domingo, 3 de janeiro de 2010

SHERLOCK HOLMES

Para quem está à espera de (re)descobrir as histórias de Sir Arthur Conan Doyle, neste recente filme de Guy Ritchie, desengane-se! As personagens principais baseiam-se nas idealizadas pelo escritor - um dos primeiros percursores da literatura policial, a par de Edgar Alan Poe -, o cenário é o de Londres nos finais do século XIX, mas essas são as únicas semelhanças.

A aventura decorre plena de acção, com um Holmes e um dr. Watson sempre enfiados nos piores pardieiros da cidade (para os quais não foram "convidados" e onde encontram sempre oponentes), caricaturados nos seus traços e vícios mais proeminentes. Lord Blackwood clama que ressuscitou após a morte por enforcamento, aterrorizando a população com os seus rituais e poderes satânicos e a ameaça que vai mudar o mundo. O detective desconfia...

Robert Downey Jr. faz um papelão (foi nomeado para um Globo de Ouro devido a ele), muito bem acompanhado por Jude Law no papel do médico, mais sagaz que o original. A Tower Bridge em construção, palco de uma das cenas fulcrais da película, tem a sua piada - localiza a época histórica por volta de 1890! Um filme engraçado, com um enredo de acção policial a raiar a comédia, como podem espreitar no trailer:




Imagens do filme, na net.

25 comentários:

  1. Como nunca li nenhum livro da Anita Shreve, ao ler o teu comentário fiquei com curiosidade em saber se ela escreveu algum livro com esse título.
    Em 2004 ela publicou Light On Snow = Luz na Neve.

    "I am twelve on this mid-December afternoon (though I am thirty now), and I don’t know yet that puberty is just around the corner, or that the relentless narcissism of a teenage girl will make walking in the woods with my father just about the last thing I’ll want to do on any given day after school.Taking a hike together is a habit my father and I have grown into. My father spends too many hours bent to his work, and I know he needs to get outside."

    Já agora penso ler esse livro!!!

    ResponderEliminar
  2. Pois, EMATEJOCA, a confusão foi com esse título! Que li e até escrevi aqui sobre o assunto, em Julho de 2009 (não te deixo o link, pois não sei pô-los em caixa de comentários).

    Pessoalmente, gostei muito! (mas li em português...) :)

    ResponderEliminar
  3. Que mania com que vai acabar o mundo sempre. Mas se tenho oportunidade vou ver. Se dá para descontrair, chega. `_^

    Beijoquita e boa semana!

    ResponderEliminar
  4. "Aguçaste-me" a vontade de ver!

    :)

    ResponderEliminar
  5. Olá Teté!
    Já fui ver o Sherlock Holmes e o seu compincha Dr. Watson. Um filme para descontrair e apreciar. Na minha opinião, no entanto, ainda me soube a pouco... Talvez porque tenha ido com uma ideia diferente daquilo que fui encontrar. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Hum... abriste-me o apetite! :2
    E se eu já tinha ideias de o ir ver, agora então é que não o vou perder de forma alguma.

    Sempre adorei a série que dava na televisão, da qual não perdia nem um único episódio.
    Mesmo que não seja parecido... Sherlock Holmes é sempre Sherlock Holmes e é imperdível! ;)

    Beijo e Bom Ano!

    ResponderEliminar
  7. BOM ANO NOVOOOOO! :)

    ResponderEliminar
  8. Vi uma reportagem passada em Londres, sobre o filme e com entrevistas com o realizador e os dois actores. Sinceramente não me causou qualquer entusiasmo a maneira com que é tratado essas magnificas personagens criadas por Arthur Conan Doyle.

    ResponderEliminar
  9. Estive para ir ver esse filme este sabado....não fosse ter estado 4 dias no choco com a gripe!!!!

    Mas irei logo que possa.

    Beijokitas

    ResponderEliminar
  10. não entendo porque é que ele foi nomeado! por fazer um papelão?
    se ele fizesse um papelão, um vidrão, um pilhão e um... um... um... coiso amarelo que não sei o nome acabado em ão... até que entendia!

    ResponderEliminar
  11. Acabei de chegar da biblioteca, porque queria trazer "Luz na Neve" em alemão ou em inglês. Nem acreditas, não havia um único exemplar, todos emprestados.
    Fui ao teu arquivo e lembra-me vagamente de ter lido nessa altura a tua opinião sobre esse livro, embora não tenha deixado comentário.
    Tu dizes, que é muito bom e de leitura fácil. Penso sugerir a sua leitura na próxima sessão do "Círculo Literário", que terá lugar a 29 de Janeiro. Alguns membros queixam-se dos livros difíceis de ler, como por exemplo, o último. Vá ser uma surpresa ser exactamente eu a escolher um livro mais fácil, mas eu gosto de fazer surpresas!!!

    Uma outra surpresa, que vais ser tu a primeira a saber: comecei a escrever uma história polícial - eu, que detesto literatura policial!!!
    Se continuar a correr tudo bem como neste momento, continuo na blogosfera, mas quero mudar um pouco o conteúdo do meu "ematejoca azul".

    Volto mais tarde para falar deste filme.

    ResponderEliminar
  12. Está na minha lista. Restya saber se vou ter tempo para o ver.

    ResponderEliminar
  13. Tenho curiosidade em ver este filme.

    ResponderEliminar
  14. Até que enfim, que cheguei aqui para falar do filme, que ainda não vi como sempre.
    Robert Downey Jr. é um grande actor na minha opinião. Se não fosse o problema dele com as drogas, seria um dos grandes de Hollywood.
    Tu dizes, que o Jude Law no papel do médico é mais sagaz que o original... e MUITÍSSIMO MAIS BONITO!!!
    Vi o trailer e agora quero ver o filme.

    ResponderEliminar
  15. Oi Tété!
    Nunca fui um grande admirador dos filmes de Sherloch Holmes, mas acredito que este tenha algo de diferente.
    Isto não se diz a uma grande apreciadora da Sétima Arte como é o teu caso mas é a realidade.
    um beijinho, amiga.

    ResponderEliminar
  16. Por acaso este não é bem acabar o mundo, SUN, é mais moldá-lo ao jeito dele, vilão! Mas sim, gira tudo à volta do mesmo... :))
    Beijoquita e boa semana também para ti!

    Quem sou eu para "aguçar" vontades, PAX? :)

    Também pensava que fosse mais "serious", TONS DE AZUL! Mas no geral achei piada... :D
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  17. Também adorava a série, IMPULSOS, mas este está longe dos livros originais: são vários argumentistas, tem muito mais acção e alguns traços de comédia! :D
    Beijoca e Bom Ano para ti!

    BOM ANO NOVOOOOO, VANI! :-L

    Tens razão, CARLOS, o filme tem de ser encarado como uma história completamente diferente das escritas pelo escritor. Parecenças, só algumas com os dois personagens principais... ;)

    ResponderEliminar
  18. Essa da gripe é que não calhava nada no programa, PARISIENSE! :p
    Beijokitas e as melhoras para ti!

    Hummm... será um embalão, VÍCIO? :))

    Bom, EMATEJOCA, sabes que nem toda a gente aprecia os mesmos livros. Mas que é fácil de ler, lá isso é certo!
    Sabes que adoro histórias policiais, não é? E depois vai pôr no blog? É, de vez em quanto temos de dar uma volta à "casa", para refrescar e arejar um bocadinho... :)
    Mas força aí na escrita!

    ResponderEliminar
  19. Essa questão do tempo para ver, pois, calha a todos, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA! Não dá para todos os filmes e livros em lista de espera... ;)

    Pois, PAULOFSKI, nesta altura do ano é que começam a aparecer os filmes mais badalados... :D

    ResponderEliminar
  20. Também o acho um bom actor, EMATEJOCA, no caso do Sherlock Holmes (que era cocainómano, nos livros como no filme) se calhar até deu jeito essa experiência prática...
    Quanto a Jude Law, concordo contigo! Nos livros não aparenta ter essa característica... ;)

    Oh, KIM, nem todos gostamos do mesmo, obviamente! Sou fãzoca de policiais, em livros ou filmes, como outros são de poesia ou filosofia, por exemplo... ;))
    Aqui estás sempre à vontade para dizer o que pensas! :D
    Beijinhos, amigo!

    ResponderEliminar
  21. Por acaso tenho curiosidade em ver este filme, mas não vai ser no cinema que não me parece merecedor disso...

    E Avatar, já foste?

    ResponderEliminar
  22. eu querer até queria, mas está-me a parecer um bocado difícil. com muita pena minha porque o trailer é entusiasmante precisamente por algumas das razões que apontas.

    ResponderEliminar
  23. Não, FAUSTO, ainda não fui ver o Avatar, mas diga-se de passagem que, quando fui ver este, já estava esgotado. Se gostas de sensourround (ou lá como se chama aquilo), que pessoalmente detesto, este faz diferença no cinema: às tantas até parece que estás a ser atropelado pelos cavalos das carruagens... :-t
    Foi o pior do filme!

    Pois é, MOYLITO, não dá para ir a todos, tem de se escolher criteriosamente... (e mesmo assim, de vez em quando, aparecem algumas desilusões!) :)

    ResponderEliminar
  24. Hoje vou ficar por aqui, mas fartei-me de rir e adorei o teu blog.
    Eu? sou a vizinha de cima no comentário do 'Vício'

    ResponderEliminar
  25. Bem-vinda, (vizinha de cima) MARTA! :))

    Também espreitei os teus blogs e gostei! Os (poucos) posts que li estavam muito bem escritos, o que só por si já é uma mais-valia numa blogosfera pejada de erros gramaticais, ortográficos e de digitação! Ah, claro que também os dou, mas tento não exagerar... :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)