alice no País das Maravilhas", sempre a correr, de relógio em punho! Mas a discussão nem era a pontualidade ou a falta dela, só as desculpas idiotas que alguns arranjam... e que nos fazem rir! (quando não somos nós a apanhar uma grande seca) =))
    Beijinhos!

    Oh, LAURINHA, achas que o homem atirou o despertador pela janela e ainda andou ao soco com o vizinho por causa do carro amolgado? Todas as historietas eram pura invenção, que depois das noitadas e copanadas por vezes adormecia e acordava lá para o meio-dia! Mas que nos fartávamos de rir, lá isso... :))
    Beijinhos!

    Também tenho amigos dados a atrasos, EMATEJOCA, aos quais vou "desculpando", mas irrita um bocado. Mas este tinha a sua piada, pelas historietas que inventava! E claro que não estava à "espera" dele para trabalhar, o que só por si contribuía para achar graça... :D

    ResponderEliminar
  17. Detesto falta de pontualidade.
    É falta de respeito para com os outros e com histórias ainda pior pois julgam-nos parvos?

    Caso se atrasem para um almoço podem encontrar-me... já almoçada :)

    ResponderEliminar
  18. Alentejano, bon vivant e mulherengo, ... como pode ser pontual ?... Claro que não pode !
    rsrsrsrsrs
    A estória está incrivel !...
    Bom Domingo, Teté.
    .

    ResponderEliminar
  19. Quem não detesta, LOPESCA? (desconfio que alguns apenas as alheias, mas pronto!) E essa é uma das soluções possíveis: não está, azar do retardatário!!! :)

    A estória já se passou há mais de 20 anos, RUI, mas o fulano era mesmo um cromo, a que todos achavam piada à conta das invenções estapafúrdias... :))
    Bom Domingo para ti também!
    (e gostei dessas fotografias antigas, ihihih!) :D

    ResponderEliminar
  20. Xiiiii nina! Fizeste-me lembrar um colega meu a quem no espaço de um ano morreram umas 6 avós eheheh

    Bem, era cá um "troca-tintas" ahahaahh

    Pois eu nunca deixo ninguém à espera e detesto gente que não cumpre horários.

    Boa semana

    jinhos

    ResponderEliminar
  21. ora, é precisamente disso que estou a falar :D

    ResponderEliminar
  22. Cara amiga Teté
    Perdoe a minha falta de pontualidade mas, à semelhança do que aconteceu com a BC (Isabel Cabral) o comentário não quis entrar. Depois, lá acabei por descobrir a avaria no teclado e o computador cumpriu a sua missão. Mas confesso que, como não fiz uma lista das pessoas amigas a visitar, esqueci-me de si. Quem conta a verdade merece castigo?
    Beijinho
    António

    ResponderEliminar
  23. Pois muito bem :) e para disfarçar este meu atraso considerável, aproveito desde já e antecipo um bom próximo fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  24. Estes fulanos são sempre uns pantomineiros, PASCOALITA, com uma família enooorme com tendência a morrer muito!!! :)) Mas sempre dão para rir um bocadinho, com tantas desculpas esfarrapadas!
    Ninguém acha graça nenhuma a ficar de plantão à espera de não sei quem! :-w
    Jinhos e boa semana para ti!

    Eheheh, pois, MOYLITO, os super-pontuais, que quando chega a nossa vez de ser atendidos numa repartição pública ou assim, desaparecem porque estão no seu horário de almoço ou de saída... :p

    Nada de falta de pontualidade, ANTÓNIO, que nem sempre estamos todos atrás do teclado a blogar, responder ou comentar. Também nem sempre tenho tempo de visitar toda a gente... :)
    Perdoadíssimo, portanto!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  25. Qual atraso, PAULOFSKI? Os fins-de-semana servem também para descansar, estar com a família e amigos (não virtuais), nem sempre há disponibilidade de andar por aqui no blogobairo... :))

    ResponderEliminar
  26. da-me mais desculpas dessas nao va o meu despertador nao tocar um dia destes. é que eu para inventar sou muito mau. ainda estou a pensar na desculpa e ja fui apanhado...
    o que nao vale ter um horario flexivel :)

    ResponderEliminar
  27. É o que se costuma dizer, FAUSTO: "Mais depressa se apanha um mentiroso do que um coxo!"

    Quanto a horários flexíveis, concordo, desde que se saiba bem que empresa é: é que em algumas, a flexibilidade só dá para a hora da saída... :))

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)