quarta-feira, 22 de maio de 2013

O GRANDE GATSBY

O livro de F. Scott Fitzgerald já fez correr muita película, para cinema ou televisão. Como nunca li o romance, nem visionei nenhum dos filmes anteriores, estava entusiasmada com este, protagonizado por Leonardo DiCaprio, Carey Mulligan e Tobey Maguire.

Logo nas primeiras cenas percebemos que Gatsby morreu ou desapareceu do mapa. Seguem-se duas horas e tal de filme, para explicar os acontecimentos anteriores que conduzem a este desfecho. Contudo, as festas e mais festas das sequências iniciais - por melhor decalcadas que sejam dos anos 20 do século passado - com bebida a rodos, muita música e animação para os convivas da alta sociedade nova-iorquina, sem se perceber o propósito ou o fim à vista deram-me uma soneira tal... que passei pelas brasas.

Depois lá se começa a delinear a amizade entre Jay Gatsby e Nick Carraway, que são vizinhos, mas enquanto o primeiro vive num palacete descomunal e dá as tais festas de arromba, sem que se lhe conheça a origem dos rendimentos, o outro reside numa vivenda mais modesta e trabalha como corretor. Mas será que a amizade entre os dois é desinteressada e não tem nada a ver com a obsessão de Gatsby pela prima de Nick, Daisy, que conheceu durante a I Guerra Mundial, mas agora está casada com Tom Buchanan (Joel Edgerton)?

Realizado por Baz Luhrmann, o filme está em 1º lugar no top da IMDb, com a classificação de 7.5/10. Um dos trailers é o seguinte:


Embora possivelmente seja um sério candidato aos Oscares do próximo ano - será que é desta que oferecem uma estatueta ao Leonardo? - e o retrato do pós-I Guerra Mundial esfuziante até ao crash da bolsa pareça ilustrativo da época, o filme não me entusiasmou tanto quanto esperava... 

Imagem de cena do filme da net.

22 comentários:

  1. Ainda não vi o filme. Há quem me dissesse que não é tão bom como o anterior de 1974 com Robert Redford. Hoje uma colega disse-me que era excelente. Quero vê-lo. Outro que está a dar muito que falar – para quem gosta do género – é Star Trek. Vi-o este fim de semana e gostei imenso. O que não gostei foi vê-lo em 3D.
    Esse livro é um dos que se lê na secundária.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Star Trek não é de todo a minha praia: detesto ficção científica, em livros ou no cinema, CATARINA! :)

      Como digo, nunca calhou ler o livro (nem ouvi falar nele no liceu), nem ver esse filme de 1974. Provavelmente também ainda não teria idade para o ver, já que o filmes estreou antes de 25 de abril... ;)

      Eliminar
  2. As opiniões vão surgindo e ando a acompanhá-las para ver se vale a pena ou não ir ver.
    Quanto ao DiCaprio, para mim há muito que se demarcou da personagem do Titanic (que foi filme que não apreciei, um filme demasiado longo para tão pouco argumento criado), e já merecia a estatueta.

    Beijocas e um bom dia*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não vi o Titanic, por escolha própria, POPPY: já sabia a história toda, como dizia uma amiga minha o filme era o Leonardo a afogar-se aos poucos, primeiro com a água pelos joelhos, depois pela barriga, depois pelo pescoço até ao desenlace final! Não me apeteceu... :)

      O Leonardo tem aquele condão de morrer em quase todos os filmes que vi dele. Acreditas que numa semana o vi morrer 3 vezes?!? :)))

      Mas também gosto dele como ator!

      Beijocas e... boa noite! :)*

      Eliminar
  3. Espero conseguir organizar-me e voltar à normalidade...isso inclui idas ao cinema!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A rotina é uma chatice, mas às vezes fazem-nos falta para nos conseguirmos organizar, ROSA! :)

      Abraço

      Eliminar
  4. Este não quero ver, já peguei no livro 2 vezes e largo-o sempre a meio ou menos, sem entender patavina :p

    Se tu adormeceste eu ia ressonar concerteza ehehe

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O livro nunca me passou pela frente do nariz, mas livro que não entendo não vou além da página 30 ou 40, MARIA! Muita paciência tens tu, de chegar a meio... :)

      Para ser franca, não sei se fui mais além das brasas... mas só no início! :)))

      Beijocas!

      Eliminar
  5. Vi partes (pode dizer-se assim...) e não gostei. Aconteceu-me como no Lincoln .

    Ando assim, meio dificil de contentar:)))

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, no Lincoln não dormi, mas entediei-me de morte, JP: detestei o filme! :P

      Não me parece que seja isso, às vezes os filmes são chatos mesmo. Apesar de tudo este é bem melhor que o outro... :)

      Beijocas!

      Eliminar
  6. Há "séculos" que conheço esse fulano ( o Gatsby ) mas da obra de Scott Fitzgerald, embora sem pachorra para o ler desde o prefácio até ao epílogo! :))
    O filme não sei! Mas gostava bastante que o mocinho de que gosto tanto - DiCaprio, claro - arrecadasse um Óscar.
    Viste os filmes "A Praia" ou "Catch Me If You Can"? São relativamente antigos, mas como os tenho em DVD, vejo-os ( via-os) montes de vezes.

    No post anterior nem tive tempo de comentar, Teté! Comprei a colecção dos Cinco e dos Sete, aos poucos claro, mas para a minha filha que adorava aquelas aventuras da Enid Blyton! Já o irmão nunca ligou muito e eu idem! Gostos! :)
    Na minha adolescência eu lia era a Corin Tellado!!

    Beijocas!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mocinho tem quase 39 anos, JANITA! :)))

      Vi "Apanha-me se puderes", mas esse d' "A Praia", não! Mas já vi muitos mais filmes dele, na maior parte deles ele acaba por morrer... Os gajos de Hollywood parece que gostam de o matar, se calhar é lá alguma invejinha... :)

      Os livros da Enid li desde os 8 anos até mais ou menos aos 12, depois foi mais a fase de policiais e romances. Corin Tellado nem por isso, mas na faculdade lia muitos romances de cordel, cansada que estava de literaturas mais sérias (e chatas, na sua maioria)... :D

      Beijocas!

      Eliminar
  7. Li O Grande Gatsby 3 vezes, embora não seja o melhor romance do americano F. Scott Fitzgerald, cuja obra conheço muito bem.

    É uma crítica ao "Sonho Americano", sonho esse, também sonhado pelo F. Scott Fitzgerald e, que também acabou trágicamente.

    O filme com o Robert Redford e a Mia Farrow vi-o várias vezes por causa do Robert, que nessa altura era tão bonito.

    Também quero ver esta nova versão, mas neste momento, a minha vida anda um pouco complicada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não li este, nem nenhum outro livro do escritor, EMATEJOCA! :)

      O Robert Redford era realmente um giraço, vi muitos filmes com ele, por causa dele! Gostei da maioria!

      Espero que essa vida complicada se resolva pelo melhor para ti!

      Beijocas!

      Eliminar
  8. Vou ver na segunda-feira. Como li o livro tenho imensa curiosidade no filme. Não vi nenhuma das outras adaptações e já li a crítica sobre esta, que não é das melhores... Vamos lá ver... ;)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então depois diz o que achaste, TONS DE AZUL! Nestas coisas já se sabe que cada cabeça sua sentença... :)

      Beijocas!

      Eliminar
  9. Eu vi uma das versões anteriores e não gostei, por isso vou deixar passar este
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não tenho muita paciência para ver novas versões, CARLOS, especialmente se não gostei das outras... :)

      Beijocas!

      Eliminar
  10. Eu gostei muito do de 1974 com o Robert Redford e já duas pessoas de quem gosto muito saber a opinião não gostaram penso que não irei ver,
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se já tivesse visto a versão de 1974, PAPOILA, possivelmente já não teria muita vontade de ver este... :)

      xxx

      Eliminar
  11. Até inspirou o Ralph Lauren para fazer uma colecção de roupa masculina, Teté.
    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dessa inspiração nem sabia,PEDRO, mas não melhora o filme, pois não? :)

      Beijocas

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)