sábado, 13 de julho de 2013

A INTELIGÊNCIA FOI DE FÉRIAS?

Evo Morales, o presidente da República da Bolívia, esteve em Moscovo e parece que declarou numa entrevista ter alguma simpatia pelo ex-agente americano Edward Snowden, que revelou ao mundo que os serviços de espionagem dos EUA continuam a funcionar em grande e a vários níveis, incluindo indústrias, empresas ou simples privados, dentro e fora do seu território. Mas alguém tinha dúvidas nesse capítulo?

Claro que os governantes norte-americanos não simpatizaram com a divulgação dos casos e andam a perseguir Snowden, que de momento está em Moscovo e à espera de asilo político em algum país da América latina. Isto porque Putin concorda em asilá-lo, mas ele tem de permanecer de boca fechada. (ou a fazer o mesmo serviço, para as autoridades russas?!? Hummm...)

Pior é que o presidente Morales estava de regresso à Bolívia no dia 3 de julho - nós por cá a assistir a demissões sucessivas... - e a suspeita (não se sabe lançada por quem?!?) de que o ex-espião americano estava escondido no avião, determinou que Portugal, Espanha, França e Itália recusassem o reabastecimento do aparelho, necessário para prosseguir viagem. Acabou por aterrar de emergência na Áustria e as autoridades locais revistaram o avião, não encontrando o "criminoso" a bordo...

Agora se isto pode acontecer com um avião presidencial - que não era só o presidente a ir lá, mas toda a comitiva e tripulantes - já imaginaram num vulgar voo comercial, com pessoas anónimas? Medo, muito medo!

Mas o ponto da situação é este: tanto quanto se sabe, Julian Assange continua alojado na embaixada do Equador, em Londres, sem poder seguir viagem para o país que lhe concedeu asilo, com estes "polícias" à porta...

E cartazes e manifestações em defesa de Snowden também não faltam, pelo mundo inteiro, porque por muito medo que nos queiram inculcar, uma coisa é certa:

nenhuma destas arbitrariedades revela o mínimo de dignidade em relação aos direitos humanos, à liberdade ou à democracia. Verdade seja dita, nenhum sensato cidadão comum aprova estes métodos de invasão e profanação de tudo o que é elementar para uma salutar convivência em sociedade.

A inteligência dos "donos do mundo" também foi de férias? Perseguir, enclausurar (mesmo noutro território), prender, "julgar", condenar, matar ou executar sumariamente numa qualquer esquina o dito "inimigo", fará com que todas as vozes se calem? Pois...

Imagens da net e do facebook

22 comentários:

  1. O "amigo americano" é assim!
    Não se compreende tanta submissão em relação aos States!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não se compreende mesmo, ROSA! E esse "amigo" só pode ter aspas... :S

      Abraço

      Eliminar
  2. O Tio Sam nunca primou pela inteligência, só que tem a força brutal das armas .

    É só lembrar o bombardeamento de Dresden e as bombas atómicas sobre o Japão.

    E, por isso, sete soldados do exército de Israel , que ele apoia sem condições, ontem prenderam e interrogaram um menino árabe de 5(cinco) anos porque atirou uma pedra a um tanque . Vendaram o pai e fizeram-lhe o mesmo. Foram reprendidos, mas só porque não deveriam ter feito com câmaras por perto!

    E a Europa deveria ter mais dignidade e vergonha, já que não se preocupou com os aviões dos EUA carregados de prisioneiros ainda sob tortura em Guantánamo!

    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. SÃO, não considero especialmente "espantoso" que os americanos utilizem toda a tecnologia e espionagem ao seu alcance para obter vantagens. Quer dizer, não é de agora, sempre fizeram isso, com ou sem atropelos dos direitos humanos.

      Essa história para mim é novidade, mas também não me admira muito que interroguem crianças de 5 anos. Faz parte do estilo cowboy!

      Mas concordo que a Europa devia ter mais vergonha, por tudo o que tem feito ou tentado ignorar ou minimizar em comportamentos deste tipo, da parte do "amigo americano". Com "amigos" assim, quem precisa de inimigos???

      Boa semana para ti!

      Eliminar
  3. Na Alemanha, o escândalo de espionagem dos EUA desencadeou uma onda de indignação muito mais forte do que em outras nações. Claro que o medo da vigilância tem causas históricas.

    Na minha opinião, a internet não passa de um gigantesco aparato de vigilância!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. Sempre achei o mesmo.

      Eliminar
    2. O que me espanta, EMATEJOCA, não é a notícia em si, mas que as pessoas que estão à frente dos diversos países europeus nunca terem aventado a hipótese de serem igualmente espiados, quer mantenham melhores ou piores relações com os EUA. Mas também não sei até que ponto essa indignação não será fictícia, estando (alguns) deles a fazer exatamente o mesmo... Nem tudo o que parece é!

      Se como cidadã comum desconfiava ou suspeitava, achas que nenhum desses dirigentes pensou sequer na vaga hipótese? E não, não acredito que sejam todos lerdos das ideias, que não prevejam os piores cenários...

      A internet, as redes sociais e tudo mais é um dos mecanismos usados para essa mesma espionagem, quer seja de um estado em relação a outros, quer seja do A, B ou C, que querem saber da vida do D, E ou F! Mas se as pessoas vulgares de lineu não entendem isso, e continuam a insistir botar toda a sua vidinha escarrapachada na net, é claro que se sujeitam. Agora é assim, há pessoas que não têm razão nenhuma para esconder algumas facetas da sua vida, outras só têm a perder... ;)

      Eliminar
    3. Suponho que todos concordamos, PORTUGUESINHA!

      Eliminar
  4. O "argumento" deles (donos do mundo) é que têm um sistema de lei e acreditam no funcionamento das mesmas. LOGO, o indivíduo procurado e perseguido deve se entregar e se submeter à aplicação dessas justas leis.

    Mas na prática sabe-se que não é tanto assim e o que está em causa é maior do que alguém ter "soprado o apito" e apontado o dedo a uma das maiores potenciais mundiais. É importante que este tipo de coisas aconteça. Se ninguém as denunciar, atrocidades serão cometidas sem que o MUNDO tome conhecimento. E a impunidade vai exatamente para aqueles que, sobre a capa de SALVADORES PROTECTORES do mundo, cometem vis actos de VIOLAÇÃO de direitos e liberdades contra a Humanidade.

    Vi uma vez um filme verídico sobre uma mulher que foi trabalhar num país e descobre que a rede de tráfico, prostituição e crime era toda organizada por americanos, colegas de embaixada. Quando tentou os denunciar quase morreu, foi auto-exilada e nada mudou muito em relação àquele povo explorado. Só mudaram os carrascos, não cessou a violação dos direitos humanos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vinda, PORTUGUESINHA!

      Começo por dizer que acho muito bem que os americanos acreditem nas suas leis e justiça - que não é igual em todos os estados, mas no geral todos creditam que é bom, mesmo com falhas e erros e podem acontecer em todo o lado! Agora o que eles não podem fazer é fazer com que todo o mundo se sujeite a elas fora do seu território ou passe a ignorar o direito internacional, à medida das suas conveniências.

      Tanto quanto sei Assange não é cidadão americano, Snowden é, mas encontrava-se fora do território quando divulgou o caso. Que é grave e lesivo para todos os outros países, que pelo menos fingem assobiar para o ar... ;)

      Agora a certeza que tenho é que eles querem punir exemplarmente estes ditos "espiões criminosos", que deram a conhecer ao mundo facetas mais que reprováveis das suas relações internacionais. O que considero mais grave é que todos estes governantes parecem alinhar nisto, pelo que eles próprios também devem ter "telhados de vidro". Isto porque não acredito na teoria que são todos totós...

      Mas os vulgares cidadãos do mundo devem ficar preocupados, porque afinal os direitos humanos só são "bandeira", se isso interessar aos americanos...

      Eliminar
  5. Não há mundo livre e há mais do que um dono.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que há mais que um dono, todos sabemos, LUISA! E que a liberdade é relativa, também... ;)

      Eliminar
  6. CONVITE
    Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
    Eu também tenho um, só que muito simples.
    Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
    Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
    Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
    E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
    Força, Paz, Amizade e Alegria
    Para você, um abraço do Brasil.
    www.josemariacosta.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá passarei pelo seu blogue, JOSÉ MARIA! E comentarei, se for o caso... :)

      Bem-vindo!

      Eliminar
  7. Eu também acho que já ninguém é livre e que há mais que um dono :(
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achamos todos, PAPOILA! Infelizmente, no que toca à liberdade... ;)

      Eliminar
  8. Anónimo7/14/2013

    Oh, Teté! Como pode ter ido de férias algo que não existe??:))

    Beijinho e boas férias para ti!:)

    Janita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JANITA, eu não acredito que não exista, agora suponho que toda esta gente é muito hipócrita e prefere passar por parva, antes de mostrar o próprio "jogo". Pior é que é todo igual, portanto dois cidadãos que revelem o de um, são potenciais reveladores de outros e alvos a abater... mesmo que isso enfie os direitos humanos debaixo do tapete, enquanto se varre a "casa"! Cambada, é o que é! :P

      Beijocas e boas férias para ti, que as minhas ainda não começaram! :)

      Eliminar
  9. Permita-me só acrescentar que proibir o voo de Morales, por suspeita de que lá vá Snowden e permitir o sobrevoo de voos da CIa transportando presos para Guantanamo, não é só a hipocrisia a que me referi no CR, mas também a perversão completa da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que é, CARLOS, e embora não me tenha esquecido disso, só isto já revela o completo atropelo desses direitos humanos, que só são invocados quando convém. Hipócritas! Tanto os que ordenam, como os que cegamente as cumprem... :S

      Beijocas!

      Eliminar
  10. A inteligência talvez não, porque burros não são, não têm é escrúpulos no momento de olhar a meios para atingir os fins. O que foi de férias foi o bom senso e o respeito, porque toda esta salgalhada está revestida de diversas linhas que revelam a falta de respeito pelas pessoas, e pela liberdade que cada país tem sobre si mesmo. Os EUA podem defender o que bem entenderem, não podem é impor-se como se fossem donos da razão, como se se achassem no direito de espionar tudo e todos... Depois toda essa vassalagem ao lado de lá, também não a entendo... Honestamente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Absolutamente de acordo, POPPY! A crise aqui é de valores, que só são embandeirados quando lhes é conveniente, mas esquecem-se sempre dos direitos humanos quando lhes interessa. Além que uma coisa é imporem leis aos seus cidadãos no seu território, outra exigirem que os outros governantes lhes sigam as ordens. O pior é que seguem, mesmo que elas sejam contra os valores e leis aceites em todas as sociedades ditas civilizadas! Cambada de gente sem escrúpulos, é o que é!

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)