terça-feira, 5 de agosto de 2008

ESTUFA FRIA

Em passeata domingueira resolvemos ir à Estufa Fria, no Parque Eduardo VII, em Lisboa. O bilhete de entrada custa 1,61€ por adulto, as crianças não pagam até aos 12 anos. No Verão fecha às 18 horas, a bilheteira meia hora antes.

Desenganem-se desde já os lisboetas - ou turistas nacionais ou estrangeiros - que em dias de calor de fria só tem o nome. Para não referir a quente, que frequenta o mesmo local. Enfim, existem umas grutinhas meio escondidas, com uma temperatura mais fresquinha!

Bom, o passeio em si é agradável, cheio de vegetação conhecida ou mais exótica, flores, lagos, estátuas e vários animais: peixes, patos, cágados, rãs e até uma faisoa com os seus filhotes (que só se deixou fotografar pelas "traseiras", a fugir de nós a sete pés). A fúria fotográfica estava no auge, convenhamos que as árvores são mais pacientes para permanecer em pose...

Perto de uns repuxos vislumbrámos uma frase lapidar, inscrita numa parede: "Os exércitos e as doenças redefinem-se a todo o momento." Não entendemos o que tinha a ver com o ambiente do jardim, aposto que está lá desde o tempo da Maria Caxuxa.

Quase assim a título de benesse, nem vou falar do homem que, com o filho de um ano e picos ao colo, começou a atirar umas pedras da gravilha do chão à rã, para ele perceber que era um animal, a mulher, ao ver a minha cara de pau, lá lhe disse: "Ó Zé?!" Nem da alentejana (a pronúncia é lixada, não é?), que do alto das suas sandálias de salto alto, andava ali a tentar equilibrar-se na gravilha e nas escadas de pedras irregulares... Oops, descaí-me!

Sofisticado é o esquema de colocarem os visitantes na rua: às 17h30m, um guarda começa a berrar "vai fechar!", imparavelmente. Resulta!

14 comentários:

  1. Está-se a ver que encontraste lá uma fauna variada, Teté (`_^).

    ResponderEliminar
  2. ahhhhhhhhhhh (recordando) a Estufa Fria... hihihihihi, que calor!!

    beijo d'enxofre

    ResponderEliminar
  3. O Zéi e a esponja de saltos altos provavelmente faziam parte das atracções da estufa. ;-)

    ResponderEliminar
  4. Portugal português, não é, Teté?
    ;)

    ResponderEliminar
  5. quer dizer que se as crianças passarem lá mais de 12 anos começam a pagar?

    ResponderEliminar
  6. Olha, na República Dominicana, chamam o pessoal para o embarque no avião, com um megafone. Nós estamos quase lá .... :-)

    ResponderEliminar
  7. é uma estufa portuguesa com certeza,
    é com certeza uma estufa portuguesa

    ResponderEliminar
  8. Fartei-me de rir com aquele comentário do vício!!
    Pois...já não vou há uns dois anos ou mais à Estufa Fria e também fiquei com essa impressão que de fria só o nome!! :)) Mas é um local muito bonito.
    Gostei daquela expressão da "fúria fotográfica"!! :P

    Então tu já conheces o match de biombos?! Onde é que andam os biombos dele? Évora, não?!

    :)))

    ResponderEliminar
  9. estou escandalizada... na verdade é no verão que os selvagens e os primitos saem das tocas; e o problemas é que saem todos e o problema maior é que nós andamos por aí e cruzamo-nos com eles.
    Fiquei indignada; mas irei à estufa fria, há anos, muitos anos que lá não vou.
    bjs

    ResponderEliminar
  10. aiiiiiiiiiiiiiiiii looooool lolololololol,não só me parti a rir como poste,como com os comentários, looooooooooooooool!!! esponja de saltos altos????? passar lá doze anos????
    eh pah, por mim,o guarda podia berrar o que quisesse...=DDD

    ResponderEliminar
  11. Muito variada mesmo, SUN! (`_^)

    DIABBA, bem sei que gostas de ambientes quentinhos...
    Jinho "enxofrado"! :)

    ANA, não sei se eram "artistas" contratados... Mas tive pena da coitada da rapariga alentejana, que tentava sorrir, lá do alto dos seus saltos... :)

    É isso mesmo, CAPITÃO! ;)

    VÍCIO, sim, suponho que nessa hipótese começam a pagar... :D

    ResponderEliminar
  12. A estufa fria está na minha lista de 'revisitas' há imenso tempo...
    Só acho é que devias ter pegado num calhau e mandado à cabeça do paizinho da criança. Há gente que não se manca, mesmo!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Pois, ANA, esse método da República Dominicana também é bastante sofisticado... Este nem megafone tinha! :)))

    Pois, MOYLE, vai bem com um faduncho... à portuguesa!

    SU, o Vício (ex-lobo solitário) tem um sentido de humor muito apurado... :D Tirámos imensas fotos, mas só algumas estão escapatórias.
    O biombo está no restaurante do mano, lá para os lados de Redondo. Até tinha um nome muito engraçado (o biombo), que agora não me recordo... :)))

    JASMIM, o que vale é que o Zé tinha má pontaria e nenhuma das pedrinhas acertou na rã, que nem se mexeu...
    A estufa fria é um bom passeio, preferencialmente em dias que não estejam muito quentes e com uns ténis ou mocassins...;)

    Ná, VAN, não tinhas sorte nenhuma com aquele guarda, que parecia andar atrás de nós como uma vassoura a varrer o pessoal e ia fechando as portas por onde passava, à medida que ia berrando... :D

    ResponderEliminar
  14. SAFIRITA, também estava na nossa lista há séculos...

    Primeiro coloquei só a minha cara de pau, mas estava pronta a intervir se ele repetisse a "brincadeira". Enfim, não com um calhau, mas dizendo qualquer coisa. Também não queria ser responsável por deixar a criancinha orfã... ;)

    Jinhos!

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)