terça-feira, 14 de dezembro de 2010

SEM AÇÚCAR!

Tanta campanha publicitária e tanto médico a desaconselhar o seu consumo, tantos produtos alternativos (desde pastilhas elásticas a refrigerantes) a bani-lo da própria composição e, de repente, gerou-se o caos: o açúcar desapareceu das prateleiras dos hiper, super ou mini-mercados e até da mercearia da esquina! 
Num desses sites bem intencionados, que pretendem dar conselhos sobre a saúde alimentar, li a seguinte afirmação: "Açúcar pode causar o mesmo efeito da cocaína no cérebro."  Finalmente, convenceram-me! Se não, porque é que os portugueses de repente viraram baratas tontas, a percorrer todos os grandes ou pequenos mercados em busca de açúcar? Porque é Natal e não passam sem a rabanada ou a filhós? E os repórteres televisivos atrás deles, em entrevistas de rua manhosas, que acabam invariavelmente com um desinspirado "aqui o senhor Zé vai ter um Natal mais amargo"...?
Duvido que a falta seja inocente ou ocasional, a matéria prima chega aos portos com a frequência habitual, as fábricas não notam quebras na produção. Portanto, o agora tão ambicionado produto eclipsa-se algures entre a refinaria e a distribuição. Porquê? Provavelmente para estipularem um aumento de preço acima do razoável. Vale a pena entrar nesta histeria de açambarcamento, com malta a levar 5 e 6 quilos para casa? Esses sim, devem ter uma consoada bem enjoativa! rsrsrsr

Imagem da net

20 comentários:

  1. Sou sobremesiano... :(

    ResponderEliminar
  2. Ahaha Ai Teté, Teté que me alargas o sorriso logo pela manhã! Nada como notícias destas para levarem o povo em corrida desenfreada aos supermercados e afins. Não há dúvida que esta estratégia de marketing resulta.
    Na próxima semana sempre podem dizer, sei lá... que a sardinha em lata vai acabar, pois será certo que esgota mesmo. :)
    E eu só não acorri à mercearia da esquina, porque tinha 3 pacotes em casa. Ou pensas que passava o Natal sem os meus mexidos e a minha aletria?! Eheheheh É que estava logo lá... Ai Jesus quem nos acode! :)))

    ResponderEliminar
  3. e pessoas que só gastam meio pacote de açúcar no café, o que fazem à outra metade?~xc

    ResponderEliminar
  4. Bem, vou começar a guardar os pacotinhos de açucar que me dão nos cafés e que eu não ponho no galão. Qto à metade que não ponho no café (ihihih, pois, sou dessas q só metem metade do pacote no café!), melhor será levar pra casa e pronto! ahahah. Bem, eu tb não uso muito açucar...

    ResponderEliminar
  5. Não sei, mas espero seja para fazer pastéis de ovos-moles...

    ResponderEliminar
  6. Esta fobia de açambarcamento é comum aos avaros. De facto, numa altura em que tanto se alerta para o perigo da diabetes, parece que ninguém liga a isso, Faz-me lembrar os engarrafamentos que havia antigamente para encher o depósito de gasolina e poupar meia dúzia de patacos. Depois essas mesmas pessoas eram capazes de de se meter no automóvel em Lisboa para ir beber uma bica a Cascais. São outras formas de vida
    Beijinho Tété

    ResponderEliminar
  7. Concordo em absoluto. E este povinho foleiro, mal soube da notícia, correu para os supermercados a açambarcar.

    ResponderEliminar
  8. Mesmo sobremesiano, MELGA, 5 quilos é um disparate de açúcar que dá para um tempão, se não virar torrão... :))

    ResponderEliminar
  9. É óbvio que se alguém anunciar que vai faltar isto ou aquilo, mesmo que seja mero boato, os açambarcadores do costume encarregam-se de que falte mesmo, TONS DE AZUL! ;)

    Normalmente também tenho um pacote a uso e outro sobresselente, não só de açúcar, como de arroz, esparguete, farinha, etc. No caso do açúcar, chega e sobra (com Natal e tudo), quando não vira torrão! :e

    ResponderEliminar
  10. Não sei, VÍCIO, mas provavelmente agora vão guardá-lo ciosamente... para as rabanadas! :D

    ResponderEliminar
  11. Também não uso muito, VANI, nem bebo café, muito menos galão. Leite... blheque! Uso para o chá, para as maçãs assadas e pouco mais... :))

    Mas se guardares todas as metades dos pacotinhos, qualquer dia fazes um bolo... =))

    ResponderEliminar
  12. Pois, CONDADO, não conheço a receita dos ovos moles, mas esses devem levar MUITO açúcar... :)

    ResponderEliminar
  13. Eheheh, realmente há pessoas muito contraditórias! :[

    Nada de confusões, se me dissessem que ia faltar arroz, batata, esparguete, pão, por exemplo, também ficava preocupada! Depois como é que alimentava aqui o meu pessoal? E falta de leite também já houve aqui há uns anos, era preocupante especialmente para quem tinha filhos pequenos. Agora açúcar?! E comprar grandes quantidades para quê? Para virar torrão? Nem são avarentos, são mais tontos... :D

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  14. Este povo às vezes é muito tonto, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA... ;)

    ResponderEliminar
  15. Eu de isto tudo só tirei uma conclusão positiva: ontem ao ouvir o telejornal aprendi uma palavra nova: açambarcar! ;)

    ResponderEliminar
  16. Não tarda e recuperam os regedores para passar as senhas...


    Boas festas com saúde até mais não poderes, Tetezinha!

    ;)

    ResponderEliminar
  17. Essa palavra já é antiga, SUN, houve épocas em que era muito utilizada para explicar o comportamento do povo, que não é só de agora... mas temos sempre esperança que "cresça e amadureça"! ;)

    ResponderEliminar
  18. Ná, não exageres, REIZÃO, que em 2011 esta "falta" fica logo resolvida! :)

    Boas Festas e muita saudinha para ti também! :D

    ResponderEliminar
  19. alguém ganhou com isso, de certeza. comam mais mel :)

    ResponderEliminar
  20. Também tenho a certeza, MOYLITO, mas mesmo que a doçaria natalícia não pudesse ser confeccionada com mel, quer dizer, também não é caso para pânico ou açambarcamento, né? :n

    ps - na semana seguinte já havia açúcar q.b. no mercado...

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)