quarta-feira, 7 de novembro de 2007

BANHO DE ESPUMA

Um banho de espuma faz milagres pela minha boa disposição. Descontrai-me, liberta-me de preocupações e irritações. Tenho a vaga sensação que nos próximos tempos vou tomar vários, que a saúde dos familiares mais idosos está a descambar em maleitas e doenças cada vez mais constantes e imprevisíveis. Mas como isto não é um diário, toca de seguir em frente.

Quando entro na banheira, lembro-me quase sempre da música da Rita Lee: “Que tal nós dois, numa banheira de espuma? O corpo caliente, um dolce farniente, sem culpa nenhuma...” Sorrio! A banheira dela deve ser bem maior do que a minha, talvez do género hollywoodesco. Aqui, mais do que um adulto ia parecer o Metro à hora de ponta em dia de chuva. Está certo, as actuais servem apenas de suporte para os pés, enquanto se toma um duche rápido. Em ritmos cada vez mais acelerados, que não dão lugar a qualquer pensamento, excepto um eventual e apressado: “Que raio, acabou-se o gel!”

Relaxo ao som do murmurar das bolhas que se vão desfazendo na água quente, brinco com novelos de espuma, observo o engelhar da superfície dos meus dedos.

Está na hora de sair e começar um novo dia!

24 comentários:

  1. Hou lá, hou lá!
    De quem é esta naviarra?

    Ehehehehe!

    Não comento duches alheios...

    ResponderEliminar
  2. Tá-me a apetecer uma bela ducha, tá sim. Com essa descrição, só podia estar a apetecer.
    Não sou adepta dos poolibans, ou lá como se chamam ou escrevem, eu cázinha gosta de estar sentadita com a água a escorrer pelo pescoço.
    Banho de espuma, nunca mais tomei, pois fica frio num instante e eu gosto de água a ferver...

    É isso mesmo, é um novo dia. E nada melhor do que um banhito de espuma para nos re-encher de força para as leis da vida. :-)

    ResponderEliminar
  3. há séculos que não tomo um destes!
    se calhar é o que me anda a fazer falta!!!

    ResponderEliminar
  4. Tomar banho?!
    Vocês tomam banho?
    Que malta mais elitista!

    ResponderEliminar
  5. Este capitão não comenta nada e é capitão de quê? ehhh ao menos é engraçado...

    Duche e musica, que bom, até me esqueço das mordomias que poderia ter se ouvisse, mas, nem penso nisso, só de vez em quando..agora só digo assim, espera mais uns meses e vais ver, e vou aguardando...
    Beijinho e claro que dois no banho, só no tempo de namoro que depois...

    ResponderEliminar
  6. falas do tamanho da tua banheira, mas sem fotos não dá pra ter a noção certa do tamanho :P

    ResponderEliminar
  7. Eu adoro banho!!!! E desse jeito então?huuuuummmmm....com direito a Rita Lee e tudo!Hahahahaha
    Bons banhos pra você!
    Beijo!

    ResponderEliminar
  8. Então e a consciência ecológica? Então e a falta de água? E a poluição provocada com essa espuma toda? Querem ver que vamos ter de mandar a brigada da Quercus a uma certa casa? ;)

    ResponderEliminar
  9. E acresentaria perfumada... saudades de quando as bolinhas perfumadas eram novidade...Eram banhos sem conta para experimentar novo aroma :)

    ResponderEliminar
  10. Eh, eh, eh! Já encontrei, Capitão! Pelo menos numa das falas, de Joane: "É esta naviarra nossa?"
    Os duches, realmente, não têm nada para comentar...

    Vanadis, também gosto de duches, mas um banhinho de espuma relaxa-me muito mais. E há alturas em que temos de estar assim, para termos força para (ajudar os outros a) enfrentar as tais leis da vida!

    Inês, experimenta, porque não? Mal não faz...

    ResponderEliminar
  11. Rei da lã, aqui a malta é toda assim! Elitiiiista, até dizer chega, ah, ah, ah!

    Laurinha, ele é Capitão da sua... naviarra, eh, eh, eh! Mas é engraçado mesmo! Dois no banho, só no tempo das banheiras mais fundas, compridas e largas, eh, eh, eh! Ou, eventualmente, nas hollywoodescas...

    Vício, pois é uma pena, não ter aqui a máquina fotográfica à mão, ah, ah, ah!

    ResponderEliminar
  12. Kátia, ele há coisas boas na vida, não há? E quando nem tudo corre como gostaríamos, um bocadinho de boa disposição também calha bem!

    Rafeirito, não! não! não chames esses gaijos cá a casa! Gosto de tomar banho sossegada e ainda me iam contabilizar os litros de água e analisar os poluentes que seguem para o ralo...

    Pois é Ahklinha, ainda tem essa vantagem de nos sentirmos perfumadas no final. E é tão bom!

    ResponderEliminar
  13. Um banho desses, com direito a massagens, uma boa música é essencial fazer-se muito de vez em quando para o nosso bem-estar. Porque é que o momento do banho há-de ser apenas mais um reflexo corrido do dia-a-dia, em que tudo é "fast" qualquer coisa?! Mas o Tempo foge-nos...

    ResponderEliminar
  14. Não lembro tomar banho desde que era pequena. Eu sou de duche. Relaxar-se? Na vida! Para encher-se de força não há como um bom duche de água fria. Brrrrr!

    ResponderEliminar
  15. Banhos de espuma sabem sempre muito bem, sem dúvida!! Porque isto de acelerar até no banho, não tem nada com nada!! O melhor mesmo é relaxar e aproveitar para colocar os pensamentos em ordem enquanto a Rita Lee nos ecoa ao ouvido.

    ResponderEliminar
  16. Fã incondicional dos banhos de espuma. Fazem bem à alma! O pior é mesmo, "está na hora de sair e começar um novo dia".

    Por falar nisso, está na hora de tomar um.
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Teté, tu corre-me com o Rei da Lã, esse badalhoco piolhoso!

    ResponderEliminar
  18. que inveja. Nunca tomei um banho de espuma :(

    Banho é sempre a correr. Já pensei em tomar banho à gato mas nao me parece que agrade a muita gente.

    ResponderEliminar
  19. Su, com tanto "fast" a malta anda a perder a noção do que é viver a vida, com alguma sensação de alegria e felicidade...

    Sun Iou Miou, duche de água fria, nem no pino do Verão. Brrr, fiquei arrepiada com esta!

    Tons de azul, é que a música nem precisa de tocar mesmo. Está dentro da minha cabeça, eh, eh, eh!
    Acelerar no duche ou no banho? Faz sentido? Uma vez por outra, quando se acordou tarde e há compromissos... Mas como regra?!

    ResponderEliminar
  20. Aninhas, estás de volta! Então um bom banho para ti, que amanhã dou-te uma apitadela...

    Pelintra, correr com o Rei da lã? Coitado, um "rapaz" tão simpático, que só não é muito dado... a banhos? Ná, ouvi dizer que vocês até eram amigos!

    Então, Fausto, ainda estás em muito boa idade de experimentar! Quando fores muito velhinho é que não é aconselhável, porque aí podes não conseguir levantar-te sozinho da banheira, eh, eh, eh!

    ResponderEliminar
  21. Adoro banhos de espuma e sou uma felizarda por ter uma banheira muito grande (é pouco ecológica porque leva muita água...) e com jacuzzi, embora não utilize muitas vezes porque faz um bocado de barulho e estraga o clima relaxante (tem mais de 20 anos!). Experimenta põr umas velas em vez da luz da casa de banho, só que aí és capaz de te esquecer do dia que tens de começar...
    Bons banhos...

    ResponderEliminar
  22. Gosto muito de banheiras para dois se houver dois. Gosto que a minha companhia seja "dirty" para eu a lavar bem lavadinha, é por isso que a minha banheira é maior que a casa de banho!

    ResponderEliminar
  23. Oh Inês ainda me fartei de rir com essa do jacuzzi ser pouco relaxante à conta do barulho. A minha também tem uma coisa semelhante a um jacuzzi (a banheira já não é a original da casa, daí ser mais pequena, estreita e funda, porque era das poucas que cabia no local), que nunca abro pela mesma razão. Tem outro nome, tipo banheira de massagem, ou coisa.
    A ideia das velas parece-me boa...
    Boas banhocas para ti também!

    Ah, Crestfallen, sempre a puxar a brasa à sua sardinha. Hummm, não sei porquê isto soou mal...?! Mas afinal, tens uma banheira, ou uma piscina?

    ResponderEliminar
  24. Banhos de espuma levam o seu tempo. Quer na preparaçao quer na apreciação... ainda não tenho casa onde possa fazer o dito banho. Cá em Lisboa é sempre a correr e em Abrantes, bem... é Abrantes.

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)